fbpx

Ricardo Erlich

Ricardo Erlich

URL do site:

Favoritos do Rio Open caem na primeira rodada

A zebra resolveu dar as caras no primeiro dia de Rio Open. Nada menos que três dos favoritos foram eliminados na primeira rodada. Dominic Thien perdeu para o sérvio Lasio Djere, Fabio Fognini para Felix Auger-Aliassime e Marco Cecchinato para Aljaz Bedene e todos por 2 a 0. O brasileiro Thiago Monteiro foi quem conseguiu se dar bem ao vencer o português Pedro Souza.

 

Brasileiro começou bem o torneio

Thiago Monteiro venceu bem o português. Crédito: Felipe Duest/NBPhotopress

Thiago Monteiro foi quem conseguiu se dar bem hoje. Ele venceu sem dificuldades o português Pedro Souza por 2 a 0 com parciais de 6/3 e 6/2 se aproveitando que o adversário estava mancando em quadra e não encontrou dificuldades em faturar a partida.

“Sabia que era um jogo complicado e é sempre importante manter a concentração. Minha devolução foi firme e pela esquerda também. Fiz um jogo sólido e estarei bem para a próxima partida” – Comentou após a vitória

Zebras eliminaram favoritos na primeira rodada

Foi em sequência que as zebras foram caindo no torneio e todos por 2 a 1. O primeiro foi o italiano Marco Cecchinato foi o primeiro favorito a cair na competição. Ele perdeu para o eslovaco Aljaz Bedene por 2 sets a zero com parciais de 7/5 e 7/6 (1).

Canadense surpreende e vence Fognini. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

Depois foi a vez de Fognini cair. Cabeça de chave número 2 do torneio e 16 do ranking mundial, o italiano Fábio Fognini levou um olé do canadense de 19 anos, Felix Auger-Aliassime e número 104 do mundo por 2 sets a zero com parciais de 6/2 e 6/3.

“Essa foi uma vitória marcante para mim e certamente uma das mais importantes que tive até aqui. Não é todo dia que consigo ter uma vitória como essas e agora tenho me concentrar e pensar na próxima partida” – Disse Felix na coletiva após a partida.

Fognini reconheceu a sua derrota e confirmou que ia desistir da chave de duplas que jogaria amanhã.

“Ele foi muito melhor que eu e reconheço isso Ele conseguiu me surpreender e fez um jogo firme e nada pude fazer. Agora vou voltar para casa e só quero saber de descansar. Vou ainda pensar o que farei daqui em diante e não sei se vou para Miami ou Montecarlo.” – Reconheceu após a partida.

Lasio Djere conseguiu vencer Dominic Thein na estreia da competição. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

O cabeça de chave número 1 do torneio foi outro que se deu mal na competição. Depois de pedir atendimento médico ainda no terceiro game, o austríaco Dominic Thien para o sérvio Lasio Djere também por 2 sets a 0 com duplo 6/3 e deu adeus a competição.

“Senti minhas costas e tive alguma dificuldade na partida, mas depois comecei a me sentir melhor e segui adiante. Estou desapontado com o que aconteceu aqui hoje e tive muita dificuldade com o meu jogo. O saque não entrou como eu queria nem minha devolução, tive um dia ruim. ” – Comentou Thien após a derrota.

Thien assume que jogou mal a sua partida. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

 

Chuva volta a interromper Rio Open

A partida entre Diego Shwartman e Pablo Cuevas foi interrompida com a chuva que voltou a cair no jockey club. O placar estava 3 a 0 para Cuevas. E na partida que deveria ser na segunda, o brasileiro Thiago Wild estava perdendo no terceiro set para o japonês Taro Daniel, depois de sair vencendo no primeiro por 6/3 e ser derrotado no segundo pelo mesmo placar.

  • Publicado em Tênis

Chuva adia primeiro dia de jogos do Rio Open

Até que Rio Open deu seu pontapé inicial com algum atraso, mas 30 minutos depois, a chuva que cai no Rio de Janeiro e que não parou desde então impediu a realização dos primeiros oito jogos da primeira rodada. 

Nas únicas partidas que chegaram a ter início, o espanhol Roberto Carballes Baena vencia no primeiro set por 4 a 3 o chileno Nicolas Jarry na quadra central, enquanto que o argentino Federico Delbonis estava a frente por 5 a 3 o tunisiano Malek Jaziri por 5 a 3 e na quadra dois a dupla formada por Thiago Monteiro e Fernando Romboli superavam Luke Bambridge e John O'Mara por 6/2 e 1/1 no segundo set.

Com o adiamento, a rodada será retomada amanhã a partir das 13hrs juntando as partidas que ainda iriam ser realizadas hoje com as programadas dessa terça. Segundo a previsão do tempo, amanhã e quarta o dia será de tempo nublado e sem previsão de chuva. A possibilidade dela voltar é na quinta somente.  

Aqueles que compraram ingresso para as duas sessões, podem realizar amanhã na bilheteria do Jockey a troca deles para a sessão de amanhã a partir das 10hrs. É preciso que a troca seja feita pelo titular da compra (nome que consta no ingresso), apresentação do mesmo e documento com foto.

Para solicitar a devolução do valor do ingresso, é preciso enviar e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. até o dia 26/2 às 23h59, com os dados do pedido.

Os ingressos do tipo promocional, cortesia, corporativo ou de gratuidade não são sujeitos a reembolso nem troca.

Nova programação da primeira rodada

Quadra Central
13h - Guido Pella (ARG) x João Sousa (POR)
em seguida - Roberto Carballes Baena (ESP) x Nicolas Jarry (CHI) - em andamento 4/3
em seguida - Pedro Sousa (POR) x Thiago Monteiro (BRA)
19h - Dominic Thiem (AUT) x Laslo Djere (SER)
em seguida - Pablo Cuevas (URU) x Diego Schwartzman (ARG)

Quadra 1
13h - Casper Ruud (NOR) x Pablo Andujar (ESP)
em seguida - Malek Jaziri (TUN) x Federico Delbonis (ARG) - em andamento 3/5
em seguida - Marco Cecchinato (ITA) x Aljaz Bedene (ESL)
em seguida - Felix Auger-Aliassime (CAN) x Fabio Fognini (ITA)
em seguida - Thiago Wild (BRA) x Taro Daniel (JAP)

Quadra 2
13h - Jaume Munar (ESP) x Leonardo Mayer (ARG)
em seguida - Lorenzo Sonego (ITA) x Albert Ramos Vinolas (ESP)
em seguida - Christian Garin (CHI) x Maximilian Marterer (ALE)
Elias Ymer (SUE) x Juan Ignacio Londero (ARG)

Quadra 4
13h - Dusan Lajovic (SER) x Cameron Norrie (GBR)
em seguida - Guido Andreozzi (ARG) x Hugo Dellien (BOL)

  • Publicado em Tênis

AEK é campeão mundial Interclubes em cima do Flamengo

Com uma vitória incontestável, o AEK da Grécia é o novo campeão mundial interclubes da Fiba. O time grego conseguiu uma vitória incontestável em cima do Flamengo por 86 a 70 jogando na Arena Carioca 1 e levando para Europa o troféu da competição.

Foi o primeiro título do AEK na competição. Faz cinco anos que o time voltou a competir no basquete e conseguiu crescer, vencendo o campeonato grego e posteriormente chegando a recém criada liga da Europa da Fiba, já que os times da Euroliga romperam com a liga internacional do basquete.

Theodore foi o destaque do time grego. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

O cestinha da partida foi o Jordan Theodore que foi o cestinha com 22 pontos e também foi eleito o melhor jogador do torneio.

 “Para nós é uma alegria imensa ganhar esse título para a Grécia. Sei que fui eleito o melhor jogador do torneio, mas para mim isso nem é o mais importante e sim ter ajudado bastante o meu time a chegar na vitória. Vamos continuar trabalhando bastante para no futuro voltar a ganhar o torneio na Europa e disputar novamente essa competição”. – Comentou após a partida.

O técnico grego comentou como conseguiu a vitória e estudando o time do Flamengo.

“Ficamos de olho no jogo deles e vimos onde poderíamos conseguir a vitória. Eles tem excelente jogadores e isso sem dúvidas enriqueceu o espetáculo. Foi o primeiro título internacional da gente e agora vamos seguir competindo a liga grega”

Crédito: Bruno Lopes/EAZ

Pelo lado do Flamengo, Anderson Varejão lamentou a derrota:

“Temos que reconhecer o quanto eles foram superiores e souberam nos anular bem. Mérito deles e nossa vida segue adiante.” - Disse

Já Gustavo de Conti, técnico do Flamengo acrescentou:

“Eles jogam de uma forma defensiva que não estamos acostumados a ver por aqui. Normalmente a defesa tenta tirar a bola logo e eles não, se mantinham fechados e conseguiram desse jeito nos anular. Nossa defesa também não jogou mal, só se aproveitam bem no final quando passamos a errar mais.” – Disse.

 

 

O jogo

O primeiro quarto mostrou como os dois times entraram nervosos em quadra, mas determinados. O AEK saiu na frente, mas Marquinhos virou com uma cesta de 3 e o Flamengo conseguiu abrir 5 pontos de vantagem. Os gregos correram atrás e viraram o jogo no 10 a 9, mas em outra reação do Flamengo, o time disparou para 17 a 13 e os gregos buscaram a reação novamente e conseguiram no último lance, virar para 20 a 19 saindo na frente na partida.

Crédito: Bruno Lopes/EAZ

Na volta do jogo, os gregos trataram logo de abrir 6 pontos de vantagem com duas cestas de 3 e obrigou o técnico Gustavo de Conti a pedir tempo para o Flamengo. Bem que o time até esboçou uma reação, mas visivelmente nervoso, o time estava com dificuldade de furar a defesa grega e o AEK que não é bobo, conseguiu ampliar a vantagem fechando o segundo quarto em 42 a 33.

O time do Flamengo continuou nervoso no terceiro quarto e quando ameaçava esboçar uma reação, o AEK conseguia voltar a pôr a vantagem que havia deixado no quarto anterior e manter o domínio na partida jogando uma ótima defesa que dificultava qualquer reação. Ao final, a vantagem praticamente se manteve com 63 a 55 para os gregos.

O time do Flamengo entrou no último quarto no melhor estilo tudo ou nada para tentar reverter o placar, mas acabou sendo nada. A defesa continuou forte anulando qualquer ataque e com as diversas falhas defensivas do time carioca, o placar foi só aumentando e se ampliando e tirando qualquer possibilidade de reação. Ao final, os gregos saíram com a vitória por 86 a 70 e com o título mundial interclubes.

 

San Lorenzo fica em 3º lugar

Crédito: Bruno Lopes/EAZ

Em uma partida sem muita emoção, o San Lorenzo conseguiu uma vitória tranquila sobre o Austin Spurs por 77 a 59 e saiu com o terceiro lugar no mundial interclubes. O destaque da partida foi Tucker pelo time argentino mais uma vez que marcou 20 pontos na partida, sendo 9 de três pontos.

  • Publicado em Basquete

Barueri arranca vitória sobre o time do Sesc Rj

O time do Barueri veio ao Rio de Janeiro para encarar o Sesc Rj na Jeunesse Arena e acabou saindo com a vitória por 3 sets a 1 com parciais de 25/23, 18/25, 25/17 e 29/27 e se manteve firme no quarto lugar, tirando um pouco a diferença do próprio time do Rio que se segurou na terceira posição no campeonato.

O destaque da partida foi a polonesa Skowrosnka que no confronto direto contra a russa Kosheleva, saiu com a vantagem de 30 pontos contra 22 da sua adversária e foi peça fundamental do time paulista.

“Esse foi um jogo de nível alto! Foi muito importante ganhar essa partida e levar os pontos para casa. Temos alguns aspectos sempre a melhorar mais e mais e isso é algo que vamos sempre buscar atrás e eu continuar podendo ajudar o time assim, só contribui” – Comentou a polonesa após a partida.

Pelo lado do Sesc Rj, a levantadora Carol Leite lamentou a derrota e os muitos erros que a equipe cometeu ao longo do jogo que culminaram na derrota do time.

Kosheleva foi mais uma vez a maior pontuadora do time carioca, mas não foi suficiente para o time vencer. Crédito: Ricardo Dungó/EAZ

“Nossa equipe vinha crescendo, conquistou seis resultados positivos, mas hoje não deu. Acredito que a grande quantidade de erros foi o nosso maior problema. E em jogadas possíveis. O Bernardo sempre pontua isso e acabamos não conseguindo reverter em quadra” – Disse.

O Jogo

O primeiro set foi uma partida em alto nível. O Barueri começou mais forte e chegou a abrir para 8 a 5, quando as jogadoras do Sesc começaram a correr atrás e empataram a partida no 10 a 10 e viraram chegando a colocar 14 a 10. Mas com diversos erros, o time de São Paulo conseguiu virar o placar novamente e acabou fechando o set em 25 a 23.

Empolgado com a vitória no primeiro set, o Barueri deu uma desligada e o Sesc se aproveitou muito bem desse momento para fazer vantagem. Sem encontrar muita dificuldade, conseguiram fechar o set em 25 a 18 e empatar a partida em 1 a 1.

Mas aí no terceiro, quem começou a errar bastante foi o time carioca e o Barueri se aproveitou muito bem desse fato e devolveu em 25 a 17 o set e passou a frente com 2 a 1.

No quarto, o mais disputado de todo o jogo. O set começou muito equilibrado, mas em determinado momento, o Barueri chegou a ter 20 a 15 e encaminhava sua vitória e foi quando o time do Sesc reagiu e conseguiu virar a partida no 23 a 21 e parecia encaminhar o jogo ao tie break. Mas num bom saque de Dani Lins, o placar empatou no 23 e a 23 e o Barueri foi tendo a oportunidade de fechar a partida, mas sem o Sesc permitir por 6 oportunidades, mas numa boa de Thaísa, elas fecharam em 29 a 27 e venceram o jogo por 3 sets a 1.

Na próxima rodada, o Sesc tentará se reabilitar contra o Osasco no clássico fora de casa, enquanto que o Barueri receberá o Praia Clube.

  • Publicado em Vôlei
Assinar este feed RSS