fbpx

Uberlândia sediará próximo confronto do Brasil na Davis

A cidade de Uberlândia será sede do próximo confronto do Brasil no Play-off da Copa Davis. Valendo vaga na fase final da competição entre países, o confronto irá ocorrer nos dias 1 e 2 de fevereiro de 2019, contra a Bélgica, no saibro do Ginásio Arena Tancredo Neves, conhecido como Sabiazinho. Com capacidade para 6 mil pessoas, o local já foi palco de grandes eventos, como a decisão da Superliga Feminina de Vôlei 2017/2018.

A solenidade de assinatura de contrato e a coletiva de imprensa foram realizadas na sede da Prefeitura Municipal de Uberlândia, nesta terça-feira (6), com a presença do presidente da Confederação Brasileira de Tênis, Rafael Westrupp; do presidente da Federação Mineira de Tênis, François Rahme; do presidente do Praia Clube, Aldorando Dias de Sousa e do prefeito de Uberlândia Odelmo Leão.

“Gostaria de fazer um agradecimento especial ao prefeito Odelmo, ao dr. Aldorando, presidente do Praia Clube, ao presidente da Federação Mineira, François Rahme e ao diretor de tênis Luiz Eugênio, pessoas que se engajaram nesse sonho que hoje começa a se tornar realidade. Outras cidades tinham apresentado interesse em sediar a Copa Davis, como Salvador, Fortaleza, São Paulo, Criciúma, dentre outras cidades”, revelou Westrupp.

A escolha por Uberlândia foi feita em conjunto com a comissão técnica e o capitão João Zwetsch, que está acompanhando o atleta Thiago Wild no Uruguai, e por isso não pôde comparecer ao evento.

"Nós da comissão técnica conversamos e pensamos que essas seriam as melhores condições para jogarmos: quadra de saibro, bola mais lenta, quadra coberta, com um pouquinho de altitude para não deixar o jogo tão lento também. Condições muito parecidas com o Ibirapuera, no Brasil Open, que é onde todos nossos jogadores se sentem bem jogando. A ideia era essa, deixar as condições mais adequadas para enfrentarmos a Bélgica na melhor das possibilidades", explicou o capitão João Zwetsch.

Todas as informações e os detalhes de ingressos para este confronto em Uberlândia serão anunciados até o dia 15 de novembro.

Cidade do Triângulo Mineiro já tem tradição no tênis

Uberlândia já está acostumada a receber grandes eventos de tênis. Nos últimos quatro anos, a cidade do Triângulo Mineiro sediou o Brasileirão Infantojuvenil da CBT e a Copa das Federações, que mobiliza mais de 1 mil atletas durante duas semanas de disputas no Praia Clube.

“Muitas pessoas não sabem, mas Uberlândia já sedia o maior torneio infantojuvenil da CBT há quatro anos, juntamente com o Praia Clube e a Federação Mineira. Mais de 1 mil crianças, que são o futuro do nosso tênis, da nossa sociedade, passam por Uberlândia uma vez ao ano”, ressaltou o presidente da CBT.

O último confronto do Brasil em casa, em 2016, também foi em Minas Gerais, quando a equipe brasileira venceu o Equador, em Belo Horizonte. Este será o quarto confronto entre Brasil e Bélgica e a equipe brasileira tentará quebrar o tabu de nunca ter vencido os belgas na competição. Os europeus venceram os três duelos anteriores, todos em casa, em 1960, em 1993 (quando o Brasil perdeu o mando de quadra) e em 2016.

“Há três anos não tínhamos a oportunidade de jogar a Copa Davis em casa. Será uma revanche, no bom sentido, contra a Bélgica, para quem perdermos em Ostend, em 2016. Mas tenho certeza que, com essa união de Uberlândia, todos os torcedores e o ginásio Sabiazinho lotado, nossa equipe vai estar ainda mais motivada a ganhar e se classificar para a Copa do Mundo, que será realizada no final do ano que vem”, projetou Westrupp.

“É um privilégio ter esse evento em Minas Gerais mais uma vez. Acho que é uma grande oportunidade para todo o público de Uberlândia, para todos os mineiros, para que a gente possa lotar a Arena Sabiazinho e garantir essa vitória para o Brasil”, reforçou o presidente da Federação Mineira de Tênis, François Rahme.

“Graças ao Odelmo, que construiu o Sabiazinho, é que hoje podemos trazer a Copa Davis para Uberlândia. É um sonho antigo, mas não tínhamos estrutura porque há a exigência de um ginásio com, no mínimo, 4 mil lugares. O Praia pensa não apenas nos seus associados, mas também na cidade de Uberlândia. O evento trará muitos benefícios para a cidade”, afirmou o presidente do Praia Clube, Aldorando Dias de Sousa.

“A prefeitura foi uma parceira, uma facilitadora. Nos treinamentos poderemos levar as comunidades, as associações de bairros, as crianças, para conhecerem o esporte. Esse é o lado social do evento, que vamos promover com a autorização da CBT. Um evento desses gera cerca de 11 horas de transmissão para 150 países do mundo, um momento ímpar para a cidade de Uberlândia. O Praia hoje promove o maior Campeonato Brasileiro de Tênis em Uberlândia no mês de julho, então, temos que ser parceiros daquilo que dá certo”, ressaltou o prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão.


Módulo de disputa

Assim como já foi colocado em prática nos Zonais deste ano, as séries serão compostas de duas partidas de simples, na sexta-feira, e uma de duplas e mais duas de simples, no sábado, todas disputadas em melhor de três sets. O vencedor garantirá uma vaga entre os 18 países na fase final da competição, enquanto o perdedor disputará o respectivo zonal.

Ao todo, serão 12 confrontos na fase qualificatória da Copa Davis. Os 12 ganhadores se juntarão aos quatro semifinalistas do Grupo Mundial em 2018 (França, Croácia, Estados Unidos e Espanha), e a Argentina e Grã-Bretanha, que receberam wild card para fase final da competição, que será disputada em sede única, no mês de novembro de 2019.

  • Publicado em Tênis

Melo e Soares deixam Brasil a um ponto das quartas na Copa Davis

Os mineiros Bruno Soares e Marcelo Melo garantiram o segundo ponto para o Time Correios Brasil no confronto com a Argentina ao vencer Carlos Berlocq e Diego Schwartzman com parciais de 7/5 6/3 6/4, em 2h09min, no Tecnópolis, em Buenos Aires, pela primeira rodada do Grupo Mundial.

Neste domingo, João “Feijão” Souza enfrentará o argentino Leonardo Mayer na primeira partida de simples e depois será a vez de Thomaz Bellucci enfrentar Federico Delbonis, conforme afirmou em entrevista coletiva o capitão argentino Daniel Orsanic, que tinha escalado previamente Carlos Berlocq.

  • Publicado em Tênis

Brasil termina primeiro dia empatado com a Argentina na Copa Davis

Em um dia longo de jogos, o Time Correios Brasil deixou o Tecnópolis, em Buenos Aires, nesta sexta-feira com o placar igualado em 1 a 1 no confronto com a Argentina após vitória de João “Feijão” Souza e a derrota de Thomaz Bellucci diante do número 1 argentino na primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis.

Neste sábado, às 13h, com transmissão ao vivo do Sportv 2, o Brasil disputa o jogo de duplas com Marcelo Melo e Bruno Soares, parceria que tem ótimo retrospecto na competição e soma oito vitórias em nove partidas, sendo sete triunfos consecutivos. Eles encaram os argentinos Federico Delbonis e Diego Schwartzman, caso o capitão argentino Daniel Orsanic não altere a dupla.

Em sua terceira partida de Copa Davis na carreira, o paulista João “Feijão” Souza conseguiu uma grande vitória na abertura do confronto entre Brasil e Argentina pela primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis no Tecnópolis, em Buenos Aires, e deixou o Time Correios Brasil com 1 a 0.

Em um jogo com 4h57min, Feijão superou o calor e não se intimidou com o barulho da torcida argentina para vencer Carlos Berlocq por 3 sets a 2, com parciais de 6/4 3/6 5/7 6/3 6/2.

A partida foi uma das mais longas de um brasileiro na história da Copa Davis, com 4h57, ficando a apenas 3 minutos de igualar o jogo entre Thomaz Bellucci e o russo Mikhail Youzhny em setembro de 2011, na cidade de Kazan, na Rússia, que durou 5h.

“Foi a partida mais longa da minha carreira, quase 5h, jogando contra o Carlos Berlocq aqui na Argentina, um jogador que já venceu muitos jogadores na Copa Davis e na semana passada fez semifinal no ATP. Espero que essa partida me dê mais força para seguir durante todo o ano e posso dizer que foi uma das principais vitórias da minha carreira”, afirmou Feijão após a vitória. “A Argentina segue favorita e posso adiantar que no domingo lutarei como hoje, não desistirei jamais”, completou.

Na segunda partida desta sexta-feira, Thomaz Bellucci foi superado por Leonardo Mayer por 3 sets a 1, com parciais de 6/4 6/4 1/6 6/3, em 2h39min, deixando o confronto igualado ao final do primeiro dia.

“Ele teve o mérito de jogar que eu em muitos momentos, sacou muito bem e conseguiu colocar quase todas as bolas nos dois primeiros sets, isso é muito difícil. Ao final do quarto set eu poderia ter mudado um pouco a historia da partida se tivesse jogado um pouco melhor”, afirmou Bellucci.

“Eu esperava que a gente ganhasse no primeiro dia 2 a 0. A gente não esperava perder, lógico, mas dentro das condições foi um dia interessante. Feijão jogou muito bem, conseguiu administrar muito bem essa pressão de jogar fora de casa e o jogo foi decidido na quadra”, completou.

O capitão João Zwetsch lembrou que em um confronto como este, cada detalhe pode fazer diferença e a disputa segue equilibrada, com a Argentina tendo a vantagem de jogar em casa com o piso e a bola que escolheu.

“Dissemos durante toda a semana que as partidas seriam muito disputadas, muito parelhas e foi o que aconteceu. A tendência é que seja amanhã igual e domingo a mesma coisa, partidas longas e decididas em detalhes”, afirmou o capitão.

“O confronto está muito igual, Marcelo e Bruno têm um ligeiro favoritismo amanhã pelo ranking e retrospecto, mas as condições de jogo aqui não estão tão fáceis, com a quadra lenta, as bolas lentas, vai ser uma partida muito disputada. Acho que a dupla vai ser muito decisiva, quem puder entrar no domingo com 2 a 1 terá uma condição bastante interessante”, finalizou Zwetsch.

O Brasil é formado pelos tenistas João “Feijão” Souza, Thomaz Bellucci, Marcelo Melo e Bruno Soares, além dos reservas Fabiano de Paula, Guilherme Clezar e Thiago Monteiro. A comissão técnica tem o capitão João Zwetsch, o técnico Daniel Melo, o preparador físico Eduardo Faria, os fisioterapeutas Paulo Roberto Santos e Otavio Kiefer, o médico Ricardo Diaz e o chefe da delegação Paulo Moriguti.

 

Confira abaixo a programação e os resultados do confronto:

João Souza (BRA) d. Carlos Berlocq (ARG) - 6/4 3/6 5/7 6/3 6/2

Leonardo Mayer (ARG) d. Thomaz Bellucci (BRA) - 6/4 6/4 1/6 6/3

 

Sábado, 7 de março, às 13h

Marcelo Melo/Bruno Soares (BRA) vs Federico Delbonis/Diego Schwartzman (ARG)

 

Domingo, 8 de março

A partir das 11h – João Souza (BRA) vs Leonardo Mayer (ARG)

A seguir – Thomaz Bellucci (BRA) vs Carlos Berlocq (ARG)

  • Publicado em Tênis

Capitão vê condições difíceis no confronto pelo Grupo Mundial, de 6 a 8 de março

Capitão vê condições difíceis no confronto pelo Grupo Mundial, de 6 a 8 de março | Crédito imagem: Marcello Zambrana/Arquivo

Brasil conheceu na última terça-feira o local onde disputará o confronto com a Argentina na primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis em março de 2015. A Associação Argentina de Tênis (AAT) anunciou que os jogos entre os dias 6 e 8 de março serão disputados no Parque do Bicentenário, mais conhecido como Tecnópolis, em Villa Martelli, na província de Buenos Aires. O confronto será em quadra descoberta de saibro.

  • Publicado em Tênis
Assinar este feed RSS