fbpx

Mano a Mano apresenta desafiantes de Justin Gatlin

Brasileiros se juntam a Gatlin e Isiah Young. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

 

O desafio é enorme, afinal Justin Gatlin é o atual campeão mundial dos 100m rasos, prova mais nobre do atletismo mundial. No dia 1º de outubro, três atletas terão a possibilidade de enfrentar o multimedalhista na 5ª edição do Mano a Mano. O americano, que em 2017 desbancou ninguém menos do que Usain Bolt, ao vencer o Mundial de Budapeste, chega os Rio de Janeiro em busca do bicampeonato. O corredor Isiah Young, também dos Estados Unidos, já está confirmado na disputa contra o Gatlin. Além dele, dois brasileiros serão definidos em uma classificatória com alguns dos melhores velocistas do país: Paulo André de Oliveira, Bruno Lins, Derick de Souza Silva e Luis Gabriel Pereira Silva.  O Mano a Mano promete agitar a Quinta da Boa Vista, nos dias 30 de setembro e 1º de outubro. Repetindo o formato inovador da última edição, a pista novamente será montada sobre a água.

O americano Isiah Young está embalado pela oportunidade de vencer seu compatriota, ele possui a marca de 9s97, conquistada em Sacramento, EUA, em junho deste ano. Young disputou os 200m rasos nos Jogos Olimpíadas de Londres. Ele conquistou o 8º lugar na mesma distância, no Mundial de Atletismo, em Londres. Atualmente ocupa a 14ª posição do ranking mundial. 

"Estou ansioso para estar na cidade maravilhosa, nesse belo país que é o Brasil. Me sinto honrado pela oportunidade de disputar do Mano a Mano. Espero fazer um show para os fãs, além de conquistar um ótimo tempo. Estou realmente encantado, agradeço o convite", declara o Isiah Young.

Os outros participantes da final do Mano a Mano serão dois brasileiros. Eles lutarão pelas vagas em uma prova classificatória que acontece no sábado. Bruno Lins é o atleta mais experiente do quarteto brasileiro. O atleta conquistou a medalha de bronze, na Olimpíada de Pequim, 2008, além de três medalhas em Jogos Pan-Americanos. Já Paulo André, com 19 anos é o caçula brasileiro, mas também uma grande promessa do atletismo nacional. Paulo é o atual líder do ranking brasileiro nos 100m rasos, com o tempo de 10s18. Derick é outro jovem que começa a despontar no cenário. Com o tempo de 10s40, o atleta conquistou o vice-campeonato Mundial de Menores, em Cali, na Colômbia, 2015. Fechando a lista, Luis Gabriel tem na largada sua grande força. O atleta foi campeão brasileiro em 2014 e sul-americano juvenil nos 100m rasos.

Serviço:

Desafio Mano a Mano

Local: Quinta da Boa Vista

Data: 30/09 – Disputa eliminatória feminina e masculina

01/10 – Final masculina, feminina e paralímpica

Horário: A partir de 9h

Campeão mundial, Justin Gatlin vem correr no Rio de Janeiro

Justin Gatlin vem disputar Mano a Mano pela segunda vez na Quinta da Boa Vista. Evento será gratuito. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

 

Atual campeão mundial nos 100m, a prova mais nobre do atletismo, Justin Gatlin virá ao Rio de Janeiro para participar da 5ª edição do Mano a Mano, que acontece novamente na Quinta da Boa Vista, nos dias 30/9 e 1/10.  A disputa, também de 100m, será realizada em uma pista montada sobre a água. O velocista, que participa do desafio pelo segundo ano, segue desafiando não só seus concorrentes, mas também a ciência, ao viver grande fase de sua carreira. Em agosto, aos 35 anos, conquistou o bicampeonato mundial, desbancando ninguém menos do que Usain Bolt. O público presente ao Desafio Mano a Mano, com entrada gratuita, terá a oportunidade de torcer por grandes ídolos do atletismo mundial, no masculino, feminino e no paralímpico.

“Mais uma vez estou me preparando para o Mano a Mano. Estou muito empolgado com esse grande evento. Tenho certeza que será muito emocionante. Convido a torcida para participar. O evento acontecerá um lugar lindo, com uma arena incrível e uma corrida muito veloz”, empolga-se Gatlin.

Após a última edição do Mano a Mano, em que se saiu vencedor, ao bater Richard Thompson, de Trinidad e Tobago, e os brasileiros Vítor Hugo dos Santos e José Carlos Moreira, o Codó, Gatlin obteve a melhor marca de 2016: 9s74.  O americano conquistou ainda a medalha de prata na Olimpíada Rio 2016, ao bater 9s89, apenas oito milésimos de segundo atrás de Usain Bolt.

Mas foi em 2017 que Gatlin voltou ao lugar mais alto do pódio em um Mundial, após 12 anos de sua primeira conquista. O americano desbancou seu compatriota Christian Coleman, além de Usain Bolt e conquistou o Campeonato Mundial, em Londres, na Inglaterra.

Justin Gatlin, que brigará pelo bicampeonato, terá um atleta estrangeiro como adversário, além de dois brasileiros, que sairão de uma prova eliminatória no sábado. 

 

 

Perfil: Justin Gatlin – Estados Unidos – 35 anos – 1,85m e 83kg

 

Justin Alexander Gatlin, americano de Nova York, nascido no dia 10 de fevereiro de 1982, é campeão olímpico dos 100m rasos nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004. Além dessa medalha, conquistou a prata no revezamento 4x100m e o bronze nos 200m rasos, na mesma Olimpíada. Já em Londres-2012 ficou com o bronze nos 100m rasos.

Em Campeonatos Mundiais, tem duas medalhas de ouro, Helsinque-2005, conquistadas nos 100m e 200m rasos. Duas medalhas de prata nos 100m e no 4x100, em Moscou 2013 e mais duas de prata, em Pequim, 2015, nos 100 e 200m.

Seu melhor tempo nos 100m foi obtido em 2015, quando correu 9.74 segundos, em Doha, no Qatar, deixando claro que o velocista vivia uma de suas melhores fases na carreira. 

Nos Jogos Olímpicos do Rio 2016, ficou com a medalha de prata com a marca de 9.89. 

Mas a grande redenção aconteceu no Mundial de Londres, em 2017, com a conquista da medalha de ouro, nos 100m, com o tempo de 9.92s, conquistando o título de campeão mundial pela segunda vez e tornando-se o atleta mais velho a se tornar campeão mundial com 35 anos.

Sua carreira é marcada pela superação, tendo em vista que o atleta americano já se envolveu em dois casos de doping na carreira, em 2001 e em 2006. Na época, sua marca de 9.77 segundos foi anulada. Durante sua suspensão, um fato curioso ocorreu em sua carreira: sem poder participar de competições de atletismo por quatro anos, Gatlin decidiu tentar fazer uma carreira no futebol americano, realizando treinos no Houston Texans. Em maio de 2007, o Tampa Bay Buccaneers, outro time da NFL (Liga Nacional de Futebol Americano) anunciou que Gatlin seria um dos 28 agentes livres convocados a participar de treinamentos. Contudo, apesar de ser um considerado um dos atletas mais intrigantes, o americano não conseguiu ser aprovado. Gatlin treinou como wide receiver.

Seu retorno ao atletismo ocorreu em agosto de 2010, quando venceu os 100m em Rakvere, na Estônia, com o tempo de 10.24 segundos. Em seu tempo livre, Gatlin gosta de ler e assistir filmes. 

 

Campeões Mano a Mano:

Masculino

2016 – Justin Gatlin

2015 – Usain Bolt

2014 – Usain Bolt

2013 -  Usain Bolt

 

Serviço:

Desafio Mano a Mano

Local: Quinta da Boa Vista

Data: 30/09 – Disputa eliminatória feminina e masculina

01/10 – Final masculina, feminina e paralímpica

Horário: A partir de 9h

Medalhas de bronze do 4x100m feminino em Pequim serão entregues no Prêmio Brasil Olímpico

A equipe feminina do revezamento 4x100m do atletismo nos Jogos Olímpicos Pequim 2008 já sabe quando receberá as medalhas olímpicas de bronze. A cerimônia de entrega às atletas será no dia 29 de março, durante a 18ª. edição do Prêmio Brasil Olímpico, no Rio de Janeiro. As medalhas já estão de posse do Comitê Olímpico do Brasil (COB), após serem enviadas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

O Brasil havia ficado na quarta colocação na prova, mas em agosto passado herdou a medalha de bronze após o COI cassar a medalha de ouro da Rússia, devido a um doping na equipe russa detectado em reanálise de amostras dos Jogos de Pequim. Com isso, a Bélgica ficou com o ouro, e a Nigéria com a medalha de prata.

Participaram daquela conquista as atletas Lucimar Moura, Rosangela Santos, Rosemar Coelho Neto e Thaissa Presti. “Será um justo reconhecimento ao grande trabalho, dedicação, garra e comprometimento das nossas medalhistas olímpicas, que reescrevem um importante capítulo da história do esporte brasileiro”, afirmou o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman. 

Gatlin, Rosangela e Arnu vencem desafio Mano a Mano

O americano Justin Gatlin faturou o desafio Mano a Mano de 2016. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

 

O norte-americano Justin Gatlin não decepcionou a torcida que esteve presente na Quinta da Boa Vista mesmo com chuva e faturou o desafio Mano a Mano neste ano sem grandes dificuldades, deixando seus adversários para trás numa prévia do que está por vir nos jogos olímpicos, já que ele é candidato ao ouro olímpico. A brasileira Rosangela Santos venceu pela segunda vez na prova feminina enquanto o sul-africano Arnu Fourile foi o vencedor da prova paralimpica.

Gatlin não encontrou muita dificuldade em vencer sua prova. Depois de uma boa largada, disparou na frente e fez o suficiente para vencer com o tempo de 10,19s deixando o atleta de Trininad e Tobago Richard Thompson em segundo. Os brasileiros Vitor Hugo dos Santos e José Carlos Moreira, o Codó, chegaram em 3º e 4º lugar respectivamente

“A pista estava muito boa, mesmo com a chuva. O evento foi incrível. Fiquei impressionado com o público, mesmo com este tempo. Tive um bom começo de prova e depois conseguir manter o ritmo forte. Nunca tinha corrido sobre a água, então agora quero ver quem já correu e se existe algum tipo de recorde nessa situação”, brincou Gatlin.

Na prova feminina, o que vimos foi uma disputa entre Brasil e Estados Unidos e deu vitória do Brasil com Rosangela Santos, que se sagrou bicampeã da prova depois de vencer em 2014 na praia de Copacabana. A americana Carmelita Jeter, campeã olímpica, foi a segunda seguida da outra brasileira Kauiza que chegou em terceiro e a outra americana, Cleo Vanburem, completou em 4º

A brasileira Rosângela Santos ganhou pela segunda vez o desafio. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

“Meu tempo foi no esperado e repeti o tempo que fiz no meu índice. Foi uma boa prova e apesar da chuva, deu para correr bem. Foi bem parecido com com a final olímpica em que vou compertir com a Carmelita e pessoas mais fortes que ela e sei que tenho que melhorar muito” – Conta Rosangela sobre sua vitória.

Já na prova paralimpica que contou com atletas da categoria T44 para amputados nas pernas, o americano Richard Browne  sentiu a posterior da coxa antes da largada e mesmo assim, decidiu competir. Ele largou e acabou caindo na pista, atrapalhando o brasileiro Alan Fonteles e assim abrindo caminho para o sul africano Arnu Fourie faturar a prova seguido do grego Michail Seitis.

“Estou feliz de correr aqui e foi uma experiência maravilhosa correr aqui no Rio foi a minha primeira vez por aqui e deu para sentir como será o clima das paralimpiadas. Espero voltar em breve e poder competir por aqui no estádio olímpicos em breve” – Conta Arnu Fourie sobre a vitória.

O americano Richard Browne, mesmo lesionado tentou competir e acabou não completando. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z 

“Estava esperando um tempo melhor e o Richard caiu levei um susto e na minha cabeça eu ia cair. Consegui desviar e chegar ao final da prova. Hoje não foi o meu dia, mas sigo meu treinando em São Paulo rumo as paralmpiadas” – Conta Alan Sobre a prova de hoje.

Resultados Mano a Mano 2016:

Masculino

1 -  Justin Gatlin – EUA – 10’19

2- Richard Thompson – TTO – 10’29

3 – Vitor Hugo – BRA – 10’42

4 – José Carlos - BRA – 10’60

 

Feminino

1 -  Rosângela dos Santos – BRA – 11’23

2- Carmelita Jeter – EUA – 11’36

3 – Kauiza Moreira – BRA – 11’64

4 – Cleo Van Buren – EUA -  11’65

 

Paralímpico - T44

1 – Arnu Fourie – AFS – 11’18

2 – Michail Seitis – GRE – 11’28

3 – Alan Fonteles – BRA – 12’04

4 – Richard Browne

 

Kauiza e Vitor Hugo disputam Mano a Mano amanhã na Quinta da Boa Vista

Vitor Hugo dos Santos, na raia 1, enfrentará Justin Gatlin amanhã na final do Mano a Mano. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

Depois de uma seletiva bem disputada, Kauiza Moreira Venâncio e Vítor Hugo dos Santos estão qualificados para a disputa principal do Mano a Mano que acontecerá na pista montada sobre o lago na Quinta da Boa da Vista no Rio de Janeiro que tem como estrela os americanos Justin Gatlin que detem a melhor marca dos 100m no ano.

Numa disputa apertada, Kauiza venceu suas compatriotas Evelyn dos Santos, Bruna Jéssica Farias e amanhã enfrenta as americanas Carmelita Jeter, Cleo Van Buren e a brasileira Rosangela Santos prometendo um bom duelo entre Brasil e Estados Unidos.

“Essa pista é muito rápida e boa! Senti a pista tremer um pouco e algo diferente correr neste local lindo. Vai ser a primeira vez que enfrentarei a Carmelita Jeter e espero conseguir acompanhar ela e conseguir meu índice olímpico.” – Conta Sobre a vitória.

No masculino, a disputa foi mais apertada. Quem levou foi Vitor Hugo dos Santos deixando Sandro Viana e Rodrigo Pereira do Nascimento para trás. Amanhã ele enfrenta Justin Gatlin, Richard Thompson de Trinidad e Tobago e o brasileiro José Carlos Gomes Moreira, o Codó.

“Apenas corri com ele em revezamento, mas nunca diretamente. Será a primeira vez que vou correr com ele lado a lado e uma boa oportunidade de fazer um teste para mim e ver como estarei para as olimpíadas. Estar amanhã do lado do homem vai ser algo para botar fogo! Hoje apenas soltei um pouco e foi bom estar aqui. “ – conta Vitor Hugo que também tentará índice olímpico.

Esse evento mostra o atletismo e isso é importante para nós. Com o Gatlin aqui fica a exposição da modalidade é maior ainda. O local da prova é ótimo, com uma paisagem linda. Para mim o evento está muito bom. Estou animado para amanhã”, declarou Vitor Hugo.

 Kauiza Venâncio na raia 3, enfrenta Jeter, Van Buren e Rosangela Santos amanhã. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

Gatlin teve a oportunidade de entrar na pista e fazer um treino de reconhecimento. “Será minha primeira vez correndo em uma pista sobre a água, aqui no Desafio Mano a Mano. Estou bem ansioso e empolgado. Nunca estive no Rio. É bom estar na cidade olímpica, experimentando a cultura brasileira e vendo o público, para depois voltar para os Jogos. Espero que a todos se divirtam e curtam o evento amanhã. Vai ser incrível ”, comentou Gatlin.

DOMINGO – 05/06 - Finais

11h20 – Paralímpico: Alan Fonteles - Brasil, Richard Browne - EUA, Arnu Fourie -África do Sul e Michail Seitis –Grécia

11h50 – Feminina: Carmelita Jeter – EUA, Cleo Vanburen - EUA, Rosângela Santos – Brasil e  Kauiza Venâncio – Brasil

12h20 – Masculino: Justin Gatlin – EUA, Richard Thompson - Trinidad e Tobago, José Carlos Gomes Moreira – Brasil e Vitor Hugo dos Santos – Brasil

12h40 – Cerimônia de Premiação

 

Pista sobre a água, tirolesa gratuita e Justin Gatlin: Desafio Mano a Mano 2016 terá muitas novidades

Justin Galdin, nome certo nas olimpiadas, é uma das atrações do Desafio Mano a Mano desse ano. Crédito: Divulgação

 

Um evento gratuito, com pista sobre a água, tirolesa de 12m de altura e 160m de comprimento e a presença das feras americanas Justin Gatlin e Carmelita Jeter, campeões olímpicos e mundiais. Esta será a 4ª edição do DESAFIO MANO A MANO, que acontece nos dias 4 e 5 de junho, na Quinta da Boa Vista, a partir das 9h. O americano, nome certo nos Jogos Olímpicos Rio 2016, está ansioso para a competição.

 

“Eu nunca corri em uma pista sobre a água. O Desafio Mano a Mano parece ser um evento excelente. Planejo correr esta prova abaixo dos 10 segundos. Sei que tudo é possível de acontecer, mas não planejo perder”, declarou Gatlin, medalha de ouro nos 100m rasos em Atenas-2004 e detentor de mais três medalhas olímpicas.

 

Pista deste ano está montada sobre o lago na Quinta da Boa Vista. Crédito: Thiago Diz 

 

Além da possibilidade de ver corredores de alto rendimento na Quinta da Boa Vista, a pista sobre a água dá um encanto a mais ao evento. Para montá-la, cerca de 80 operários tiveram que transformar mais de 10 toneladas de materiais em uma arena da modalidade, proporcionando ao público carioca a chance de ver atletas nacionais e internacionais de alto rendimento em um dos espaços mais democráticos da cidade.

 

A tirolesa gratuita também será uma novidade para o público presente. A travessia será por cima da pista e poderá chegar a 40km/h. A produção é da Aventura Vertical, em parceria com as empresas organizadoras da prova – X3M Sports Business e Dream Factory. Para participar é necessário assinar um termo de participação na hora. A torre de acesso ficará em frente ao Museu Nacional.

 

No domingo, as disputas prometem pegar fogo. No masculino, o astro americano terá a forte concorrência de Richard Thompon, de Trinidad e Tobago, e do brasileiro José Carlos Gomes Moreira, o Codó. A outra vaga na decisão ficará entre os brasileiros Vitor Hugo dos Santos, Sandro Viana e Rodrigo Pereira do Nascimento, que disputam a eliminatória no sábado.

 

Rosângela Santos, Cleo Van Buren e Carmelita Jeter são as atrações da prova feminina. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

 

No feminino, a campeã olímpica e mundial Carmelita Jeter retorna ao Rio para participar do Desafio Mano a Mano pela segunda vez. Buscando seu primeiro título, ela enfrentará a concorrência de sua conterrânea Cleo Van Buren e da brasileira Rosângela Santos. Além das duas, a outra classificada para a final sairá após o qualifying disputado entre Evelyn dos Santos, Bruna Jéssica Farias e Kauiza Moreira Venâncio.

 

A disputa Paralímpica também promete uma disputa de altíssimo nível. Alan Fonteles, medalha de ouro nos Jogos Paralímpicos de Londres 2012 terá pela frente o americano Richard Browne, antecipando a possível final dos Jogos Rio 2016. Além das duas feras, o sul-africano Arnu Fourie e o grego Michail Seitis também estarão presentes.

 

Alan Fonteles vem para tentar mais uma vitória na disputa paralímpica do Mano a Mano. Crédito: Ricardo Erlich/Esportes de A à Z

 

 

 

Programação e serviço - Mano a Mano 2016

 

Local: Quinta da Boa Vista - pista montada no lago próximo ao Museu Nacional - acesso pela Praça Virgílio de Melo Franco

Data: 4 e 5 de junho

Entrada Gratuita para o evento e para a tirolesa

A partir das 9h

 

SÁBADO – 04/06 – Treino e Qualifying

9h30 às 10h30 – Treino oficial com todos os atletas

11h às 11h15 – Qualifying  Feminino - brasileiros

Evelyn dos Santos, Bruna Jéssica Farias e Kauiza Moreira Venâncio

11h15 às 11h30 – Qualifying Masculino – brasileiros

Vítor Hugo dos Santos, Sandro Viana e Rodrigo Pereira do Nascimento

 

 

DOMINGO  05/06 - Finais

11h20 – Paralímpico: Alan Fonteles - Brasil, Richard Browne - EUA, Arnu Fourie -África do Sul e Michail Seitis –Grécia

11h50 – Feminina: Carmelita Jeter – EUA, Cleo Vanburen - EUA, Rosângela Santos – Brasil e a brasileira vencedora do Qualifying

12h20 – Masculino: Justin Gatlin – EUA, Richard Thompson - Trinidad e Tobago, José Carlos Gomes Moreira – Brasil e o brasileiro vencedor do Qualifying

12h40 – Cerimônia de Premiação

Carmelita Jeter está confirmada no desafio Mano a Mano

 Carmelita Jeter, Cleo Vanburen e Rosângela dos Santos também disputarão o evento, dia 05/06, na Quinta da Boa Vista. Crédito: Divulgação.
 
A prova feminina do desafio Mano a Mano promete ser muito veloz. Carmelita Jeter, campeã olímpica e detentora da segunda melhor marca nos 100m rasos (10.64s), em toda a história do atletismo feminino mundial, virá ao Rio de Janeiro, mais uma vez, para disputar o Desafio Mano a Mano.  Cleo Vanburen e Rosângela dos Santos completam a lista das atletas já classificadas para a final do dia 05/06. A outra participante sairá de uma eliminatória brasileira, que acontece no sábado, dia 04. 
 
Carmelita possui três medalhas olímpicas, conquistadas em Londres, 2012. A americana venceu o revezamento 4x100, ficou com a prata nos 100m rasos e o bronze nos 200m. Atleta experiente, Carmelita espera conquistar a primeira vitória em solo carioca. 
 
"Estou muito animada para participar do Mano a Mano. É sempre muito bom visitar o Brasil, mas este ano isso significa ainda mais. Estar no Rio de Janeiro antes dos Jogos Olímpicos vai me dar uma grande energia. Espero me adaptar muito bem e ter um ótimo resultado", disse Carmelita
 
Cleo Vanburen e Rosângela dos Santos, garantidas na final, dia 05/06, terão a difícil missão de bater Carmelita neste desafio. Além das duas, mais uma brasileira garantirá uma vaga, após a prova eliminatória que acontecerá no sábado, dia 04/06. Cleo participa pela segunda vez do Mano a Mano, e espera, mais uma vez, ser bem recebida pelo povo carioca. 
 
"Estou muito ansiosa para participar novamente do Mano a Mano. A atmosfera do evento é fenomenal. Ter a natureza como pano de fundo para uma competição é algo adorável. O povo carioca é muito gentil, nos trata com muito carinho. Disputar uma prova com esta atmosfera, em um ano olímpico, é realizador. Não vejo a hora de competir e sentir o clima da cidade maravilhosa novamente", declarou Cleo.
 
A brasileira Rosângela Santos deseja repetir o feito de 2014, quando venceu o desafio Mano Mano, na praia de Copacabana. 
 
"O Mano a Mano é uma prova que me traz ótimas lembranças. A torcida fica muito próxima a pista, o que nos motiva ainda mais. Assim como foi na praia de Copacabana, em 2014, espero ter uma ótima atuação, agora na Quinta da Boa Vista", analisou Rosângela.
 
Além da disputa feminina, o evento contará ainda com provas no masculino e paralímpico, com nomes como Justin Gatlin e Alan Fonteles.
 
SERVIÇO
Desafio Mano a Mano
Local: Quinta da Boa Vista
Data: 04/06 – Disputa eliminatória masculina e feminina 
05/06 – Final masculina, feminina e paralímpica
Horário: A partir de 09h

O Raio caiu três vezes no mesmo lugar

Muito se diz por aí que o raio nunca cai duas vezes no mesmo lugar, mas com Usain Bolt a coisa é diferente. Mesmo em casa nova, o desafio Mano a Mano conseguiu atrair um bom público para o Jockey Club e ele não decepcionou. Foi campeão pela terceira vez  No feminino, a vitória foi da Jamaica Veronica Campbell-Brown e no paralimpico, o vencedor foi o americano Richard Browne que venceu com facilidade após a desistência do brasileiro Alan Fonteles.

Sempre com sua dificuldade na largada, o “Raio” foi conquistando terreno ao longo da prova e venceu a prova com o americano Ryan Bailey na sua cola. Codó, o representante do Brasil não fez feio e conseguiu ser o terceiro colocado. 

“Sempre que venho ao Mano a Mano é a minha primeira prova da temporada e não estava na minha melhor condição. Tenho certeza que meu treinador vai ficar com raiva de mim, mesmo eu tendo ganho. Estou gostando de vir aqui no Rio e já estou me acostumando as pessoas daqui. Espero poder ano que vem nas olimpíadas estar no meu auge e pronto para ter um bom desempenho. ” – Conta o jamaicano sobre sua vitória.

No feminino, Veronica Campbell-Brown dominou a prova e não deu chances a suas adversárias e venceu a prova com menos aperto. A brasileira Vitória Rosa chegou em 4º lugar bem atrás das outras meninas.

“Foi muito bom competir por aqui diante deste público fantástico. Não tive dificuldades com o clima e pude ir rápida, mesmo sendo início da minha temporada e espero poder crescer ao longo do ano e ter um desempenho. Espero poder voltar aqui e gostei muitos dos brasileiros e espero ter essa energia toda ano que vem nas olimpíadas. ” – Conta Veronica sobre sua vitória.

Na prova paralimpica, o favorito Alan Fonteles teve problema com sua prótese e sentindo muitas dores, resolveu não participar da prova. Dessa forma, abriu caminho para que o americano Richard Browne fosse o grande vencedor da prova com uma boa vantagem diante de seus dois adversários.

“Foi uma grande atmosfera competir por aqui apesar do calor. Foi uma pena o Alan ter tido dificuldades e não competir, mas espero que ele melhore e possa estar bem ao longo da temporada” – Diz Browne sobre a vitória.

Resultados:

Masculino

1- Usain Bolt (JAM) - 10.13s

2- Ryan Bailey (EUA) - 10.24s

3- José Carlos Moreira (BRA) - 10.51

4- Churandy Martina (HOL) - 10.53

 

Feminino

1- Veronica Campbell-Brown (JAM) - 11.04s

2- Carmelita Jeter (EUA) - 11.19s

3- Kerron Stewart (JAM) - 11.30s

4- Vitoria Rosa (BRA) -11.59s

 

Paralimpica

1-Richard Browne (EUA) - 10.88s

2-Felix Streng (GER) - 11.10s

3-Paul Peterson (EUA) - 11.62s

4- Alan Fonteles (BRA) - NI

 

Vitória Rosa e Codó são os brasileiros na final do Mano a Mano

Em uma disputa apertada, os atletas Vitória Rosa e José Gomes, o "Codó" estão na final do desafio Mano a Mano que será realizado amanhã no Jockey Club no Rio de Janeiro.

Na prova feminina, Vitória Rosa, que é da cidade maravilhosa e treina na marinha, venceu suas adversárias de forma bem apertada e está classificada para enfrentar a americana Carmelita Jeter e as jamaicanas Veronica Campbell e Kerron Stewart.

“É um prazer está aqui competindo é minha primeira vez no mano a mano. É a primeira vez que vou enfrentar e vê-las pessoalmente e certamente ficarei ansiosa para amanhã. Estou me sentindo uma pequeninha perto do Bolt e fiquei muito emocionada perto dele.” – Conta a vencedora da prova.

Já no masculino, o grande vencedor foi “Codó” e terá a oportunidade de enfrentar Usain Bolt mais uma vez em sua carreira, fora enfrentar o holandês o holandês Churandy Martina e o americano Ryan Bailey.

“Já enfrentei o Bolt em outras três oportunidades, 2007 no mundial de Osaka, 2008 em Pequim e 2009 na Alemanha. Já tenho um certo costume, mas sempre da aquele frio na barriga e talvez tentar chegar na frente dele, mesmo que seja difícil e vim preparado este ano e estou muito feliz em estar na final e conseguir baixar meu tempo para conseguir índice pro mundial e pro pan-americano” – Conta Codó sobre sua vitória.

A programação de amanhã começa a partir das 10:30 com a prova paralímpica que conta com a presença de Alan Fonteles. 11h é a vez da prova feminina e as 11:30 é a vez da prova masculina com a presença do jamaicano.

Resultados:

Resultados:

Eliminatória feminina:

1- Vitoria Cristina Silva Rosa-  11.8

2- Aline Torres Sena- 11.86 

3- Tamiris de Liz - 12.06

4- Lorena de Araujo Silva Lourenço.- 12.19

Eliminatória masculina:

1- José Carlos Moreira - 10,43

2- Sandro Ricardo Rodrigues Viana - 10,54

3- Haiko Bruno Zimmermann - 11.03 

4- Fabiano Gilberto da Silva 12.36

Bolt guia a cega mais rápida do mundo

Quem ficou no Jockey club depois das eliminatórias dos brasileiros que irão disputar as finais do Mano a Mano, teve o privilégio de assistir um momento único no esporte mundial, o encontro entre Usain Bolt, detentor do recorde mundial dos 100 e 200m e da brasileira Terezinha Guilhermina, a cega mais rápida do mundo, campeã nas olimpíadas de Pequim e Londres e juntos percorreram 50m na pista com o Raio a guiando.

“Eu não o conhecia pessoalmente e o admiro bastante por conta de seus resultados. E correr com ele foi a realização de um sonho e um presente de Deus e extremamente motivador. Sou a atleta cega mais rápida do mundo estando do lado do atleta real mais rápido e é uma dupla muito interessante.” – Conta  

Terezinha atualmente está treinando para estar bem no Parapan em Toronto, no Canadá e no mundial do Doha no Catar. E sonha em 2016 conseguir subir ao pódio  nas paralimpiadas dançando no estádio e com a torcida ao seu favor.

 

Assinar este feed RSS