Yane Marques é bronze no Mundial de Pentatlo Moderno e garante vaga para Rio 2016

Yane Marques é bronze no Mundial de Pentatlo Moderno e garante vaga para Rio 2016 Crédito imagem: Divulgação/UIPM

O Pentatlo Moderno brasileiro já tem um nome garantido nos Jogos Olímpico Rio 2016. Neste sábado, 4, Yane Marques teve uma dupla conquista no Mundial Sênior de Pentatlo Moderno, que está sendo disputado em Berlim, na Alemanha. Lá, a pernambucana de 31 anos conquistou a medalha de bronze do torneio e de quebra garantiu vaga para as Olimpíadas do ano que vem, na Cidade Maravilhosa.

Enquanto seletiva para Rio 2016, o Mundial da Alemanha iria garantir vaga para os Jogos do ano que vem para os três primeiros colocados de cada disputa individual. Com isso, Yane se garante na sua terceira Olimpíada seguida (ela foi 18ª em Pequim 2008 e bronze em Londres 2012). Com o feito, é a primeira vez que um pentatleta brasileiro vai para uma edição dos Jogos Olímpicos sem ser via Jogos Pan-Americanos, que têm sido os últimos ciclos a seletiva do continente para o torneio.

 

Com o feito na Alemanha, Yane já acumula duas medalhas em mundiais de Pentatlo Moderno, já que em 2013 foi vice-campeã mundial.

“Estou muito feliz em receber esta medalha e me qualificar para os Jogos Olímpicos do próximo ano. Vou para as Olimpíadas muito feliz. Tive um dia muito bom na esgrima e na corrida”, a nova medalhista Mundial de bronze comemora.

Na qualificação para a Final de hoje, que aconteceu na quinta, 2, estiveram reunidas 81 competidoras de 29 países. Yane foi a oitava na classificação geral de então. A disputa deste sábado reuniu 36 competidoras de 24 nações. Todas as disputas aconteceram no Parque Olímpico de Berlim.

Das cinco provas da modalidade, Yane teve o 3º desempenho na esgrima, conquistando 252 pontos na luta com a espada. Na natação, a pernambucana fez o 5º melhor tempo nos 200 metros estilo livre, 2min12s16 (304). Com o desempenho das duas primeiras provas, a brasileira foi para a terceira colocação geral, atrás apenas da húngara Sarolta Kóvacs e da atleta local ouro em Pequim 2008 Lena Schoneborn.

Na terceira prova do dia, o hipismo, Yane fez a 13ª apresentação nos saltos com o cavalo, conquistando 289 pontos, indo para a 2ª colocação geral.

No evento combinado de tiro a laser e corrida, Lena Schoneborn largou 9s à frente da Yane e manteve a ponta, conquistando o ouro e se garantindo também em Rio 2016 com 1.390 pontos totalizados. A chinesa Qian Chen, vice-campeã Mundial do ano passado, largou em quarto, 25s depois da alemã, e ultrapassou Yane na terceira série da última prova, conquistando a prata com 1.367 pontos acumulados. Já Yane fechou as quatro séries de 800 metros de corrida intercaladas com cinco acertos de tiro a laser no 18º tempo, 13min16s60, somando 505 pontos a sua pontuação total de 1.350, que lhe garantiu o bronze.

 

Esporte global

O presidente da União Internacional de Pentatlo Moderno (UIPM), o alemão Klaus Schormann, comemorou o fato do pódio feminino do Mundial da Alemanha ter sido formado por atletas de diferentes continentes. 

"O que vimos nesse clima quente de hoje foram performances de alto nível de antigas campeãs olímpicas e mundiais, que agora estão firmes em nosso pódio. Estamos todos muito orgulhosos disso. Isso é muito bom para a UIPM, já que estamos vendo atletas de diferentes países serem bem sucedidas, mostrando que nosso esporte é global”, Klaus observou.

Ontem, 3, aconteceu a Final masculina, garantindo também aos três primeiros colocados vaga para Rio 2016. O pódio foi encabeçado pelo ucraniano Pavlo Tymoshchenko, que somou 1.477 pontos. A prata ficou com o russo Aleksander Lesun (1.473) e o bronze com o também ucraniano Andriy Fedechko (1.463). Como as regras da seletiva só permitiam um classificado por país em cada evento, a terceira vaga masculina do Mundial para os próximos Jogos Olímpicos ficou com o francês Valentin Belaud, quarto colocado com 1.454 pontos.

O Mundial da Alemanha contou ainda com a participação de outros quatro brasileiros: Danilo Fagundes e Enrico Ortolani, no masculino; e Larissa Lellys e Priscila Oliveira, no feminino. O quarteto não conseguiu passar das qualificações do torneio, realizadas na quarta (masculino) e quinta (feminino).

O torneio em Berlim se encerra neste domingo, 5, com o revezamento misto, que não terá a participação de brasileiros.

A próxima disputa dos pentatletas brasileiros será nos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015, que começam na próxima sexta, 10. No torneio, o Pentatlo Moderno brasileiro estará representado por Larissa Lellys, Priscila Oliveira e Yane Marques, no feminino; e Danilo Fagundes e Felipe Nascimento, no masculino. As disputas da modalidade vão acontecer nos dias 18 e 19.

 

Dentre os brasileiros que competiram no Mundial da Alemanha, Felipe foi revelado no PentaJovem, projeto que a Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM) mantém no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Pernambuco para a descoberta e formação de novos nomes na modalidade. Ele também faz parte do Programa de Alto Rendimento da Força Aérea Brasileira como Terceiro Sargento da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA).

Raphael Oliveira

Raphael Oliveira, Carioca morador de Uberlândia desde 2011 pós-graduado em Jornalismo Esportivo pela Faculdades Integradas Hélio Alosno (FACHA-RJ), apaixonado por esportes fundador do site de notícias esportivas “Esportes de A a Z” onde se divide entre editor e fotógrafo, possui na currículo cobertura de eventos como Grand Slam de Judo, Mundial de Judo, Liga Mundial de Vôlei, Finais do NBB e Superliga de Vôlei, Mundial de Natação Paralímpica, NBA e UFC e Paralímpiadas Rio 2016.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.