fbpx

AEK é campeão mundial Interclubes em cima do Flamengo

Com uma vitória incontestável, o AEK da Grécia é o novo campeão mundial interclubes da Fiba. O time grego conseguiu uma vitória incontestável em cima do Flamengo por 86 a 70 jogando na Arena Carioca 1 e levando para Europa o troféu da competição.

Foi o primeiro título do AEK na competição. Faz cinco anos que o time voltou a competir no basquete e conseguiu crescer, vencendo o campeonato grego e posteriormente chegando a recém criada liga da Europa da Fiba, já que os times da Euroliga romperam com a liga internacional do basquete.

Theodore foi o destaque do time grego. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

O cestinha da partida foi o Jordan Theodore que foi o cestinha com 22 pontos e também foi eleito o melhor jogador do torneio.

 “Para nós é uma alegria imensa ganhar esse título para a Grécia. Sei que fui eleito o melhor jogador do torneio, mas para mim isso nem é o mais importante e sim ter ajudado bastante o meu time a chegar na vitória. Vamos continuar trabalhando bastante para no futuro voltar a ganhar o torneio na Europa e disputar novamente essa competição”. – Comentou após a partida.

O técnico grego comentou como conseguiu a vitória e estudando o time do Flamengo.

“Ficamos de olho no jogo deles e vimos onde poderíamos conseguir a vitória. Eles tem excelente jogadores e isso sem dúvidas enriqueceu o espetáculo. Foi o primeiro título internacional da gente e agora vamos seguir competindo a liga grega”

Crédito: Bruno Lopes/EAZ

Pelo lado do Flamengo, Anderson Varejão lamentou a derrota:

“Temos que reconhecer o quanto eles foram superiores e souberam nos anular bem. Mérito deles e nossa vida segue adiante.” - Disse

Já Gustavo de Conti, técnico do Flamengo acrescentou:

“Eles jogam de uma forma defensiva que não estamos acostumados a ver por aqui. Normalmente a defesa tenta tirar a bola logo e eles não, se mantinham fechados e conseguiram desse jeito nos anular. Nossa defesa também não jogou mal, só se aproveitam bem no final quando passamos a errar mais.” – Disse.

 

 

O jogo

O primeiro quarto mostrou como os dois times entraram nervosos em quadra, mas determinados. O AEK saiu na frente, mas Marquinhos virou com uma cesta de 3 e o Flamengo conseguiu abrir 5 pontos de vantagem. Os gregos correram atrás e viraram o jogo no 10 a 9, mas em outra reação do Flamengo, o time disparou para 17 a 13 e os gregos buscaram a reação novamente e conseguiram no último lance, virar para 20 a 19 saindo na frente na partida.

Crédito: Bruno Lopes/EAZ

Na volta do jogo, os gregos trataram logo de abrir 6 pontos de vantagem com duas cestas de 3 e obrigou o técnico Gustavo de Conti a pedir tempo para o Flamengo. Bem que o time até esboçou uma reação, mas visivelmente nervoso, o time estava com dificuldade de furar a defesa grega e o AEK que não é bobo, conseguiu ampliar a vantagem fechando o segundo quarto em 42 a 33.

O time do Flamengo continuou nervoso no terceiro quarto e quando ameaçava esboçar uma reação, o AEK conseguia voltar a pôr a vantagem que havia deixado no quarto anterior e manter o domínio na partida jogando uma ótima defesa que dificultava qualquer reação. Ao final, a vantagem praticamente se manteve com 63 a 55 para os gregos.

O time do Flamengo entrou no último quarto no melhor estilo tudo ou nada para tentar reverter o placar, mas acabou sendo nada. A defesa continuou forte anulando qualquer ataque e com as diversas falhas defensivas do time carioca, o placar foi só aumentando e se ampliando e tirando qualquer possibilidade de reação. Ao final, os gregos saíram com a vitória por 86 a 70 e com o título mundial interclubes.

 

San Lorenzo fica em 3º lugar

Crédito: Bruno Lopes/EAZ

Em uma partida sem muita emoção, o San Lorenzo conseguiu uma vitória tranquila sobre o Austin Spurs por 77 a 59 e saiu com o terceiro lugar no mundial interclubes. O destaque da partida foi Tucker pelo time argentino mais uma vez que marcou 20 pontos na partida, sendo 9 de três pontos.

Flamengo dá um baile e está na final do mundial

Depois de um início nervoso, o Flamengo conseguiu uma vitória maiúscula nas semifinais do mundial interclubes diante do Austin Spurs dos Estados por 90 a 58 e disputará pela segunda vez o título da competição que está sendo realizada na Arena Carioca 1 na cidade maravilhosa.

O cestinha do jogo foi Balbi pelo Flamengo com 19 pontos. Ele contribuiu totalmente com a classificação para a final comandando o time junto com Marquinhos e Varejão e chegaram a vitória de forma segura.

“É importante o resultado e a vitória. O Flamengo tirou da quadra o Austin Spurs e fizemos essa partida para dar uma alegria ao time depois do momento difícil pelo qual o clube passou. Vamos agora nos concentrar contra o nosso adversário que promete fazer um jogo mais difícil e promete fazer a disputa pelo título mais emocionante”. – Comentou após a partida.

O técnico Gustavo de Conti foi fundamental na partida quando ainda no primeiro quarto, ele pediu tempo quando o time perdia por 10 pontos de vantagem e dali deu inicio a virada que culminou com a vitória maiúscula do time.

“Não tínhamos muita informação sobre esse time já que eles vieram com seis jogadores diferentes do que normalmente eles jogam e só tínhamos informações individuais da equipe. E simplesmente fizemos o nosso jogo e por termos vários jogadores bons que se revezam, fica mais fácil direcionar o time. E hoje o Baldi jogou muito e foi fundamental na vitória e essa é uma característica do Flamengo. Não iremos mudar para o jogo contra o AEK no domingo e será uma partida difícil, mas faremos o melhor” - Comentou após o jogo.

O Jogo

O time do Flamengo começou errando bastante no primeiro quarto e permitiu que sem muita dificuldade, o time do Austin Spurs abrisse o placar em 11 a 2 o que obrigou o técnico Gustavo de Conti a pedir tempo. Na base da conversa, ele conseguiu arrumar o time e ele cresceu! Com uma cesta de 3 pontos de Marquinhos, o time chegou a virada no 14 a 13 e ainda teve tempo para ampliar fechando o primeiro quarto em 20 a 15.

Anderson Varejão foi importante embaixo do garrafão. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

No segundo, o Flamengo manteve o mesmo ritmo de jogo que acabou o primeiro quarto e se aproveitando dos constantes erros do time adversário de quando tinha o ataque e ainda conseguiu ampliar um pouco a vantagem. Ao final, o placar foi de 44 a 29.

A sequência do terceiro quarto só mostrou a superioridade do time rubro-negro. Com 4 cestas de 3 pontos seguidas, o Flamengo ampliou ainda mais a sua vantagem e anulou o time americano que passou o quarto acertando apenas 9 pontos. Ao final, o placar foi de 67 a 40.

O último quarto só confirmou o quanto o Flamengo estava bem na partida. A vantagem ainda se ampliou ainda mais e a torcida só aumentava a sua comemoração. O placar final foi de 90 a 58 e o Flamengo está na final.

 

 

AEK vence San Lorenzo e também chega a final

ZTime grego ganhou com facilidade também a partida. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

 

O adversário doFlamengo será o AEK da Grécia que não encontrou dificuldades em vencer o time do San Lorenzo por 86 a 64 e avançar a final. O grande destaque dos gregos foi James Delroy que foi o cestinha do time com 15 pontos e 8 rebotes. Mas quem foi o cestinha da partida foi Tucker com 17 pontos.

“Essa é a minha primeira decisão com o time do AEK e fizemos uma partida excelente e perfeita. Focamos na defesa e usamos as cestas de 3 pontos como forma de abrir vantagem no placar e chegar a final. Jogamos como se tivéssemos na Grécia e com esse espírito jogaremos o próximo jogo” – Comentou Luca Banchi, treinador da equipe.

A vitória dos gregos veio principalmente no desempenho do time no segundo quarto, quando abriram o placar em 45 a 26, dificultando qualquer reação dos argentinos que irão disputar o terceiro lugar no domingo.

A final será neste domingo as 18hrs entre Flamengo x AEK. Mas as 15hrs, entram em quadra os times do San Lorenzo e do Austin Spurs para a disputa do terceiro lugar.

Flamengo vira sobre o Franca e vence no NBB

Em um duelo de gigantes do basquete, o Flamengo conseguiu arrancar uma vitória espetacular no último quarto de partida jogando em casa no Tijuca por 79 a 74 com o apoio da sua torcida que mais uma vez, colocou o time para frente num duelo muito equilibrado.

Com a vitória, o Flamengo chegou a sua quinta vitória consecutiva e ainda se mantem em terceiro na tabela do NBB com 16 vitórias em 20 partidas. A vitória tirou o Franca da liderança que passou a ser do Pinheiros. Mas os dois times estão com jogos a menos e dependendo dos próximos jogos, podem ficar para trás.

O destaque da partida foi o argentino Baldi para o Flamengo que foi o cestinha pelo lado do Flamengo com 16 pontos, ficando apenas um ponto atrás de David Jackson que fez 17 e teve participação fundamental comandando o time.

Balbi foi o destaque do Flamengo na partida. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

“No início eles tiveram um bom aproveitando de 3 pontos e no segundo passamos a acertar mais. E como estamos com um bom aproveitamento físico para último quarto, fizemos de tudo o possível e repetir o que fizemos contra o Paulistano na última partida e conseguimos trazer mais uma vitória” – Comentou o argentino após a partida.

A torcida do Flamengo mais uma vez fez a diferença no ginásio do Tijuca e Olivinha que saiu com 14 pontos e 7 rebotes creditou a vitória para a torcida, mesmo com o time errando bastante no início da partida.

“Não tivemos uma noite boa e tivemos uns erros bem primários. Mas procuramos nos manter focados e a torcida veio junto com a gente. No último quarto eles nos empurraram para conseguimos a vitória muito por conta deles. Sabemos que vamos chegar com muita confiança para o mundial e estamos focados e bem confiantes pelo que vem por aí. ” – Diz, ele que também ficou muito satisfeito em ser chamado mais uma vez para participar do jogo das estrelas do NBB pela oitava vez.

O Jogo

 

O time de Franca mostrou por que está jogando o melhor basquete no NBB. Sem sentir a pressão da torcida do Flamengo, o time entrou forte na defesa roubando bolas fáceis no ataque rubro-negro e aproveitou bem as oportunidades de 3 pontos que tinha e foi bem no ataque anulando qualquer tentativa de avanço do time da casa. Sem dificuldades, saíram com a vitória no primeiro quarto por 25 a 14.

Nova contratação do Flamengo para canoagem, Isaquias Queiroz estava na torcida acompanhando o jogo. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Bem mais atento, o Flamengo conseguiu achar umas brechas na defesa de Franca e começou a entrar mais no jogo. Mas as bolas de 3 pontos do adversário cismavam em cair e quando o time da Gávea conseguia chegar mais perto, os paulistas conseguiram voltar a abrir a diferença em 7 a 8 pontos. Mas no final, o Flamengo foi mais efetivo nas cestas e encostou no placar. O Franca venceu por 45 a 40 no final do segundo quarto.

O terceiro quarto teve enredo parecido com o último segundo. O Flamengo chegou a estar a 3 pontos de diferença do Franca, mas em boas bolas de 3 pontos e oportunidades o time de Franca abria na frente. Os dois times acabaram literalmente empatados em 16 a 16 no quarto e o placar geral em 61 a 56 para Franca.

Como tem sido nos últimos jogos, o time do Flamengo contou com a força de seu “sexto jogador” fora de quadra para empurrar o time. E foi numa cesta de 3 de Marquinhos que surgiu a virada rubro-negra quando atingiram 65 a 64. E de lá, o time conseguiu abrir um pouco a diferença e fechar o jogo em 79 a 74.

Pelo NBB, o Flamengo só volta a jogar dia 28 de fevereiro contra o Botafogo na casa do adversário. Mas o próximo compromisso será dia 15 pelo Mundial Interclubes contra o Austin Spurs. Já o Franca, joga em casa contra o Brasília dia 11.

Flamengo vence Paulistano em partida eletrizante

O público que esteve presente na partida entre Flamengo e Paulistano no ginásio do Tijuca teve aquele gostinho de uma partida de playoff. As duas equipes fizeram uma partida de alto nível e muito equilibrado e a decisão ficando apenas no último quarto com vitória do Flamengo por 95 a 87 e chegando a quarta vitória seguida no NBB.

Grande destaque da partida foi Anderson Varejão que mostrou por que é rei do rebotes no garrafão e foi cestinha junto com Balbi com 19 pontos e 11 rebotes, contribuindo e muito para a vitória do Flamengo na partida.

“A partida foi muito cara de playoff. Sabíamos a noite seria longa para conseguir a vitória e conseguimos. Tivemos cabeça de conseguir botar uma hora na partida para não deixar eles dispararem e com tranquilidade, chegamos a vitória. A próxima partida será contra o Franca e eles estão fazendo uma ótima temporada e será um bom teste para a gente. ” – Comentou Varejão após a partida.

Já o técnico Gustavo de Conti ficou feliz com a vitória do time e agradou jogar no ginásio do Tijuca.

“Em termos de emoção e qualidade foi um grande jogo. Essa vitória nos deu bastante confiança e exaltar a humildade do Marquinhos na partida de hoje. Ele sabia que a partida não era para ele e ajudava na defesa e isso mostra como não dependemos apenas de um único jogador.  Jogar aqui no Tijuca não é a mesma coisa que jogar na Arena no quesito de quadra. Mas a torcida aqui pode até ter um número menor, mas aqui ela parece que tem 10 mil torcedores e dá uma atmosfera diferente a torcida empurra muito mais. ” – Disse.

 

A partida

 

O primeiro quarto de partida foi intenso! O Paulistano não se intimidou em ser o time visitante e em pouco tempo chegou a ter 10 a 4 a seu favor. O Flamengo resolveu buscar e tirar a diferença e até conseguiu a virada no 21 a 20. Mas acabou errando alguns ataques e permitiu que os paulistas voltassem a liderança e fechassem em 29 a 23.

Time do Flamengo terá o Franca, lider do NBB na próxima rodada. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

Bem menos intenso que o início da partida, o segundo quarto foi mais morno, mas não deixou de ser emocionante e disputado. O time do Flamengo entrou bem mais atento e logo de cara, foram duas cestas de três pontos que empataram a partida. O Paulistano também colaborava errando suas cestas e somente na metade do quarto foi quando acertaram as primeiras bolas. O Rubro-negro então liderou e teve tudo para sair com a vitória parcial no primeiro tempo, mas acabou permitindo a virada novamente fechando o tempo em 44 a 42.

Com um ritmo bem quente, o terceiro quarto mostrou muito porque os dois times estão no alto da tabela no NBB. O Flamengo conseguiu a virada mais uma vez a abrir no 54 a 51 três pontos na liderança. Mas esse time do Paulistano mais uma vez buscou a diferença e equilibrou o jogo e passou a frente. A torcida presente começou a incentivar o time até conseguiu empatar, mas não conseguiu firmar e a diferença ficou em um ponto com o placar de 65 a 64 para os paulistas.

A decisão ficou para o último quarto e o Paulistano tratou de disparar e abriu sete pontos de forma impressionante no 71 a 64. Mas com muita calma, o time do Flamengo voltou a partida e não demorou para virar no 75 a 74 e daí não parou mais e não permitiu que o time paulista chegasse perto novamente e arrancou para finalizar a partida em 95 a 87 e se vingar da derrota sofrida na partida do primeiro turno onde havia perdido por 97 a 84.

O Flamengo encara mais uma pedreira pela frente na próxima rodada e medirá forças contra o Franca, atual líder do NBB em casa no mesmo ginásio do Tijuca. Já o Paulistano, ficará treinando pelos próximos dias e só terá compromisso dia 15 quando visita o Mogi.

 

Ingressos para Copa Intercontinental da FIBA já estão à venda

Os ingressos para a Copa Internacional da FIBA já estão disponíveis. Nesta terça-feira (29/01), as entradas para a esperada competição que será realizada na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro, nos dias 15 a 17 de fevereiro, começaram a ser comercializadas.

As vendas serão feitas em duas categorias. O bilhete diário dará acesso aos dois jogos de um único dia (sexta ou domingo) e os preços variam entre R$ 35 e R$ 130. Já o bilhete global dará às quatro partidas nos dois dias e custa entre R$ 60 e R$ 200. As vendas serão feitas exclusivamente online.

Austin Spurs (EUA), campeão da NBA G-League, AEK Atenas (Grécia), campeão da Champions League da Europa, San Lorenzo de Almagro (Argentina), que conquistou o título da última Liga das Américas, e Flamengo, anfitrião e último clube brasileiro a ser campeão da Copa Intercontinental, serão os participantes.

As duas semifinais serão realizadas no dia 15 de fevereiro (sexta-feira), com os duelos entre San Lorenzo de Almagro x AEK Atenas, e Flamengo x Austin Spurs. Dois dias depois, 17 de fevereiro (domingo), acontecerão as disputas do terceiro lugar e da grande Final.

"Estamos extremamente satisfeitos em lançar a venda de ingressos para a Copa Intercontinental da FIBA, que começará em pouco mais de duas semanas. Os preços acessíveis refletem nosso desejo de que o torneio seja realizado em frente a um público imenso, com a presença de todos os torcedores do Flamengo, além de fäs do Rio de Janeiro e do exterior", disse o secretário-geral da FIBA, Andreas Zagklis.

A última vez que a Copa Intercontinental aconteceu no Brasil foi em 2015. Na ocasião, o Bauru Basket, então campeão da Liga das Américas, mediu forças com o Real Madrid (ESP), dono do título da Euroliga daquele ano, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP), e ficou com o vice-campeonato.

O único título brasileiro no torneio veio através do Flamengo, no ano anterior, em 2014. Na Jeunesse Arena, a equipe rubro-negra, que havia sido campeã da Liga das Américas daquele ano, contou com o apoio de sua para superar o Maccabi Tel-Aviv (ISR), campeão da Euroliga, e soltar o grito de campeão.

Para adquirir seu ingresso, entre nesse link.

Calendário da Copa Intercontinental 2019*:

15/01 (Sexta-feira)

San Lorenzo (ARG) x AEK Atenas (GRE)

Flamengo x Austin Spurs (NBA G-League)

17/01 (Domingo)

Disputa de 3º lugar

Final

*Horários a definir

Flamengo vence Mogi fora de casa e sobe para 3ª colocação do NBB

O Flamengo conseguiu um importante resultado no NBB. Neste sábado, o rubro-negro carioca venceu o Mogi das Cruzes/Helbor, no Ginásio Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes (SP), por 81 a 74, com grande atuação da dupla Balbi e Varejão, e subiu para a terceira colocação do campeonato.

Com o resultado positivo, o Flamengo alcançou sua 13ª vitória em 17 jogos (77,8% de aproveitamento) e subiu para a terceira posição. Já o Mogi, com a derrota, caiu para o quarto lugar, com campanha de 14 triunfos e cinco derrotas (73,7% de aproveitamento).

O armador argentino Franco Balbi, do Flamengo, vive uma fase extraordinária. No triunfo deste sábado, o jogador foi responsável por 18 pontos, oito rebotes, cinco assistências e dois roubos de bola, totalizando 20 de eficiência. Além dos ótimos números, o argentino protagonizou lances espetaculares, com sua habilidade e gingado sul-americano.

Outro destaque rubro-negro foi o pivô Anderson Varejão, que dominou a área pintada ofensivamente e defensivamente. Ele foi o cestinha da partida com 23 pontos, além de 11 rebotes (duplo-duplo) e expressivos 29 de eficiência – maior marca do jogo.

O próximo duelo do Flamengo será contra o Paulistano/Corpore, na próxima sexta-feira (01/02), na Arena Carioca 1, às 21h10. Já o Mogi voltará a atuar pelo NBB apenas dia 13 de fevereiro, contra o Vasco da Gama, no Ginásio Hugo Ramos, às 20 horas.

Flamengo vai disputar mundial em casa

A Copa Intercontinental está de volta ao Brasil. Depois de quatro anos da última edição realizada em solo verde-amarelo, o torneio, desta vez, contará com quatro times e acontecerá nos dias 15 e 17 de fevereiro, na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro (RJ).

Austin Spurs (EUA), campeão da NBA G-League, AEK Atenas (Grécia), campeão da Champions League da Europa, San Lorenzo de Almagro (Argentina), que conquistou o título da última Liga das Américas, e Flamengo, anfitrião e último clube brasileiro a ser campeão da Copa Intercontinental, serão os participantes.

O torneio será realizado no formato de mata-mata, com duas semifinais no dia 15 de fevereiro (sexta-feira), e, dois dias depois, 17 de fevereiro (domingo), as disputas do terceiro lugar e da grande Final. Os confrontos das semis serão: San Lorenzo de Almagro x AEK Atenas, e Flamengo x Austin Spurs.

Esta é a primeira edição da história da Copa Intercontinental da FIBA que contará com os atuais campeões da NBA G-League, da Champions League da Europa e da Liga das Américas.


Austin Spurs, atual campeão da NBA G-League, será o 1º rival do Flamengo. Crédito:Cam Bartlett/SnappedByCam

“Estamos empolgados em trazer a Copa Intercontinental da FIBA de volta às Américas e celebrar esta edição na excelente quadra olímpica do Rio de Janeiro, que foi a sede de tantos grandes momentos durante os Jogos de 2016. Os campeões da Liga das Américas da FIBA e da Liga dos Campeões de Basquete vão lutar e tentar criar suas próprias histórias. Também gostaria de expressar minha gratidão à cidade do Rio de Janeiro, à Confederação Brasileira de Basquete, à Liga Nacional de Basquete e ao clube anfitrião, o Flamengo, por sua colaboração”, disse o Secretário Geral da FIBA, Andreas Zagklis.

“Esse ano temos o prazer de confirmar a crescente grupo de equipes que competirá na Copa Intercontinental da FIBA no próximo mês. Além disso, a entrada dos campeões da NBA G-League para a Copa Intercontinental da FIBA é um sinal adicional da grande colaboração estabelecida pela FIBA e pela NBA através duma série de iniciativas em conjunto”, acrescentou Andreas Zaglikis.

O vice-comissário da NBA, Mark Tatum, comemorou a presença do campeão da NBA G-League na Copa Intercontinental.

San Lorenzo, atual campeão da Liga das Américas, estará na disputa. Crédito: Divulgação/FIBA

“Ter o Austin Spurs da NBA G League jogando na Copa Intercontinental da FIBA representa uma oportunidade fantástica, não apenas para que os jogadores demonstrarem suas habilidades de NBA, mas também para que a própria liga seja representada no cenário internacional”, disse Mark Tatum. “Estamos muito expectantes para este evento em fevereiro e agradecemos aos nossos parceiros da FIBA por esta colaboração única”, completou.

A última vez que a Copa Intercontinental aconteceu no Brasil foi em 2015. Na ocasião, o Bauru Basket, então campeão da Liga das Américas, mediu forças com o Real Madrid (ESP), dono do título da Euroliga daquele ano, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP), e ficou com o vice-campeonato.

AEK Atenas, da Grécia, é o atual campeão da Champions League da Europa. Crédito: Divulgação/AEKBC.gr

O único título brasileiro no torneio veio através do Flamengo, no ano anterior, em 2014. Na Jeunesse Arena, a equipe rubro-negra, que havia sido campeã da Liga das Américas daquele ano, contou com o apoio de sua para superar o Maccabi Tel-Aviv (ISR), campeão da Euroliga, e soltar o grito de campeão.

A última edição da Copa Intercontinental da FIBA aconteceu em San Cristóbal de la Laguna, Tenerife (ESP), em setembro de 2017, e teve como campeão o Iberostar Tenerife (Espanha) que, após uma vitória difícil por 76 a 71 contra os campeões da Liga das Américas, Guaros de Lara (Venezuela), sagrou-se campeão do torneio.

 

 

Calendário da Copa Intercontinental 2019*:

15/01 (Sexta-feira)

San Lorenzo (ARG) x AEK Atenas (GRE)

Flamengo x Austin Spurs (NBA G-League)

17/01 (Domingo)

Disputa de 3º lugar

Final

*Horários a definir

Flamengo conquista título da Copa Super 8

O Flamengo é o campeão da Copa Super 8. Na tarde deste sábado, a equipe do técnico Gustavo De Conti mostrou sangue frio para superar a pressão de um Pedrocão completamente lotado e vencer a decisão do torneio contra o Sesi Franca Basquete, por 79 a 75. Com isso, os rubro-negros garantiram vaga na Liga das Américas da temporada que vem.

O jogador mais valioso da Copa Super 8 foi Marquinhos. Autor de 15 pontos e sete rebotes na vitória contra Franca (18 de eficiência), o camisa 11 rubro-negro teve o maior índice de eficiência do time campeão no torneio, com média de 21,3.

“Esse time foi montado para ser campeão. Tivemos um ‘acidente de percurso’, perdemos uma partida que não podíamos (Liga Sul-Americana) e nos custou muito caro. Colocamos a cabeça nos treinos, melhoramos nossa defesa e começamos a dar mais segurança para o ataque. Entramos em quadra comprometidos e conseguimos esse título e a vaga na Liga das Américas”, disse Marquinhos.

“Fizemos uma partida surpreendente defensivamente. Digo surpreendente porque jogamos quinta-feira 21h, no outro dia viajamos cedo, não descansamos, não treinamos. Pouco sabem o que é, mas fazer o que fizemos hoje aqui vindo dessa sequência de jogos não é para qualquer um”, completou.

Marquinhos foi destaque mais uma vez pelo time do Flamengo. Crédito: João Pires/LNB

Maestro do Flamengo em quadra, o armador argentino Franco Balbi teve atuação de gala e registrou 20 pontos, seis rebotes, quatro assistências e dois roubos de bola, números que fizeram dele o atleta mais eficiente do time rubro-negro, com 20 de valorização.

"Foi uma partida muito difícil. Tínhamos que estar concentrados e não perder foco e foi isso que aconteceu. Fizemos um grande jogo como time. Além da pontuação, todo mundo contribuiu de algum jeito e estou muito orgulhoso do que nossa equipe jogou nessa decisão", afirmou Balbi.

"É uma mudança muito grande do basquete argentino para o brasileiro. Agora estou me sentindo muito melhor e venho fazendo boas partidas. O Gustavinho e o time me dão muita confiança e, agora, está sendo meu melhor momento aqui sem dúvidas", completou o argentino que está em sua primeira temporada no Brasil.

Com a conquista da Copa Super 8, o Flamengo consolidou seus 100% de aproveitamento em finais de campeonato nos últimos seis anos e acumulou seu 13º título em 13 campeonatos disputados (6 Cariocas, 4 NBB’s, uma Liga das Américas, um Mundial e a Copa Super 8).

"Mostramos que o Flamengo, independente das pessoas que estão aqui jogando ou no comando, é um time de chegada, que consegue se recompor rápido. Mesmo com todas as adversidades, passamos os últimos sete anos com 13 finais e 13 títulos. Isso mostra a força que esse clube tem”, declarou o técnico do Flamengo, Gustavo De Conti.

Apesar da derrota, o Franca teve o grande destaque individual da decisão: Alexey. O armador marcou incríveis 10 pontos, 12 rebotes e nove assistências (24 de eficiência) e foi o atleta mais eficiente da final da Copa Super 8. O time francano ainda teve como destaques o pivô Hettsheimeir (17 pontos), o ala Jimmy (15 pontos) e o pivô Cipolini (11 pontos).

 

O Jogo

A decisão da Copa Super 8 começou a mil por hora. Em partida muito física, quem se sobressaiu no início foi o Franca, que abriu cinco pontos (13 a 8). Ainda no primeiro quarto, Franco Balbi entrou em ação e, com dez pontos, liderou a virada do Flamengo, que chegou a ter oito pontos de vantagem (25 a 17). Com sete pontos de Hettsheimeir, o time da casa reagiu e cortou a margem para três pontos ao final do primeiro quarto: 25 a 22.

Consciente com a vantagem nas mãos, o Flamengo ampliou a diferença com uma corrida incrível nos cinco minutos iniciais do segundo período. Com tamanha intensidade na defesa e alta velocidade na transição ofensiva, a equipe do técnico Gustavo De Conti não sofreu uma cesta de quadra sequer, venceu a parcial por 15 a 5 e caminhou para o intervalo com 13 pontos de frente: 40 a 27.

O ritmo dos rubro-negros não diminuiu, e a vantagem que antes era de 13 subiu para 16 pontos (53 a 37) através de uma defesa forte e grande aparição de Marquinhos, autor de sete pontos durante a corrida. A margem foi administrada com sucesso até o final do terceiro quarto, mas o período final tinha muita emoção reservada.

Embalado por sua calorosa torcida, o Franca foi para cima e mudou o cenário da partida. Com mão certeira nas bolas de 3 pontos, a equipe da casa cortou a diferença para apenas dois pontos e incendiou o Pedrocão (69 a 67) restando pouco menos de cinco minutos para o fim.

A resposta do Flamengo foi “na lata”: duas bolas de 3 pontos consecutivas, uma de Jhonatan e uma de Olivinha, o que deixou a vantagem em oito pontos (75 a 67). Em seguida, os francanos até buscaram de novo o resultado e cortaram a margem para três pontos (75 a 72), mas Franco Balbi jogou um balde de água fria no time da casa ao acertar uma bola de 3 com um minuto para acabar (78 a 72), o que praticamente definiu a vitória rubro-negra.

Agora, tanto Flamengo quanto Franca entrarão em quadra no dia 12 de janeiro (sábado). Às 14 horas, o Flamengo fará o clássico de camisa contra o Corinthians, no Ginásio Wlamir Marques, com transmissão ao vivo da Band. Mais tarde, às 18 horas, os francanos medirão forças com o Basquete Cearense, no Pedrocão.

Com show de Marquinhos, Flamengo vence e avança

Sem encontrar muita resistência do Minas, o Flamengo venceu o Minas por 92 a 74 e está nas semifinais do Super 8, torneio recém-criado pelo LNB entre os oito melhores do NBB que dará uma vaga na Liga das Américas do ano que vem para o campeão.

Destaque da partida foi Marquinhos mais uma vez. Com 29 pontos, sendo 21 deles somente em cestas de três pontos com um aproveitamento de 7 arremessos em 13 que fez. Ele também conseguiu ganhar dois rebotes e deu três assistências.

Aproveitamento de Marquinhos foram de sete arremessos de três pontos. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

“Quando jogamos em casa, temos que fazer tudo para vencer. Temos feito 74 pontos que é nossa média na defesa e conseguimos melhorar no ataque. Algumas horas diminuímos o ritmo por conta do calor, mas não deixamos de fazer nossos pontos. Pude novamente estar bem e contribuir com a vitória do time.

O Técnico Gustavo Conti elogiou o time após a partida:

“A vitória foi fundamental para sobrevivência. Com a parada que tivemos para treinar, pudemos melhorar o ataque e isso nos dá mais confiança de seguir adiante. Não podemos escolher o nosso próximo adversário, tanto o Pinheiros quanto o Botafogo farão uma boa partida contra nós” – Finaliza.

O Jogo

No primeiro tempo, o Flamengo começou arrasador e abriu em 10 a 2 no placar com duas cestas de 3 de Marquinhos, o que poderia indicar uma partida fácil. Mas com Leandrinho em quadra, o Minas buscou uma reação e encostou com 19 a 18. E com uma cesta de Varejão, o Flamengo voltou a abrir e acabou o primeiro quarto com 27 a 21.

No segundo, o time da Gávea entrou forte novamente. Marquinhos continuou inspirado e a vantagem aumentou para 15 pontos quando o placar estava 45 a 30. Mas Gegê resolveu jogar um pouco e diminuiu a diferença para 10 pontos fechando o quarto em 48 a 38.

Anderson Varejão saiu com 10 pontos e nove rebotes contribuindo com a vitória. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

A tarde era mesmo do Flamengo! O Minas não ofereceu perigo nenhum nos dois últimos quartos. A vantagem só voltou a aumenta, ainda mais com as três cestas de três pontos seguidas que o Flamengo teve e a vantagem só aumentou deixando os mineiros mais abatidos. Ao final, o time da Gávea venceu por 92 a 74 e avançou no Super 8 eliminando o Minas.

Agora o Flamengo aguarda o vencedor de Pinheiros e Botafogo para definir quem será o adversário da próxima quinta nas semifinais do torneio.

Em noite de Marquinhos, Flamengo vence Botafogo

Nem parecia um clássico! Depois de alguns dias somente treinando, o Flamengo entrou em quadra contra o bom time do Botafogo no ginásio do Tijuca e não encontrou dificuldade para vencer pelo placar elástico de 102 a 73 e continuar firme na vice-liderança do NBB. Já com a derrota, o Botafogo caiu para a sétima posição

Destaque da partida foi mais uma vez Marquinhos. O ala rubro-negro contribuiu com incríveis 35 pontos e cinco bolas de três, em pouco mais de 24 minutos em quadra, e protagonizou um jogo mágico com a camisa do time da Gávea.

“A vitória foi importante. Retomamos o NBB depois daquela derrota para o Paulistano e hoje foi a minha noite. Tem dias que a noite é do Deryk, do Marquinhos ou do Olivinha. Foi importante ter passado um tempo treinando e vamos buscar vencer o maior número de jogos no segundo turno para buscar a liderança do NBB e decidir as partidas em casa quando vier os playoffs” – Afirmou o jogador após a partida.

Defesa rubro-negra funcionou bem, neutralizado o Botafogo. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

 

Com a vitória de hoje, o Flamengo segue com uma campanha de nove vitórias em 12 jogos pelo NBB. Já o Botafogo, chegou a sexta derrota com a mesma quantidade de partidas que o Rubro-negro.

O Jogo

Somente no início da partida o time do Botafogo chegou a ter uma liderança de quatro pontos no placar de 6 a 2, mas rapidamente o rubro-negro conseguiu mostrar que estava com uma boa defesa e conseguiu não só a virada, como também ampliar a vantagem e chegar a 26 a 15.

No segundo quarto, a partida foi mais equilibrada. O time do Botafogo até ameaçou crescer, mas o alvinegro foi parado com duas cestas de 3 seguidas de Marquinhos e a vantagem só continuou crescendo com o time da Gávea vencendo por 47 a 32.

Na virada para o segundo tempo, o ataque rubro-negro brilhou ainda mais. Aproveitando que o time de General Severiano errava seus ataques e impondo uma forte defesa, a vantagem aumentou ainda e o terceiro quarto fechou em 79 a 53, já decretando a vitória do Flamengo.

Sem pisar no freio, o Flamengo continuou muito melhor e ampliando ainda mais a sua vantagem sem dar chances de o Botafogo buscar o jogo e conseguiu passar dos 100 pontos. No final, o placar foi de 102 a 73 que decretou mais uma vitória no clássico pelo lado rubro-negro.

Time do Flamengo volta a jogar contra o Minas no sábado. Já o Botafogo encara o Pinheiros. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Na próxima rodada, o Flamengo joga fora de casa contra o Minas em partida que será disputada no próximo sábado.  Já o Botafogo, encara o Pinheiros em partida dentro de casa na quinta-feira. Ambas as partidas fecham o primeiro turno da competição para ambos os times. Os oito melhores se classificam para a Copa Super 8 que será disputada no final do ano.

Assinar este feed RSS