fbpx

Badminton começa com seis vitórias no Pan

Daniel Paiola durante competições de Badminton Crédito imagem: Saulo Cruz/COB Daniel Paiola durante competições de Badminton

Um início animador. O badminton, modalidade que, aos poucos, vem mostrando sua evolução no Brasil, estreou neste sábado, dia 11 de julho, com seis vitórias em oito partidas disputadas nos Jogos Pan-americanos Toronto 2015, entre jogos de simples – masculino e feminino – e duplas mistas. Os confrontos ocorreram no Atos Markham Centre e, com os resultados, os classificados passaram às oitavas de final do torneio.

 

A primeira a entrar em quadra foi Fabiana Silva, pelo torneio de simples feminino. Uma das mais experientes da equipe, Fabiana confessou ter sentido o nervosismo da estreia, mesmo depois de já ter disputado duas edições dos Jogos Pan-americanos. Ela venceu Priscille TJitrodipo, do Suriname, por 2 sets a 0, com parciais de 21/5 e 21/4.

"No começo fiquei um pouco nervosa, sim. Não era só a minha estreia, mas do badminton nos Jogos. Mas, depois relaxei, e deu tudo certo", disse a atleta, que apontou uma diferença entre a preparação do Brasil para estes Jogos e para edições anteriores do evento. "Melhorou muito a nossa preparação, agora existe uma seleção permanente, que treina direto em Campinas. Isto facilita muito nosso trabalho", destacou a atleta. 

Outro que também ressaltou a evolução da modalidade em termos de treinamento foi Daniel Paiola, bronze em Guadalajara 2011, o melhor resultado da história do badminton brasileiro. Daniel, além de destacar os treinos da seleção permanente em Campinas, aproveitou para elogiar a estrutura montada para os atletas do Time Brasil em Toronto.

"Posso resumir em uma palavra: espetacular. A estrutura que foi montada para atender os atletas é ótima. Para se ter uma ideia, estava com uma dor nas costas que não conseguia nem me levantar direito, na véspera de estrear. Mas tive todo o atendimento que precisei da fisioterapia, se não fosse isso não teria condições de jogar", contou o jogador, que venceu o cubano Leodannis Martinez por 2 sets a 0, com parciais de 21/16 e 21/17.

Destaques, ainda, para as vitórias dos caçulas da equipe Ygor Oliveira (18 anos) e Lohanny Vicente (19), que mostraram maturidade e consistência em suas estreias.

 

Resultados dos brasileiros no dia: 

Simples Masculino

Daniel Paiola 2 x 0 Leodannis Martinez (21/16 e 21/17)

Ygor Oliveira 2 x 1 Federico Diaz (19/21, 21/8 e 21/12)

Alex Tjong 0 x 2 (14/21 e 13/21) Mario Cuba (Peru)

 

Simples Feminino

Fabiana Silva 2 x 0 (21/5 e 21/4) Priscille TJitrodipo

Luana Vicente 2 x 0 (21/17 e 21/11) Camila Macaya (Chile)

Lohanny Vicente 2 x 0 (21/10 e 21/9) Melissa Perez (Cuba)

 

Duplas Mistas

Lohanny Vicente e Alex Tjong 2 x 0 (21/10 e 21/18) Heymard Humblers e Nikte Sotomayor (Guatemala)

Hugo Arthuso e Fabiana Silva 1 x 2 (16/21, 21/16 e 16/21) Lino Muñoz e Cynthia Gonzalez (México)

Última modificação emSábado, 11 Julho 2015 22:26
Raphael Oliveira

Raphael Oliveira, Carioca morador de Uberlândia desde 2011 pós-graduado em Jornalismo Esportivo pela Faculdades Integradas Hélio Alosno (FACHA-RJ), apaixonado por esportes fundador do site de notícias esportivas “Esportes de A a Z” onde se divide entre editor e fotógrafo, possui na currículo cobertura de eventos como Grand Slam de Judo, Mundial de Judo, Liga Mundial de Vôlei, Finais do NBB e Superliga de Vôlei, Mundial de Natação Paralímpica, NBA e UFC e Paralímpiadas Rio 2016.