fbpx

Flamengo conquista título da Copa Super 8

O Flamengo é o campeão da Copa Super 8. Na tarde deste sábado, a equipe do técnico Gustavo De Conti mostrou sangue frio para superar a pressão de um Pedrocão completamente lotado e vencer a decisão do torneio contra o Sesi Franca Basquete, por 79 a 75. Com isso, os rubro-negros garantiram vaga na Liga das Américas da temporada que vem.

O jogador mais valioso da Copa Super 8 foi Marquinhos. Autor de 15 pontos e sete rebotes na vitória contra Franca (18 de eficiência), o camisa 11 rubro-negro teve o maior índice de eficiência do time campeão no torneio, com média de 21,3.

“Esse time foi montado para ser campeão. Tivemos um ‘acidente de percurso’, perdemos uma partida que não podíamos (Liga Sul-Americana) e nos custou muito caro. Colocamos a cabeça nos treinos, melhoramos nossa defesa e começamos a dar mais segurança para o ataque. Entramos em quadra comprometidos e conseguimos esse título e a vaga na Liga das Américas”, disse Marquinhos.

“Fizemos uma partida surpreendente defensivamente. Digo surpreendente porque jogamos quinta-feira 21h, no outro dia viajamos cedo, não descansamos, não treinamos. Pouco sabem o que é, mas fazer o que fizemos hoje aqui vindo dessa sequência de jogos não é para qualquer um”, completou.

Marquinhos foi destaque mais uma vez pelo time do Flamengo. Crédito: João Pires/LNB

Maestro do Flamengo em quadra, o armador argentino Franco Balbi teve atuação de gala e registrou 20 pontos, seis rebotes, quatro assistências e dois roubos de bola, números que fizeram dele o atleta mais eficiente do time rubro-negro, com 20 de valorização.

"Foi uma partida muito difícil. Tínhamos que estar concentrados e não perder foco e foi isso que aconteceu. Fizemos um grande jogo como time. Além da pontuação, todo mundo contribuiu de algum jeito e estou muito orgulhoso do que nossa equipe jogou nessa decisão", afirmou Balbi.

"É uma mudança muito grande do basquete argentino para o brasileiro. Agora estou me sentindo muito melhor e venho fazendo boas partidas. O Gustavinho e o time me dão muita confiança e, agora, está sendo meu melhor momento aqui sem dúvidas", completou o argentino que está em sua primeira temporada no Brasil.

Com a conquista da Copa Super 8, o Flamengo consolidou seus 100% de aproveitamento em finais de campeonato nos últimos seis anos e acumulou seu 13º título em 13 campeonatos disputados (6 Cariocas, 4 NBB’s, uma Liga das Américas, um Mundial e a Copa Super 8).

"Mostramos que o Flamengo, independente das pessoas que estão aqui jogando ou no comando, é um time de chegada, que consegue se recompor rápido. Mesmo com todas as adversidades, passamos os últimos sete anos com 13 finais e 13 títulos. Isso mostra a força que esse clube tem”, declarou o técnico do Flamengo, Gustavo De Conti.

Apesar da derrota, o Franca teve o grande destaque individual da decisão: Alexey. O armador marcou incríveis 10 pontos, 12 rebotes e nove assistências (24 de eficiência) e foi o atleta mais eficiente da final da Copa Super 8. O time francano ainda teve como destaques o pivô Hettsheimeir (17 pontos), o ala Jimmy (15 pontos) e o pivô Cipolini (11 pontos).

 

O Jogo

A decisão da Copa Super 8 começou a mil por hora. Em partida muito física, quem se sobressaiu no início foi o Franca, que abriu cinco pontos (13 a 8). Ainda no primeiro quarto, Franco Balbi entrou em ação e, com dez pontos, liderou a virada do Flamengo, que chegou a ter oito pontos de vantagem (25 a 17). Com sete pontos de Hettsheimeir, o time da casa reagiu e cortou a margem para três pontos ao final do primeiro quarto: 25 a 22.

Consciente com a vantagem nas mãos, o Flamengo ampliou a diferença com uma corrida incrível nos cinco minutos iniciais do segundo período. Com tamanha intensidade na defesa e alta velocidade na transição ofensiva, a equipe do técnico Gustavo De Conti não sofreu uma cesta de quadra sequer, venceu a parcial por 15 a 5 e caminhou para o intervalo com 13 pontos de frente: 40 a 27.

O ritmo dos rubro-negros não diminuiu, e a vantagem que antes era de 13 subiu para 16 pontos (53 a 37) através de uma defesa forte e grande aparição de Marquinhos, autor de sete pontos durante a corrida. A margem foi administrada com sucesso até o final do terceiro quarto, mas o período final tinha muita emoção reservada.

Embalado por sua calorosa torcida, o Franca foi para cima e mudou o cenário da partida. Com mão certeira nas bolas de 3 pontos, a equipe da casa cortou a diferença para apenas dois pontos e incendiou o Pedrocão (69 a 67) restando pouco menos de cinco minutos para o fim.

A resposta do Flamengo foi “na lata”: duas bolas de 3 pontos consecutivas, uma de Jhonatan e uma de Olivinha, o que deixou a vantagem em oito pontos (75 a 67). Em seguida, os francanos até buscaram de novo o resultado e cortaram a margem para três pontos (75 a 72), mas Franco Balbi jogou um balde de água fria no time da casa ao acertar uma bola de 3 com um minuto para acabar (78 a 72), o que praticamente definiu a vitória rubro-negra.

Agora, tanto Flamengo quanto Franca entrarão em quadra no dia 12 de janeiro (sábado). Às 14 horas, o Flamengo fará o clássico de camisa contra o Corinthians, no Ginásio Wlamir Marques, com transmissão ao vivo da Band. Mais tarde, às 18 horas, os francanos medirão forças com o Basquete Cearense, no Pedrocão.

Com show de Marquinhos, Flamengo vence e avança

Sem encontrar muita resistência do Minas, o Flamengo venceu o Minas por 92 a 74 e está nas semifinais do Super 8, torneio recém-criado pelo LNB entre os oito melhores do NBB que dará uma vaga na Liga das Américas do ano que vem para o campeão.

Destaque da partida foi Marquinhos mais uma vez. Com 29 pontos, sendo 21 deles somente em cestas de três pontos com um aproveitamento de 7 arremessos em 13 que fez. Ele também conseguiu ganhar dois rebotes e deu três assistências.

Aproveitamento de Marquinhos foram de sete arremessos de três pontos. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

“Quando jogamos em casa, temos que fazer tudo para vencer. Temos feito 74 pontos que é nossa média na defesa e conseguimos melhorar no ataque. Algumas horas diminuímos o ritmo por conta do calor, mas não deixamos de fazer nossos pontos. Pude novamente estar bem e contribuir com a vitória do time.

O Técnico Gustavo Conti elogiou o time após a partida:

“A vitória foi fundamental para sobrevivência. Com a parada que tivemos para treinar, pudemos melhorar o ataque e isso nos dá mais confiança de seguir adiante. Não podemos escolher o nosso próximo adversário, tanto o Pinheiros quanto o Botafogo farão uma boa partida contra nós” – Finaliza.

O Jogo

No primeiro tempo, o Flamengo começou arrasador e abriu em 10 a 2 no placar com duas cestas de 3 de Marquinhos, o que poderia indicar uma partida fácil. Mas com Leandrinho em quadra, o Minas buscou uma reação e encostou com 19 a 18. E com uma cesta de Varejão, o Flamengo voltou a abrir e acabou o primeiro quarto com 27 a 21.

No segundo, o time da Gávea entrou forte novamente. Marquinhos continuou inspirado e a vantagem aumentou para 15 pontos quando o placar estava 45 a 30. Mas Gegê resolveu jogar um pouco e diminuiu a diferença para 10 pontos fechando o quarto em 48 a 38.

Anderson Varejão saiu com 10 pontos e nove rebotes contribuindo com a vitória. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

A tarde era mesmo do Flamengo! O Minas não ofereceu perigo nenhum nos dois últimos quartos. A vantagem só voltou a aumenta, ainda mais com as três cestas de três pontos seguidas que o Flamengo teve e a vantagem só aumentou deixando os mineiros mais abatidos. Ao final, o time da Gávea venceu por 92 a 74 e avançou no Super 8 eliminando o Minas.

Agora o Flamengo aguarda o vencedor de Pinheiros e Botafogo para definir quem será o adversário da próxima quinta nas semifinais do torneio.

Em noite de Marquinhos, Flamengo vence Botafogo

Nem parecia um clássico! Depois de alguns dias somente treinando, o Flamengo entrou em quadra contra o bom time do Botafogo no ginásio do Tijuca e não encontrou dificuldade para vencer pelo placar elástico de 102 a 73 e continuar firme na vice-liderança do NBB. Já com a derrota, o Botafogo caiu para a sétima posição

Destaque da partida foi mais uma vez Marquinhos. O ala rubro-negro contribuiu com incríveis 35 pontos e cinco bolas de três, em pouco mais de 24 minutos em quadra, e protagonizou um jogo mágico com a camisa do time da Gávea.

“A vitória foi importante. Retomamos o NBB depois daquela derrota para o Paulistano e hoje foi a minha noite. Tem dias que a noite é do Deryk, do Marquinhos ou do Olivinha. Foi importante ter passado um tempo treinando e vamos buscar vencer o maior número de jogos no segundo turno para buscar a liderança do NBB e decidir as partidas em casa quando vier os playoffs” – Afirmou o jogador após a partida.

Defesa rubro-negra funcionou bem, neutralizado o Botafogo. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

 

Com a vitória de hoje, o Flamengo segue com uma campanha de nove vitórias em 12 jogos pelo NBB. Já o Botafogo, chegou a sexta derrota com a mesma quantidade de partidas que o Rubro-negro.

O Jogo

Somente no início da partida o time do Botafogo chegou a ter uma liderança de quatro pontos no placar de 6 a 2, mas rapidamente o rubro-negro conseguiu mostrar que estava com uma boa defesa e conseguiu não só a virada, como também ampliar a vantagem e chegar a 26 a 15.

No segundo quarto, a partida foi mais equilibrada. O time do Botafogo até ameaçou crescer, mas o alvinegro foi parado com duas cestas de 3 seguidas de Marquinhos e a vantagem só continuou crescendo com o time da Gávea vencendo por 47 a 32.

Na virada para o segundo tempo, o ataque rubro-negro brilhou ainda mais. Aproveitando que o time de General Severiano errava seus ataques e impondo uma forte defesa, a vantagem aumentou ainda e o terceiro quarto fechou em 79 a 53, já decretando a vitória do Flamengo.

Sem pisar no freio, o Flamengo continuou muito melhor e ampliando ainda mais a sua vantagem sem dar chances de o Botafogo buscar o jogo e conseguiu passar dos 100 pontos. No final, o placar foi de 102 a 73 que decretou mais uma vitória no clássico pelo lado rubro-negro.

Time do Flamengo volta a jogar contra o Minas no sábado. Já o Botafogo encara o Pinheiros. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Na próxima rodada, o Flamengo joga fora de casa contra o Minas em partida que será disputada no próximo sábado.  Já o Botafogo, encara o Pinheiros em partida dentro de casa na quinta-feira. Ambas as partidas fecham o primeiro turno da competição para ambos os times. Os oito melhores se classificam para a Copa Super 8 que será disputada no final do ano.

Flamengo vence, mas é eliminado da Liga Sul-Americana

As chances de o Flamengo chegar à final da liga Sul-Americana dependiam somente de uma vitória do Minas sobre o time argentino do Instituto de Córdoba na partida anterior na Jeunesse Arena. Mas esperanças acabaram quando os argentinos conquistaram a vitória por 83 a 64 e eliminaram a equipe carioca.

E para cumprir a tabela, o time do Flamengo entrou em quadra, jogou muito mais solto e conseguiu uma ótima vitória sobre o Bauru por 102 a 75 e mesmo jogando em casa, a torcida não compareceu e a arena ficou vazia.

O Instituto de Córdoba chega a final da Liga Sul Americana e jogará contra mais um brasileiro, o Franca que passou por uma chave que teve empate triplo contra o Libertad, Olimpia e Quinsa e passou nos critérios de desempate ao fazer mais pontos que os outros times.

Flamengo consegue virada e respira na Sul-Americana

Depois de sair perdendo, o Flamengo conseguiu buscar a virada no placar e venceu o Minas por 91 a 76 na segunda partida da semifinal da Liga Sul-Americana em partida realizada na Jeunesse Arena que contou com baixo público.

O cestinha da partida foi Marquinhos mais uma vez que saiu do banco de reservas para ajudar o Flamengo a buscar a virada que foi acontecer somente no segundo tempo.

“A equipe vem oscilando muito. Ora é na defesa, ora é no ataque. Hoje pelo menos no segundo tempo conseguimos acertar melhor o time e conseguimos abrir uma boa vantagem. Agora temos que torcer por Bauru nesse jogo para termos uma chance na classificação” – Comentou no final da partida.

Time oscilou bastante, mas conseguiu acertar no ataque no final. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

O Jogo

No primeiro quarto de jogo, o time de Minas entrou melhor que o Flamengo e não demorou para assumir a liderança. O time da Gávea até tentou uma reação e ficou até perto no 16 a 11, mas com boas jogadas, os mineiros abriram novamente e fecharam o primeiro quarto em 20 a 14.

No segundo quarto, o Flamengo começou a reagir na partida. Com a entrada de Marquinhos que começou no banco contribuiu com a virada do rubro-negro e com o crescimento da defesa, o time conseguiu a virada no 22 a 21 e a vantagem foi só ampliando, chegando a seis pontos de diferença no 36 a 29. Depois o time do Minas começou a esboçar uma reação e conseguiu diminuir a desvantagem e o quarto fechou em 37 a 34 para o Flamengo.

O terceiro quarto foi os das viradas. Quem largou na frente foi o Minas passando o Flamengo no 42 a 39 e até conseguiram abrir quatro pontos de vantagem. Mas botando a cabeça no lugar, o Rubro-negro buscou e novamente conseguiu retomar a liderança no 57 a 56 e não perdeu mais, como ampliou, sem deixar os mineiros pontuarem. Ao final a vantagem foi de 63 a 57.

No último quarto, o jogo do Flamengo finalmente encaixou. E com Marquinhos comandando o time, o placar foi ficando cada vez mais elástico e o Minas ficando para trás, no final, o Rubro-negro venceu por 91 a 76 e venceu a primeira na semifinal.

Chances mínimas para a final

Para o Flamengo chegar a final da Liga Sul-Americana, ele primeiro terá que torcer para uma vitória do Minas amanhã contra o Instituto Córdoba que praticamente garantiu sua classificação ao vencer o Bauru por 83 a 59 e ai vencer com uma boa diferença o Bauru na partida seguinte. 

Flamengo perde a primeira na semifinal da Sul-Americana

Jogando na Jeunesse Arena o Flamengo jogou sua primeira partida na semifinal contra os argentinos do Instituto de Córdoba e perderam o confronto por 91 a 84, o que leva a depender dos outros jogos para conseguir a vaga na final da competição.

O time do Flamengo oscilou muito na partida e apresentou muitas falhas. O time que vem numa rotina de vários jogos nesse último mês pelo NBB encontrou muitas dificuldades dentro de sua realidade, como comentou o técnico Gustavo Conti após o jogo.

“A defesa pesou hoje. Estava tomando bolas fáceis e jogando muito inconstante e são falhas que não podem acontecer. Precisamos buscar a motivação e buscar a classificação. Não estamos tendo tempo para treinar há 26 dias por que estamos numa rotina de muitos jogos e só temos tido conversa. Em quadrangulares é normal o time perder a primeira e buscar a classificação. ” – Comentou Gustavo.

Somente a vitória serve pro Flamengo na próxima partida. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

O Jogo

O Flamengo começou bem a partida e abrindo 10 a 3 no placar. Mas os argentinos conseguiram encostar no placar com duas bolas de 3 pontos seguidos. Marquinhos então conseguiu voltar a abrir vantagem, mas o que se viu foi a virada do Instituto com os erros nos arremessos por parte do Flamengo e decretar a vitória temporária no primeiro quarto por 22 a 19.

O Instituto começou muito melhor o segundo quarto e não demorou para eles conseguirem abrir 10 pontos de vantagem para o Flamengo, o que obrigou o técnico Gustavo Conti a pedir tempo por duas vezes seguidas para tentar acertar o time. E de alguma forma, surtiu efeito. O Flamengo tentava acertar cestas de 3 pontos e errava a maioria. Mas em dois arremessos de Marquinhos, ele acertou dois arremessos e junto com a torcida, o time buscou a diferença e com outra cesta de Balbi no final, o time conseguiu diminuir para um ponto e o quarto acabou em 41 a 40 para os argentinos.

Na virada para o segundo tempo, o time argentino começou mais uma vez melhor, mas o Flamengo até conseguiu empatar no 49 a 49. Mas não durou muito a reação rubro-negra. O time de Córdoba tratou de abrir 10 pontos de diferença e se aproveitando dos erros de arremesso por parte do time carioca, mantiveram a sua liderança e fecharam o terceiro quarto em 67 a 60.

Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

O Flamengo até tentou uma reação no último quarto e até conseguiu diminuir a diferença, mas com uma ótima defesa, os argentinos conseguiram manter a vantagem ganha ao longo de jogo e mantiveram a liderança no placar. A diferença chegou a diminuir para cinco pontos, mas no final, por conta das faltas do Flamengo, o Instituto só precisou acertar lances livres e garantiu a vitória por 91 a 84 e sai na frente na sul-americana.

O Flamengo retorna amanhã a quadra as 19:15 contra o Minas na segunda partida da semifinal e só a vitória interessa. No outro jogo da rodada o Minas venceu Bauru por 67 a 66. O Instituto Córdoba jogará contra o Bauru.

Vasco derrota Corinthians no NBB

O Vasco conquistou uma vitória importante no NBB. Neste sábado (17/11), em jogo decidido no terceiro quarto, o time comandado por Alberto Bial bateu o Corinthians por 78 a 68, no Ginásio de São Januário, e subiu para o décimo lugar na tabela de classificação.

Com a vitória, o Vasco agora é o décimo colocado e detém campanha de três vitórias em oito jogos (37,5% de aproveitamento). Já o Corinthians, com o resultado, caiu uma posição na tabela de classificação e se tornou o nono colocado, com quatro triunfos em nove jogos (44,4% de aproveitamento).

Cestinha da equipe na temporada, o ala/pivô Gemerson protagonizou outra grande partida com o cruzmaltino. Ao todo, foram 21 pontos e dez rebotes em pouco mais de 39 minutos de quadra, o que lhe rendeu o título de cestinha do duelo. Além dele, o ala/armador norte americano Nick Okorie, com 18 pontos, e o pivô Lucão, que anotou um duplo-duplo de 13 pontos e 12 rebotes, também protagonizaram uma bela partida.

 Foram dois messes muitos complicados para mim por conta da lesão, mas estou muito feliz de conseguir voltar e ajudar a equipe. Sei que preciso pegar um pouco de ritmo, até pela minha limitação física nesse retorno, mas o mais importante no jogo de hoje era a vitória. Estou muito feliz com a vitória e com o meu retorno”, disse o armador Vitinho, do Vasco.

Agora, o Vasco voltará a ação daqui a duas semanas, no dia 29/11 (quinta-feira), contra o São José Basketball, no Ginásio de São Januário, às 20h45

Em clássico, Marquinhos atinge 6 mil pontos no NBB e Flamengo vence Vasco fácil

Era para ser um clássico, era! Mas com uma grande diferença na qualidade entre os dois times, o Flamengo não encontrou muita dificuldade em vencer o Vasco pelo NBB por 90 a 70 e chegou a sua sétima vitória na competição em nove partidas que disputou até aqui.

O jogo marcou uma nova marca para Marquinhos do Flamengo. Com os 15 pontos que fez na partida de hoje, ele atingiu a expressiva 6 mil pontos no NBB, ainda no primeiro tempo e só perde para Shamell que já tem 6751.

“É uma jornada muito bonita. Só não participei de uma única edição do NBB que estava na Itália e vi toda a dificuldade e o crescimento da competição. Atingir essa marca é muito expressiva e ser o segundo então, melhor ainda. Que venham os 6500, 7 mil pontos e estarei continuando jogando pelos meus companheiros de time” – Diz Marquinhos sobre a marca histórica

Mas foi Olivinha quem saiu como o maior cestinha da partida com 18 pontos e também 10 rebotes na partida, que contribuíram com a vitória do Flamengo.

Time do Flamengo chegou a abrir 30 pontos de vantagem para o Vasco. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

“Nós abrirmos uma vantagem no primeiro tempo e no segundo apenas levamos o jogo. O Gustavo colocou nossas reservas para jogar e foi boa a vitória. Sempre é bom ganhar o um clássico diante do nosso maior rival. Nossa equipe está bem preparada para essa sequência de jogos que estamos passando e estamos segurando bem, nossa preparação está boa” – Conta sobre a partida.

O Jogo

A diferença entre os dois times foi muito grande. Enquanto que o Flamengo mostrava sua superioridade na defesa e evoluindo na pontuação, o time do Vasco não conseguia progredir e errava bastante, tanto que passou os dois primeiros quartos sem sequer acertar um arremesso de 3 pontos e sua pontuação foi devido aos poucos arremessos que davam certo e livres. Dessa forma, o Flamengo fez apenas a sua parte e ao final do segundo quarto, abriu uma vantagem considerável e fechou o placar em 51 a 24.

Mantendo o ritmo, o Flamengo prosseguiu ampliando a sua vantagem que chegou a 30 pontos em cima do Vasco. O técnico Gustavo Conti começou a poupar seus jogadores e foi quando o Vasco começou a crescer um pouco no jogo, mas não conseguiu nem chegar perto no placar. A diferença reduziu e ao final do jogo a vitória Flamengo foi de 90 a 70.

Time do Vasco terá partida contra o Corinthians no próximo sábado. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Nessa semana, o Flamengo terá pela frente a equipe do São José na quarta e o Paulistano na sexta, todos os jogos serão em São Paulo.

“O São José é um time muito perigoso e bem montado com time bem identificado com a cidade. Jogar lá é duro e tem um histórico recente e temos que encarar. O Paulistano é um time que tenho muito respeito e terá um gosto diferente jogar lá. Vou voltar a quadra que vivi por 20 anos e será especial. Vou me preparar o máximo para que nada de fora possa influenciar dentro de quadra” – Diz Gustavo Conti, técnico do Flamengo.

Já o Vasco, só jogar na semana que vem contra o Corinthias em São Januário.

Flamengo atropela Bauru fora de casa e atinge marca histórica

O Flamengo conquistou mais uma grande vitória no NBB. Na noite desta terça-feira, em pleno Ginásio Panela de Pressão, a equipe do técnico Gustavo De Conti dominou o desfalcado Sendi/Bauru Basket e saiu de quadra com expressivo triunfo, pelo placar de 77 a 47.

Os 47 pontos sofridos pelo Flamengo representaram a melhor marca defensiva de um visitante em toda a história do NBB. Essa foi também a menor quantidade de pontos sofridos na atual temporada e a 11ª melhor marca de todos os tempos do campeonato.

Com o resultado, o Flamengo chegou ao seu segundo resultado positivo seguido, o sexto em sete partidas na atual temporada do NBB  (85,7% de aproveitamento) e segue dividindo a liderança com o Sesi Franca Basquete. Do outro lado, o Bauru sofreu sua quinta derrota em sete jogos e permaneceu na 11ª posição da competição.

A expressiva vitória sobre o Bauru deixou o Flamengo com moral para o duelo direto pela liderança da competição contra o Sesi Franca Basquete, que será nesta quinta-feira (08/11), no Ginásio Pedrocão, às 20h45.

O jogo coletivo prevaleceu mais uma vez no Flamengo. Todos os 12 atletas à disposição do técnico Gustavo De Conti foram colocados em quadra e todos pontuaram. Os destaques ficaram por conta do ala/pivô Olivinha, com 14 pontos, do ala Marquinhos, com 12, e do armador Davi Rossetto, autor de dez tentos.

 

Flamengo vence clássico das grandes torcidas e se reabilita no NBB

Depois de perder para o Pinheiros na quinta, o Flamengo recebeu o Corinthians na terceira partida seguida em casa e conseguiu arrancar uma vitória pelo placar de 72 a 64 e se reabilitou na competição, continuando a ser um dos líderes da competição.

O cestinha da partida foi Humberto do Corinthians com 22 pontos e pelo lado do Flamengo, Marquinhos com 16 pontos.

Destaque da partida, o argentino Baldi vem crescendo a cada jogo e esteve bem na defesa conseguindo seis rebotes.

Davi Rosseto foi bem nos rebotes pelo time do Flamengo. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

“Depois da derrota de quinta, foi importante a vitória hoje. Entendemos a mensagem do Gustavo e partimos para cima do Corinthians e fizemos que tinha que fazer. A temporada é longa e ainda teremos muito mais pela frente. Temos que manter o foco e continuar com o mesmo espírito para estarmos nas primeiras posições da competição.

O Jogo

O primeiro quarto foi um passeio do time do Flamengo. Com o Corinthians errando seus arremessos, o rubro-negro não encontrou dificuldades em abrir o placar, tanto que o Timão foi fazer seus primeiros dois pontos depois de cinco minutos rolando e pouco mais fez. O placar acabou 23 a 6 para o Flamengo

No segundo, o jogo literalmente se inverteu. Quem passou a errar os arremessos foi o time do Flamengo, enquanto que o Corinthians acertava todas as bolas. A primeira cesta do Flamengo foi só vir com quatro minutos o time pouco fez no quarto. Com isso, o time de Parque São Jorge foi quem encostou no placar e com um arremesso de antes do meio de campo, o placar ainda ficou 33 a 29 para o Flamengo, prometendo fortes emoções no segundo tempo de jogo.

Com os dois times mais acertados, o terceiro quarto de jogo foi bem mais equilibrado, mas com um nível mais baixo de acerto de arremessos dos dois times. A evolução dos times foi pouca e o placar ficou em 48 a 44 para o Flamengo.

A decisão acabou ficando para o último e a partida ficou bem disputada. O Flamengo aumentou a diferença com boas cestas de Marquinhos, mas o Corinthians não deixava escapar muito no jogo. Os dois passaram a acertar mais as bolas e a pontuação só crescia. Com a vantagem. Ao final, o Flamengo soube administrar bem o jogo e chegou a sua quinta vitória na competição fechando o placar em 72 a 64 e se mantem na parte de cima da tabela do NBB

Assinar este feed RSS