Com modalidade olímpica em disputa, Park Jam acontece em Itajaí, com os maiores nomes do skate mundial

Com modalidade olímpica em disputa, Park Jam acontece em Itajaí, com os maiores nomes do skate mundial Competição começa hoje em Itajaí-SC. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ
O Park Jam acontece de 24 a 28 de janeiro, e os atletas já vivem a expectativa para o evento que será realizado no Édem Skatepark, em Itajaí (SC), na Praia Brava. O estado de Santa Catarina é um dos berços do skate nacional, que já revelou nomes de peso como Pedro Barros, Vi Kakinho, Yndiara Asp e Isadora Pacheco, entre outros. O evento será disputado na modalidade Park, que junto com o Street, fará parte dos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio.
 
"Estou muito confiante e animada para o  Park Jam. Estou praticando bastante antes da competição. A pista de Itajaí é muito boa, já andei muitas vezes lá e gosto bastante. Então é entrar para dar o meu melhor, são competidoras muito boas, vamos ver o que vai dar", disse Yndiara Asp, campeã brasileira e melhor brasileira classificada no ranking mundial.
 
Com uma constelação de atletas competindo, o  Park Jam promete muitas manobras e muita emoção para o público presente, que poderá contar também com uma programação voltada exclusivamente para os amantes do esporte. De quarta a domingo, o público terá a chance de curtir vários eventos em casas noturnas da cidade, que terão a chancela do  Park Jam, além da festa de encerramento oficial que também vai rolar na Praia Brava.
 
Apesar de ter nascido no Rio de Janeiro, Nilo Peçanha valorizou a oportunidade de poder competir em um espaço contemplado pela natureza e que ‘respira’ o lifestyle do skate. 
 
"O evento acontecer na Praia Brava é muito legal. A energia faz toda a diferença, lá tem um visual incrível, é praticamente dentro da praia em um local que respira o skate. Então, eu acho que o público vai aproveitar muito e a gente também. Gostamos de lugares acessíveis e com uma natureza em volta. Tem tudo para ser um grande evento”.
 
 
O Park Jam será uma grande oportunidade para o público acompanhar de perto os grandes skatistas do mundo, além de conhecer melhor a modalidade park, que junto com o street, será disputada nos Jogos Olímpicos. A modalidade é uma mistura de bowl (que tem formato de piscina, com paredes de 3 a 4 metros), banks (mesmo formato, mas com paredes menores) e um pouco de street. No park é preciso que os obstáculos tenham conexões, para que o skatista consiga completar uma manobra e entrar em outra transição para emendar mais manobras.
 
Segundo o regulamento do torneio, dez mulheres serão divididas em duas baterias, classificando as quatro melhores para a final. No masculino oito atletas já estão pré-classificados para as semifinais. As eliminatórias serão realizadas em quatro baterias, com quatro skatistas. O tempo máximo de apresentação será de 30 segundos, sem direito a continuar em caso de erro. Os oito melhores avançam e se juntam aos oito atletas pré-classificados para a disputa da semifinal que seguirá o mesmo formato. Os seis melhores disputam a final. A competição terá premiação total de R$ 80.000 (feminino e masculino).
 
A programação do torneio inclui de 24 a 26 de janeiro a realização de treinos oficiais. No dia 27, sábado, conta com as fases classificatórias e semifinais. Já no domingo, dia 28, fica por conta das finais feminina e masculina,
 
E, além do acesso a uma arquibancada gratuita, o público poderá contar também com o Acesso ao Edem Skatepark, que dará direito, com à obtenção de ingressos, ao acesso exclusivo de toda estrutura do evento. Uma segunda opção de arquibancada, com foodtrucks, bares e banheiros, além de uma maior proximidade com os atletas e uma visão privilegiada das competições. Os ingressos podem ser adquiridos através do site: bit.ly/2DpPLRv .

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.