Patricia Franco vence Ironman 70.3 no Rio

Crédito: Fábio Falconi/Unlimited Sports

Brasil e Argentina ficaram com os títulos do IRONMAN 70.3, realizado na manhã deste domingo, no Recreio do Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A mineira radicada em São Paulo, Patrícia Franco, foi a mais rápida no feminino e garantiu a segunda vitória na temporada – havia vencido em Florianópolis, em abril -, enquanto o argentino Emmanuel Iodice ganhou no masculino pela primeira vez no Brasil.

Crédito: Fábio Falconi/Unlimited Sports

Patrícia completou os 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21.2 km de corrida com o tempo de 4h35min01, seguida por outras duas brasileiras. Mary Ortega, com 4h45min48, e Flávia Meyer, com 4h49min04. Já Iodice completou a prova com o tempo de 4h07min09, seguido por dois brasileiros, Cid Barbosa, com 4h08min44, e Rodrigo Silveirinha, com 4h12min13. A competição reuniu mais de mil atletas de 23 países.

A etapa carioca do Circuito IRONMAN 70.3 no Brasil aconteceu em um dia de muito sol e temperatura alta, deixando ainda mais belo o cenário da competição. Por outro lado, o calor e o percurso técnico deixam a briga pelo primeiro lugar ainda mais emocionante e dura. Os competidores, por sua vez, fizeram em ganharam suas medalhas com mérito.

Atravessando um excelente momento, Patricia Franco confirmou a condição de favorita entre as mulheres. Nem mesmo o fato de ter o pneu furado em parte do ciclismo acabou impedindo a triatleta do somar mais um importante título na carreira. Ela conseguiu o reparo no pneu e simplesmente fulminou as adversárias na corrida para cruzar em primeiro lugar no geral, com vantagem de mais de dez minutos em relação à vice-campeã.

“Competir no Rio é incrível. Essa atmosfera contagia e mostra porque é a Cidade Maravilhosa. Não nadei bem, pois sei que posso fazer muito melhor. Depois furou o pneu da bike, mas o reparo da equipe de organização foi muito rápido, o resultado na corrida foi extremamente positivo. No todo, gostei muito do desempenho, mas estou certa que poderia ter ido ainda melhor e isso anima muito”, declarou a campeã no Rio de Janeiro em 2022.

Argentina vence pela primeira vez entre os homens no Recreio dos Bandeirantes

A sexta edição apresentou um país novo no topo do pódio masculino. Pela primeira vez, um argentino foi o primeiro colocado e recebeu todo o apoio do público carioca, deixando a tradicional rivalidade entre os dois países de lado. A jornada do triatleta não foi fácil. Num comparativo com o segundo colocado, ele foi mais lento na natação e no ciclismo, mas conseguiu o melhor tempo da corrida e uma vantagem de quase quatro minutos, assegurando o primeiro lugar.

Iodice estava emocionado com a conquista, que teve um sabor especial. “Prova muito boa e um percurso muito rápido, com exceção da serra. A corrida pela orla é muito linda e, apesar do calor, consegui um ótimo tempo. É muito bom vencer, mas esse primeiro lugar foi uma revanche para mim. Nas duas outras vezes que competi no Brasil deixe escapar no final, mas desta vez não diminui o ritmo até cruzar a linha de chegada.

Já o potiguar Cid Barbosa avaliou sua apresentação como bastante positiva neste domingo numa prova com nível técnico alto.”Não esperava nada fácil, mas estou bastante contente. Gosto de correr no Rio e estive aqui em 2017 e agora estou de volta. O importante foi vir aqui e fazer o que treinamos. Outro motivo de alegria é poder competir em um mesmo evento com meus alunos”, afirmou o atleta, que foi campeão do IRONMAN 70.3 Maceió em 2018 e vice-campeão em Florianópolis neste ano.

A etapa distribuiu 45 vagas, divididas pelas diversas categorias, para o IRONMAN 70.3 World Championship 2022, programado para os dias 28 e 29 de outubro, em St. George, no estado de Utah (EUA). Depois da abertura do circuito na capital catarinense e da prova no Rio de Janeiro, as cidades de Maceió (7 de Agosto), São Paulo (11 de Setembro) e Fortaleza (6 de Novembro) também receberão o Itaú BBA IRONMAN 70.3.

Resultados 2022

Masculino

  1. Emmanuel Iodice (ARG), 4h07min09
  2. Cid Barbosa (BRA), 4h08min44
  3. Rodrigo Silveirinha (BRA), 4h12min13.

Feminino

  1. Patricia Franco (BRA), 4h35min01
  2. Mary Ortega (BRA), 4h45min48
  3. Flávia Meyer, 4h49min04

dungo

Jornalista, corredor e admirador da cidade maravilhosa

E o que achou sobre esse assunto? Contribua com o Esportes de A à Z! Basta preencher o comentário abaixo.

%d blogueiros gostam disto: