fbpx

Trials define titulares na luta por vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

A Confederação Brasileira de Wrestling realizou no último fim de semana o Trials 2019,seletiva disputada na Arena 2 do Parque Olímpico para definir os lutadores titulares nos primeiros torneios do ano das 18 categorias olímpicas que vão ser disputadas nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e também da divisões não olímpicas. Os atletas passam a formar equipe nacional até o Campeonato Brasileiro, previsto para o mês de maio, onde devem defender o posto. Para ficar com a vaga, os titulares (veja a lista completa abaixo) disputaram combates nos moldes dos torneios internacionais com dois de pesagem e lutas.

“Para a Confederação e a comissão técnica foi muito importante poder avaliar os atletas em lutas que talvez não acontecessem em torneios eliminatórios. O objetivo de realizar a seletiva em dois dias foi justamente prepará-los para uma temporada com pesagem e lutas em dois dias e sem tolerância de peso. Todos mostraram comprometimento, e demonstraram que passaram o fim do ano treinando. O resultado foi alto nível técnico do Trials”, comemorou Roberto Leitão, Superintendente da Confederação Brasileira de Wrestling.

No estilo greco-romano, o mineiro Diego Romanelli voltou a categoria até 60kg e superou o cazaque naturalizado brasileiro Marat Garipov. Já na categoria até 87kg, o paulista Ronisson Brandão venceu André Pinto e retomou a titularidade perdida em 2018. No wrestling feminino, Kamila Barbosa venceu disputa acirrada na divisão até 50kg contra Susana Santos e Caroline Soares. Já Gracyenne Helena ficou com a vaga até 53kg. A ausência ficou por conta da vice-campeã mundial, Aline Silva, que se recupera de lesão sofrida em 2018.

No estilo livre, um dos principais nomes do esporte Antoine Jaoude venceu na categoria até 125kg. Daniel Nascimento, Marcos de Brito e Marcus Calazans triunfaram nas categorias até 57kg, 65kg e 74kg, respectivamente. O carioca Pedro Rocha confirmou o favoritismo e manteve a titularidade na divisão até 86kg. Cassio de Oliveira completou a lista de divisões de peso olímpicas ao ser o número um da categoria até 97kg.

"Vencer é sempre especial. O Trials teve cada “lutão” de tirar o fôlego e agradeço aos meus companheiros de treino da equipe de São José dos Campos e ao treinador do Nisdany Perez. Todas as lutadoras fizeram uma preparação forte para essa seletiva e a categoria até 50kg é uma das mais disputadas. Agora sei que tenho que trabalhar dobrado para seguir como titular.”, agradeceu Kamila, goiana radicada em São José dos Campos.

Confira abaixo a lista dos atletas titulares em cada categoria olímpica e não olímpica.
Estilo greco-romano
60kg - Diego Romanelli
67kg - Joilson Júnior
77kg - Angelo Moreira
87kg - Ronisson Brandão
97kg - Davi Albino
130kg - Eduard Soghomonyan

Estilo Livre
57kg - Daniel Nascimento
65kg - Marcos de Brito
74kg - Marcus Calazans
86kg - Pedro Rocha
97kg - Cassio de Oliveira
125kg - Antoine Jaoude

Wrestling Feminino
50kg - Kamila Barbosa
53kg - Gracyenne Helena
57kg - Giullia Penalber
62kg - Lais Nunes
68kg - Dailane Reis
76kg - Keila Calaça

Categorias não olímpicas
Estilo greco-romano
55kg – Sargis Khachatryan
72kg – Kenedy Pedrosa
82kg – Adil Hendersson

Estilo Livre
61kg – João Pedro de Souza
70kg – Hugo Vianna
79kg – Gabriel Goes
86kg – Pedro Rocha
92kg – Gabriel Rocha

Wrestling feminino
55kg – Rosimere de Brito
59kg – Karoline Santana
65kg – Grabriela Rocha
72kg – Kauany Ramos

Cefan sediará o Campeonato Brasileiro de Wrestling 2017

Os principais atletas do país se reúnem dia 11 de março (próximo sábado) para a disputa do Campeonato Brasileiro Sênior 2017, a partir das 12h, no ginásio do CEFAN, Rio de Janeiro.  O torneio conta com o retorno de Lais Nunes e Aline Silva, ambas representantes do país nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Pela primeira vez, o Brasileiro será disputado em quatro tapetes simultaneamente, permitindo que os três estilos: livre, greco-romano e wrestling feminino sejam disputados em apenas um dia de competição.

“Estou bastante animada para este Brasileiro. Depois dos Jogos Olímpicos me mudei para São José dos Campos e divido meus treinos lá e em Cubatão, onde o SESI, meu clube, montou um novo polo de wrestling. Além disso, estou muito feliz de representar também a Marinha do Brasil a partir desse ano. Então motivos não faltam para fazer o meu melhor”, explicou Lais, a mais jovem atleta do wrestling a representar o país em uma edição dos Jogos Olímpicos, com 23 anos.

Entre os homens, no estilo greco-romano, a categoria até 66kg promete grande disputa com Joílson Júnior, Kenedy Pedrosa e Diego Romanelli.  Ângelo Moreira até 75kg, Ronisson Brandão até 85kg e Davi Albino até 98kg são favoritos em suas respectivas categorias. Já no estilo livre, o destaque é a equipe amazonense, campeã na última edição e favorita a levar o título por equipes no estilo. Na categoria até 86kg o carioca Pedro Rocha, bronze no Mundial Pahvalani Wrestling, é favorito ao ouro.

Torneio da Juventude

Além do Brasileiro, as promessas da modalidade vão disputar mais uma etapa do Torneio da Juventude. O torneio busca apontar os melhores lutadores com idade entre 14 e 16 anos para os Jogos Olímpicos da Juventude, que acontecem em 2018, em Buenos Aires, Argentina.

 

Confira a programação do Campeonato Brasileiro de Wrestling 2017 

Dia 11/03: sábado

Horário: 12h às 20h

Local: ginásio do CEFAN, Av. Brasil 10.590, Penha, Rio de Janeiro

Entrada: gratuita

Atletas da Luta Olímpica se preparam para disputa do Campeonato CAIXA de Luta

Os melhores atletas de Luta Olímpica do país entram no tapete de lutas do ginásio do CEFAN, Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro, no próximo sábado dia 14 de março para disputa do Campeonato CAIXA de Luta – Brasileiro Sênior 2015. A competição terá 24 categorias de peso, incluindo as dezoito olímpicas, divididas igualmente nos três estilos da modalidade: livre, greco-romano e luta feminina. Cada estado pode enviar apenas dois atletas por categoria de peso. O Nacional é a última oportunidade de ver todos os principais atletas competindo antes da primeira seletiva olímpica no Campeonato Mundial em setembro, de 7 a 12 de setembro, em Las Vegas, nos Estados Unidos. 

“Graças a Deus comecei o ano com uma medalha internacional no Grand Prix de Paris e acredito em todo trabalho que fiz até agora. Todos os atletas querem provar que merecem estar na seleção e tenho que dar o melhor de mim para conquistar o título. O ano está cheio de competições importantes e até voltarmos a competir no Brasil vamos ficar bastante tempo fora do país. Mas esse é o sacrifício que teremos que fazer para chegar ao objetivo olímpico”, explicou a goiana Lais Nunes, bronze no Grand Prix de Paris 2015 e integrante do ranking das melhores atletas do mundo na categoria até 63kg.

Além de Lais, Joice Silva prata no Grand Prix de Paris 2015 e a da vice-campeã mundial Aline Silva (75kg) estão entre os destaques na luta feminina. No estilo livre, nomes como o multicampeão Adrian Jaoude (86kg) se juntam a atletas que voltam após lesão, casos de Rafael de Jesus (74kg) e Wellington Silva (57kg), ambos tentarão recuperar a titularidade na equipe nacional. Já no estilo greco-romano, um dos destaques é o armênio Eduard Soghomonyan. Este ano Eduard adquiriu o passaporte esportivo e pela primeira vez vai poder disputar o Campeonato nacional.

“É a primeira vez que vou disputar o Campeonato Brasileiro sei que preciso lutar bem, mesmo conquistando uma medalha em Cuba. Todos vão querer ganhar o campeonato e tenho certeza que não vai ser fácil”, completou o armênio Eduard.

 

Confira a programação do Campeonato CAIXA de Luta – Brasileiro Sênior:

Dia: 14/03

Local: Ginásio do CEFAN, Av. Brasil 10590, altura da Penha, Rio de Janeiro.

Horário das lutas:

09h às 11h – Estilo greco-romano

11h às 13h – Luta feminina

13h às 14h – Intervalo para almoço 

14h às 18h – Estilo livre

Luta Olímpica conquista duas medalhas no Grand Prix de Paris 2015

A Luta Olímpica nacional começou o ano com dois importantes resultados no Grand Prix de Paris 2015, disputado neste sábado(31/01) e domingo (01/02) no Palácio dos Esportes da capital francesa. A representante do país nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Joice Silva, conquistou a prata na categoria até 58kg e Lais Nunes alcançou o terceiro lugar na categoria até 63kg. A equipe brasileira ainda foi representada por mais seis entre elas Aline Silva, campeã do torneio em 2014 que terminou a competição em sétimo lugar nesta edição.

“É um ano em que já vamos disputar vaga nos Jogos Olímpicos no Mundial em setembro, por isso é importante começar conquistando uma medalha ainda mais em uma competição importante como o Grand Prix. A empolgação para o ano aumenta e vamos seguir em busca de mais medalhas”, comemorou Joice Silva, que em 2014 foi bronze no Grand Prix na mesma categoria.

Na França, Luta Olímpica brasileira disputa primeira competição de 2015

A equipe feminina de Luta Olímpica brasileira disputa neste sábado, 31 de janeiro, e no domingo,  1 de fevereiro o Grand Prix de Paris 2015, primeira competição da temporada. As lutas serão disputadas no Palácio dos Esportes da capital francesa a partir das 7h na fase classificatória e as finais a partir das 15h, ambas no horário de Brasília. Aline Silva, campeã da categoria até 75kg do torneio em 2014, sabe que nesta edição será observada de maneira diferente pelas concorrentes.

“Todos querem começar o ano com um título e quando você chega como campeã, é claro que a pressão aumenta. Nesta primeira competição o importante é colocar em prática tudo que foi treinado no período de concentração. O resultado é sempre importante, mas temos que aproveitar essa competição também para definir quais aspectos físicos e técnicos devem ser aprimorados”, explicou Aline Silva, atual número três do ranking mundial.

Assinar este feed RSS