Catarinense Luiz Neto é o melhor entre os amadores no primeiro dia de disputas do Skate Total Urbe Open

Catarinense Luiz Neto é o melhor entre os amadores no primeiro dia de disputas do Skate Total Urbe Open Luiz Neto saiu na frente nesta etapa dos amadores. Crédito: Pablo Vaz/STU Open

Suor, emoção e muito empenho nas manobras. Nesta quarta-feira, 26/04, na Praça Duó, Barra da Tijuca, foi dado início às competições do  Skate Total Urbe Open (STU Open), maior mundial de skate da América Latina. E foi dia de os competidores amadores se entregarem na pista em busca das oito vagas no Round 3 do torneio, que acontece nesta quinta-feira, 27, e já contará com skatistas profissionais pré-classificados. Ao final das duas baterias de estreia, Luiz Neto, de Florianópolis (SC), foi o grande vencedor, seguido por Tiago Picomano (Belo Horizonte-MG) e Victor Bob (Recife-PE).

 A competição rendeu pontos para o ranking brasileiro amador. O dia de disputas começou com o Round 1, que contou com 12 baterias de seis skatistas. Do total de 12 vagas para o Round 2, três eram destinadas a atletas de fora. Os nove melhores brasileiros e os três melhores estrangeiros classificados, então, avançaram ao Round 2, no qual competiram com os 12 melhores amadores pré-classificados nas seletivas estaduais. Foi ao final deste segundo round, de quatro baterias com seis participantes, que Luiz Neto garantiu a melhor pontuação.

“Não esperava esse resultado. É uma felicidade imensa. É mais legal ainda assim, quando você não espera que vai acontecer. Muito grato por estar aqui e conquistar o respeito de todos. A expectativa daqui pra frente é a mesma: andar de skate com os amigos e me divertir”, comentou o vencedor, que se classificou em oitavo no Round 1 e detonou no segundo round.

 As disputas do STU acontecem em formato de Jam Session Ordenada, onde os competidores se alternam na pista em ordem pré-determinada. Cada competidor poderá tentar uma manobra por vez e, acertando ou errando, deve esperar todos os outros competidores tentarem suas manobras para poder tentar sua segunda manobra e assim por diante. A classificação final é determinada de acordo com a pontuação obtida pelo atleta no somatório geral das baterias de cada round.

 “Esse é um formato dinâmico e moderno, que vem sendo usado pela World Cup Skateboarding (WCS) já há algum tempo e que se assemelha às sessões do dia a dia do skatista, onde um determinado skatista tenta uma manobra e, na sequência, cede o lugar para que um amigo tente sua manobra. Ou seja, esse formato acaba aproximando a competição da prática diária do esporte. Isso gera um dinamismo para o evento, pois agiliza as sessões e dá oportunidade para que mais skatistas participem em um mesmo cronograma de disputa”, analisa Ed Scander, vice-presidente da Confederação Brasileira de Skate (CBSk).

 

Resultados desta quarta-feira

 

Round 1

 

Lucas Rabelo - 85.00

Lucas Alves - 83.00

Vinicius Costa - 82.67

Anderson Resende - 76.67

João Victor Formiguinha - 76.63

Yuri Facchini - 76.00
Matheus de Souza - 75.33
Luiz Neto - 75.33
Tiago Picomano - 75.00

Kaio Cravalho - 72.33
Talles Silva - 72.33
Arthur Molon Silveira - 70.33
Juan Ignacio Menicucci (ARG) - 69.67
Adrian Sayan Monteverde (PER) - 59.33
Joel de Castro - 58.00


Round 2

 

Luiz Neto - 81.33

Tiago Picomano -78.33

Victor Bob - 78.33

Lucas Alves - 78.00

Matheus de Souza - 76.00
João Victor Formiguinha - 75.33
Anderson Resende - 74.67
Lucas Rabelo - 73.67

Resultados completos em www.stuopen.com 

 

Entenda como funciona o STU Open

No Open Masculino, 176 skatistas competem, sendo 104 profissionais (78 brasileiros e 26 estrangeiros) e 72 amadores (54 brasileiros e 18 estrangeiros). No feminino, serão 28 as competidoras, sendo 19 do Brasil e nove de fora. Além disso, o Comitê Técnico Organizador (CTO) ofereceu 20 Wild Cards: 16 para o Open Masculino e quatro para o Feminino.

 

As etapas do Open Masculino são organizadas da seguinte forma. O Round 1 classificou 12 amadores para o Round 2. No Round 2, os 24 classificados (12 do Round 1 + 12 pré-classificados nas seletivas estaduais) se enfrentaram por oito vagas na fase seguinte. No Round 3, os oito amadores classificados no Round 2 se juntam aos competidores profissionais (brasileiros e estrangeiros) previamente inscritos. Classificam-se os 30 melhores resultados para o Round 4.

 

No Round 4, os 30 classificados se juntam aos 10 pré-classificados com Bronze Wild Cards em busca de 16 vagas. Já no Round 5, os 16 mais bem colocados no Round 4 se juntam aos outros 16 profissionais convidados pelo Comitê Organizador (Silver e Golden Wild Cards), entre eles, nomes como Kelvin Hoefler, Luan Oliveira, Dave Bachinsky. Destes 32 competidores, 16 passam à semifinal, e, em seguida, oito avançam à final. No Open Feminino, 32 skatistas disputam o Round 1, e as oito melhores seguem para a grande decisão.

Programação desta quinta-feira

9h - Vistoria CBSk / Faserj

10h às 13h - Credenciamento

10h às 14h - Treino dos competidores profissionais. Round 3 (seis baterias de 16 competidores + uma bateria de oito)

14h às 22h - Round 3 Open Masculino (13 baterias de oito competidores)

Última modificação emQuinta, 27 Abril 2017 11:37

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.