CBRu inaugura campo de rugby na praia de Copacabana

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) e a World Rugby (federação internacional) inauguram nessa quarta-feira, 24, o primeiro campo de rugby fixo em uma praia do Brasil. A estrutura com as duas traves em formato de “H”, tradicional da modalidade, ficarão na praia de Copacabana, entre o número 1.130 da Av. Atlantica e a Av. Princesa Isabel. A cerimônia de inauguração, aberta à imprensa, está marcada para 9h30 da manhã.

O evento contará com a presença de jogadores e treinadores das Seleções Brasileiras Masculina e Feminina de Rugby Sevens (modalidade olímpica). Também estarão presentes representantes da World Rugby (CEO Brett Gosper e chairman Bernard Lapasset) e da CBRu (presidente Sami Arap Sobrinho e CEO Agustin Danza). Após o lançamento, será disputada uma partida amistosa entre os jogadores brasileiros.

Gilbert Rugby anuncia campanha no Brasil contra o sedentarismo e obesidade infantil

Com o objetivo de contribuir com propostas e ideias para diminuir os índices de sedentarismo e obesidade infantil no Brasil, a Gilbert Rugby anunciou o lançamento do projeto “Pilares”. A empresa fechou um acordo com a marca brasileira “Jaime, o Mascote Sem Time” e promete apresentar uma agenda com dicas e ações que ajudarão pais e filhos a entender e a prevenir a obesidade e o sedentarismo de uma forma lúdica e divertida.

A Organização Mundial da Saúde classifica a inatividade física como o quarto maior fator de risco para a mortalidade em todo o mundo. Estima-se que no Brasil a obesidade infantil aumentou mais de 3 vezes nos últimos 20 anos. A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia indica que no país 6,7 milhões de crianças apresentam esse problema e a falta de atividade física da criança urbana é considerada uma das principais causas da epidemia de obesidade infantil no país.

Tagged sob

Nacional Juvenil chega a 2ª rodada preparando atletas para Seleção Brasileira

O Torneio Nacional de Seleções Juvenis chega a sua 2ª rodada nesse sábado, 20, com as partidas entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul, nas categorias M17 (menores de 17 anos) e M 19 (menores de 19), e Rio de Janeiro contra Minas Gerais (apenas no M19). O torneio fomenta as categorias de base do rugby e, de forma direta, prepara os jovens Tupis para a Seleção Brasileira de Rugby.

Dan Pelliciari, de 19 anos, capitão da seleção catarinense M19 e da Seleção Brasileira Juvenil, é um grande exemplo disso. O asa do Desterro entrou para a primeira Academia Dove+Man Care & Kibon de rugby juvenil em julho do ano passado, ainda em São Paulo, e agora frequenta a recém-lançada academia de Florianópolis, bem como a Academia Top 100 da CBRu.

Para Dan, o Nacional Juvenil veio para fortalecer a base do rugby nacional. “É um torneio muito bom, porque tem muitos estados em que o rugby local não é tão forte. E aí juntam os melhores para jogar contra outros estados, e aumenta muito o nível de toda a região, principalmente dos clubes”, afirma. “A competição dá experiência e aumenta também o nível da Seleção Brasileira Juvenil”, complementa Dan.

Vale lembrar que a Seleção Juvenil fará entre os dias 11 e 19 de julho uma Gira pela Argentina, onde irão jogar diversas partidas amistosas. “Muitos atletas da base estão no Nacional Juvenil, então eleva nosso nível e nos prepara para a Gira Argentina e também para o Sul-Americano, em agosto”.

A seleção estadual de Santa Catarina recebe nessa rodada dupla a equipe do Rio Grande do Sul. Jogando em Florianópolis, a expectativa do atleta é de resultado positivo. “Na primeira rodada tivemos problemas, mas conseguimos vencer. Como agora vamos jogar em casa, diante da torcida familiar e com time completo, vamos pra cima para conseguir mais uma vitória”, finaliza Dan.

 

Sobre o torneio

Disputada nas categorias M17 (menores de 17 anos) e M19 (menores de 19), o Nacional Juvenil envolve seleções estaduais, que se enfrentam no formato todos contra todos, em turno único. Quem fizer mais pontos, conquista o título da temporada. Participam do torneio de 2015 as seleções do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Rio de Janeiro, nas duas categorias, e Minas Gerais, apenas na categoria M19. Na 1ª rodada, Santa Catarina bateu Minas Gerais por 37 a 18 e o Paraná superou o Rio Grande do Sul por 33 a 19, pelo M19. Pelo M17, os gaúchos devolveram a vitória sobre o Paraná, por 14 a 5.

Rio Grande do Sul recebe 1ª etapa do Super Sevens Masculino

Após a definição de todos os participantes, será realizada no próximo fim de semana, dias 28 de fevereiro e 1º de março, a primeira etapa do Super Sevens Masculino, o renovado Circuito Brasileiro de Rugby Sevens Masculino. O torneio, que contará com a participação de 12 times, será disputado em dois dias no Centro Esportivo Municipal de Ivoti, na cidade de Ivoti, Rio Grande do Sul. A etapa final do torneio ocorre em São Paulo nos dias 14 e 15 de março, em cidade a definir.

As 12 equipes foram divididas em três grupos com quatro times cada, sendo que os dois melhores de cada grupo e os dois melhores terceiros avançam para as quartas de final da Taça Ouro, o título da etapa. O grupo A é composto por Desterro (SC), Niterói (RJ), Brummers (RS) e Band Saracens (SP), ao passo que no grupo B estão SPAC (SP), Jacareí (SP), Ilhabela (SP) e Pasteur (SP). Já no grupo C estão São José (SP), Curitiba (PR), Campo Grande (MS) e Uberlândia (MG).

Para o gestor do POLO de desenvolvimento da CBRu no Rio Grande do Sul e organizador da etapa gaúcha, Lucas Toniazzo, o torneio dará grande visibilidade local para o rugby. “Enxergamos no Super Sevens Masculino uma possibilidade de dar visibilidade ainda maior para o rugby no estado. Não só em Ivoti e Vale dos Sinos, onde será realizada a etapa, mas sim para todo Rio Grande do Sul. Também é interessante, porque também estamos fazendo uma divulgação em escolas públicas da região, reforçando o trabalho de base da modalidade. Por último, é uma grande oportunidade de organizarmos um evento profissional de nível nacional, então um bom teste para nosso know-how de organização”, afirma Toniazzo.

Toniazzo ressalta que, por conta da reformulação do torneio, muitas equipes poderão usar a etapa gaúcha como parâmetro para aprimorar o planejamento. “Por ser tratar da primeira etapa masculina da competição, deve servir como experiência para todas equipes. Uma espécie de sinalizador para todos clubes planejarem o resto da temporada, porque esse formato deve permanecer por alguns anos”.

 

Sobre o Super Sevens Masculino

O Super Sevens Masculino foi criado em 2015 para substituir o Brasil Sevens como a máxima competição do Rugby Sevens masculino, o rugby olímpico, no Brasil. A proposta do Super Sevens Masculino é retomar o formato do antigo Circuito Brasileiro de Rugby Sevens, que foi disputado entre 2008 e 2011, quando foi substituído pelo torneio único do Brasil Sevens.

Disputado antes do início da temporada de Rugby XV, o Super Sevens masculino abre as atividades para os clubes em 2015. Neste ano, o circuito contou com uma etapa qualificatória, disputada em Florianópolis (SC), nos dias 21 e 22 de fevereiro, e terá ainda outras duas etapas principais, em Ivoti (RS), nos dias 28 de fevereiro e 1º de março, e em São Paulo, nos dias 14 e 15 de março. A somatória das etapas de Ivoti e São Paulo determinará o campeão brasileiro masculino de sevens de 2015. Vale lembrar que os três primeiros colocados receberão também Bolsa Atleta durante um ano.

Cada etapa conta com 12 clubes fixos, isto é, assegurados nas duas etapas principais, sendo que cada etapa pode convidar até 4 outros clubes para participarem. Os 12 clubes foram determinados da seguinte maneira: Um representante de cada um dos seis estados federados (SP, RJ, MG, PR, SC e RS), classificados por meio dos circuitos estaduais de sevens de 2014; Os três melhores classificados do Brasil Sevens 2014, excluindo as equipes classificadas por meio dos circuitos estaduais; E os três primeiros colocados do Torneio Qualificatório de Florianópolis.

A pontuação para as etapas de Ivoti e São Paulo será atribuída às equipes da seguinte maneira: 1º colocado: 30 pontos; 2º - 26 pontos; 3º - 24 pontos; 4º - 22 pontos; 5º - 20 pontos; 6º - 18 pontos; 7º - 16 pontos; 8º - 14 pontos; 9º - 12 pontos; 10º - 10 pontos; 11º - 8 pontos; 12º - 6 pontos; 13º - 4 pontos; 14º - 2 pontos; 15º - 1 ponto; 16º - 0 pontos.

O árbitros do torneio são: Murilo Bragotto, Mariano de Goycoechea, Vinícius Aleixo, Benjamin Neves, Henrique Platais, Ricardo Sant'Anna. Giancarlo Bristot e Lucas Toniazzo.

 

SUPER SEVENS MASCULINO - Circuito Brasileiro Masculino de Rugby Sevens

1ª etapa - Ivoti/RS

28 de fevereiro, a partir das 10h00, e 1º de março, a partir das 9h00

Local: Centro Esportivo Municipal de Ivoti

ENTRADA FRANCA

Brasil é o quarto melhor do primeiro dia de jogos do Rugby 7’s

O primeiro dia do Super Desafio BRA de Rugby 7’s foi histórico para a Seleção Brasileira Feminina de Rugby Sevens. Isto porque pela primeira vez na história as Tupis alcançaram a segunda colocação na fase de grupos de um torneio da Série Mundial de Sevens Feminina, após vitórias diante de Fiji e China, alcançando, assim, para as quartas de final da etapa. Neste domingo, nossas guerreiras encaram a França, às 11h22, na Arena Barueri, com entrada franca.

“Nosso time está mentalmente forte. Aprendemos a levantar após cada tropeço e isso nos fortaleceu. Ainda temos muito a melhorar, precisamos corrigir alguns erros defensivos, mas já mostramos uma grande evolução e estamos no caminho certo para seguir crescendo”, afirmou o técnico Cris Neill, da Seleção Brasileira. 

 

Tagged sob

Capitãs fazem foto oficial do Super Desafio BRA de Rugby 7’s

Nesta quinta-feira, 5, as capitãs das 12 seleções que disputam o Super Desafio BRA e Rugby 7’s tiraram a foto oficial do torneio, uma tradição do rugby. O evento foi realizado na Arena Barueri, estádio que receberá a competição, a etapa brasileira da Série Mundial de Sevens, neste sábado, 7, e domingo 8. Sebá Arietti, do grupo Inimigos da HP e ex-atleta de rugby, fará dois shows de seu projeto solo durante o Super Desafio BRA de Rugby 7’s e também fotografou com as capitãs.

As capitãs Sarah Goss, da Nova Zelândia, Sharni Williams, da Austrália, Abi Chamberlain, da Inglaterra, Jen Kish, do Canadá, Paula Ishibashi, do Brasil, Kelly Griffin, dos Estados Unidos, Priscilla Sauvavi Siata, de Fiji, Nadenza Koudinova, da Rússia, Zenay Jordaan, da África do Sul, Elisabet Martinez, da Espanha, e Sun Shi Chao, da China, fizeram o reconhecimento do campo e participaram do registro.

O Brasil está no grupo B do Super Desafio BRA de Rugby 7’s, ao lado de Austrália, Fiji e China. Nova Zelândia, França, EUA e Espanha compõe o grupo A, enquanto Canadá, Inglaterra, Rússia e África do Sul estão no grupo C. Os dois melhores de cada grupo e os dois melhores terceiros da competição se classificam para a disputa da Taça Ouro, o título da etapa.

A Série Mundial de Sevens é uma competição realizada em seis etapas ao redor do mundo - Emirados Árabes Unidos, Brasil, EUA, Canadá, Inglaterra e Holanda. Em cada uma das etapas participam 11 equipes fixas e uma convidada, sendo que o Brasil foi convidado para todas as etapas, exceto a última. Ao final da temporada, a equipe que somar mais pontos é declarada campeã.

 

Super Desafio BRA de Rugby 7’s (Série Mundial de Rugby Sevens Feminino)

Data: 7 e 8 de fevereiro

Horário: Das 9 às 18h45 horas

Local: Arena Barueri (Av. Prefeito João Vilalobo Quero, nº 1001 / Bairo Jardim  Belval, Barueri/SP)

Entrada: Franca, com doação de 1kg de alimento

Grupo A: Nova Zelândia, França, EUA e Espanha

Grupo B: Austrália, Fiji, Brasil e China

Grupo C: Canadá, Inglaterra, Rússia e África do Sul

 

Brasil: Júlia Sardá (Desterro); Luiza Campos (Charrua); Juliana Esteves "Juka" (Band Saracens); Mariana Ramalho (SPAC); Paula Ishibashi (SPAC); Thaís Rocha "Xuxu" (SPAC); Haline Scatrut (Curitiba); Amanda Araújo (Recife); Beatriz Futuro "Baby" (Niterói); Bruna Lotufo (Band Saracens); Raquel Kochhann (Charrua); Karina Godói (São José)

 

Jogos do Brasil (sábado, 7)

- Brasil x Austrália: 11h22

- Brasil x Fiji: 14h06

- Brasil x China: 16h50

 

Show de Sebá Arietti: Domingo, 8, às 13h e às 16h

 

Tagged sob

Circuito Mundial de Rugby Sevens chega ao Brasil

Sábado e domingo, dias 7 e 8, a Arena Barueri receberá o Super Desafio BRA de Rugby Sevens, a segunda etapa da Série Mundial de Sevens Feminino. Mas, o torneio não será apenas sobre rugby. Durante toda a programação, o estádio receberá diversas atrações, com ativações dos patrocinadores da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) e show solo do cantor Sebá Arietti, ex-jogador de rugby e vocalista do Inimigos da HP.

 

Tagged sob

Seleção Brasileira é convocada para Super Desafio BRA de Rugby 7’s

Após duas semanas de treinamentos intensivos e a disputa de um mini torneio amistoso, o treinador Chris Neill escolheu as 12 atletas que defenderão a Seleção Brasileira Feminina de Rugby no Super Desafio BRA de Rugby 7’s, a etapa brasileira da Série Mundial de Sevens Feminino. Chris optou por manter a base da equipe que fez história ao vencer pela primeira vez as seleções da Espanha e da África do Sul, em Dubai, na primeira etapa do Circuito. O Super Desafio BRA será realizado no próximo fim de semana, dias 7 e 8 de fevereiro, na Arena Barueri, com entrada franca e a doação de 1 kg de alimento não perecível.

“O time escalado está muito animado para jogar em casa. Tentamos fazer uma convocação mais consistente, chamando um grupo quase idêntico ao de Dubai, para aproveitar ainda mais conhecimento das nossas atletas mais experientes. Sem dúvidas elas esperam seguir no embalo dos excelentes resultados de Dubai e contar com o apoio da torcida para atingir os objetivos”, ressalta Chris Neill.

O Brasil está no grupo B do Super Desafio BRA de Rugby 7’s, ao lado de Fiji, China e Austrália, a primeira adversária. No grupo A estão a favorita Nova Zelândia, França, EUA e Espanha, enquanto no C estão Canadá, Inglaterra, Rússia e África do Sul. Os dois melhores de cada grupo e os dois melhores terceiros da competição se classificam para a disputa da Taça Ouro, o título da etapa.

Vale lembrar que o Super Desafio BRA de Rugby 7’s é a etapa brasileira da Série Mundial de Sevens, competição realizada em seis etapas ao redor do mundo - Emirados Árabes Unidos, Brasil, EUA, Canadá, Inglaterra e Holanda. Em cada uma das etapas participam 11 equipes fixas e uma convidada, sendo que o Brasil foi convidado para todas as etapas, exceto a última. Ao final da temporada, a equipe que somar mais pontos é declarada campeã. O Circuito vale ainda vaga nos Jogos Olímpicos do Rio-2016 para as quatro primeiras colocadas - o Brasil já está garantido por ser campeão Sul-Americano e país-sede da Olimpíada.

 

Mini-torneio amistoso

A escolha da lista final de atletas para o Super Desafio BRA de Rugby 7’s foi feita após o mini torneio amistoso que o Brasil realizou na última sexta, dia 30, em São José dos Campos, envolvendo as seleções de Inglaterra e Rússia, que estarão no torneio em Barueri, e Argentina, convidada. As Tupis foram divididas em "Brasil Verde" e "Brasil Amarelo", justamente com o intuito de definir o grupo que participará do torneio. Os times nacionais venceram a Argentina, mas caíram para Rússia e Inglaterra.

 

Super Desafio BRA de Rugby 7’s (Série Mundial de Rugby Sevens Feminino)

Data: 7 e 8 de fevereiro

Horário: Das 9 às 18h45 horas

Local: Arena Barueri (Av. Prefeito João Vilalobo Quero, nº 1001 / Bairo Jardim  Belval, Barueri/SP)

Entrada: Franca, com doação de 1kg de alimento

Grupo A: Nova Zelândia, França, EUA e Espanha

Grupo B: Austrália, Fiji, Brasil e China

Grupo C: Canadá, Inglaterra, Rússia e África do Sul

 

Brasil: Júlia Sardá (Desterro); Luiza Campos (Charrua); Juliana Esteves "Juka" (Band Saracens); Mariana Ramalho (SPAC); Paula Ishibashi (SPAC); Thaís Rocha "Xuxu" (SPAC); Haline Scatrut (Curitiba); Amanda Araújo (Recife); Beatriz Futuro "Baby" (Niterói); Bruna Lotufo (Band Saracens); Raquel Kochhann (Charrua); Karina Godói – São José

Assinar este feed RSS