Thien é campeão no Rio Open

Thien é campeão no Rio Open Dominic Thien ganhou todos os jogos sem perder um set sequer. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Dominic Thien é o novo campeão do Rio Open. Em partida realizada na quadra central que lotou para final contra o espanhol Pablo Carreño Busta, o austríaco venceu a partida que foi bem disputada por 2 sets a 0 com parciais de 7/6 e 6 a 4. 

Em sua campanha pelo título, Thien fez uma campanha impecável e não perdeu um único set sequer. Ele venceu Tipsarevic na estreia, depois eliminou Lajavic, Schwartzman e Albert Ramos-Vinolas até a grande final e foi seu primeiro título no saibro num atp 500 no saibro. 

“Estou muito feliz e é muito bom ser campeão aqui. Joguei muito bem as 5 partidas em especial a semi e a final. Agora vou para Acapulco, já viajo hoje à noite e terei que me adaptar rapidamente a quadra lá, algo que fiz ano passado. A partida foi bem apertada e ele agora é top 20 e ele continuando assim, vai ser uma grande no tênis. Não consegui aproveitar muito da semana aqui no Rio e só pude ver algo do carnaval no hotel, tenho certeza que quero poder voltar aqui e curtir um pouco mais a cidade. ” – Conta sobre sua vitória.

Thien é o atual número 9 no ranking da ATP. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

O jogo

Um começo de jogo onde os atletas estudavam um ao outro com bastante disputa de bola. Coube a Carreño busta conseguir a primeira quebra no 5º game abrindo 3 a 2, mas na hora de confirmar sua vantagem, acabou tendo a quebra devolvida com 3 a 3. O jogo seguiu apertado com o espanhol tendo a possibilidade de fechar o set, mas foi Thien quem conseguiu quebrar mais uma vez o serviço depois de 3 tentativas e levou o set botando 1 a 0 no placar em mais de 50 minutos de partida.

O segundo set começou muito disputado como no primeiro. Coube a Thien dessa vez quebrar o serviço depois de pegar uma bola bem difícil e abrir 4 a 2 de frente e ficar mais próximo do título. Mas o espanhol não estava disposto a perder e no game seguinte, conseguiu devolver a quebra e empatar a partida novamente em 4 a 4. O austríaco confirmou seu serviço botando frente e no game seguinte, conseguiu quebrar novamente o serviço do espanhol e se sagrou campeão do Rio Open pela primeira vez.

 

Diretor Luiz Carvalho faz uma avaliação do torneio

Segundo Luiz Carvalho, o 4º ano do Rio Open foi o melhor de todos até agora. Ele ficou feliz de ter conseguido colocar dois tops 10 no torneio esse ano e ficou feliz com o feedback que ele gerou.

“Estamos felizes de terminar o 4º ano do torneio sem chuva, foram 45 mil pessoas nesses 9 dias de evento. Foi fundamental termos cedido o torneio feminino para Budapest e pudemos dar mais espaços para os jogadores no vestiário. Eles também gostaram de jogar mais tarde sem o sol castigando e o feedback do público foi bom também. Entregamos um evento nota 10 em termos de cobertura, organização e cobertura de mídia. Por enquanto tenho um bom formato aqui ainda não posso pensar em mudanças para outro lugar. O publico foi melhor nas na segunda e nas terças, isso foi uma novidade boa já que é uma oportunidade de conseguir ver todos os atletas. 

Veja imagens da partida:

Carreño Busta se esforça para defender mais uma bola. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

 

Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

 

 

Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

 

Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z