Rei e Rainha do Mar: multidão de atletas "invade" Praia de Copacabana no maior festival de esportes de praia

O Circuito  Rei e Rainha do Mar movimentou a orla carioca neste sábado, dia 9, com a realização do maior festival de esportes de praia do Brasil. Mais de 4 mil pessoas de 16 estados participaram das disputas de Beach Run, Beach Biathlon e diferentes distâncias de natação em águas abertas. A manhã começou com névoa, mas logo o sol brindou quem estava na Praia de Copacabana. Um dos eventos mais marcantes do dia foi o Super Challenge, prova de natação no mar com 10km, mesma distância dos Jogos Olímpicos. A prova contou com quase 200 nadadores e participação especial da medalhista nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Poliana Okimoto. O campeão da prova foi o gaúcho Matheus Emerim Evangelista, com o tempo de 2h08min04. No feminino, vitória de Catarina Ganzeli (2h26min52).

Eu achei incrível ter tanta gente nadando a prova de 10km. É uma prova difícil de fazer, quando a gente vê uma distância como essa crescendo e o Rei e Rainha do Mar apoiando, é muito bom”, declara Poliana. A atleta também falou sobre a sensação de nadar a primeira volta (2,5km) ao lado dos amadoresÉ sempre uma honra enorme estar no Rei e Rainha do Mar. É um prova que eu gosto muito de fazer. Sempre que eu posso eu venho prestigiar. Esse fim de semana está sendo a minha despedida das provas oficiais da maratona aquática. Estou muito feliz. Foi especial nadar essa volta simbólica. As pessoas vinham falar comigo, agradecer, pediam pra eu não parar. Muito feliz com tudo isso”, finaliza.

Poliana Okimoto foi homenageada com o selo Princesinha do Mar celebrando suas conquistas ao longo da carreira. Entre os amadores, uma história mereceu destaque: Sandro Braz, morador da Baixada Fluminense, nadou a prova de 1km (Sprint) ao lado do filho Enzo, de 17 anos.

Cada ano que passa o rei e rainha cresce e melhora, com mais prestigio. Vem gente de toda a parte do Brasil. As pessoas adoram, prestigiam. Eu comecei e nadar no piscinão de Ramos, sem nenhuma instrução. Depois que conheci o Rei e Rainha minha vida mudou. O amor é tão grande que eu tatuei no peito o nome do evento”, empolga-se Sandro.

Na Beach Run, os campeões foram (2,5km corrida na areia) Eduardo Sutero (8min59) e Adriana Pinto Ribeiro (11min56). Nos 5km, vitória de Adair José dos Santos (17min37) e Beatriz Fernandes (23min23). No Beach Biathlon (1km de natação + 2,5km na areia) os campeões foram Antonio Ferraz Bravo Neto (25min30) e Claudia Dumont (29min01).

Nas prova mais veloz de águas abertas (Sprint - 1km de natação no mar) os vencedores foram Daniel Costa Cunha (13min42) e Priscila Lira Klaes (26min18). No Classic (2,5km de natação no mar), o primeiro lugar ficou com Matheus Ehrich Avellar (31min46) e Rafaela Monilly Pereira de Souza (34min19). No Challenge (5km de natação no mar) o primeiro lugar mais alto do pódio ficou com Carlos Eduardo de Aguiar (1h07min06) e Ana Luiza das Neves Mourão (1h13min21).

A manhã ainda teve ação social. Pela 15ª vez o ultramaratonista Marcio Vilar correu 100km em prol de verba para o Pro Criança. Os papais e mamães também  puderam garantir um fim de semana com muita diversão em família. O evento contou com modalidades voltadas ao público infantil a Natação e o Beach Run. Considerado o "padrinho" e um dos criadores do Rei e Rainha do Mar, o ex-nadador Luiz Lima conduziu as largadas e falou sobre o sentimento que tem pelo Rei e Rainha do Mar.

É maravilhoso inspirar pessoas que começaram a nadar tarde, aqueles que que usam o esporte para melhorar a qualidade de vida ou com outras histórias. Fico completo como profissional de educação física e também como pessoa. Você se sente útil pra sociedade e isso é muito bom. Confesso que fico com vontade de entrar no mar, nadar, competir, mas ficar aqui e receber as pessoas, em um evento que eu ajudei a criar, é uma sensação muito boa”, explica Luiz Lima.

No domingo, dia 10, além do Desafio Rei e Rainha do Mar, às 10h30, o público poderá acompanhar as disputas de SUP Race (2, 4 ou 8km de Stand Up Paddle). O Desafio de elite contará com com quartetos mistos da Africa, Europa, Américas e Brasil (2 atletas no masculino e 2 atletas no feminino) e um percurso com oito voltas. Cada atleta deverá fazer duas voltas de 400m (350m de água e 50m de areia). A competição ainda marcará a despedida da Poliana Okimoto.

Resultados Circuito Rei e Rainha do Mar

Beach Run 2,5km corrida na areia

1º-  Mas - Eduardo Sutero - 8min59

1º - Fem – Adriana Pinto Ribeiro - 11min56

 

Beach Run 5km corrida na areia

1º - Mas - Adair José dos Santos - 17min37

1º - Fem - Beatriz Fernandes - 23min23

 

Beach Biathlon (1km de natação + 2,5km na areia)

1º - Mas- Antonio Ferraz Bravo Neto – 25min30

1º - Fem- Claudia Dumont - 29min01

 

Sprint (1km de natação no mar)

1º - Mas – Daniel Costa Cunha - 13min42

1º - Fem – Priscila Lira Klaes – 26min18

 

Classic (2,5km de natação no mar)

1º-  Mas - Matheus Ehrich Avellar – 31min46

1º - Fem - Rafaela Monilly Pereira de Souza – 34min19

 

 Challenge (5km de natação no mar)

1º-  Mas - Carlos Eduardo de Aguiar – 1h07min06

1º - Fem - Ana Luiza das Neves Mourão – 1h13min21

 

Super Challenge (10k de natação no mar)

1º-  Mas – Matheus Emerim Evangelista - 2h08min04

1º - Fem -  Catarina Cucati Ganzeli - 2h26min52

Poliana e Ana Marcela juntam suas forças na despedida da medalhista olímpica

A praia de Copacabana será palco da despedida de Poliana Okimoto nas competições profissionais na natação no Rei e Rainha do Mar neste domingo. Pela primeira vez, ela estará competindo junta com a sua maior rival Ana Marcela Cunha, fora Alan do Carmo e Fernando Ponte no novo formato da competição.

“Esse cenário de Copacabana é emblemático para mim. Foi aqui que comecei nas maratonas aquáticas e tenho boas lembranças do pan-americano de 2007 e principalmente dos jogos olímpicos de 2016 onde tive minha maior conquista e tinha a certeza que o meu encerramento deveria ser aqui” – Conta Poliana sobre a escolha da competição.

Pela primeira vez desde que a rivalidade começou há mais de dez anos, Poliana e Ana Marcela estarão juntas na mesma equipe no Rei e Rainha do Mar e estarão na briga para conquistarem essa vitória que há três anos, não é vencida por brasileiros.

“São 11 anos nadando uma contra a outra e pela primeira vez estaremos juntas no mesmo time. Tenho a certeza que o que mais evoluiu na maratona aquática foi ter as duas e sempre uma nadando uma ao lado da outra para tentar vencer pelo país e estar nela nesse momento e na mesma equipe, será um momento especial. ” – Diz Ana Marcela Cunha sobre essa rivalidade.

E Poliana completa: “Quisemos fazer essa equipe justamente para celebrar tantos anos de competitividade e também de amizade. Junto com Alan em que viajamos pelo mundo para representar o Brasil”.

Rei e Rainha conta com equipes do Brasil e outros continentes. Crédito: Ricardo Dungó/EAZ

Formato da competição:

Pela primeira vez, a competição de elite será diferente de outros anos. Até o ano passado disputado em duplas, este ano será a vez de quartetos, onde cada atleta irá duas vezes ao mar num total oito voltas num percurso de 350m.

Grid de Largada:

O quarteto puxado por Poliana e Ana Marcela largará na frente no grid de largada disputado nessa sexta. Em segundo lugar ficou a outra equipe do Brasil seguido pela equipe da Europa, África e América.

Competição amadora:

Amanhã será a vez dos amadores participando do Circuito Rei e Rainha do Mar que conta com várias competições em diversas distâncias e os atletas estarão distribuídos no Beach Run (corrida na areia de 2,5 ou 5km), Sprint (1km de natação), Beach Biatlo (1km de natação + 2,5k de corrida), Classic (2,5km), Challenge (5km), SUP e a super Challenge de 10km em homenagem a Poliana que dará a primeira volta junto com atletas da prova. Quem também estará correndo é o ultramaratonista Marcio Villar que cumprirá 100 km na areia para pagar duas cirurgias do Criança Pró-cardíaco.  

 

Equipes da competição de elite:

Brasil Amarelo: Fernando Ponte / Ana Marcela Cunha / Poliana Okimoto / Alan do Carmo. Crédito: Ricardo Dungó/EAZ

 

Brasil Verde: Leonardo de Deus/ Betina Lorscheitter / Viviane Jungblut/ Guilherme Costa. Crédito: Ricardo Dungó/EAZ

Equipe África: Danie Marais - África do Sul/ / Sasha-Lee Nordengen-Corris. /Michelle Weber - África do Sul /  Chad Ho - África do Sul. Crédito: Ricardo Dungó/EAZ

Equipe Europa: Dario Verani- Itália / Anna Olasz - Hungria / Alex Studzinski - Alemanha / Esmee Vermeulen – Holanda. Crédito: Ricardo Dungó/EAZ

 

Equipe Américas: Xavier Desharnais Canadá / Rebecca Mann - Estados Unidos / Guillermo Bertola – Argentina / Samantha Arevalo - Equador. Crédito: Ricardo Dungó/EAZ

  

Poliana Okimoto se despede das competições no Rei e Rainha do Mar

A medalhista de bronze nos 10km da maratona aquática nos Jogos Rio 2016, Poliana Okimoto, vai se aposentar. A despedida da atleta está marcada para o domingo, dia 10 de dezembro, no Desafio Rei e Rainha do Mar, no Rio de Janeiro. O evento acontecerá no local onde ela conquistou a medalha mais marcante de sua carreira: a Praia de Copacabana. Na competição, Poliana representará a equipe amarela (Brasil) ao lado de Allan do Carmo, Ana Marcela Cunha e Fernando Ponte. Eles enfrentarão as equipes continentais da África, América e Europa, além de um 2º time brasileiro. O evento será uma ótima oportunidade para os cariocas e fãs do esporte acompanharem Poliana Okimoto neste marco pessoal tão especial. A atleta falou sobre a decisão de encerrar a carreira e sobre a despedida na maior competição internacional de águas abertas do Brasil. 

"O Rei e Rainha do Mar é um evento que eu tenho um carinho enorme, que adoro o formato. É uma prova que ajuda muito o crescimento da modalidade. Fui nomeado a primeira Rainha do Mar, bem no início do projeto. Recentemente, fui homenageada com a criação do Super Challenge (Desafio de 10km em águas abertas) que é uma prova que celebrou a minha medalha. Ainda tem o fato de ser Copacabana, local muito especial. Nada mais justo a minha despedida ser no cenário onde conquistei a medalha olímpica e onde eu iniciei na maratona aquática", celebra Poliana.  

Além da identificação de Poliana com o Rei e Rainha do Mar, a atleta tem grande afinidade com a Praia de Copacabana. Por conta disso, ela será homenageada com o selo Princesinha do Mar nesta etapa do Circuito Petrobrás Rei e Rainha do Mar, evento voltado aos atletas amadores com mais de 4000 atletas inscritos e que será disputado no dia 9 de dezembro. Os campeões masculino e feminino do Super Challenge - prova de 10 km de natação, criada em homenagem à conquista da medalha olímpica da atleta – ganharão, ainda, o Troféu Poliana Okimoto.

“Nos sentimos muito honrados pelo fato da Poliana ter considerado o Rei e Rainha do Mar digno de servir de palco para sua despedida do esporte. Com o intuito de homenageá-la, a camisa que os 4 mil amadores receberão terá a cor amarela do Brasil, nosso país que ela sempre representou com brilho, além de um selo especial de “Poliana Princesinha do Mar”, afirma Pedro Rego Monteiro, Diretor Executivo do Rei e Rainha do Mar.

 

Trajetória Poliana Okimoto

 

Poliana Okimoto sempre foi uma pioneira em natação no mar. Fez sua estreia em águas abertas na Travessia dos Fortes, em Copacabana, no ano de 2005. Em 2006, conquistou a prata (5km e 10km) no Mundial disputado em Napoli, Itália, a primeira de uma brasileira na competição. Nos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro, mais uma vez na praia de Copacabana, levou novamente a prata, sendo o primeiro pódio do país na história da competição. Em 2013, no Mundial de Barcelona, foi campeã dos 10km. Em 2016, foi a primeira mulher brasileira dos esportes aquáticos a ganhar uma medalha: o bronze nos 10km. Copacabana foi, mais uma vez, o palco dessa conquista. Neste mesmo ano, ela foi indicada a um lugar no Hall da Fama do esporte, em cerimônia que será realizada no ano que vem. 

“Eu pesei na balança o lado profissional e pessoal. No lado profissional, eu conquistei tudo o que queria. Fui campeã mundial, medalhista olímpica, campeã da Copa do Mundo, fui pioneira na modalidade, na natação feminina. No lado pessoal, tem tanta coisa que ainda quero, quero ser mãe. O atleta abdica de muita coisa. Eu comecei a nadar aos 2 anos. Estou com 34 anos. São 32 anos dedicados ao esporte”, explica Poliana.

Com todos os seus objetivos profissionais alcançados, Poliana Okimoto celebra todas as conquistas, aguarda com calma o está por vir, e se prepara para ser mãe. 

“Para mim é um orgulho, uma honra enorme encerrar minha carreira no rei e Rainha do Mar. É uma prova super tradicional, uma festa das maratonas aquáticas. Tenho certeza que será muito especial. Parece que estou nascendo de novo. Nunca tive uma vida fora dessa que estou acostumada. Não sei ainda como vai ser. É um renascimento mas estou muito feliz”, finaliza a atleta.

Ana Marcela Cunha, Allan do Carmo, Fernando Ponte e Poliana Okimoto confirmam presença no Desafio Rei e Rainha do Mar

O Desafio Rei e Rainha do Mar, maior competição internacional em águas abertas do país, garantiu um time de estrelas para a edição 2017. A primeira equipe brasileira tem confirmada a medalhista olímpica Poliana Okimoto e a tricampeã mundial Ana Marcela Cunha, que acabou de ser eleita a melhor atleta em torneios de águas abertas do mundo em 2017 pela FINA. O time amarelo ainda contará com o talento do atual campeão da Copa do Mundo de Maratonas Aquáticas, Allan do Carmo e do atual campeão brasileiro de Maratona Aquática, Fernando Ponte.

Além de todos esses grandes nomes, a novidade do Desafio Rei e Rainha do Mar deste ano é de que ele não será mais disputado em duplas. Para essa edição, a novidade é a formação de quartetos.

 

“O Rei e Rainha do Mar é uma prova super tradicional. Participar deste evento é um orgulho e uma honra enorme. A gente espera o ano todo por essa competição que é uma festa das maratonas aquáticas. E sem dúvida, para os nadadores é uma prova muito diferente e dinâmica”, declara Poliana Okimoto.

 

Outra mudança que promete trazer ainda mais emoção para esta edição do Desafio Rei e Rainha do Mar é que as equipes adversárias serão formadas por continentes. Os atletas representarão a África, Américas (com exceção do Brasil) e Europa. O Brasil anunciará ainda um segundo time. A tricampeã mundial de maratona aquática, Ana Marcela Cunha, está muito animada para conquistar o título para o time Brasil amarelo.

 

“Nadar no Rei e Rainha do Mar é sempre uma experiência incrível. É bom demais voltar a nadar em Copacabana. A organização do evento é de primeira qualidade e isso faz a gente querer participar. Esse ano vai ser diferente por conta do formato em equipe. Tive uma experiência recente no mundial de maratona aquática, então acho que isso vai ser um ponto positivo. Sabemos que todos os times estarão com os melhores atletas. 

Então vamos com tudo para essa prova”, empolga-se Ana Marcella.

 

Um dos mais experientes no Desafio Rei e Rainha do Mar, Allan do Carmo está empolgado com as mudanças. Segundo o atleta baiano, o novo formato proporcionará um grande desafio em águas abertas.

 

“Essa prova é uma que a gente gosta muito, um evento com um formato diferente, mais curto do que estamos acostumados a nadar. Eu já nadei o Rei e Rainha do Mar individualmente, em dupla, e agora será a estreia do quarteto. Vai ser bem diferente e exigir muito esforço”, explica Allan do Carmo.

 

Nome presente nas provas amadoras, o campeão brasileiro Fernando Ponte participará pela primeira vez da disputa Elite. Ele se diz muito honrado pela possibilidade de nadar ao lado das grandes estrelas na natação brasileira. Para ele, a ansiedade está em estágios elevados.

 

É um grande reconhecimento que o evento está me proporcionando e só tenho a agradecer. Lá estarão os melhores nadadores de maratona aquática. É onde eu sempre batalhei para estar. Feliz demais por competir nessa equipe. A expectativa é grande. Gosto de competir provas fortes, me sinto bem, confiante”, finaliza Fernando Ponte.

 

Dinâmica do Evento

Dessa vez, os desafios serão divididos em dois dias.  No sábado, dia 9, mais de quatro mil inscritos participarão do Circuito Petrobrás Rei e Rainha do Mar. Eles se dividirão entre provas amadoras de corrida na areia, biathlon, e natação em águas abertas.  Já as provas de Stand Up Paddle (SUP) serão todas disputadas no domingo, dia 10, com largada prevista para às 8h.

Kids

A competição, que também conta com a Piraquê como patrocinadora, vale para toda família já que o evento também inclui as modalidades Corrida e Natação.

No Beach Run Kids, crianças de 5 até 13 anos poderão participar de provas que variam de 100 até 600 metros. Já nas provas de Natação, crianças de 8 até 13 anos terão disponíveis as opções de 100, 200 e 400 metros. Todas as provas Kids serão disputadas no sábado, dia 9.

 

Sobre o Rei e Rainha do Mar

Originado em 2008 a partir do Desafio do Leme ao Pontal, uma prova de natação no mar com percurso de 35km, o Rei do Mar surgiu em 2009 e ganhou a adesão das Rainhas no ano seguinte, tornando-se, desta forma, o Rei e Rainha do Mar. Esta etapa, que marcará o oitavo ano seguido do evento nas areia e praia de Copacabana, será a última etapa do Circuito Rei e Rainha do Mar de 2017.

 

TIME BRASIL - AMARELO

 

Poliana Okimoto

São Paulo (SP), Brasil, 34 anos, 1,65m e 52 kg

Medalha de bronze nos Jogos Olímpicos do Rio-2016; Campeã mundial nos 10 km, vice-campeã mundial nos 5 km e bronze na prova por equipes em Barcelona-2013; Eleita pela Fina a melhor nadadora do mundo em 2013

 

Ana Marcela Cunha

Salvador (BA), Brasil, 25 anos, 1,64m e 65 kg

Tricampeã mundial nos 25 km em Xangai-2011, Kazan-2015 e Budapeste-2017; Campeã da Copa do Mundo da Fina em 2010, 2012 e 2014; Eleita pela Fina a melhor nadadora do mundo em 2010, 2014, 2015 e 2017

 

Allan do Carmo

Salvador (BA), Brasil, 28 anos, 1,68m e 60 kg

Vice-campeão mundial por equipes no Mundial de Kazan-2015 e medalha de bronze em Barcelona-2013; Campeão da Copa do Mundo da Fina em 2014, Eleito pela Fina o melhor nadador do mundo em 2014

 

Fernando Ponte

Porto Alegre (RS), Brasil, 25 anos, 1,81m e 77 kg

Campeão Brasileiro em 2017; 5º colocado nos 5 km no Campeonato Mundial de Budapeste-2017; Medalha de bronze nos 10 km na etapa de Chun'An da Copa do Mundo de 2017

 

Facebook: Rei e Rainha do Mar
Instagram: @reirainhadomar
www.reierainhadomar.com.br

Rei e Rainha do Mar está de volta a praia de Copacabana

Nos dias 9 e 10 de dezembro, uma grande quantidade de atletas de todas as partes do Brasil vai movimentar a praia de Copacabana. É o Circuito Petrobras Rei e Rainha do Mar que, para a etapa de dezembro, a última de 2017, vai contar com mais de 4.000 vagas disponíveis.

 

Para essa edição, os inscritos se dividirão entre provas de corrida na areia, biathlon, stand up paddle e natação em águas abertas. A competição, que também conta com a Piraquê como patrocinadora, vale para toda família já que o evento também inclui natação e corrida para crianças de 5 a 13 anos.

 

As inscrições já estão abertas no site reierainhadomar.com.br.

 

Originado em 2008 a partir do Desafio do Leme ao Pontal, uma prova de natação no mar com percurso de 35km, o Rei do Mar surgiu em 2009 e ganhou a adesão das Rainhas no ano seguinte, tornando-se, desta forma, o Rei e Rainha do Mar. Esta etapa, que marcará o oitavo ano seguido do evento nas areias e praia de Copacabana, será a última etapa do Circuito Rei e Rainha do Mar de 2017. Dessa vez, os desafios serão divididos em dois dias. No sábado, quase todas as provas amadoras serão disputadas. A exceção fica por conta das provas de Stand Up Paddle (SUP), que serão todas disputadas no domingo.

 

Domingo, dia 10, inclusive, também será o dia em que renomados atletas profissionais entrarão em ação para a disputa do Rei e Rainha do Mar.  Os nomes dos atletas profissionais que disputarão a prova serão anunciados em breve.

 

PROVAS

Sábado:

Beach Run – Essa prova é estritamente voltada aos corredores. Duas distâncias estão disponíveis: 2,5km ou 5km

Beach Biathlon – Essa prova alterna 1km de natação no mar com 2,5km de corrida na areia

Sprint – 1km de natação no mar

Classic – 2,5km de natação no mar

Challenge – 5km de natação no mar

Super Challenge – 10km de natação no mar (a distância de 10k é uma homenagem para Poliana Okimoto, primeira nadadora brasileira a conquistar uma medalha olímpica)

Além disso tudo, as crianças também foram contempladas nesta edição e terão disponíveis a Beach Run Kids (para crianças de 5 a 13 anos, com provas de 100, 300 e 600m) e a Natação Kids (para crianças acima de 8 anos com provas de 100, 200 e 400m).

Domingo:

SUP RACE – Provas de Stand Up Paddle de 2, 4 ou 8km

 

Desde 2014, o Rei e Rainha do Mar é o único representante da América do Sul na World Open Water Swimming Series (WOWSS), série que reúne as 13 melhores competições de águas abertas do mundo. Em 2015, o evento fez parte de outra série reconhecida mundialmente: a Global Swim Series. A chancela da GSS caracterizou o Rei e Rainha do Mar como um evento seguro, divertido e competitivo para nadadores de diferentes níveis e países.

 

Informações: 
www.reierainhadomar.com.br
Instagram: @reirainhadomar
Facebook: Rei Rainha do Mar

Data: 09 e 10 de dezembro 
Local: Praia de Copacabana – Posto 5

 

Programação:

7h: Beach Run (2,5km ou 5km de corrida na areia)

7h: Sprint (1km de natação no mar)

7h40: Beach Biathlon (1km de natação + 2,5km na areia)

8h40min:  Super Challenge (10k de natação no mar)

9h10min: Classic (2,5km de natação no mar)

10h10min: Challenge (5km de natação no mar)

Domingo

8h: SUP Race (2, 4 ou 8km de Stand Up Paddle)

 

Kids:

9h30 - Beach Run Kids (5 a 13 anos – 100m a 600m)

10h30 - Natação Kids (8 a 13 anos – 100m a 400m)

Itália vence Rei e Rainha do Mar

Italiana Rachele Bruni cruza a linha de chegada depois de uma estratégia progressiva na prova. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

 

Depois de se darem bem no grid de largada na sexta, a dupla italiana Dario Verani e Rachele Bruni são os novos rei e rainha do mar. A disputa foi emocionante na praia de Copacabana que estava cheia com um bom público acompanhando de perto e torcendo pelos brasileiros.

“Foi muito emocionante voltar a praia de Copacabana depois de ter ganho a medalha de prata nas olimpíadas. Hoje o mar estava um pouco mais mexido, diferente de agosto e com esse formato de competição, minha tática foi ir progredindo aos poucos e no final ir com tudo para sair com o título aqui” – Conta Rachele sobre a vitória.

Entre os brasileiros, Allan do Carmo e Poliana Okimoto por pouco não trouxeram o título pro Brasil e chegaram em segundo. A outra dupla formada por Luiz Arapiraca e Betina Lorscheitter esteve perto do pódio, mas acabaram na quarta posição com os americanos entre eles.

O mar mexido fez diferença na prova, obrigando os atletas a pegarem onda também. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

“Foi surpresa o resultado, me senti bem, principalmente na última volta. Acho que o que decidiu não foi natação nem corrida, e surf! Foi quem pegou melhor as ondas (risos). Fiquei feliz por não estar na melhor forma, mas mesmo assim consegui nadar em alto nível.  Na segunda volta tomei um caixote e acabei perdendo posições. É sempre ótimo voltar, principalmente depois de um ano maravilhoso, com medalha olímpica, um ano em que realizei o maior sonho da minha vida. Acho que essa prova foi uma grande comemoração para meu 2016”, afirmou Poliana.

A competição

A disputa foi forte neste Rei e Rainha do Mar. A dupla americana formada por Chip Peterson e Haley Adley dominou a prova logo no início, sempre seguidos pelos italianos que vinham se mantendo em seguido e seguidos pela dupla do Brasil de Allan e Poliana. A outra dupla brasileira de Luiz e Betina vinha crescendo onde na quarta volta chegou até a estar em seguindo e a decisão acabou ficando mesmo para a última volta na vez das mulheres.

Foi nela que Rachele conseguiu ser mais rápida e pegar uma onda melhor e sair na frente de Poliana e levar o título para Itália.

A disputa na água foi intensa. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A á Z

 

Classificação final do Desafio Elite Rei e Rainha do Mar

 

1º - Dario Verani e Rachele Bruni (Itália) – 30:53

2º  – Allan do Carmo e Poliana Okimoto (Brasil amarelo) 30:55

3º – Chip Peterson e Haley Adley (EUA) -  30:57

4º - Luiz Arapiraca e Betina Lorscheitter (Brasil verde) – 30:58

Depois de nadar 450m, atletas tinham que correr mais 50m para fechar a volta. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

5º - Ferry Weertman e Esmee Vermeulen (Holanda) – 31:05

6º - Guillermo Bertola e Julia Arino (Argentina) – 31:45

7º - Piero Canduelas e Maria Alejandra Bremont (Peru) – 32:19

8º - Yasunari Hirai e Yumi Kida (Japão) -  Desclassificado

 

 

Itália larga na frente no desafio Rei e Rainha do Mar

Atletas disputaram o grid de largada para a competição de domingo. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

 

Neste domingo, os melhores do mundo da maratona aquática estarão reunidos na praia de Copacabana para a disputa do Rei e Rainha do mar, palco onde foi realizada a prova das olimpíadas. E na manhã de hoje, os atletas tiveram um gostinho do que estar por vir, onde eles disputaram o grid de largada no percurso da prova.

E quem se deu bem, foi a dupla da Itália formada por Dario Verani e pela medalhista de prata Rachele Bruni que chegou na frente, seguida pela dupla americana Chip Peterson, atual Rei do Mar e Haley Danitta Anderson e em terceiro pela dupla do Brasil Alan do Carmo e Poliana Okimoto que foi bronze nos jogos olímpicos. 

“É a primeira vez que estou voltando depois dos jogos olímpicos e a praia de Copacabana sempre me traz boas recordações. Foi aqui que comecei a fazer maratona, os jogos pan-americanos e sempre que eu pisar aqui vou ter sempre boas lembranças. Esta é a primeira competição e meu objetivo é o mundial que vai acontecer no meio do ano que vem e a torcida vai estar ao nosso lado novamente” – Conta Poliana sobre sua participação.

Poliana Okimoto e Alan do Carmo vem em busca do título para o Brasil que ganharam em 2014. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

 

Por mais um ano, Alan do Carmo está participando da competição. Ele que já foi considerado o melhor atleta do mundo em 2014 na modalidade está vindo tentar recuperar o título de Rei do Mar que já foi dele há dois anos atrás com a sua dupla.

“É muito bom vir aqui ao Rio de Janeiro e a última sede dos jogos olímpicos. Muito bom estar com outros medalhistas olímpicos e estou muito feliz estar aqui. Gosto muito da cidade e aqui é muito especial. Este ano o nível está muito forte dos competidores e espero que no domingo seja diferente. Vamos montar uma boa estratégia para fazer uma prova inteligente e recuperar o título para o Brasil. ” – Diz sobre sua participação.

Entre os outros destaques na competição, está o holandês Ferry Weertman. Ele que ganhou a medalha de ouro nas olimpíadas e foi considerado o melhor nadador de maratona aquática em 2016. 

Neste sábado, é a vez dos amadores participarem da 3º etapa do Rei e Rainha do Mar. A grande novidade nesta edição é a inédita prova de 10 km que será realizado no mesmo formato da competição olímpica e no mesmo palco. Também terá competição de corrida na areia, as tradicionais no mar, beach biatlo e as provas de SUP. O ultramaratonista Marcio Villar, estará mais uma vez correndo 100 km na areia no desafio solidário para pagar duas cirurgias para crianças do hospital pro criança cardíaca.

Atletas participaram de uma ação social antes de irem ao Grid de Largada onde tentaram aprender um pouco do samba. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

 

Grid de largada no domingo:

1º- Itália -  Rachele Bruni e Dario Verani - 9min38s32

2º- Estados Unidos -Haley Danitta Anderson e Chip Peterson - 9min39s25

3°- Brasil (amarelo) – Poliana Okimoto e Alan do Carmo - 9min40s59

4°- Brasil (verde) Betina Lorscheitter e Luís Rogério Arapiraca - 9min42s25

5º- Holanda - Esmee Vermeuten e Ferry  Weertman - 9min46s31

6º- Argentina - Julia Arino e Guillermo Bertola - 10min21s78

7º- Japão – Yumi Kida e Yasunari Hirai - 10min23s25

8º- Peru - Maria Alejandra Bramont e Piero Canduelas - 10min43s00

 

PROGRAMAÇÃO:

 

Sábado (10)

6h45min: Beach Run (2,5km ou 5km de corrida na areia)

6h45min: Beach Biathlon (1km de natação + 2,5km na areia) 

7h30min: Sprint (1km de natação no mar)

8h: Super Challenge (10 km de natação no mar)

8h30min: Classic (2,5 km de natação no mar)

9h: Beach Run KIDS  (5 a 13 anos – 100m a 600m)

9h10min: Challenge (5km de natação no mar)

10h: Natação KIDS  (8 a 13 anos – 100m a 400m)

13h:  Stand Up Paddle

 

Domingo (11)

 Desafio Elite Rei e Rainha do Mar

Largada: 11h

Local: Praia de Copacabana (altura do posto 5) 

Em frente à Rua Francisco Sá 

 

 

 

 

Inscrições para a última etapa do Rei e Rainha do Mar 2016 terminam na próxima terça-feira, dia 6 de dezembro

Evento acontece no dia 10 de dezembro na Praia de Copacabana. Crédito: Ricardo Dungó/Esportes de A à Z
 
As inscrições para a última etapa do Circuito Rei e Rainha do Mar terminam na próxima terça-feira, dia 6 de dezembro. O evento, que acontece no sábado, dia 10, na Praia de Copacabana, já tem três mil atletas inscritos que vão se aventurar e se divertir em competições de natação no mar, corrida na areia, biathlon e stand up paddle. Além dessas modalidades, a ‘Princesinha do Mar’ vai receber pela primeira vez as provas KIDS, que foram a sensação das etapas anteriores. Os ‘Príncipes e Princesas do Mar’ poderão participar das modalidades da natação no mar e corrida na areia. As provas kids já são um sucesso, as duas modalidades são algumas das mais procuradas e estão quase se esgotando. Ainda há vagas para todas as provas. Os interessados no maior festival de esportes de praia do Brasil podem fazer suas inscrições através do site reierainhadomar.com.br.
 
 “Essa última etapa em Copacabana sempre atrai um grande número de participantes e é um prazer ver que tantas crianças vão participar das provas KIDS. Todas as modalidades contam com grande participação, mas a Beach Run, natação no mar e o Beach Biathlon são sempre as mais procuradas. Então quem quiser participar ainda tem chance, mas precisa correr porque as inscrições estão a todo vapor”, afirma Pedro Rego Monteiro, diretor da Effect Sport, agência responsável pela promoção do evento.
 
Essa etapa terá a novidade do Super Challenge, 10 km de natação no mar, prova criada para homenagear a medalhista olímpica Poliana Okimoto. A procura foi tão grande que a organização abriu vagas extras para os apaixonados por natação terem a oportunidade de nadar a mesma distância que a atleta olímpica. A Beach Run Kids recebe crianças de 5 a 13 anos. A prova Natação Kids é liberada para os pequenos acima de 8 anos. Outras competições serão: Beach Biathlon com 1km de natação no mar + 2,5km de corrida na areia. Natação no mar com 1km (Sprint), 2,5km (Classic) e 5km (Challenge). Além da novidade de 2,5km de corrida para iniciantes da modalidade, haverá a tradicional prova de 5km na areia (Beach Run). As provas de Stand UP Paddle reúnem as distâncias de 2, 5 e 10 km de remada no mar. 
 
Em 2016, além das duas etapas cariocas, o evento passou pela Bahia e São Paulo e atraiu mais de 10 mil pessoas até agora. No domingo, dia 11, é a vez do Desafio Elite. A competição por países recebe os principais nomes da maratona aquática brasileira e internacional como o holandês, campeão olímpico no Rio 2016, Ferry Weertman, a medalhista de bronze, Poliana Okimoto, Allan do Carmo, também atleta olímpico, o norte-americano Chip Peterson, atual Rei do Mar, entre outros atletas de Japão, Itália, Argentina e Peru.
 
Uma das características mais marcantes do Circuito Rei e Rainha do Mar é a integração de atletas amadores com atletas profissionais de alta performance. Os participantes amadores inscritos, vindos de diversos estados brasileiros e até de outros países, podem competir na mesma prova onde nadam atletas de elite acostumados a disputar campeonatos no mundo inteiro. Até o momento o Circuito Rei e Rainha do Mar conta com participantes de seis países, além do Brasil.
 
Serviço:
Circuito Rei e Rainha do Mar
Data: 10 de dezembro
Local: Praia de Copacabana 
Informações e inscrições: www.reierainhadomar.com.br
 
Outras Informações:
Instagram: @reirainhadomar
Twitter: @reirainhadomar

Desafio Elite 2016 será o mais forte da história do evento

Allan do Carmo e Poliana Okimoto são destaques do desafio Elite. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

 

Com a presença do campeão olímpico de maratona aquática e de dos dois melhores nadadores do Brasil, o Desafio Elite Rei e Rainha do Mar é considerado o mais forte da história do evento. Na prova marcada para o próximo dia 11 de dezembro, os atletas brasileiros Poliana Okimoto, medalhista de bronze nos Jogos Rio 2016, e Allan do Carmo, que também integrou o Time Brasil nos Jogos Olímpicos, competirão com nomes como o holandês Ferry Weertman, que conquistou o ouro olímpico em agosto, na Praia de Copacabana. A largada está prevista para 11h, nas areias do Posto 5.

“Adoro o Brasil, é um país belíssimo. Vai ser adorável estar em Copacabana e em Ipanema no verão. O que mais gosto no Rio de Janeiro é ver as pessoas se exercitando na orla da praia. Quero a coroa de Rei do Mar e vai ser um prazer retornar à raia olímpica após uma conquista tão grande nos Jogos”, anunciou o holandês Ferry Weertman.

Apesar de estar voltando de férias, Poliana garante que a competitividade corre no sangue e, por isso, sempre que entra numa disputa se compromete a dar o máximo de si. No Desafio Elite, mais uma vez, o cenário da prova conta muitos pontos a favor.

“Eu adoro competir no Rio de Janeiro. Copacabana então... me traz ótimas recordações, é o lugar onde nadei a minha primeira maratona aquática, foram nessas águas onde conquistei a medalhas olímpica e dos Jogos Pan-americanos. Por tudo isso, o Rio de Janeiro me traz ótimas recordações”, diz Poliana Okimoto.

O Desafio Elite é disputado em duplas mistas (masculino e feminino). O percurso conta com seis voltas. Cada atleta deverá fazer três voltas de 500m (450m de água e 50m de areia). A largada será feita pelos homens e, em seguida, nadam as mulheres, que terminam a prova, definindo a parceria vencedora.

Outra medalhista olímpica confirmada é Rachele Bruni. A italiana foi prata nos Jogos Rio 2016 e vencedora da Copa do Mundo de Águas Abertas em 2015. Rachele também é a atual campeão europeia nos 10km e 5km (por equipes). Ela participa da disputa junto com Dario Verani.

O Brasil conta ainda com outra dupla de peso: Betina Lorscheitter e Luis Rogério Arapiraca.  Completam a disputa: Yumi Kida e Yasunari Hirai (JAP), Haley Danitta Anderson e Chip Peterson (EUA) e Julia Arino e Guillermo Bertola (ARG).

 

Equipes:

BRA 1

Poliana Okimoto

Allan do Carmo

   

BRA 2

Betina Lorscheitter

Luis Rogério Arapiraca

 

 

JAP

Yumi Kida

Yasunari Hirai

 

 

USA

Haley Danitta Anderson

Chip Peterson

 

 

HOL

Esmee Vermeuten

Ferry  Weertman

 

 

ITA

Rachele Bruni

Dario Verani

 

 

ARG

Julia Arino

Guillermo Bertola

 

Rei e Rainha do Mar recheado de novidades em Copacabana

Evento será dias 9 e 10 de dezembro e terá prova de 10km pela primeira vez. Crédito: Ricardo Dungó/Esportes de A à Z

 

No dia 10 de dezembro, a Praia de Copacabana, um dos principais cartões postais da cidade maravilhosa, será o palco do maior festival de esportes na praia do Brasil: o Circuito Rei e Rainha do Mar. O grande destaque dessa edição será o inédito Super Challenge: prova de 10 km, criada em homenagem à medalhista olímpica Poliana Okimoto. Celebrando oito anos de existência, essa etapa abre o verão carioca com outras novidades, como as provas kids, que já participaram de outras etapas, mas nunca em Copacabana. Outra prova inédita é a distância de 2,5km de corrida na Beach Run, uma oportunidade para aqueles que estão iniciando nas atividades esportivas e podem fazer um percurso desafiador, mas, um pouco mais curto. As inscrições já estão abertas no site reierainhadomar.com.br e podem ser feitas até dia 5 de dezembro.

“Estamos sempre buscando novidades para os atletas. O principal objetivo do Rei e Rainha do Mar é propagar o esporte e uma vida saudável. É um fim de semana para toda a família curtir. Os pais podem fazer suas provas e depois os filhos participam. Essa nova distância de 2,5km é importante para incentivar mais iniciantes à prática esportiva. Criamos o Super Challenge, como uma homenagem mais do que merecida para a Poliana Okimoto, nossa medalhista olímpica. E no domingo, todo mundo que competiu, poderá vir torcer pelo Brasil, no Desafio Elite, que promete ser disputadíssimo”, explica Pedro Rego Monteiro, Diretor Executivo da Effect Sport, agência responsável pela promoção do evento.

Em 2016, além das duas etapas cariocas, o evento passou pela Bahia e São Paulo e atraiu mais de 10 mil pessoas até agora. Esta última etapa espera receber quatro mil atletas, entre amadores e profissionais, divididas em diversas provas como a Super Challenge, 10 km de natação no mar, a Beach Run Kids, para crianças de 5 a 13 anos, Natação Kids, para os pequenos acima de 8 anos, além das outras competições: Beach Biathlon com 1km de natação no mar + 2,5km de corrida na areia. Natação no mar com 1km (Sprint), 2,5km (Classic) e 5km (Challenge). Além da novidade de 2,5km de corrida para iniciantes da modalidade, haverá a tradicional prova de 5km na areia (Beach Run).  No domingo, dia 11, é a vez do Desafio Elite. A competição recebe os principais nomes da maratona aquática brasileira e internacional.

Informações: reierainhadomar.com.br

Data: 10 e 11 de dezembro

Local: Praia de Copacabana

 

Programação:

6h45min: Beach Run (2,5km ou 5km de corrida na areia)

6h45min: Beach Biathlon (1km de natação + 2,5km na areia)

7h30min: Sprint (1km de natação no mar)

8h: Super Challenge (10 km de natação no mar)

8h30min: Classic (2,5 km de natação no mar)

9h: Beach Run KIDS  (5 a 13 anos – 100m a 600m)

9h10min: Challenge (5km de natação no mar)

10h: Natação KIDS  (8 a 13 anos – 100m a 400m)

13h:  Stand Up Paddle 

 

 

 

Outras Informações:

 

Facebook: www.facebook.com/reirainhadomar

 

Instagram: @reirainhadomar

 

Twitter: @reirainhadomar

 

Assinar este feed RSS