Final do NBB volta a ser decidida em uma melhor de cinco jogos

Final do NBB voltará a ser decidida em 5 jogos Crédito imagem: Fotojump/LNB Final do NBB voltará a ser decidida em 5 jogos

O formato "melhor de cinco" está de volta à Final do NBB. Nesta terça-feira, em Assembleia Geral da Liga Nacional de Basquete, realizada na sede da entidade, em São Paulo (SP), os representantes dos clubes filiados à LNB optaram por retomar o modelo de playoff com cinco partidas para a decisão, adotado nas três primeiras edições do maior campeonato do país.

Para a próxima temporada, o formato das séries de playoff também sofreu uma alteração. Os confrontos de mata-mata serão disputados no modelo 1-2-1-1, com os Jogos 2,3 e 5 sendo realizados na casa da equipe de melhor campanha na fase de classificação. Nas duas últimas edições, o formato foi o 2-2-1, e o time mais bem classificado sediou os Jogos 1,2 e 5.

"Chegou a hora de voltarmos à final em cinco jogos. Foi muito importante a experiência que tivemos nas últimas quatro edições, com jogos na TV aberta. O NBB ganhou extrema visibilidade e isso ajudou no processo de consolidação da competição. Hoje, temos um campeonato forte e, assim como as principais competições mundiais, será emocionante voltar a decidir o título numa série de cinco partidas", afirmou o Presidente da LNB, Cássio Roque. 

Ainda na Assembleia, 16 clubes formalizaram o pedido de inscrição para participar da temporada 2015/2016 do NBB. Com exceção do Palmeiras, que oficializou um pedido de afastamento da competição, todos os participantes da última edição do nacional manifestaram o interesse em disputar a oitava edição do NBB: Basquete Cearense, Paschoalotto/Bauru, UniCEUB/BRB/Brasília, Flamengo, Franca Basquete, Winner/Limeira, Macaé Basquete, Minas Tênis Clube, Mogi das Cruzes/Helbor, Paulistano/Unimed, Pinheiros, Rio Claro Basquete, São José/Unimed e Unitri.

A novidade ficou por conta do Caxias Basquete (RS), que sagrou-se campeão da Liga Ouro 2014 e assim conquistou o direito de pleitear a uma vaga na elite do basquete nacional. Com a ausência do Palmeiras, a Liga Sorocabana, rebaixada à Liga Ouro no último NBB, tem direito à vaga na temporada 2015/2016.

Agora, as equipes terão 30 dias para apresentar a documentação necessária e comprovar que possuem condições técnicas, financeiras e estruturais para a disputa do NBB. A LNB avaliará as inscrições de todos os times para decidir em nova reunião do Conselho de Administração, ainda em agosto, quais serão os participantes da temporada 2015/2016 do campeonato nacional. Na oportunidade, será divulgada também a tabela completa de jogos.

A reunião serviu também para manter o sistema de acesso e descenso da próxima temporada. Assim como no ano passado, somente o último colocado do NBB será rebaixado à Liga Ouro, enquanto que o campeão da Divisão de Acesso terá o direito de pleitear a uma vaga na elite do basquete brasileiro.

Raphael Oliveira

Raphael Oliveira, Carioca morador de Uberlândia desde 2011 pós-graduado em Jornalismo Esportivo pela Faculdades Integradas Hélio Alosno (FACHA-RJ), apaixonado por esportes fundador do site de notícias esportivas “Esportes de A a Z” onde se divide entre editor e fotógrafo, possui na currículo cobertura de eventos como Grand Slam de Judo, Mundial de Judo, Liga Mundial de Vôlei, Finais do NBB e Superliga de Vôlei, Mundial de Natação Paralímpica, NBA e UFC e Paralímpiadas Rio 2016.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.