Poliana Okimoto encerra carreira no alto do pódio

Poliana Okimoto encerra carreira no alto do pódio Poliana encerra a carreira na praia que começou a participar das Maratonas aquáticas e onde ganhou sua medalha olímpica. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

A despedida de Poliana Okimoto não poderia ter sido de melhor forma. Ela junto com Ana Marcela Cunha, Alan do Carmo e Fernando Ponte venceram a disputa do Rei e Rainha nas areias do posto 5 em Copacabana, diante de uma torcida que com todo o carinho deram todo o apoio para a vitória.

“Foi uma carreira muito bonita, uma história de muita superação e de muitos altos e baixos.  E foi isso que me deixou muito forte. Hoje logo que entrei nessa areia foi muito emocionante poder sentir novamente essa adrenalina. Muitos atletas vão chegar nesse momento e nem todos os atletas vão poder chegar felizes como cheguei.” – Diz Poliana muito emocionada sobre sua última prova.

Com Ana Marcela, elas rivalizaram várias disputas e na sua última, competiram juntas. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Para Ana Marcela Cunha, foi muito emocionante estar presente ao lado de Poliana neste momento.

“A Poliana abriu muitas portas para todos nós e essa foi sem dúvidas a primeira e a última oportunidade que nadamos juntas. Certamente eu e as outras atletas vamos nos inspirar nela e seguir o seu legado que nos deixou nas maratonas aquáticas. ” – Completa a atual melhor atleta do mundo na modalidade.

Alan do Carmo foi outro atleta que contribuiu com a vitória e junto com Ana Marcela e Poliana, estão no circuito há 11 anos disputando todas as provas. Ele que saiu campeão mundial na última temporada do circuito de águas abertas.

Poliana parte para sua última entrada na água. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

“Muito emocionante e muito disputada para quem assistiu. Estávamos querendo muito essa vitória para Poliana fechar com chave de ouro e participar dessa última vitória dela e feliz com todo o trabalho que fizemos em equipe.” – Diz Alan que vai treinar forte no próximo ano para disputar as seletivas para o mundial de 2019.

Poliana termina sua carreira passando para Alan o bastão e ele ir em busca da vitória de hoje. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Em segundo lugar, ficou a outra equipe do Brasil formada por Betina Lorscheitter, Viviane Jungblut, Leonardo de Deus e Guilherme Costa e que durante as voltas, contribuiu para que a disputa fosse doméstica esse ano.

Em terceiro ficou a equipe da Europa, em quarto a equipe da África e em quinto a equipe das Américas.

Betina e Poliana se emocionam ao término da prova. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Veja o discurso de Poliana no pódio de despedida:

Mídia

crédito: Bruno Lopes/BMLPhotopress/EAZ

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.