Melo/Kubolt e Soares/Murray estão na semifinal de Whashigton

Semifinais serão amanhã e se vencerem, se enfrentam na decisão. Crédito: Gerry Weber Open_Ket

 

Marcelo Melo e Lukasz Kubot estão nas semifinais do Citi Open, em Washington (EUA). Nesta sexta-feira (4), em sua segunda partida no ATP 500, válida pelas quartas de final, eles venceram o holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau po 2 sets a 1, parciais de 7/6(7-3), 4/6 e 10/7, em 1h39, comemorando sua 16ª vitória seguida na temporada. Agora, a dupla número 1 do mundo e cabeça de chave 2 do torneio enfrenta, em busca da vaga na decisão, os irmãos Bryan, Bob e Mike, cabeças 4, que venceram Rohan Bopanna (India)/Donald Young (EUA) por 2 sets a 0 (7/5 e 6/4). O jogo será neste sábado (5), no Grandstand 1 do Rock Creek Park Tennis Center, a partir das 17h (horário de Brasília).

 partida promete muito equilíbrio. Melo e Kubot são os líderes do ATP Doubles Team Race to London, que define as oito melhores parcerias de 2017, já classificados para disputar o ATP Finals, enquanto Bob e Mike ocupam a terceira colocação. No ranking mundial individual de duplas, Marcelo é o atual número 1, seu parceiro é o quarto do mundo e os irmãos Bryan dividem a sétima colocação. 

Marcado para a quinta-feira (3) à noite, o jogo pelas quartas de final entre Melo/Kubot e Rojer/Tecau teve de ser transferido para esta sexta-feira em função das chuvas em Washington, que modificaram a programação do torneio.

O primeiro set foi decidido apenas no tie break. As duas duplas mantiveram seus serviços até o oitavo game, quando Melo e Kubot sofreram a quebra, no saque do polonês, com os adversários abrindo 5/3. Mas devolveram o break em seguida, no serviço de Tecau, para fazer 5/4 e empatar, na sequência, em 5/5. Novo empate em 6/6 e a definição no tie break, que teve o domínio de Melo e Kubot, fechando com tranquilidade em 7/3.

Mas, após a vitória no tie break, Melo e Kubot não começaram bem o segundo set. Foram quebrados logo no primeiro game, com Kubot sacando. E, desta vez, não conseguiram devolver o break. O jogo seguiu sem novas quebras, até Rojer e Tecau vencerem a série por 6/4.

A decisão, então, foi para o match tie break, com muito equilíbrio e disputa ponto a ponto. Mas, aí, novamente, Melo e Kubot mostraram o ótimo momento da dupla, que com muita confiança e concentração soube se impor nos momentos decisivos e, com Marcelo sacando, fechar em 10/7 para comemorar a 16ª vitória seguida e a vaga na semifinal.

"Mais um jogo duríssimo aqui em Washington, contra uma dupla muito experiente, que é o Tecau e o Rojer. Conseguimos recuperar um break no primeiro set e jogar muito bem o tie break. Depois foi a vez deles jogaram muito bem o segundo set. E aí o match tie break foi muito equilibrado, um ponto acabou decidindo. Acho que mais uma vez o diferencial foi usar toda essa confiança das últimos partidas, mantendo a disciplina e a tática até o fim", explicou Marcelo

Soares e Murray

Já Bruno Soares e Jamie Murray decidem neste sábado uma vaga na decisão do ATP 500, depois de terem vencido uma emocionante partida, derrotando James Cerretani e Marc Polmans, de virada, por 2/6 6/3 19-17.

"O jogo foi uma loucura, com match point para todos os lados. Conseguimos jogar super bem quando estivemos sob pressão ,para salvar os match points e isso só dá confiança," contou Bruno, que chegou em Washington embalado com a disputa do World Team Tennis, em que representou o Washington Kastles. "Eu sempre gostei de jogar por equipes e foi uma experiência muito gratificante. Pude fazer muitos jogos e espero chegar com este ritmo no US Open."

Para avançar à final do ATP de Washington, Bruno e Murray precisarão passar pelos cabeças-de-chave 1, Henri Kontinen e John Peers, neste sábado.

Caso as duplas vençam, elas se enfrentam na final do torneio no domingo.

Melo e Kubot vencem em Washington e somam 15 partidas invictas

Foi o primeiro jogo da dupla após a conquista do título em Wimbledon, passo inicial da preparação para o US Open, no final deste mês de agosto. Crédito: João Pires/Fotojump

 

A dupla Marcelo Melo e Lukasz Kubot conquistou nesta segunda-feira (31) a 15ª vitória seguida nesta temporada, na estreia do Citi Open, torneio ATP 500, em Washington, nos Estados Unidos. Cabeças de chave 2, o mineiro Melo e o polonês Kubot derrotaram o sueco Robert Lindstedt e o austríaco Dominic Thiem por 2 sets a 0, parciais de 7/5 e 7/5, em 1h30 de jogo. Nas quartas de final, eles terão pela frente os vencedores de Grigor Dimitrov (Bulgária)/Lucas Pouille (França) e Jean-Julien Rojer (Holanda) / Horia Tecau (Romênia).

Esta foi a primeira partida de Melo e Kubot depois da comemoração do inédito título de Wimbledon. Em Washington, eles deram início à preparação para o quarto e último Grand Slam deste ano, o US Open, no final de agosto. Marcelo joga como atual número 1 do ranking mundial individual de duplas. Kubot é quarto do mundo.

O primeiro set começou com uma quebra dos adversários, que marcaram 1/0 no saque de Melo e, na sequência, abriram 2/0 no serviço de Thiem. Melo e Kubot reagiram, mostrando mais uma vez a confiança, a concentração e o entrosamento que vem garantindo grandes resultados para a dupla. No oitavo game quebraram o saque de Lindstedt, empatando a série em 4 a 4. Depois conseguiram mais um break no serviço do sueco, no décimo segundo game, para marcar 7/5 e fechar o set em 40 minutos.

A segunda série começou equilibrada, com as duas duplas mantendo seus serviços até o quarto game. No quinto, mais uma vez, Lindstedt e Thiem saíram com uma quebra na frente, marcando 3/2 no saque de Melo. Mas, a reação desta vez foi imediata. Melo e Kubot devolveram o break, quebrando o serviço de Thiem e igualando em 3/3. Nova quebra no décimo segundo game, mais um 7/5, aproveitando o segundo match point do jogo para estrear com vitória.

Melo e Kubot mostraram consistência ao longo da partida, pois mesmo perdendo o serviço, reagiram rápido, sem permitir que os adversários dominassem o placar. A partida confirmou o ótimo momento da dupla, que vem de uma invencibilidade de 14 jogos na grama, e mostrou o acerto dos treinos fortes realizados na Flórida na semana passada, na adaptação ao piso duro, superfície dos próximos torneios.

Próximos torneios – A programação de Marcelo Melo nas próximas semanas terá o Coupe Rogers (ATP 1000), com início dia 7 de agosto, em Montreal, no Canadá; Western&Southern Open (ATP 1000), em Cincinatti (EUA), dia 14 de agosto;  e o US Open, em Nova Iorque (EUA), de 28 de agosto a 10 de setembro.

Bia Haddad Maia conquista título na França e entra para o top 100

Uma semana perfeita. A paulista Beatriz Haddad Maia que coroou a boa fase, neste domingo, ao faturar o título do ITF US$ 100 mil de Cagnes-Sur-Mer, sua maior conquista até aqui.

Na decisão, Bia venceu a suíça Jil Belen Teichmann, 176o. do mundo, por duplo 6/3, em 1h28min de partida. Com os pontos obtidos em Cagnes-Sur-Mer, a tenista número 1 do mundo entrará para o top 100 a partir desta segunda-feira, tornando-se a oitava brasileira a realizar esse feito. As outras sete foram Maria Esther Bueno, Niege Dias, Claudia Monteiro, Patricia Medrado, Gisele Miró, Andrea Vieira e Teliana Pereira.

"Muito feliz com mais essa conquista. Uma semana especial, muito boa aqui. Consegui evoluir jogo a jogo, trabalhar duro todos os dias, seguir firme nas rotinas e trabalhando com o German (Gaich, técnico) alguns pontos específicos no jogo que fizeram com o que o resultado viesse", afirmou Bia, que segue agora para Paris para se preparar para Roland Garros.

"Gostaria de dedicar hoje, em especial, à minha mãe. Feliz Dia das Mães, infelizmente faz uns aninhos que a gente não consegue passar juntas, muitos anos ainda estão por vir. Também gostaria de agradecer aos meus patrocinadores, à minha equipe da Tennis Route pelo trabalho que a gente vem realizando, a todos pelo apoio de sempre. Esse é só o começo!", disse a brasileira.

Bia vive uma fase de ascensão desde o início da sua temporada. Além do título de Cagnes-Sur-Mer, a canhota conquistou o ITF US$ 25 mil de Clare, na Austrália, e recentemente chegou às quartas de final do WTA de Praga. Começou a temporada na 188a. colocação e hoje está entre as 100 melhores do mundo.

Cuevas e Carreno Busta são campeões nas duplas

Foi uma partida muito disputada na quadra central que consagrou uma dupla de Pablos como campeões no torneio de duplas. O uruguaio Pablo Cuevas, que foi o último campeão do torneio de simples do torneio e o espanhol Pablo Carreno Busta que disputa amanhã a final, se sagraram campeões em cima dos bicampeões colombianos Cabal e Farah por 2 sets a 1.

Quem fez toda a diferença na partida foi Cuevas que fez uma grande partida e carregou sua dupla que estava cansado da semifinal contra Ruud no jogo anterior da chave de simples.

“Apesar de eu não conseguir ter sido feliz na chave de simples, me resignei de jogar a chave de duplas e fomos campeões. Foi muito bom lembrar o que aconteceu por aqui ano passado e foi bom demais” – Conta Cuevas sobre a vitória

Cuevas fez uma senhora partida e foi fundamental a vitória. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

“Foi um jogo difícil e os colombianos fizeram jogo duro no segundo set. Eles fizeram um ótimo jogo e mesmo cansado, conseguimos vencer. Agora descanso para poder jogar amanhã a final de simples. É uma emoção que não vou esquecer.” –Diz Carreno Busta

O Jogo

 

Como uma boa final, a partida começou com as duplas se estudando e muita disputa pelas bolas até o 2 a 2 quando Carreno e Cuevas conseguiram obter a primeira quebra da partida. O set seguiu com as duplas confirmando seus games e o espanhol e o uruguaio venceram o primeiro set por 6 a 4 e abriram 1 a 0 no placar.

No segundo set, muito equilíbrio entre as duas duplas e com os pontos sendo decididos no ponto decisivo e Carreno e Cuevas souberam aproveitar bem e obtiveram a quebra que os colocou com 3 a 2 de vantagem. A partida seguiu como no primeiro set, as duas duplas confirmando serviço até o uruguiaio e o espanhol sacarem para o jogo e tomarem uma quebra empatando o jogo em 5 a 5 e conseguiram a virada pela primeira vez e quebrando no game seguinte, venceram o set por 7 a 5 e levaram a partida pro set decisivo.

No super tie-break que decidiu o título do torneio, Cabal e Farah começaram melhor e abriram 4 a 1. Mas como uma boa decisão, Carreno e Cuevas encostaram com 4 a 3 e num lindo rally, os colombianos conseguiram voltar a ter uma vantagem de 2 pontos. Mas logo o jogo voltou a empatar no 5 a 5 numa bobeada de Cabal. O jogo seguiu empatado quando Carreno Busta e Cuevas botaram 9 a 8 no placar e confirmaram o serviço se tornando os novos campeões do Rio Open nas duplas 

Carreno Busta volta amanhã a quadra para jogar a final de simples contra Dominic Thien na chave de simples.

 

Thien é campeão no Rio Open

Dominic Thien é o novo campeão do Rio Open. Em partida realizada na quadra central que lotou para final contra o espanhol Pablo Carreño Busta, o austríaco venceu a partida que foi bem disputada por 2 sets a 0 com parciais de 7/6 e 6 a 4. 

Em sua campanha pelo título, Thien fez uma campanha impecável e não perdeu um único set sequer. Ele venceu Tipsarevic na estreia, depois eliminou Lajavic, Schwartzman e Albert Ramos-Vinolas até a grande final e foi seu primeiro título no saibro num atp 500 no saibro. 

“Estou muito feliz e é muito bom ser campeão aqui. Joguei muito bem as 5 partidas em especial a semi e a final. Agora vou para Acapulco, já viajo hoje à noite e terei que me adaptar rapidamente a quadra lá, algo que fiz ano passado. A partida foi bem apertada e ele agora é top 20 e ele continuando assim, vai ser uma grande no tênis. Não consegui aproveitar muito da semana aqui no Rio e só pude ver algo do carnaval no hotel, tenho certeza que quero poder voltar aqui e curtir um pouco mais a cidade. ” – Conta sobre sua vitória.

Thien é o atual número 9 no ranking da ATP. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

O jogo

Um começo de jogo onde os atletas estudavam um ao outro com bastante disputa de bola. Coube a Carreño busta conseguir a primeira quebra no 5º game abrindo 3 a 2, mas na hora de confirmar sua vantagem, acabou tendo a quebra devolvida com 3 a 3. O jogo seguiu apertado com o espanhol tendo a possibilidade de fechar o set, mas foi Thien quem conseguiu quebrar mais uma vez o serviço depois de 3 tentativas e levou o set botando 1 a 0 no placar em mais de 50 minutos de partida.

O segundo set começou muito disputado como no primeiro. Coube a Thien dessa vez quebrar o serviço depois de pegar uma bola bem difícil e abrir 4 a 2 de frente e ficar mais próximo do título. Mas o espanhol não estava disposto a perder e no game seguinte, conseguiu devolver a quebra e empatar a partida novamente em 4 a 4. O austríaco confirmou seu serviço botando frente e no game seguinte, conseguiu quebrar novamente o serviço do espanhol e se sagrou campeão do Rio Open pela primeira vez.

 

Diretor Luiz Carvalho faz uma avaliação do torneio

Segundo Luiz Carvalho, o 4º ano do Rio Open foi o melhor de todos até agora. Ele ficou feliz de ter conseguido colocar dois tops 10 no torneio esse ano e ficou feliz com o feedback que ele gerou.

“Estamos felizes de terminar o 4º ano do torneio sem chuva, foram 45 mil pessoas nesses 9 dias de evento. Foi fundamental termos cedido o torneio feminino para Budapest e pudemos dar mais espaços para os jogadores no vestiário. Eles também gostaram de jogar mais tarde sem o sol castigando e o feedback do público foi bom também. Entregamos um evento nota 10 em termos de cobertura, organização e cobertura de mídia. Por enquanto tenho um bom formato aqui ainda não posso pensar em mudanças para outro lugar. O publico foi melhor nas na segunda e nas terças, isso foi uma novidade boa já que é uma oportunidade de conseguir ver todos os atletas. 

Veja imagens da partida:

Carreño Busta se esforça para defender mais uma bola. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

 

Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

 

 

Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

 

Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Casper Ruud surpreende e elimina Thiago Monteiro

A torcida apoiou e fez a sua parte na quadra central e apoiou bastante. Mas não deu para Thiago Monteiro que acabou eliminado para a surpresa do Rio Open, o norueguês Caspeer Ruud por 2 set a 0 por 6/2 e 7/6.

O norueguês Ruud vem impressionando o mundo do tênis desde 2013, quando aos 14 anos venceu o primeiro torneio juvenil de 18 anos e em 2015, seus resultados o levaram à equipe da Noruega na Copa Davis. Não se intimidou e venceu os três jogos que lhe couberam, ajudando na ascensão do País para o Grupo II Europa/África.

Casper Ruud é a sensação do torneio e chega uma semifinal de um torneio ATP pela primeira vez. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Ele subiu mais de 900 posições em 2016, tem dois títulos futures e um Challenger em Sevilha, Espanha. Jogou o qualifying do 1º Grand Slam da carreira na Austrália em janeiro desse ano e avançou à terceira rodada.

No Rio Open, ele venceu Rogerinho na primeira rodada e fez um grande duelo com o espanhol Robert Carballes Baena com a partida decidida somente no terceiro set. Ele chegou a sua terceira vitória no torneio e deve avançar bastante no ranking da ATP.

“Estou feliz de ter chegado até aqui. Não foi fácil enfrentar o Thiago com a torcida ao lado dele, mas espero poder fazer um bom jogo na próxima rodada.” – Conta Ruud sobre o jogo.

Thiago reconheceu a superioridade do norueguês:

“O começo do jogo foi abaixo do que queria e ele começou muito solto e foi difícil voltar ao jogo. No segundo eu consegui voltar a partida, mas nos saques dele, não conseguia me superar e no tie break ele foi muito melhor. Tenho muito o que melhorar no meu jogo e não consegui acertar. E ele jogou num nível bom e não é surpresa e ele terá muito o que evoluir certamente e deverá jogar em alto nível por bastante tempo. Num geral, foi uma semana boa e apesar de ter perdido hoje, é seguir de cabeça erguida e semana que vem tem outro torneio e vou tentar aprender bastante com o jogo de hoje” - Conta

O Jogo

Depois de um primeiro game que durou oito minutos, Ruud conseguiu quebrar de primeira o serviço de Thiago e não tomou conhecimento do cearense e aplicou 4 a 0 muito rapidamente. A torcida tentou ajudar dando forças ao cearense que conseguiu vencer um game. O norueguês depois só administrou o set e em pouco mais de meia hora, fechou o set em 5 a 2 e abriu 1 a 0 no placar.

Com outra atitude, Thiago entrou muito mais agressivo no segundo set. Ele confirmou seu primeiro serviço e passou a fazer de igual para igual. A torcida começou a apoiá-lo o que o motivou ainda mais. Mas Ruud continuava motivado e o que se viu foi não haver nenhuma quebra no serviço, o que acabou levando o set para o tie break.

Ruud abriu 4 a 0 muito rapidamente se aproveitando de erros de Thiago. Ele ainda fez um ponto, mas errou na bola seguinte. E acabou perdendo por 7 a 1 e está fora do torneio.

 Pablo Carreno Busta vence na outra semifinal

Pablo Carreno Busta joga contra Ruud nas semifinais. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Com a desistência do ucraniano Dolgopolov no primeiro game do terceiro set, o espanhol Pablo Carreno Busta avançou para as semifinais e encara Ruud na partida que será realizada amanhã. 

 

Bruno e Jamie perdem e brasileiros ficam fora do Rio Open

Em jogo decidido no detalhe, Bruno Soares e Jamie Murray estão fora do Rio do Open. Eles perderam para Pablo Cuevas e Pablo Carreno Busta por 2 sets a 1. Assim terminou a participação de atletas do Brasil na competição.

“Perdemos o jogo no detalhe. Tive o jogo na mão e poderia ter ganho, mas bobeamos e eles jogaram bem firme o tempo todo e fizeram merecer. ” – Conta Bruno sobre a derrota.

O Jogo

No primeiro set, Cuevas e Carreno entraram melhor na partida e souberam se impor diante de Bruno e Murray. Sem muitas dificuldades, conseguiram uma quebra e a levaram até o final do set vencendo por 6 a 4 e botando 1 a 0 no jogo.

No segundo, partida muito equilibrada nos 5 primeiros games e num momento crucial, Bruno e Murray conseguiram quebrar Cuevas e Carreno obtendo uma vantagem importante no placar. Depois de confirmar seu game, abriram ainda mais vantagem e conseguiram fechar o set em 6 a 3 empatando a partida em 1 a 1 com o jogo indo para o super tie break.

O tie break foi muito emocionante. Constantes viradas o tempo todo e a partida não se decidia. Bruno e Jamie chegaram a ter o match point, mas acabaram desperdiçando e na oportunidade seguinte e Cuevas e Carreno confirmaram e venceram por 12 a 10 e avançaram.

 

Agora eles pegam Cabal e Farah na final que será jogada amanhã.

Thien é o primeiro finalista do Rio Open

Dominic Thien é o primeiro finalista do Rio Open. Em uma semifinal disputada contra o espanhol Albert Ramos-Vinolas na quadra central, o austríaco venceu a partida por 2 sets a 0 com parciais de 6 a 1 e 6 a 4 em 1h21 e carimbou sua vaga na final do torneio pela primeira vez.

“Fiz uma boa partida mais uma vez e chego a final. O Albert foi um bom adversário e ele mereceu ter chegado até aqui.” – Conta sobre a vitória

O Jogo

No primeiro set, Thien passeou em quadra. Ele abriu 4 a 0 no placar e permitiu que o espanhol o quebrasse no game seguinte. Mas depois, voltou ao ritmo anterior vencendo mais dois games e fechou em 32 minutos por 6 a 1 e abrindo 1 a 0 no jogo.

O espanhol Albert Ramos-Vinolas foi eliminado do torneio. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

No seguinte, o austríaco conseguiu quebrar o serviço do espanhol logo na primeira oportunidade e abrindo 2 a 0. Mas o que se viu depois foi um jogo mais equilibrado e disputado. Ramos-Vinolas resolveu vender caro uma possível derrota e conseguiu devolver a quebra empatando a partida em 4 a 4 e obrigou Thien a mostrar seu melhor. No game seguinte, ele recolocou a quebra e sacou para fechar a partida em 6 a 4 e carimbar sua vaga para final.

 

Thien aguarda o vencedor de Caspeer Ruud e Pablo Carreno-Busta que jogam em seguida.

Carreno-Busta freia Ruud e vai para final contra Thien

Duas jovens promessas do tênis mundial. De um lado, o espanhol Pablo Carreno Busta que vem jogando bem no circuito e no outro lado, o noruegues Casper Ruud, sensação do Rio Open disputando uma vaga na final na quadra central, e deu Carreno Busta por 2 sets a 1 com direito a um pneu.

O espanhol atual n.24 no ranking mundial chega a sua primeira final de um ATP 500 e é um dos possíveis nomes que podem honrar a Espanha e manter uma hegemonia no saibro seguindo Rafael Nadal e David Ferrer.

“O Ruud fez uma boa partida e mostrou que pode ser uma boa surpresa para os próximos anos. Ele foi feliz no primeiro set e no segundo, cresci bastante e acho que ele não aguentou bem a parte final. Agora encaro o Thien que vem fazendo uma boa campanha desde o ano passado e acredito que será uma ótima final. ” – Conta sobre a vitória.

O Jogo 

No primeiro set, Ruud não tomou o menor conhecimento do espanhol. O despachou muito rapidamente vencendo o set por 6 a 2 e abrindo 1 a 0 no placar.

Casper Ruud foi a grande surpresa do Rio Open e deve subir várias posições no ranking. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Já no segundo, o norueguês começou no mesmo ritmo do primeiro e abriu o placar para 4 a 2. Mas o espanhol resolveu mostrar serviço e conseguiu quebrar o serviço de Ruud e no game seguinte, confirmou o serviço empatando o set em 4 a 4. O game seguinte foi o mais disputado do jogo com duração de mais de 10 minutos para Ruud confirmar o serviço e voltar a estar na frente. Foi ai que Carreno-Busta teve um bom momento, quebrou o serviço novamente, sacou para o set e venceu empatando em 1 a 1 e levando o jogo para o 3º set.

Neste último set, Ruud não era mais o mesmo e literalmente apagou na partida. Coube ao espanhol apenas pontuar colocando um pneu no norueguês, vencer por 6 a 0 e avançar para a final.

 

Thiago vence Bellucci no duelo brasileiro

Foram mais de duas horas de partida que dividiu a torcida na quadra central do Rio Open. De um lado estava o paulista Thomaz Bellucci e do outro o cearense Thiago Monteiro. E numa batalha de mais de duas horas de duração que invadiu a madrugada, Thiago acabou se sagrando vencedor da partida por 2 sets a 1 com parciais de 7/ 6, 3/6 e 6/3.

“Essa vitória me deixa muito feliz e foi uma partida difícil. Comecei melhor a partida, ele teve uma boa recuperação e com paciência, consegui vencer. Foi a primeira vez que enfrentei outro brasileiro em um jogo de ATP e uma pena isso ter dividido a torcida. ” – Conta Thiago sobre a vitória.

Bellucci fez história nesse Rio Open vencendo Nishikori na primeira rodada e claramente deu para perceber que o físico dele fez diferença no jogo, onde não aguentou a partida até o final.

“Eu não consegui manter meu jogo. Morri no terceiro set e fisicamente não me senti bem. É normal encontros como esse no circuito já que fiz minha pré-temporada com ele, mas hoje não deu para mim. Agora vou me preparar para competir bem em São Paulo na próxima semana” – Diz Bellucci sobre a derrota. 

O jogo

Monteiro começou a partida ligado no 220v. Aproveitando que Bellucci entrou mais desligado na partida, ele já saiu mandando ver e abriu 3 a 0 no placar. Mas o paulista não estava disposto a ceder fácil a vitória assim e resolveu entrar na partida, conseguindo quase que no mesmo ritmo, devolver o placar e a empatar em 3 a 3. O que se viu em seguida foi um equilíbrio entre os dois, tanto que eles conseguiram confirmar seus respectivos games e o set foi para o tie-break.

Na decisão do set, Thiago saiu melhor e abriu para 4 a 1. Mas Thomaz buscou e conseguiu empatar e num erro do cearense, virou no placar e botou 6 a 4. Thiago não permitiu a vitória e conseguiu buscar no placar e empatou em 6 a 6. Bellucci conseguia passar a frente, mas não confirmava a vitória na bola seguinte, até que Thiago conseguiu virar e fechar em 10 a 8 e abrir 1 a 0 no placar.

Já no segundo, começou no mesmo ritmo que o primeiro. Muito equilíbrio e os games sendo confirmados. Até que Bellucci no oitavo game conseguiu obter uma quebra no serviço abrindo para 5 a 3 e foi sacar para o set. E conseguiu confirmar o serviço fechando o set em 6 a 3 e empatando o jogo em 1 a 1.

Bellucci se esforçou, mas sua condição física não permitiu que ele pudesse vencer. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

O terceiro começou com um Bellucci desligado de novo e não tardou para que Thiago já quebrasse no primeiro serviço do paulista abrindo 3 a 0 no placar. Foi quando ele pediu atendimento médico e mostrou que sua condição física não era mais a mesma. Bellucci ainda conseguiu confirmar o game seguinte, mas não deu para ele. Acabou perdendo por 6 a 3 e deu adeus ao torneio.

Nas quartas-de-final, Thiago enfrenta Casper Wood, a surpresa do torneio, que venceu o espanhol 

 

Assinar este feed RSS