fbpx

Brasil termina primeiro dia empatado com a Argentina na Copa Davis

Brasil termina primeiro dia empatado com a Argentina na Copa Davis Crédito imagem: Cristiano Andujar/CBT

Em um dia longo de jogos, o Time Correios Brasil deixou o Tecnópolis, em Buenos Aires, nesta sexta-feira com o placar igualado em 1 a 1 no confronto com a Argentina após vitória de João “Feijão” Souza e a derrota de Thomaz Bellucci diante do número 1 argentino na primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis.

Neste sábado, às 13h, com transmissão ao vivo do Sportv 2, o Brasil disputa o jogo de duplas com Marcelo Melo e Bruno Soares, parceria que tem ótimo retrospecto na competição e soma oito vitórias em nove partidas, sendo sete triunfos consecutivos. Eles encaram os argentinos Federico Delbonis e Diego Schwartzman, caso o capitão argentino Daniel Orsanic não altere a dupla.

Em sua terceira partida de Copa Davis na carreira, o paulista João “Feijão” Souza conseguiu uma grande vitória na abertura do confronto entre Brasil e Argentina pela primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis no Tecnópolis, em Buenos Aires, e deixou o Time Correios Brasil com 1 a 0.

Em um jogo com 4h57min, Feijão superou o calor e não se intimidou com o barulho da torcida argentina para vencer Carlos Berlocq por 3 sets a 2, com parciais de 6/4 3/6 5/7 6/3 6/2.

A partida foi uma das mais longas de um brasileiro na história da Copa Davis, com 4h57, ficando a apenas 3 minutos de igualar o jogo entre Thomaz Bellucci e o russo Mikhail Youzhny em setembro de 2011, na cidade de Kazan, na Rússia, que durou 5h.

“Foi a partida mais longa da minha carreira, quase 5h, jogando contra o Carlos Berlocq aqui na Argentina, um jogador que já venceu muitos jogadores na Copa Davis e na semana passada fez semifinal no ATP. Espero que essa partida me dê mais força para seguir durante todo o ano e posso dizer que foi uma das principais vitórias da minha carreira”, afirmou Feijão após a vitória. “A Argentina segue favorita e posso adiantar que no domingo lutarei como hoje, não desistirei jamais”, completou.

Na segunda partida desta sexta-feira, Thomaz Bellucci foi superado por Leonardo Mayer por 3 sets a 1, com parciais de 6/4 6/4 1/6 6/3, em 2h39min, deixando o confronto igualado ao final do primeiro dia.

“Ele teve o mérito de jogar que eu em muitos momentos, sacou muito bem e conseguiu colocar quase todas as bolas nos dois primeiros sets, isso é muito difícil. Ao final do quarto set eu poderia ter mudado um pouco a historia da partida se tivesse jogado um pouco melhor”, afirmou Bellucci.

“Eu esperava que a gente ganhasse no primeiro dia 2 a 0. A gente não esperava perder, lógico, mas dentro das condições foi um dia interessante. Feijão jogou muito bem, conseguiu administrar muito bem essa pressão de jogar fora de casa e o jogo foi decidido na quadra”, completou.

O capitão João Zwetsch lembrou que em um confronto como este, cada detalhe pode fazer diferença e a disputa segue equilibrada, com a Argentina tendo a vantagem de jogar em casa com o piso e a bola que escolheu.

“Dissemos durante toda a semana que as partidas seriam muito disputadas, muito parelhas e foi o que aconteceu. A tendência é que seja amanhã igual e domingo a mesma coisa, partidas longas e decididas em detalhes”, afirmou o capitão.

“O confronto está muito igual, Marcelo e Bruno têm um ligeiro favoritismo amanhã pelo ranking e retrospecto, mas as condições de jogo aqui não estão tão fáceis, com a quadra lenta, as bolas lentas, vai ser uma partida muito disputada. Acho que a dupla vai ser muito decisiva, quem puder entrar no domingo com 2 a 1 terá uma condição bastante interessante”, finalizou Zwetsch.

O Brasil é formado pelos tenistas João “Feijão” Souza, Thomaz Bellucci, Marcelo Melo e Bruno Soares, além dos reservas Fabiano de Paula, Guilherme Clezar e Thiago Monteiro. A comissão técnica tem o capitão João Zwetsch, o técnico Daniel Melo, o preparador físico Eduardo Faria, os fisioterapeutas Paulo Roberto Santos e Otavio Kiefer, o médico Ricardo Diaz e o chefe da delegação Paulo Moriguti.

 

Confira abaixo a programação e os resultados do confronto:

João Souza (BRA) d. Carlos Berlocq (ARG) - 6/4 3/6 5/7 6/3 6/2

Leonardo Mayer (ARG) d. Thomaz Bellucci (BRA) - 6/4 6/4 1/6 6/3

 

Sábado, 7 de março, às 13h

Marcelo Melo/Bruno Soares (BRA) vs Federico Delbonis/Diego Schwartzman (ARG)

 

Domingo, 8 de março

A partir das 11h – João Souza (BRA) vs Leonardo Mayer (ARG)

A seguir – Thomaz Bellucci (BRA) vs Carlos Berlocq (ARG)

Raphael Oliveira

Raphael Oliveira, Carioca morador de Uberlândia desde 2011 pós-graduado em Jornalismo Esportivo pela Faculdades Integradas Hélio Alosno (FACHA-RJ), apaixonado por esportes fundador do site de notícias esportivas “Esportes de A a Z” onde se divide entre editor e fotógrafo, possui na currículo cobertura de eventos como Grand Slam de Judo, Mundial de Judo, Liga Mundial de Vôlei, Finais do NBB e Superliga de Vôlei, Mundial de Natação Paralímpica, NBA e UFC e Paralímpiadas Rio 2016.