Snowboard

Snowboard (8)

Isabel Clark avança às finais do Snowboard Cross no Mundial de Sierra Nevada

Um pouco de sorte e muita garra decidiram o destino de Isabel Clark nesta sexta (10) durante as qualificatórias do Snowboard Cross, na estreia da rider no Campeonato Mundial de Snowboard, em Sierra Nevada, na Espanha. Com a 24ª colocação, garantiu vaga nas finais da competição, que será realizada neste domingo (12).

Com sete participações em Mundiais na bagagem, a tarde foi intensa para a maior snowboarder da América Latina a 2700 metros de altitude, nas montanhas de Sierra Nevada. Embora tenha sofrido duas quedas durante a fase de classificação em suas descidas, Isabel Clark valeu-se da experiência para aproveitar setores da pista e recuperar os segundos perdidos até garantir uma vaga nas finais, com a 24º posição entre 24 atletas.

“Hoje, nas qualificatórias, consegui melhorar o nível dos treinos e passei de um setor que estava com dificuldades. Mas havia um segundo setor que ainda não havia passado depois dele, então não conectei tão bem. Caí nas descidas da classificação as duas vezes nesse lugar. Achei que ficaria fora, mas diversas atletas tiveram problemas também e eu garanti minha classificação em 24º. O ponto positivo, além da classificação, é que em um outro setor anterior estou muito bem, muito rápida. Vou aproveitar o descanso e a pausa para pensar melhor no que farei nas finais, vamos com tudo”, disse Isabel.

Isabel Clark não se classifica para as finais em La Molina

A rider brasileira Isabel Clark não conseguiu avançar as finais na etapa de La Molina do circuito da Copa do Mundo. Isabel foi a 19ª a largar e conseguiu o 17ª tempo, ficando assim de fora das finais. Mesmo fora das finais a brasileira conquistou pontos importantes na corrida para PyeongChang 2018.

Agora Isabel volta suas atenções para a disputa do Mundial de Snowboard em Sierra Nevada (Espanha), as provas qualificatórias acontecem no próximo sábado (11) com as finais no domingo (12).

Isabel Clark disputa penúltima etapa da Copa do Mundo de Snowboard em La Molina

A pouco mais de uma semana da estreia no Mundial de Snowboard em Sierra Nevada (Espanha), Isabel Clark tem um desafio neste fim de semana para já se “ambientar” à neve espanhola. Em La Molina, nos Pirineus, ao norte do país, a rider brasileira enfrenta neste sábado (04) as qualificatórias para as finais da 5ª etapa da Copa do Mundo de Snowboard Cross.

Atualmente na 19ª colocação do circuito da Copa do Mundo, Clark busca repetir o bom desempenho da etapa inicial de Feldberg (Alemanha), quando atingiu a 8ª colocação em uma das qualificatórias, além de somar mais pontos na caminhada rumo a PyeongChang 2018.

Com o bib 35, Clark será a 19ª a largar na manhã deste sábado entre 31 atletas. Caso avance às finais, larga no domingo às 7h30 (horário de Brasília). Passada a etapa de La Molina, a atleta viaja ao sul do país até Sierra Nevada, sede do Mundial de Snowboard 2017, onde disputará a prova de Snowboard Cross.

Isabel Clark retorna ao Top 20 da Copa do Mundo de Snowboard Cross

A Copa do Mundo de Snowboard Cross desembarcou na alemã Feldberg para a realização de duas etapas do circuito no último final de semana. Classificada às finais com o 8º melhor tempo, Isabel Clark finalizou a primeira corrida na 15ª colocação no sábado (11) e no último domingo (12) somou pontos que a colocam entre as 20 melhores novamente na temporada.

Figurando na 21ª posição do circuito quando chegou a Feldberg, Clark, logo nas qualificatórias para a primeira prova, alcançou excelente resultado, com o 8º melhor tempo. No duelo com Raffaella Brutto (Itália), Eva Samkova (República Checa) e Tess Critchlow (Canadá), a rider brigou durante o percurso inteiro, mas finalizou em quarto na bateria, o que lhe rendeu o 15º lugar ao final da competição.

“No sábado fiquei em 15º. Estava bem, com o 2º lugar na bateria, mas entrei forte numa curva e perdi minha posição. Esta temporada está sendo cheia de altos e baixos, com muita disputa entre as atletas. A cada competição vou ajustando para melhorar os erros”, avaliou.

Como Felberg foi escolhida para ser sede de duas etapas da Copa do Mundo, de forma consecutiva, Clark voltou às pistas também no domingo para novas qualificatórias. Decidida nos detalhes, a rider ficou a apenas 42 centésimos de avançar às finais. Mesmo assim, somou 50 pontos na classificação geral do circuito com a 26ª posição. Com o resultado, retorna ao Top 20, na 19ª colocação.

Na corrida por pontos para se classificar aos Jogos de PyeongChang 2018, o próximo desafio de Isabel Clark será a etapa de La Molina (Espanha) nos dias 04 e 05 de março.

Isabel Clark vai às finais da Copa do Mundo de Snowboard Cross em Feldberg

Atualmente na 21ª colocação da Copa do Mundo de Snowboard Cross, passadas as etapas de Montafon, Solitude e Bansko, Isabel Clark conseguiu bom resultado durante a qualificatória de Feldberg (Alemanha) nesta sexta (10). Com o 8º tempo – o melhor até o momento na temporada -, a rider brasileira avançou às finais.

Bem adaptada à pista desde os treinamentos, Clark garantiu vaga para as finais que acontecem neste sábado (11) em tarde inspirada. Com 42s64 não só obteve a oitava posição nas tomadas de tempo como eliminou a necessidade de uma segunda descida. As oito melhores atletas na primeira volta se classificaram diretamente à fase final. Para fechar o grupo de 16 competidoras das baterias finais, a outra metade teve de encarar ainda uma segunda descida.

“Hoje obtive uma ótima classificação, que me possibilitou chegar às finais com apenas uma descida. Estou bem contente com isso e já concentrada para dar o máximo nas finais. Me senti muito bem na pista de Feldberg, fluiu”, cometou Clark.

Na primeira bateria de quatro com quatro atletas, Clark enfrentará Eva Samkova, líder da qualificatória, além da italiana Raffaella Brutto e a canandense Tess Critchlow. As duas melhores avançam às semifinais.

Isabel Clark alcança 100 largadas na Copa do Mundo de Snowboard

Entre inúmeros feitos obtidos por Isabel Clark ao longo da carreira, um dos mais emblemáticos foi alcançado no último sábado (04). Com a largada nas quartas da 3ª etapa da Copa do Mundo de Snowboard Cross, em Bansko (Bulgária), a rider brasileira, que disputa pela 15ª temporada a competição, comemorou a histórica marca de 100 largadas no circuito, além de somar mais pontos rumo a PyeongChang 2018.

De volta à pista rápida e completamente reta, do início ao fim, de Bansko, após a classificação às finais obtida durante as qualificatórias, Clark festejou 16 anos depois sua centésima largada. Do dia 19 de novembro de 2000, em Tignes, quando disputou prova de Slalom Gigante em Tignes (França), até hoje, a atleta só não participou das edições de 2007 e 2015, temporadas pós-Jogos de Inverno de Turim 2006 e Sochi 2014, respectivamente.

Única sul-americana das finais, a rider brasileira largou na quarta e última bateria ao lado de atletas como a australiana Belle Brockhoff, que seria a vencedora da etapa mais tarde. Embora não tenha avançado às semifinais da competição, Isabel Clark somou 70 importantes pontos para a classificação aos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 e agora conta com 310 no geral, figurando na 21º posição do circuito.

“Não foi como eu gostaria. Mas, analisando os detalhes, tem muita coisa para melhorar e é preciso paciência e perseverança para alcançar os objetivos. Bansko está de parabéns pela organização, hospitalidade e o sprint, que foi uma novidade muito divertida, além de escultural, um trabalho de arte. Agora a próxima parada é Feldberg”, comentou Clark em sua página de Facebook ao final da etapa. 

Em Bansko, a australiana Belle Brockhoff venceu, seguida de Ana Samkova, da República Checa, e Chloe Trespeuch, da França. As atenções de Isabel Clark agora se voltam a Feldberg (Alemanha), onde disputará a 4ª etapa da Copa do Mundo de Snowboard Cross, com duas provas válidas da disciplina.

Desafio Brasil Itália de Snowboard é organizado novamente em Falcade

Entre os dias 30 de janeiro e 06 de fevereiro, o Snowboard brasileiro viverá a nostalgia pela realização do Desafio Brasil Itália de Snowboard. Organizado pela primeira vez em 1997 pela antiga Associação Brasileira de Ski e Snowboard em parceria com o Clube Paranaense de Ski e Snowboard, o evento comemorativo reunirá em Falcade (Itália) alguns dos campeões brasileiros amadores da modalidade em diferentes provas.

Localizada no Vêneto, região ao norte da Itália, Falcade recebeu no inverno boreal de 1997 a visita de quase 100 brasileiros, que buscavam aprimorar as técnicas dos esportes de inverno. Com treinamentos e pistas à disposição, foi realizada a primeira edição do Desafio com provas de Slalom Gigante, Slalom Paralelo e Big Air.

Vinte anos depois, em comemoração à edição inaugural, o Desafio Brasil Itália 2017 colocará brasileiros e italianos do snowboard frente a frente, mais uma vez. Provas de Slalom Gigante, Slalom Paralelo, Snowboard Cross e Big Air serão realizadas ao longo da programação.

Na edição deste ano, entre os principais destaques confirmados estão Bruno Sales e André Famá, dois campeões brasileiros amadores de 2016. Sales é o atual campeão brasileiro amador entre os aspirantes nas provas de Snowboard Cross, Big Air e Slalom Gigante, enquanto Famá foi campeão brasileiro amador de Snowboard Cross na categoria Master A.

 

Programação do Desafio Brasil Itália

30/01 – Chegada dos atletas em Falcade

31/01 – Reconhecimento das pistas e treinamento

01/02 –  Slalom Gigante

02/02 – Snowboard Cross

03/02 – Big Air

04/02 – Slalom Paralelo

Isabel Clark soma importantes pontos na corrida para os Jogos Olímpicos de Inverno 2018

Com o objetivo de somar preciosos pontos para a classificação aos Jogos de Inverno de 2018, Isabel Clark disputou no último sábado (21) a 2ª etapa da Copa do Mundo de Snowboard Cross. Após avançar às finais da competição, que teve Solitude (Estados Unidos) como sede pela primeira vez, a atleta brasileira alcançou a 23ª colocação.

Largando na 2ª bateria das quartas ao lado de grandes competidoras do circuito mundial, Clark tinha também como grande desafio o impacto das condições climáticas no percurso, situação que enfrentou ainda nas qualificatórias dois dias antes da competição.

“As condições alteraram muito a velocidade da pista. Em 30% das descidas pude completar aterrissando razoavelmente, mas em uma delas senti um impacto muito forte, que me causou certas dores musculares. Com um dia livre depois das qualificatórias e ajuda da minha fisioterapeuta Jacqueline, pude me recuperar bem para as finais”, ressaltou Clark.

No dia das finais, mais confiante, a rider largou bem, mas na primeira parte se desequilibrou em um dos saltos: “Aterrissei com muito impacto, o que me desequilibrou e fez perder a velocidade”. Mesmo assim, Clark soma pontos importantes na classificação para os Jogos de Inverno e se mantém no Top 30 da Copa do Mundo, um dos critérios válidos para garantir a ida a PyeongChang 2018.

Agora, o foco se volta para a terceira etapa do circuito, em Bansko (Bulgária), no dia 02 de fevereiro. “Apesar de não ter sido um bom resultado, são pontos importantes e mais uma experiência para chegar melhor preparada na Bulgária”, encerrou. 

Em Solitude, Eva Samkova venceu, seguida pela italiana Michela Moioli e a estadounidense Lindsey Jacobellis.

Tagged sob
Assinar este feed RSS