fbpx

UFC

UFC (4)

Com Bate-Estaca, Jéssica Andrade salva noite dos brasileiros no UFC

Em uma noite (11) em que os brasileiros não foram felizes no UFC 237 na Jeunesse Arena no Rio, Jéssica Andrade com seu principal golpe, o “bate-estaca” venceu por nocaute a americana Rose Namajunas e se tornou a campeã da categoria peso-palha fincando o Brasil com 3 das 4 categorias femininas.

Depois de sair perdendo no primeiro round, a brasileira saiu mais agressiva no segundo e conseguiu encaixar seu golpe principal e finalizou a luta.

Foi a primeira vez que uma brasileira conquistou o título no Brasil. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

"Eu sabia o que poderia fazer no segundo round. Ela veio mais lenta e eu consegui dar o meu bate-estaca que ainda não tinha conseguido executar e tive paciência para dar na hora certa. Isso é resultado de treino e dedicação. Hoje deu certo" – Comentou após a luta

Jéssica salvou a noite dos brasileiros no card principal que perderam em sequência. Bethe Correia foi finalizada no terceiro Round, enquanto que Thiago Pitbull e José Aldo perderam na decisão unânime dos juízes e Anderson Silva levou nocaute técnico ainda no primeiro round.

José Aldo perdeu a sua luta por decisão unânime dos juízes. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

Resultados do UFC 

Card principal

Peso-palha: Jessica Bate-Estaca (BRA) vence Rose Namajunas (EUA) aos 2m58s do segundo round

Peso-médio: Jared Cannonier (EUA) venceu Anderson Silva (BRA) por nocaute técnico aos 4m47s do primeiro round

Peso-pena:  Alexander Volkanovski (AUS) venceu José Aldo por decisão unânime (triplo 30-27)

Peso-meio-médio:  Laureano Staropoli venceu Thiago Pitbull por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)

Peso-galo: Irene Aldana (MEX) venceu Bethe Correia (BRA) por finalização aos 3m24s do terceiro round

Anderson Silva foi nocauteado ainda no primeiro round. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

Card preliminar:

Ryan Spann (EUA) venceu Rogério Minotouro (BRA) por nocaute aos aos 2m07s do primeiro round 

Peso-leve: Thiago Moisés (BRA) vence Kurt Holobaugh (EUA) por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-27)

Peso-meio-médio: Warlley Alves (BRA) venceu Sérgio Moraes (BRA) por nocaute no terceiro round

Peso-leve: BJ Clay Guida (EUA) venceu BJ Penn (HAV) em decisões por pontos (29-28, 29-28, 29-27)

Peso-mosca: Luana Dread (BRA) venceu Priscila Pedrita (BRA) por pontos

Peso-galo: Raoni Barcelos (BRA) venceu Carlos Huachin (PER) por nocaute técnico aos 4m49s do segundo round

Peso-galo: Viviane Araújo (BRA) venceu Talita Bernardo (BRA) por nocaute aos 48s do terceiro round

Amanda Nunes mantem cinturão do UFC

Na defesa do título, Amanda Nunes não decepcionou o público carioca que lotou a Jeunesse Arena confirmou seu favoritismo e venceu a americana Raquel Pennington com um nocaute no quarto round no card principal do UFC que também contou com a despedida de Vitor Belfort que saiu com derrota para Lyoto Machida.

Com a noite dedicada a ela, Amanda Nunes saiu vitoriosa. Em sua terceira defesa pelo título na categoria peso galo, ela saiu com a vitória diante da americana Raquel Pennington com uma boa sequência de chutes e se aproveitou no quarto round quando conseguiu fazer ela sangrar, acabando com as suas forças.

Luta chegou até o quarto Round. Crédito: Bruno Lopes/EAZ 

“Eu fiz tudo o que eu treinei. Ela é uma atleta duríssima e sabia que podia ir para uma luta de 5 rounds com ela. Ela pode apanhar muito, mas ela é muito resistente. Quando treinei, eles me deixavam no maior desconforto e fiz o possível para vir dentro. E o cinturão é a razão da minha vida e quando decidi entrar no MMA era para ser campeã e quando o UFC colocou essa categoria, sabia que tinha que vir vencer. Foi muito surreal defender o título no Brasil e sendo a primeira, é algo que me deixou muito feliz e gratificante e estou vivendo o meu sonho. ” – Declarou após sua vitória.

Na despedida de Vitor Belfort, não deu para ele. Lyoto Machida conseguiu desferir um golpe único que derrubou Belfort que chegou a ficar desacordado no octógono dando fim a uma carreira vencedora no UFC.

Machida com um golpe, encerrou a carreira de Vitor Belfort. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

“Tenho que valorizar cada momento. Estava confiante nessa luta e fiquei quieto na luta em respeito ao Vitor e tive a oportunidade de poder acertar ele com um único golpe e acabar com a luta. Até me afastei dele em respeito justamente por toda a história que ele construiu ao longo do MMA e se realmente for a última luta dele que ele esteja seguro da sua decisão. ” – Declarou Machida após a luta.

Vitor agradeceu ao público que estava presente hoje no UFC.

“Parabéns ao Machida pela vitória. Ele foi feliz com a vitória de hoje. Quero agradecer ao carinho do publico aqui presente e agradecer a minha família pela noite de hoje. Se você tem uma família, você tem tudo. Quero parabenizar o time do Lyoto e agradecer meu time, meus fãs e minha família. Tudo na vida tem começo, meio e fim. E agora é hora de cuidar da minha família.” – Diz

Nas outras lutas do card principal, John Liniker venceu o americano Brian Kelleher com um nocaute no terceiro round. Já Mackenzie Dern, mal entrou no octógono e venceu a americana Amanda Cooper. O único brasileiro a perder foi Ronaldo Jacaré que saiu derrotado para o americano Kelvin Gastelum por decisão dividida dos juízes.

Mackenzie Dern derrotou Amanda Cooper no primeiro round. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

 

O americano Kelvin Gastelum derrotou o Jacaré por decisão dos juízes. Crédito: Bruno Lopes/EAZ 

Brasileiros se dão bem no card preliminar do UFC 224

Os brasileiros fizeram a festa no Card preliminar do UFC 224. Das 7 lutas previstas, foram quatro vitórias e a maioria por nocaute no Jeunesse Arena.

Na primeira vitória do dia, Markus Peres, o “Maluko” derrotou o americano James Bochnovic por nocaute ainda no primeiro round na categoria peso médio.

“Eu treinei para nocautear no primeiro round, na verdade, mas o cara veio muito afobado, tentando me levar para o chão. Eu não sou faixa preta, mas sou um dos melhores no chão e ele se deu mal. Eu quero lutar mais, meu foco sempre foi esse, lutar o máximo de vezes possível. Dessa vez eu comecei com o pé direito, treinando em casa. Esse que vocês viram dentro do octógono é o verdadeiro Markus.” – Conta sobre a vitória.

Outra vitória de grande destaque foi a vitória Warley Alves na categoria meio-médio. Ele derrotou o russo Sultan Aliev por nocaute no segundo round quando o olho dele praticamente fechou e ficou sem condições de luta.

“percebi que o olho dele estava fechando e vi que podia fechar a luta e comecei a bater em cima. Sabia que ele é um atleta forte e fui cauteloso e quando dei 3 joelhadas dele e ele sentiu e vi que era a hora que tinha para vencer. Comecei a bater nele e consegui chegar lá. Sou brasieiro e tenho garra e vim aqui para ser campeão” – Diz.

Em seguida, foi a vez de Elizeu Zaleski, o capoeira, a lutar e vencer por nocaute no segundo round o americano Sean Strickland.

“Todo mundo sabe que meu adversário era um cara bom eu quero poder vir a lutar com os caras bons e bater que é o que eu mais gosto. Fiz o possível para vencer e consegui e espero continuar aos pouquinhos para poder ser campeão um dia.”

O último brasileiro a vencer no card preliminar foi David Ramos por nocaute ainda no primeiro round o alemão Nick Hein. Ele que mora do outro lado da rua da Arena, se sentiu como se tivesse ido treinar.

“Moro do outro lado da rua da Arena e vencer aqui foi como se eu tivesse saído para treinar. Aproveitei a comidinha da mamãe e uma das minhas alegrias foi ter meu filho me abraçando na véspera da luta e isso é muito aconchegante. Foi minha segunda vitória no UFC e venho buscar sempre a vitória no nocaute sem precisar que a luta se estique por 3 rounds. Agora a minha meta é lutar com o campeão e vencer um passo de cada vez.” – Finaliza.

Outras três lutas aconteceram no octógono montado no Jeunesse Arena. O russo Ramazan Emeev venceu na decisão dos juízes depois de uma luta apertada contra Alberto Mina. O sueco Jack Hermansson conseguiu nocautear no terceiro round Thales Leites e o russo Oleksiy Oliynyk também finalizou o brasileiro junior Albini.

Resultados do Card Preliminar:

Luta 1: Peso-médio: Markus Perez (“Maluko”) x James Bochnovic (EUA) - Markus Perez venceu no primeiro round

Luta 2: Meio Médio: Alberto Mina x Ramazan Emeev (Russo) - Ramazan Emeev venceu por decisão unanime dos juizes

Luta 3: Peso-médio: Thales Leites x Jack Hermansson (sueco) – venceu por nocaute no final do terceiro round

Luta 4: Meio-Médio:  Warlley Alves x Sultan Aliev (Rússia) – Vencedor por nocaute técnico

Luta 5 Meio-médio: Elizeu Zaleski dos Santos Capoeira x Sean Strickland (EUA) – venceu por nocaute no segundo round

Luta 6: Peso-leve: Davi Ramos x Nick Hein (Alemão) – venceu por nocaute no primeiro round

Luta 7: Peso-Pesado: Oleksiy Oliynyk (Russo) venceu por finalização x Júnior Albini

Amanda Nunes defende título neste sábado no UFC


Amanda defende o título pela primeira vez no Brasil. Crédito: Gettyimagens

Na véspera do dia das mães, são as mulheres que serão destaque no UFC 224 no Rio. Amanda Nunes irá defender seu título na categoria peso-galo contra a americana Raquel Pennington diante de sua torcida que promete lotar a Jeunesse Arena.

A baiana Amanda é a primeira brasileira campeã na competição. Seu título foi conquistado diante da americana Miesha Tate no UFC 200 em Las Vegas. A “Leoa” já derrotou a musa Ronda Rousey em sua primeira defesa de título e também a bisbeque Valentina Shevchenko e vem empolgada para a competição diante de Pennigton que é a número dois do ranking e promete não vender fácil a derrota.

Entre as outras lutas do card do UFC, destaque para o confronto entre Vitor Belfort e Lyoto Machita. Como já anunciou, Belfort promete fechar diante de sua torcida a sua longa carreira no UFC, onde participa desde as primeiras edições. Já Machita que foi pupilo de Belfort, quer recuperar a sua carreira em que esteve recentemente suspenso por causa de dopping e fará a sua terceira luta no ano.

Veja as lutas do UFC 224

Card preliminar:

Meio-Médio:  Warlley Alves x Sultan Aliev (Rússia)

Peso-médio: Thales Leites x Jack Hermansson (Sueco)

Meio Médio: Alberto Mina x Ramazan Emeev (Russo)

Peso-médio: Markus Perez (“Maluko”) x James Bochnovic (EUA) 

Meio-médio: Cezar Mutante x Karl Roberson (EUA)

Peso-Pesado: Oleksiy Oliynyk (Russo) x Júnior Albini

Peso-leve: Davi Ramos x Nick Hein (Alemão)

Meio-médio: Elizeu Capoeira x Sean Strickland (EUA)

Card Principal

Peso médio: Vitor Belfort x Lyoto Machida

Peso galo: John Linker (BRA) x Brian Kelleher (EUA)

Peso-palha: Mackenzie Dern (EUA) x Amanda Cooper (EUA

Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Kelvin Gastelum (EUA)

Peso-galo: Amanda Nunes x Raquel Pennington (EUA)

Assinar este feed RSS