NBB CAIXA - Tabela de jogos completa da temporada é divulgada

A tabela de jogos da do NBB CAIXA 2018/2019 está divulgada. O Departamento Técnico da Liga Nacional de Basquete (LNB), no final da última semana, publicou o calendário completo das partidas da fase de classificação da 11ª edição do maior campeonato de basquete do país.

A competição terá início no dia 13 de outubro (sábado), com a reedição das Finais da temporada anterior entre Paulistano/Corpore e Mogi das Cruzes/Helbor. A partida será no Ginásio Antonio Prado Jr, em São Paulo (SP), às 14 horas.

Grande novidade na tabela é o ganho de mais um dia da semana com jogos do NBB CAIXA, às segundas-feiras - na última temporada, a semana da competição começava às terças. Agora, o maior campeonato de basquete do país terá suas partidas disputadas semanalmente entre as segundas e os sábados.

A fase de classificação do NBB CAIXA terá seu término no dia 26 de março e os 12 melhores colocados avançarão aos playoffs. O mata-mata das oitavas de final será disputado em uma melhor de três partidas, com os Jogos 2 e 3, sendo realizados na casa da equipe de melhor campanha na fase de classificação. Já as quartas de final, semifinal e Finais seguem o modelo de melhor de cinco partidas, com os jogos 2, 3 e 5 sendo disputados na casa de melhor campanha.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, INFRAERO, Avianca, Nike, Penalty e Wewi e o apoio do Açúcar Guarani.

Confira os primeiros jogos do NBB CAIXA 2018/2019:

- 13/10 (sábado)

14h - Paulistano/Corpore x Mogi das Cruzes/Helbor 
18h – Basquete Cearense x Flamengo
18h – EC Pinheiros x Sendi/Bauru

- 15/10 (segunda-feira)

20h – Universo/Brasíla x Flamengo
20h - Botafogo x Joinville/AABJ
20h – EC Pinheiros x São José

- 16/10 (terça-feira)

20h – Corinthians x Sesi Franca

- 17/10 (quarta-feira)

20h – São José x Basquete Cearense
20h30 - Flamengo x Joinville/AABJ

- 18/10 (quinta-feira)

20h – Mogi das Cruzes/Helbor x EC Pinheiros

- 19/10 (sexta-feira)

19h – Vasco da Gama x Joinville/AABJ
20h - Corinthians x Paulistano/Corpore

- 20/10 (sábado)

14h – Sesi Franca x Flamengo 
19h - Mogi das Cruzes/Helbor x Basquete Cearense

 

Veja a tabela completa aqui - http://lnb.com.br/nbb/tabela-de-jogos 

Com mais dificuldade, Flamengo vence Botafogo e segue invicto

Na abertura do returno do Estadual de Basquete, o Flamengo continua invicto na competição. Pela segunda vez, venceu o Botafogo num jogo mais disputado no Tijuca por 73 a 69 para se manter à frente na competição.

O cestinha da partida foi Wesley Alves do Botafogo com 15 pontos seguido por Deryk Ramos com 14 pontos.

Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Pelo lado do Flamengo, Gustavo de Conti, técnico do time, falou um pouco de como foi o jogo:

“Tivemos uma queda em nosso rendimento na partida de hoje e não podemos esquecer que do outro lado, tinha um time do Botafogo que melhorou muito em relação a outra partida. Foi um bom sinal de alerta que não podemos descuidar nenhum momento e temos que continuar jogando firme. – Narra.

Pelo lado do Botafogo, o técnico Léo Figueiró lamentou a derrota de hoje:

Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

“Foi por pouco que eles ganharam hoje. Tivemos uma grande evolução da última partida e foram alguns erros aqui e ali. Mas essa é a graça do basquete e vamos continuar a luta para poder chegar à final. ” – Diz.

Na próxima rodada, o Flamengo visita o Vasco em Deodoro, enquanto que o Botafogo recebe em General Severiano o Niterói. Ambas as partidas serão disputas no sábado.

Vasco vence Niterói

Pela segunda vez no torneio, o Vasco venceu o Niterói jogando em São Januário por 82 a 58 e chegou também à sua segunda vitória.

Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Flamengo vence Vasco com facilidade no Estadual

Depois de uma temporada longe do Tijuca, o Flamengo voltou a jogar por lá e recebeu seu arquirrival, o Vasco e foi um passeio do time rubro-negro que venceu por 93 a 69 e segue invicto no estadual de Basquete no encerramento do primeiro turno da competição.

Destaque da partida, Anderson Varejão foi o cestinha pelo time com 17 pontos, seguido por Franco Balbi que fez 16. O time do Flamengo chegou a terceira vitória na competição e se mantendo invicta e pode ser considerada, o favorito a vencer o estadual.

Time joga com o Botafogo já pelo returno. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

 “Foi importante não deixarmos o Vasco fazer mais de 70 pontos. Se fizemos 93 pontos sempre vamos sempre ganhar jogos assim. Ainda temos uma melhorar muito e esse foi só a terceira partida. Começamos um pouco nervoso, mas depois equilibramos as coisas e buscamos a vitória. ” – Conta Varejão sobre a partida.

Já o Vasco, chegou a sua segunda derrota. Venceu o Niterói na estreia e depois perdeu de virada para o Botafogo em casa, mas ainda segue na briga.

“Fizemos o possível, mas não deu para lutar contra o Flamengo que estava bem armado. Mas ainda vamos receber eles em casa para semana. Vamos continuar lutando para pelo menos ficar em terceiro lugar e ter uma chance na semi para buscar a vaga na final. ” – Conta Lupa sobre a derrota que veio do Pinheiros reforçar o time.

A partida

Com um começo ao melhor estilo clássico, o Vasco conseguiu abrir uma pequena vantagem de seis pontos no início do primeiro quarto de jogo, mas não foi capaz de segurar o resultado e acabou permitindo a virada no final do tempo por 20 a 17.

Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

A partir do segundo quarto, o domínio foi total do Flamengo que apenas ampliava a vantagem cada vez mais a mais e conseguiu sair do primeiro tempo com 15 pontos de vantagem com 48 a 33.

Já no segundo tempo, a vantagem só subia e o time da Gávea passou a administrar o jogo e sem o time da Colina oferecer algum perigo, o técnico Gustavo Conti passou a colocar o banco todo em quadra para dar ritmo de jogo ao time completo. Só administrando, chegaram a 83 x 69 e assim garantiram mais uma vitória.

Na próxima rodada e abrindo o returno, o Flamengo recebe o Botafogo também no Tijuca, enquanto que o Vasco joga fora de casa contra o Niterói.

Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Botafogo vence Niterói

Na outra partida da rodada, o Botafogo visitou o Niterói e confirmou o favoritismo vencendo por 75 a 42 e fecha o primeiro turno com duas vitórias e uma derrota. Já o Niterói sofreu sua terceira derrota seguida.

Flamengo atropela Niterói no estadual

Sem muitas surpresas, o time do Flamengo conseguiu uma vitória importante jogando em casa pelo estadual de basquete. A vítima da vez, foi o time de Niterói que foi atropelada por 100 x 36 e assumiu a liderança do campeonato.

O cestinha da partida foi Anderson Varejão que marcou 20 pontos, seguido por João Vitor com 15 e Olivinha com 14 e ajudaram o time a ter sua segunda vitória no torneio. Na primeira partida, venceram o Botafogo.

Na próxima rodada no sábado, o Flamengo terá pela frente o Vasco que perdeu de virada para o Botafogo no outro jogo da rodada. A partida será realizada na quadra do Tijuca. Já o Niterói, jogará com o Botafogo.

Time do Flamengo não teve dificuldades para vencer a partida. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

NBB CAIXA - Temporada 2018/2019 contará com a participação de 14 equipes

A próxima temporada do NBB CAIXA vai começar. Neste sábado (04/08), em São Paulo, durante reunião do Conselho de Administração da Liga Nacional de Basquete, foram definidos os 14 times que vão disputar a temporada 2018/2019 do maior campeonato de basquete do país.

Campeão da Liga Ouro 2018, o Corinthians será um dos estreantes na competição. Outra novidade fica por conta do São José, vice-campeão da Divisão de Acesso. A cidade do Estado de São Paulo retorna à elite do basquete nacional após duas temporadas.

Outro retorno é o da cidade de Brasília. Tricampeão do NBB com outra franquia e sem equipes por uma temporada do NBB CAIXA, o torcedor candango poderá novamente ter as melhores equipes do país atuando no distrito federal com o Universo/Brasília.

“É importante que conseguimos manter uma grande representatividade dos estados brasileiros nesta temporada. Teremos importantes retornos e um estreante de peso na elite do basquete brasileiro. A expectativa é de um campeonato forte e muito disputado", destacou o presidente da LNB, João Fernando Rossi.

A décima edição do NBB CAIXA terá a representação de cinco estados do território brasileiro: Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Ceará, além do Distrito Federal.

A competição terá início no dia 13 de outubro (sábado) com a partida entre o atual campeão Paulistano enfrentando Mogi das Cruzes. A partida acontecerá no Ginásio Antonio Prado Jr, em São Paulo, às 14h. A tabela completa da competição será divulgada pelo departamento técnico da LNB nos próximos dias.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, INFRAERO, Avianca, Nike, Penalty e Wewi e o apoio do Açúcar Guarani.

Uma equipes será rebaixada para a Liga Ouro

Em relação ao regulamento desta temporada, o NBB CAIXA terá o descenso de uma equipe para a Liga Ouro. Sendo assim, o último colocado da fase de classificação cairá automaticamente para a Divisão de Acesso na temporada 2019/2020. A Liga Ouro seguirá levando somente seu campeão ao NBB CAIXA.

No restante, o regulamento do NBB CAIXA segue o mesmo. As 14 equipes seenfrentarão entre si em turno e returno na fase de classificação e os 12 melhores avançarão aos playoffs, que seguirá sendo disputado no formato 1-2-1-1, com os Jogos 2, 3 e 5 sendo realizados na casa da equipe de melhor campanha na fase de classificação.

Confira a lista completa dos participantes do NBB CAIXA 2018/2019:

Sendi/Bauru Basket (SP)

Botafogo (RJ)

Basquete Cearense (CE)

Universo/Brasília (DF)

Corinthians (SP)

Flamengo (RJ)

Sesi Franca (SP)

Joinville/AABJ (SC)

Minas Tênis Clube (MG)

Mogi das Cruzes/Helbor (SP)

Paulistano/Corpore (SP)

Pinheiros (SP)

São José Basketball (SP)

Vasco da Gama (RJ)

Paulistano é o campeão do NBB

O Paulistano/Corpore é o grande campeão do NBB CAIXA 2017/2018. Neste sábado (02/06), em pleno Ginásio Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes, a equipe da capital paulista venceu o Jogo 4 das Finais contra o Mogi das Cruzes/Helbor, por 82 a 76, e fechou a série em 3 a 1.

Pela terceira vez nas Finais, o Paulistano conquistou seu primeiro título do NBB CAIXA. A equipe é a quarta diferente a se sagrar campeã do maior campeonato de basquete do país – Flamengo tem cinco troféus, Brasília três e Bauru um.

Nenhum jogador do Paulistano tinha o título do NBB CAIXA no currículo e sete deles fizeram parte do vice-campeonato na temporada passada. Para o técnico Gustavo De Conti, a conquista é a primeira de âmbito nacional em sua carreira.

"O sentimento é de felicidade e de agradecimento ao clube Paulistano por tudo que nos proporciona.Todos os times merecem ser campeões,m mas fomos muito regulares durante toda a temporada, com direito a vitórias com grandes diferenças no placar e também com um certo nível de dominância", exaltou De Conti.

A dupla Yago e Lucas Dias combinou para 41 pontos - 24 dos 28 da equipe no segundo tempo - e comandou a vitória alvirrubra neste sábado. O armador foi o cestinha da equipe, com 21 (7/10 nos arremessos de quadra), sendo nove no terceiro quarto. Já Lucas marcou 20 pontos, nove no último período, e ainda contribuiu com cinco rebotes.

“Eu sempre jogo com muita confiança e hoje não foi diferente. Sempre que o Gustavo me coloca em quadra eu busco ajudar o time com meu basquete. Hoje eu consegui converter bolas importantes e ajudar o Paulistano a vencer o jogo e conquistar esse título histórico”, disse Yago.

 “Estou feliz demais por ter buscado uma coisa que queria sempre. Sempre vi grandes jogadores, como Marcelinho, chegando em Finais e sendo campeão. Esse título é muito importante para a carreira de um jogador. Ano passado tivemos um momento muito difícil, ainda mais para mim, que me machuquei. Isso ficou marcado para todos. Nos preparamos e trabalhamos a temporada inteira para chegar nesse momento. Agora o sentimento é de alegria”, analisou Lucas Dias.

Autor de 13 pontos e sete rebotes neste sábado, o pivô Guilherme Hubner foi eleito o MVP das Finais. Com grandes atuações, o jogador fechou a série como jogador mais eficiente do Paulistano (13,5 por jogo), com sólidas médias de 11,7 pontos e 6,2 rebotes por partida.

"Eu estava focado em jogar basquete. Não queria ser o MVP, mas sim ajudar meu time e fazer meu trabalho em quadra. O Gustavo determinou algumas funções específicas para mim na série e estava focado em executar tudo o que ele pediu", disse Hubner.

O jogo que definiu o campeão teve dois tempos completamente distintos. Na primeira metade, as duas equipes tiveram grande aproveitamento ofensivo e o placar foi de 54 a 47. Já nos 20 minutos finais, o nervosismo entrou em quadra e a produção dos times caiu praticamente pela metade (29 a 28 para o Mogi).

No início do último quarto, a diferença a favor do Paulistano chegou a 12 pontos (70 a 58). Mas Mogi não se entregou e, no embalo de Jimmy e Larry, chegou a baixar o prejuízo para apenas quatro pontos (74 a 70). Depois disso, a tensão tomou conta da partida e o placar ficou quase dois minutos sem ser alterado (78 a 75). Foi então que Deryk converteu arremesso fundamental e praticamente selou o título dos alvirrubros.

Do lado mogiano, o grande destaque ficou por conta do ala Jimmy. Cestinha do jogo, com 28 pontos, o camisa 18 teve atuação espetacular e cravou seu novo recorde pessoal no NBB CAIXA, com direito a 63,1% de aproveitamento nos arremessos de quadra (12 acertos em 19 tentativas). Além disso, ainda apanhou nove rebotes e totalizou 30 de eficiência.

"Estamos muito frustrados por termos perdido em casa, mas muito honrados por conseguirmos chegar ao segundo lugar do NBB, que é muito difícil. O Paulistano teve todo o mérito de sair com o título. Foi a terceira vez que eles chegaram à final e essa foi a nossa primeira. Queríamos o topo, claro, mas infelizmente não conseguimos. Nunca faltou entrega e nem dedicação para a nossa equipe. Saímos orgulhosos", disse o comandante mogiano Guerrinha.

Confira todos os resultados das partidas das Finais do NBB CAIXA:

Jogo 1 – Mogi 82 x 99 Paulistano

Jogo 2 – Paulistano 70 x 84 Mogi

Jogo 3 – Paulistano 88 x 84 Mogi

Jogo 4 – Mogi 76 x 82 Paulistano

 

 

Marcelinho Machado encerra carreira vitoriosa no basquete

Com a derrota do Flamengo para o Mogi por 89 a 72 no 4º jogo da semifinal do NBB, marcou a despedida de Marcelinho Machado, um dos nomes mais importantes do basquete brasileiro nos últimos anos. Ele disputou sua última temporada e anunciou que aos 43 anos não segue mais na carreira como jogador.

Com a camiseta do Flamengo, Marcelinho conquistou todos os títulos possíveis. Foi campeão brasileiro em 6 oportunidades, como também ganhou o campeonato carioca e trouxe títulos importantes como a da Liga das Américas e o mundial em 2014 em casa contra o Macabi.

Já pela seleção, jogou entre 1998 e 2012 onde disputou uma olimpíada em Londres em 2012 como também ganhou três pan-americanos sendo o primeiro atleta a conseguir essa marca.

Entre outros destaques na sua longa carreira, está como um dos maiores pontuadores da história do basquete, sendo o 2º no NBB (Só perdendo para Shamel) e ele ganha em cestas de numa única partida (63) e um dos melhores arremessadores de 3 pontos da história.

Seu último jogo foi disputado em Mogi das Cruzes em uma partida que o Flamengo precisava vencer para forçar o 5º jogo em casa. No primeiro tempo, houve esperança com o time da Gávea na frente, mas Mogi melhorou sua defesa no segundo e aplicou a maior vantagem numa semifinal de NBB da história.

O destaque da partida ficou para Shamel que sozinho fez 40 pontos do time de Mogi. Ele foi o cestinha e principal protagonista nessa despedida de Marcelinho.

 

O Jogo

Primeiro quarto de muitas trocas de liderança por parte dos dois times e muito equilíbrio. O início foi tenso com o Flamengo levando 3 minutos para fazer os dois primeiros pontos. Destaque para Varejão que fez 10 pontos. Placar 17 a 15 pro Mogi

O segundo quarto continuou com a mesma pegada. Os dois times se revezando na liderança do jogo. O Flamengo chegou a abrir 6 pontos de vantagem que o Mogi conseguiu correr atrás e até a reassumir a liderança. Faltando 1s e com 36 a 34 para Mogi, o técnico Neto pediu tempo e na volta, Marquinhos acertou uma bola de três pontos antes da linha do meio de campo e fechando o primeiro tempo em 37 a 36 para o time do Rio.

O Mogi conseguiu anular o time do Flamengo nesse terceiro quarto. Com uma boa defesa, o time conseguiu colocar 11 pontos de vantagem e se aproveitaram dos erros do time carioca. Ao final do quarto, vantagem de 62 a 51 para Mogi.

Completamente irreconhecível, o Flamengo praticamente entregou o jogo no último quarto e o Mogi aumentou ainda mais a vantagem. O time do interior de São Paulo fechou por 89 a 72 e carimbou sua vaga na final do NBB fechando a série em 3 a 1.

Arrasador, Paulistano domina Bauru e abre 2 a 1 na série semifinal

Depois de ser derrotado pelo Sendi/Bauru Basket no Jogo 2, o Paulistano/Corpore mudou a história e, com início arrasador e histórico, venceu o Jogo 3 no Ginásio Antonio Prado Jr, em São Paulo (SP), nesta terça-feira, pelo expressivo placar de 95 a 64. Com isso, o time alvirrubro voltou a ter a vantagem na série semifinal (2 a 1) e ficou a um passo da decisão do NBB.

A vitória alvirrubra por 31 pontos de diferença representou o resultado mais elástico da história das semifinais do NBB. Antes, o recorde era de 28 pontos, registrado duas vezes, sendo um deles sofrido pelo próprio Bauru, na semi de 2012/2013 para o Uberlândia (93 a 65) – série que terminou em 3 a 0.

Com 2 a 1 de vantagem na série, o time do técnico Gustavo De Conti pode fechar a série semifinal contra o Bauru já nesta sexta-feira (11/05), no Ginásio Panela de Pressão, às 20 horas (de Brasília).

O Paulistano abusou e usou de sua principal arma ofensiva na temporada: as bolas de 3. Ao todo, a equipe acertou 17 arremessos longos em 39 tentativas (43,9% de aproveitamento), sendo oito delas no primeiro período. Dos atletas colocados em ação por Gustavo De Conti, somente os pivôs Du Sommer e Guilherme Hubner e o jovem Alex Dória não acertaram arremessos de longa distância. De resto, todos guardaram pelo menos um.

A produção ofensiva do CAP foi bastante dividida. Mesmo. Todos os 12 atletas do elenco entraram em quadra e pontuaram. Os destaques ficaram por conta do garoto Yago Mateus, com 17 pontos e cinco assistências, o ala Jhonatan, que zerou no Jogo 2 e nesta terça-feira registrou 16 pontos (4/5 nas bolas de 3), e o ala/armador peruano Kyle “Zoom” Fuller, com 13 pontos, além de David Nesbitt e Eddy, ambos com nove.

Mas não foi só o aproveitamento de 43% nas bolas de 3 pontos e as 23 assistências que mostram uma atuação quase “perfeita” por parte do Paulistano. Sempre consciente e segura do que estava fazendo, a equipe alvirrubra cometeu apenas dois desperdícios de bola, número expressivamente inferior à média do time na temporada, que é de 12,6 por partida – segunda melhor do campeonato.

Pelo lado do Bauru, a dupla Kendall Anthony e Rafael Hettsheimeir combinou para 37 dos 64 pontos do time na partida (57% da produção da equipe). O armador norte-americano registrou 22 pontos (8/13 nos arremessos de quadra), enquanto que o pivô, que sofreu com dobras durante o jogo inteiro, anotou 15 pontos e cinco rebotes.

Flamengo vence e sobrevive no NBB

O flamengo está vivo nas semifinais do NBB. Sem poder tomar mais nenhum vacilo, o time se fechou e se reabilitou em casa vencendo o Mogi por 71 e 64 e diminuiu a diferença na série para 2 a 1 para o time do interior paulista jogando em casa.

Grande destaque da partida foi Olivinha. Com 20 pontos e 13 assistências, a maioria no primeiro e nos últimos quartos, ele foi decisivo levantando a torcida com sua raça característica.

“Hoje era vencer ou vencer e não tínhamos outra opção. Se não tivéssemos pensando assim, estaríamos chorando agora a derrota e a eliminação. Nosso time entrou com outro foco e outra atitude e fizemos um bom jogo na defesa e fizemos diminuir a vantagem deles e vamos buscar a vantagem lá na casa deles. Estamos pela primeira vez vivendo essa situação de sair com duas derrotas e o Neto nos passou muita tranquilidade e deu tudo certo hoje” – Conta Olivinha sobre o jogo.

Arthur Pecos foi fundamental nas cestas de 3 pontos que ajudaram na vitória do Flamengo. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Pelo lado do Mogi, Tyrone foi destaque nos arremessos de 3 pontos onde fez 12 dos 19 pontos do seu time. Mas o time deu uma relaxada depois vitórias e permitiu com que o Flamengo pudesse dar um respiro na competição.

“Eles fizeram o que precisavam fazer que vencer. Demos uma acomodada depois das duas vitórias que tivemos. Faltou concentração para gente e vamos aproveitar esses dias de folga e conversar para voltar o foco e tentar a vitória em casa” – Diz Tyrone

O Jogo

Muito diferente do jogo de sexta, o Flamengo entrou com muito mais atitude e lutando por sua sobrevivência na série. No primeiro quarto, o time saiu na frente, mas em duas bolas de 3 pontos de Tyrone, o Mogi virou no placar e chegou a estar na frente. Mas com a torcida empurrando o time da Gávea, a virada foi consequência. O primeiro quarto foi decidido com um placar apertado de 18 a 17. Já no segundo, o Flamengo não saiu em nenhum momento da liderança e conseguiu igualar as chances nas bolas de três pontos que Mogi insistia em acertar também com Larry. Ao final, o primeiro fechou em 38 a 35.

No terceiro quarto, o Flamengo conseguiu abrir uma distância no placar deixando a diferença em 7 pontos e por cerca de dois minutos, não deixou que o Mogi conseguisse pontuar. Mas as bolas de 3 pontos insistiam em cair para os dois lados e anulando o time do interior de São Paulo, o Flamengo conseguiu vencer o jogo por 71 a 64 e diminuiu para 2 a 1 na série das semifinais do NBB.

A próxima partida será em Mogi no sábado as 14hrs. Pelo outro lado da chave, o Paulistano recebe amanhã o Bauru as 19:30 pelo terceiro jogo da série que está em 1 a 1.

Mogi há um passo da final do NBB

Com um time muito coeso e acertando em todas as funções, o Mogi está perto de garantir uma vaga na final do NBB.  Sem se intimidar de jogar na casa do Flamengo, o time do interior paulista venceu por 88 a 74 e botou 2 a 0 na semifinal.

Com ataques muito bem trabalhados e uma ótima defesa, o time do técnico Guerrinha não demorou a se firmar na ponta do placar e, ainda no segundo quarto, levou a diferença para dígitos duplos. Sem perder o controle do jogo em momento algum, a equipe seguiu dominante durante todo o segundo tempo e confirmou o triunfo em solo carioca com autoridade.

“Soubemos jogar o jogo diante do Flamengo que é uma equipe muito forte e fomos em cima do emocional deles. Soubemos prevalecer a defesa e aprendemos a jogar bem fora de casa e apreendemos jogando contra times argentinos na liga das Américas. A série está aberta e ainda restam três jogos. Falta apenas uma partida para gente e vamos focar para conseguir chegar lá. ” – Disse Guerrinha, técnico do Mogi após a partida.

Tyrone foi vaiado e fez a diferença para o Mogi. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Mogi teve ótimo rendimento coletivo e os oito atletas que entraram em quadra contribuíram de alguma forma, mas os cinco titulares foram brilhantes. O cestinha foi Shamell, com 21, seguido por Jimmy e Larry, que marcaram 16 cada. Já o pivô Caio Torres somou 13 pontos, enquanto que Tyrone registrou oito pontos, nove rebotes e quatro assistências.

“Foco, defesa, coração! Quando você junta essas três coisas, você consegue trazer uma vitória. Temos que aumentar nosso ritmo de defesa para conseguir a vitória na próxima partida e conseguir chegar a final”. – Afirma Tyrone que foi vaiado pela torcida do Flamengo desde o início do jogo.

Já pelo lado do Flamengo, o time jogou muito abaixo do que vinha apresentando ao longo do torneio e pareceu estar no mesmo ritmo da primeira partida em Mogi das Cruzes quando foi derrotado da mesma forma.

“Foi uma sequência do primeiro jogo. Nosso time não produziu ofensivamente e depois tentou arrancar as cestas sem muita lucidez. Demos muita liberdade a eles e foram dois jogos que jogamos abaixo. Mérito deles e agora temos que buscar uma vitória em casa e não tem nada perdido. Só avança quem vencer três jogos”. – Disse Marcelinho após o jogo. Ele que em caso de derrota, antecipará sua aposentadoria.

 

O jogo

 

Mesmo sendo visitante, o Mogi parecia que estava jogando em casa. Em pouco tempo, o time do interior de São Paulo dominou a partida e se estabeleceu na frente com Tyrone jogando muito e levando o time nas costas. No primeiro quarto, o time do Flamengo com a sua torcida até chegou a estar perto no placar perdendo por 4 pontos, mas no segundo, Mogi chegou a abrir 15 pontos de frente e se manteve a frente. Marcelinho até acertou umas duas bolas de três que diminuíram a diferença, mas no fim, Mogi saiu com 45 a 33 no início da partida.

Time do Flamengo precisa vencer próximo jogo para se manter vivo na competição. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

No segundo tempo, bem que a torcida do flamengo tentou levantar a moral do time, mas o time de Mogi estava muito consistente na defesa. Tudo o que eles tiveram que fazer foi administrar a partida. Mogi até chegou até a ter 20 pontos de frente e o time da Gávea até tentou reagir chegando a diminuir para 9. Mas não deu e o Flamengo perdeu por 88 a 74 a segunda partida da semifinal e o Mogi abriu 2 a 0 na série.

O Jogo 3 acontece nesta segunda-feira, às 20 horas, novamente na Arena Carioca. Caso saia vencedor, Mogi garantirá a inédita vaga nas Finais. Já o Flamengo precisa vencer para seguir vivo e forçar a realização do Jogo 4.

Pela outra chave, Paulistano joga em casa contra o Bauru em partida que será realizada daqui a pouco. No primeiro jogo, o time da capital venceu por 78 a 72

Assinar este feed RSS