Marcelo Melo e Bruno Soares estreiam no Rio Open em busca de inédito título para o Brasil

Marcelo Melo e Bruno Soares estreiam no Rio Open em busca de inédito título para o Brasil Bruno Soares vem com sua dupla Jamie Muray. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

Com currículos expressivos, de Grand Slams a outros títulos de grande importância no circuito, os brasileiros Marcelo Melo e Bruno Soares ainda não sentiram o gostinho de vencer o Rio Open apresentado pela Claro. Melo, que divide a liderança do ranking mundial com seu parceiro Lukasz Kubot, foi quem chegou mais perto ao ficar com o vice-campeonato da primeira edição, em 2014. Bruno, que joga com o britânico Jamie Murray, foi semifinalista nos quatro anos do maior torneio de tênis da América do Sul.

Os dois estreiam nesta quarta-feira em busca do inédito título no ATP 500 do Rio. Bruno e Jamie pegam os brasileiros Thiago Monteiro e Fabiano de Paula, que receberam convite da organização, às 18h, na quadra 1, famosa por lotar nos jogos de duplas e se transformar em um caldeirão. Na sequência, Marcelo e Kubot enfrentam o chileno Nicolas Jarry e o tcheco Jiri Vesely. 

"Viemos para ganhar este torneio, jogando em casa temos que fazer de tudo para sair com o título", avisou Bruno, que ao lado de Jamie conquistou o US Open e o Aberto da Austrália, em 2016.

Marcelo, que tem Wimbledon e Roland Garros no currículo, considera que chega melhor para a edição 2018 do Rio Open. "Quando começamos a parceria (início 2017), sabíamos que a gente precisava de um tempo para encaixar o nosso jogo, porque temos estilos diferentes. E fomos fazendo isso ao logo dos torneios, conversando muito, e as coisas começaram a engrenar", contou o mineiro, que terminou a última temporada com seis títulos.

A rodada de quarta-feira também vai ter André Sá e Thomaz Bellucci em ação, no terceiro jogo da quadra 1, contra os argentinos Andres Molteni e Horacio Zeballos. O mineiro de 40 anos está se despedindo das quadras e ganhará homenagem especial da organização do Rio Open.