Brasil define equipe para disputar a Fed Cup em San Luis Potosi

Teliana Pereira Crédito imagem: Cristiano Andujar/Arquivo CBT Teliana Pereira

O Brasil foi definido nesta segunda-feira para a disputa do Zonal Americano I da Fed Cup, a Copa do Mundo do tênis feminino, que será realizada entre os dias 4 e 7 de fevereiro no centro esportivo La Loma, em San Luis Potosí, no México.

A capitã Carla Tiene definiu a equipe brasileira com as tenistas Teliana Pereira (número 110 do ranking de simples da WTA), Beatriz Haddad Maia (237ª), Gabriela Cé (265ª) e Paula Gonçalves (301ª).

 

A convocação tem como novidade em relação ao time de 2014 a tenista Beatriz Haddad Maia, que volta à equipe após fechar a última temporada como número 2 do Brasil no ranking mundial de simples. Teliana, Gabriela e Paula mantém a base que levou o Brasil ao Playoff do Grupo Mundial II no ano passado.

“Foi meio coincidência ser as atuais quatro primeiras do ranking. Tentei ver como foi o ano das jogadoras. A certeza era a Teliana e a Bia pelo que fez na segunda metade do ano depois de sair da lesão e se recuperar bem. Fiquei entre Gabriela, Paula e Laura pelo ano das três. A Gabriela fez um ano super positivo, a Laura e a Paula tiveram lesão, e optei pela Paula devido à experiência que tem na Fed Cup, de já ter feito jogos de definição”, explica a capitã.

Laura Pigossi, que esteve presente no time nos últimos dois anos, também fará parte da delegação brasileira que viaja ao México para a competição. Ela será a tenista reserva do time e participará dos treinamentos com as demais jogadoras, além de ficar disponível caso precise substituir alguma das atletas.

“Também vamos levar a Laura. São jogadoras com nível parecido e eu não gostaria de deixar ninguém fora da equipe. Se Deus quiser, numa classificação a gente poder contar com todas, acho importante ela estar na equipe também junto com a gente”, afirma Tiene.

Equipe com melhor ranking entre as participantes do Zonal Americano I, o Brasil terá como possíveis adversários a Bolívia, o Chile, a Colômbia, o México, o Paraguai e a Venezuela.

“Neste ano tem sete equipes, devemos ser cabeça de chave 1, e o fato de ser na altitude com certeza dificulta um pouco mais. Colômbia está acostumada e o  México também, se fizermos uma boa preparação a gente consegue se adaptar e classificar de novo, esse é o objetivo”, analisa Tiene.

Local escolhido para o Zonal Americano, o centro esportivo La Loma é tradicional em competições de tênis no México e tem em seu histórico a sede da Copa Davis Junior e a Fed Cup Junior, Mundial sub-16 de tênis. As quadras utilizadas serão de piso duro.

A competição terá a divisão das equipes em dois grupos e o time vencedor de cada grupo disputará a final valendo vaga no Playoff do Grupo Mundial II, que acontece nos dias 18 e 19 de abril. O sorteio dos grupos acontece na sexta-feira, dia 9 de janeiro, às 10h locais (8h de Brasília) na sede da ITF, em Londres.

Última modificação emDomingo, 01 Fevereiro 2015 11:54
Raphael Oliveira

Raphael Oliveira, Carioca morador de Uberlândia desde 2011 pós-graduado em Jornalismo Esportivo pela Faculdades Integradas Hélio Alosno (FACHA-RJ), apaixonado por esportes fundador do site de notícias esportivas “Esportes de A a Z” onde se divide entre editor e fotógrafo, possui na currículo cobertura de eventos como Grand Slam de Judo, Mundial de Judo, Liga Mundial de Vôlei, Finais do NBB e Superliga de Vôlei, Mundial de Natação Paralímpica, NBA e UFC e Paralímpiadas Rio 2016.