fbpx

Brasileiros dominam semifinal do STU Open

Brasileiros dominam semifinal do STU Open Competição definiu os finalistas. Destaque para Matheus Hiroshi na foto. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Não faltou emoção sob o sol forte deste sábado, na Praça Duó, no Rio de Janeiro. Com ótima presença do público, os skatistas brasileiros fizeram bonito e lideraram as quatro semifinais disputadas. Pâmela Rosa, Yndiara Asp, Luan Oliveira e Pedro Barros avançaram em primeiro para a final deste domingo. O STU Open conta com pontuação dobrada para o ranking nacional que garantirá os três primeiros colocados na seleção brasileira de 2019, além de mais um atleta indicado por critérios técnicos pela CBSk, em cada gênero e modalidade.

Na semifinal do Street Feminino, só deu Brasil. As oito classificadas, todas brasileiras, em uma prova que contou com a presença de três gringas. Duas russas e uma francesa sofreram para enfrentar o sol quente da Praça Duó, e acabaram eliminadas. O destaque da prova ficou com Pâmela Rosa, que além de se classificar em primeiro, acertou um double flip back e para a pequena Rayssa Leal, de 10 anos, que se classificou em segundo e ficou na frente da já consagrada Leticia Bufoni, em terceiro. Fechando a lista de classificadas temos respectivamente Karen Feitosa, Isabelle Menezes, Virginia Fortes, Isabelly Avila e oitava e última vaga para a grande final ficou com a paulista Giovana Dias.


Karen Feitosa foi uma das participantes da modalidade street. Crédito: Ludmila Villalba/EAZ

“Está bastante quente, então segurei as manobras para amanhã, que é o dia importante. Estou muito feliz por ter passado em primeiro e por ter acertado uma manobra dificílima, um double flip de back. Acredito que essa junto com a que mandei no corrimão grande foram importantíssimas para garantir o primeiro lugar. Só tenho a agradecer ao  STU Open por tudo. Essa pista que ficou incrível”, afirma Pamela Rosa.

No Park Feminino, prevaleceu a experiência das três atletas da Seleção Brasileira. Yndiara Asp, que conquistou 81.45 pontos, seguida de Isadora Pacheco e Dora Varella garantiram as três primeiras posições. As oito vagas para a final desse domingo são preenchidas, ainda, por Karen Jonz, Letícia Gonçalves, Camila Borges, Deise dos Reis e Victoria Bassi.

“Em todos os campeonatos estou tentando me encontrar e acertar minhas manobras, não estou conseguindo em todas, mas isso é bom pois mostra que tenho muito a evoluir. Hoje eu também não acertei em todas as voltas, mas na última eu consegui mostrar mais segurança e acertei todo o percurso. Todas as meninas mandaram muito bem e amanhã será um grande dia”, afirma Yndiara Asp.

Já na semifinal do Street Masculino, Luan Oliveira levou a vantagem com 338.47 pontos acertando todas as manobras na última bateria e garantindo a liderança. O skatista ultrapassou Lucas Rabelo, que liderava a competição desde a primeira bateria. Os oito colocados para a final desse domingo seguiram com Micky Papa, Lucas Rabelo, Felipe Gustavo, o argentino Mauro Iglesias, Kelvin Hoefler, o russo Max Kruglov, e Patrik Mazzuchini.

“Hoje o dia foi perfeito pra mim. E espero que amanhã seja a mesma coisa. Que eu consiga manter as manobras. Estou acostumado a viajar pra fora, como Estados Unidos e Europa, e conhecer skatistas de vários lugares, mas aqui no STU o nível está altíssimo, deixando a competição ainda mais difícil e competitiva”, confessa Luan Oliveira.

Fechando a noite de semifinal do STU Open, o Park Masculino contou com a arquibancada lotada da Praça Duó, que vibrou muito a cada manobra executada. Após uma disputa acirradíssima, Pedro Barros usou todo a extensão da pista para fazer uma volta segura, bem executada e alcançar 84.52 pontos, seguido muito de perto por Matheus Mello.

Última modificação emDomingo, 18 Novembro 2018 11:46