Casper Ruud surpreende e elimina Thiago Monteiro

A torcida apoiou e fez a sua parte na quadra central e apoiou bastante. Mas não deu para Thiago Monteiro que acabou eliminado para a surpresa do Rio Open, o norueguês Caspeer Ruud por 2 set a 0 por 6/2 e 7/6.

O norueguês Ruud vem impressionando o mundo do tênis desde 2013, quando aos 14 anos venceu o primeiro torneio juvenil de 18 anos e em 2015, seus resultados o levaram à equipe da Noruega na Copa Davis. Não se intimidou e venceu os três jogos que lhe couberam, ajudando na ascensão do País para o Grupo II Europa/África.

Casper Ruud é a sensação do torneio e chega uma semifinal de um torneio ATP pela primeira vez. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Ele subiu mais de 900 posições em 2016, tem dois títulos futures e um Challenger em Sevilha, Espanha. Jogou o qualifying do 1º Grand Slam da carreira na Austrália em janeiro desse ano e avançou à terceira rodada.

No Rio Open, ele venceu Rogerinho na primeira rodada e fez um grande duelo com o espanhol Robert Carballes Baena com a partida decidida somente no terceiro set. Ele chegou a sua terceira vitória no torneio e deve avançar bastante no ranking da ATP.

“Estou feliz de ter chegado até aqui. Não foi fácil enfrentar o Thiago com a torcida ao lado dele, mas espero poder fazer um bom jogo na próxima rodada.” – Conta Ruud sobre o jogo.

Thiago reconheceu a superioridade do norueguês:

“O começo do jogo foi abaixo do que queria e ele começou muito solto e foi difícil voltar ao jogo. No segundo eu consegui voltar a partida, mas nos saques dele, não conseguia me superar e no tie break ele foi muito melhor. Tenho muito o que melhorar no meu jogo e não consegui acertar. E ele jogou num nível bom e não é surpresa e ele terá muito o que evoluir certamente e deverá jogar em alto nível por bastante tempo. Num geral, foi uma semana boa e apesar de ter perdido hoje, é seguir de cabeça erguida e semana que vem tem outro torneio e vou tentar aprender bastante com o jogo de hoje” - Conta

O Jogo

Depois de um primeiro game que durou oito minutos, Ruud conseguiu quebrar de primeira o serviço de Thiago e não tomou conhecimento do cearense e aplicou 4 a 0 muito rapidamente. A torcida tentou ajudar dando forças ao cearense que conseguiu vencer um game. O norueguês depois só administrou o set e em pouco mais de meia hora, fechou o set em 5 a 2 e abriu 1 a 0 no placar.

Com outra atitude, Thiago entrou muito mais agressivo no segundo set. Ele confirmou seu primeiro serviço e passou a fazer de igual para igual. A torcida começou a apoiá-lo o que o motivou ainda mais. Mas Ruud continuava motivado e o que se viu foi não haver nenhuma quebra no serviço, o que acabou levando o set para o tie break.

Ruud abriu 4 a 0 muito rapidamente se aproveitando de erros de Thiago. Ele ainda fez um ponto, mas errou na bola seguinte. E acabou perdendo por 7 a 1 e está fora do torneio.

 Pablo Carreno Busta vence na outra semifinal

Pablo Carreno Busta joga contra Ruud nas semifinais. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Com a desistência do ucraniano Dolgopolov no primeiro game do terceiro set, o espanhol Pablo Carreno Busta avançou para as semifinais e encara Ruud na partida que será realizada amanhã. 

 

Thien, Ramos-Vilanovas e Cabal e Farah avançam no Rio Open

Saíram os primeiros semifinalistas do Rio Open. Sem muitas dificuldades, o espanhol Albert Ramos-Vilanovas e o austríaco Dominic Thien passaram sem sustos por pelos argentinos Nicolas Kicker e Diego Schwartzman, respectivamente, pelo mesmo placar de 2 a 1 e com 1h15min de partida na quadra central

Na partida que abriu as quartas de final, o Ramos-Vilanovas não tomou muito conhecimento de Kicker. Rapidamente ele impôs seu ritmo e abriu botou 6 a 3 no placar. Já no segundo set, mantendo o mesmo ritmo, fez 6 a 2 e avançou para as semifinais.

Na outra partida, o favorito Dominic Thien também mandou de volta para a Argentina Diego Scwartzman vencendo o primeiro set por 6 a 2 e o segundo por 6 a 3, depois de ter aberto 4 a 0.

“Consegui me adaptar muito bem as condições daqui do Rio e fui bem feliz. Meu melhor jogo por aqui até agora. Apesar do início mais equilibrado, consegui impor meu jogo e vou agora para minha segunda semifinal por aqui.” – Conta Thien sobre sua vitória.

Albert Ramos-Vilanovas enfrenta Thien na semifinal. Crédito: JUMP

Nas semifinais amanhã, Ramos-Vilanovas e Thien se enfrentam em busca de uma vaga na final. “Eu sei que o saibro é o terreno favorito dele e ele está na melhor fase de sua carreira com um jogo bem sólido e promete fazer um bom jogo.” – Completa.

 

Cabal e Farah vão para a final nas duplas

Em uma partida que foi para o super tie-break, os colombianos Juan Sebastian Cabal e e Robert Farah chegaram pela terceira vez numa final de Rio Open. Para tal, tiveram que vencer o chileno Julio Peralta e o argentino Horacio Zeballos por 2 sets a 1 com parciais de 6/7, 7/6 e 10 a 6.

Cabal e Farah chegam pela terceira vez a final das duplas no torneio. Crédito: JUMP

Agora eles aguardam o vencedor do jogo entre Bruno Soares e Jamie Murray contra o uruguaio Pablo Cuevas e o espanhol Pablo Carreno Busta, partida que acontecerá mais tarde no torneio.

 

Thiago vence Bellucci no duelo brasileiro

Foram mais de duas horas de partida que dividiu a torcida na quadra central do Rio Open. De um lado estava o paulista Thomaz Bellucci e do outro o cearense Thiago Monteiro. E numa batalha de mais de duas horas de duração que invadiu a madrugada, Thiago acabou se sagrando vencedor da partida por 2 sets a 1 com parciais de 7/ 6, 3/6 e 6/3.

“Essa vitória me deixa muito feliz e foi uma partida difícil. Comecei melhor a partida, ele teve uma boa recuperação e com paciência, consegui vencer. Foi a primeira vez que enfrentei outro brasileiro em um jogo de ATP e uma pena isso ter dividido a torcida. ” – Conta Thiago sobre a vitória.

Bellucci fez história nesse Rio Open vencendo Nishikori na primeira rodada e claramente deu para perceber que o físico dele fez diferença no jogo, onde não aguentou a partida até o final.

“Eu não consegui manter meu jogo. Morri no terceiro set e fisicamente não me senti bem. É normal encontros como esse no circuito já que fiz minha pré-temporada com ele, mas hoje não deu para mim. Agora vou me preparar para competir bem em São Paulo na próxima semana” – Diz Bellucci sobre a derrota. 

O jogo

Monteiro começou a partida ligado no 220v. Aproveitando que Bellucci entrou mais desligado na partida, ele já saiu mandando ver e abriu 3 a 0 no placar. Mas o paulista não estava disposto a ceder fácil a vitória assim e resolveu entrar na partida, conseguindo quase que no mesmo ritmo, devolver o placar e a empatar em 3 a 3. O que se viu em seguida foi um equilíbrio entre os dois, tanto que eles conseguiram confirmar seus respectivos games e o set foi para o tie-break.

Na decisão do set, Thiago saiu melhor e abriu para 4 a 1. Mas Thomaz buscou e conseguiu empatar e num erro do cearense, virou no placar e botou 6 a 4. Thiago não permitiu a vitória e conseguiu buscar no placar e empatou em 6 a 6. Bellucci conseguia passar a frente, mas não confirmava a vitória na bola seguinte, até que Thiago conseguiu virar e fechar em 10 a 8 e abrir 1 a 0 no placar.

Já no segundo, começou no mesmo ritmo que o primeiro. Muito equilíbrio e os games sendo confirmados. Até que Bellucci no oitavo game conseguiu obter uma quebra no serviço abrindo para 5 a 3 e foi sacar para o set. E conseguiu confirmar o serviço fechando o set em 6 a 3 e empatando o jogo em 1 a 1.

Bellucci se esforçou, mas sua condição física não permitiu que ele pudesse vencer. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

O terceiro começou com um Bellucci desligado de novo e não tardou para que Thiago já quebrasse no primeiro serviço do paulista abrindo 3 a 0 no placar. Foi quando ele pediu atendimento médico e mostrou que sua condição física não era mais a mesma. Bellucci ainda conseguiu confirmar o game seguinte, mas não deu para ele. Acabou perdendo por 6 a 3 e deu adeus ao torneio.

Nas quartas-de-final, Thiago enfrenta Casper Wood, a surpresa do torneio, que venceu o espanhol 

 

Melo perde e da adeus ao Rio Open

Não deu para Marcelo Melo e Luckaz Kubot. A dupla formada pelo brasileiro e polonês acabou derrotada pelo chileno Peralta e o argentino Zeballos por sets 2 a 0 e duplo 6 a 4 e estão fora do Rio Open.

“Começamos a nossa parceria há pouco tempo e estamos ainda fazendo alguns ajustes. Tenho certeza que aos poucos o resultado virá e conseguiremos entrar melhor nos torneios e quem sabe disputar o título. Vou torcer pro Marcelo conseguir chegar a final. Eles estão jogando bem e tem grandes condições de ser o primeiro brasileiro a ser campeão aqui.” – Diz Melo sobre a derrota.

O Jogo

No primeiro set, a estratégia dos sul-americanos deu certo. Optaram por jogadas com mais força e conseguiram abrir no placar. Mas Melo e Kubolt até tentaram reagir, mas acabam perdendo por 6 a 4.

No segundo, o jogo estava bem pareado com as duas duplas confirmando seus pontos. Mas 4 a 4, Melo e Kubot deixaram ser quebrados e acabaram derrotados novamente em 6 a 4.

 

Na próxima rodada, Peralta e Zeballos encaram Cabal e Farah.

Soares e Murray sofrem e vão para as semifinais

Foi com muito sufoco e jogo só decidido só no super tie-break. A torcida que lotou a quadra 1 do Rio Open para acompanhar o duelo entre Bruno Soares e o inglês Jamie Murray contra os argentinos Andres Molteni e Diego Schwartzman que colocou a dupla do brasileiro nas semifinais do Rio Open vecendo por 2 sets a 1.

“Foi um jogo muito duro e pareô e eles fizeram uma ótima partida. Estou feliz com a vitória. Foi ótimo a torcida ter lotado a quadra e isso criou uma boa atmosfera para jogarmos e isso nos ajuda. “ – Conta Murray sobre a vitória

“Esse é o ano que estou jogando melhor com as condições da cidade e estou conseguindo acertar um bom saque. O Jamie está jogando bem dentro das condições dele e tenho certeza que tem coisa boa para a semifinal. Hoje foi um jogo bem intenso e tivemos que jogar muitos pontos de pressão e conseguimos sair com a vitória. ” – Diz Bruno  

O jogo foi decidido somente no super tie-break. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

O jogo

No primeiro set, os argentinos saíram na frente abrindo 2 games de vantagem, mas rapidamente, Soares e Murray conseguiram recuperar a quebra, confirmar e ainda quebrar de novo virando o placar para 3 a 2. E sem muitas dificuldades, dispararam e levaram o set por 6 a 3 botando 1 a 0 no placar.

Já o segundo, não começou tão diferente do primeiro. Os argentinos conseguiram obter uma quebra no serviço e abriram em 3 a 1 no placar. E do mesmo jeito, conseguiram empatar o jogo devolvendo a quebra e empatando no placar. O jogo seguiu com ambas as duplas confirmando seus serviços, mas no final, se aproveitando dos erros de saque de Soares, os argentinos, conseguiram fechar o set por 7 a 5 e levaram a partida pro super tie-break.

No set decisivo, Soares e Murray conseguiram abrir no placar rapidamente colocando 5 a 2 de vantagem. Mas os argentinos começaram a encostar perigosamente e o jogo ficou em 6 a 5. Com bom saque do Bruno, eles voltaram a abrir no placar e conseguiram abrir para 9 a 5 e ficaram a um ponto da vitória. Foi ai que os adversários novamente começaram a reagir e recomeçaram a encostar e conseguiram o empate em 9 a 9 ficando a decisão para o último ponto. E num bom saque de Murray e seguindo de uma bola quase perdida que Bruno buscou, a dupla finalmente conseguiu vencer por 11 a 9 e avançar para as semifinais.

Nas semi eles pegam o espanhol Pablo Carreno Busta e o uruguaio Pablo Cuevas. “o Carreno e o Pablo são perigosíssimos e jogam bem. Temos que jogar igual a partida de hoje sendo bem agressivos se quisermos ganhar” – Fecha Bruno 

 

Confronto entre Bellucci e Monteiro é destaque nesta quinta

Os brasileiros continuam em alta no Rio Open e nesta quinta-feira eles voltam à quadra em busca de uma vaga tanto na chave de simples, quanto na de duplas, com destaque para o confronto em o paulista Thomaz Bellucci e o cearense Thiago Monteiro que encerrará a programação da quadra central.

Parceiros de treino, Bellucci e Monteiro terão que se duelar para decidir quem será o único brasileiro que jogará as quartas-de-final. Na terça, eles derrotaram o japonês Nishikori e português Ellias e ontem eles entraram juntos na disputa de duplas e perderam para os bicampeões colombianos Cabal e Farah e certamente irão dividir a torcida brasileira.

Já nas duplas, Bruno Soares e Jamie Murray que derrotaram a dupla formada pelo neozelandês Marcus Daniell e do brasileiro Marcelo Demoliner, encaram os argentinos Andres Molteni e Diego Shwartman que derrotaram a dupla que tinha o brasileiro André Sá e o espanhol Tommy Robredo.

No outro jogo das duplas, Marcelo Melo e Lukasz Kubot encaram outra dupla sul-americana formada pelo chileno Julio Peralta e o argentino Horario Zeballos. Melo e Kubot tiveram um pouco de dificuldade para passar pelos brasileiros Feijão e Neis, enquanto que os adversários venceram os italianos Fabio Fognini e Simone Bolelli na segunda e estão só treinando desde então. Zeballos joga antes uma partida dura na chave de simples contra o ucraniano Alexander Dolgopolov.

 

 

Jogos desta quinta-feira
Quadra Central:
H. Zeballos (ARG) x A. Dolgopolov (UKR) 
[WC] C. Ruud (NOR) x [Q] R. Carballes Baena (ESP) 

T. Bellucci (BRA) x T. Monteiro (BRA)
QUADRA 1
[4] P. Carreno Busta (ESP) x [LL] V. Estrella Burgos (DOM) 
[1] J. Murray (GBR) / B. Soares (BRA) x A. Molteni (ARG) / D. Schwartzman (ARG) 
J. Peralta (CHI) / H. Zeballos (ARG) x [2] L. Kubot (POL) / M. Melo (BRA)
QUADRA 2
N. Monroe (USA) / A. Sitak (NZL) x [4] J. Cabal (COL) / R. Farah (COL) 
Após descanso - [3] P. Carreno Busta (ESP) / P. Cuevas (URU) x [Q] F. Bagnis (ARG) / G. Elias (POR)

dupla n.1, Soares e Murray, vencem primeira

Sem muitas dificuldades a dupla n.1 do torneio e do mundo, o brasileiro Bruno Soares e o escocês Jamie Murray venceram a dupla formada pelo neozelandês Marcus Daniell e do brasileiro Marcelo Demoliner por 2 sets a 0 e avançaram no torneio.

“A estreia foi boa, uma das melhores partidas que acho que fiz aqui no Rio nas condições que torneio tem. É sempre complicado jogar aqui e contra brasilerio é uma tensão extra e temos que continuar assim e a tendência é a melhorar nos próximos jogos. ” – Conta Bruno sobre a vitória.

“As condições de tempo mudaram esses dias e está mais fresco e estou tendo dificuldade no voleio, mas tenho certeza que nas próximas partida, o contato com a bola será melhor. Está muito legal jogar com torcida do Brasil e não gostaria de ter que dividir a torcida para ficar bem ao nosso lado” – Diz Murray

Bruno Soares observa a bola em mais uma jogada. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

O Jogo

No primeiro set, Bruno e Murray tiveram um pouco mais de dificuldade para vencer o primeiro set e apenas para o final conseguiram obter a quebra no serviço e fechar o set em 6 a 4.

Já no segundo, conseguiram soltar a mão e não deram a menor chance para Daniell e Demoliner e botaram um ritmo forte. Sem muitas dificuldades, venceram o set por 6 a 2 e avançaram para próxima fase.

Na próxima rodada, eles enfrentam o vencedor de Tommy Robredo/André Sá e os argentinos Andres Molteni e Diego Shwartman que estão jogando nesse momento.

Espero que o André ganhe e temos que dividir a torcida mais uma vez. E jogar com os argentinos é algo duro e para frente, temos que evoluir ainda. 

 

Melo e Kubot vencem na estreia

Com altos e baixos, Marcelo Melo e Lukasz Kubot estrearam na quadra 1 do Rio Open contra Neis e Feijão e venceram a partida por 2 sets a 0 com parciais de 6 a 1 e 7 a 6 e despacharam a dupla brasileira no torneio.

“Não foi nosso melhor jogo. As bolas não entravam e tivemos muitas dificuldades. Por pouco, quase perdemos o segundo set e conseguirmos reagir. Vamos agora focar no próximo jogo.” – Conta Melo sobre a vitóri

O jogo

O primeiro set foi um atropelo da dupla n.2 do torneio. Sem dar muitas chances. Melo e Kubot. Eles abriram 5 a 0 no placar muito rapidamente. Neis e Feijão ainda conseguiram vencer um game, mas no seguinte, levaram um 40 a 15 e o set fechou em 6 a 1 para Melo/Kubot que abriram 1 a 0 no placar. 

Já no segundo, Neis e Feijão entraram muito mais ligados e foi a vez de eles não darem a menor chance para Melo e Kubot e abriram 5 a 1 no placar. Mas no game que poderiam sacramentar a vitória, tomaram uma quebra e o que se viu a partir de então foi uma virada de Melo e Kubot. De quase estarem perdendo o set, conseguiram ainda uma segunda quebra e passaram a ter chances no set. Com jogo consistente, conseguiram a igualdade no placar e viraram para 6 a 5. Mas Neis e Feijão ainda conseguiram suspirar um pouco e levaram o set pro tie break

Mas mesmo com toda essa reação, acabaram não conseguindo levar o jogo para o super tie-break. Melo e Kubot fizeram 6 a 4 e venceram o jogo por 2 sets a 0.

Na próxima rodada, eles pegam a dupla entre o chileno Julio Peralta e o argentino Horacio Zeballos que venceram na segunda a dupla dos italianos Fabio Fognini e Simone Bolelli.

 

Brasileiros são destaque neste terceiro dia de Rio Open

A programação do terceiro dia de Rio Open que está acontecendo no Jockey Club na cidade maravilhosa promete ser bem verde e amarela e não será na quadra central. A Quadra 1, terá a estreia das duplas que estão no alto do ranking mundial com destaque para Bruno Soares e Marcelo Melo.

No primeiro jogo, Thomaz Bellucci e Thiago Monteiro juntam forças para encarar os bicampeões colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah que são um dos favoritos a serem campeões novamente. A dupla brasileira que treinou junta na pré-temporada, vão ainda se enfrentar amanhã na competição de simples.

Em seguida, é a vez de Marcelo Melo jogar com sua dupla recém-formada, o polonês Lukasz Kubot que são cabeça de chave n.2 e terão pela frente os brasileiros Fabricio Neis e João Sousa, o feijão que ontem foi eliminado no torneio de simples.

Em mais um confronto com brasileiros, a dupla n.1 do mundo formada por Bruno Soares e o escocês Jamie Muray enfrentam o neozelandês Marcus Daniell e o brasileiro Marcelo Demoliner. E no último confronto, André Sá junto com o espanhol Tommy Robredo terão pela frente os argentinos Andres Molteni e Diego Scwartzman.

Thien volta à quadra hoje

Único dos favoritos a vencer na estreia do torneio, o austríaco Dominic Thien terá outro sérvio pela frente jogando contra Dusan Lajovic no último jogo da quadra central. Ainda jogarão por lá o italiano Fabio Fogninni contra o espanhol Albert Ramos-Villanovas e o duelo argentino entre Federico Delbonis e Diego Scwartzman.

 

Jogos:

Quadra Central:

Federico DELBONIS (ARG) x Diego SCHWARTZMAN (ARG)

Albert RAMOS-VINOLAS (ESP) [5] x Fabio FOGNINI (ITA)

Dusan LAJOVIC (SRB) x Dominic THIEM (AUT) [2]

Quadra 1:

[WC] Thomaz BELLUCCI (BRA) / Thiago MONTEIRO (BRA) x Juan Sebastian CABAL (COL) / Robert FARAH (COL) [4]

[WC] Fabricio NEIS (BRA) / Joao SOUZA (BRA) x Lukasz KUBOT (POL) / Marcelo MELO (BRA) [2]

Jamie MURRAY (GBR) / Bruno SOARES (BRA) [1] x Marcus DANIELL (NZL) / Marcelo DEMOLINER (BRA)

[PR] Tommy ROBREDO (ESP) / Andre SA (BRA) x Andres MOLTENI (ARG) / Diego SCHWARTZMAN (ARG)

Quadra 2

[Q] Nicolas KICKER (ARG) x [Q] Arthur DE GREEF (BEL)

Pablo CARRENO BUSTA (ESP) / Pablo CUEVAS (URU) [3] x Santiago GONZALEZ (MEX) / David MARRERO (ESP)

Paolo LORENZI (ITA) / Joao SOUSA (POR) x [Q] Facundo BAGNIS (ARG) / Gastao ELIAS (POR)

 

Thien é o único favorito a vencer na estreia

Depois de Cuevas, Ferrer e Nishikori perderem na estreia, Dominic Thien, um dos favoritos a vencer o Rio Open conseguiu vencer o sérvio Janko Tipsarevic por 2 sets a 0 e avançou para a próxima fase no Rio Open.

“Foi um jogo difícil e em disputado. Ele fez uma boa partida e acho que quando ele pediu atendimento médico no segundo set, ele deu uma caída e foi quando soube me aproveitar” – Conta Thien sobre a vitória

Thien enfrenta o sérvio Dujan Lajovic na próxima rodada. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

O Jogo

No primeiro set, a disputa foi boa. Mesmo com Thien obtendo uma quebra de vantagem logo de inicio, o duelo foi apertado ao longo do set com cada game sendo decidido no ponto de desempate. Ao final, o austríaco fez 6 a 4 e abriu 1 a 0 no placar.

No segundo, o jogo continuou no mesmo ritmo. Thien quando sacava, confirmava seus games com 40 a 0 e quando sérvio sacava, ele tinha dificuldade em confirmar seus pontos. Quando a partida caminhava para o tie break no 5 a 5,o austríaco conseguiu quebrar o serviço de Tipsarevic e com um 40 a 0 no game seguinte, venceu a partida e avançou.

Na próxima rodada, Thien enfrenta outro sérvio pela frente o Dusan Lajovic que venceu o argentino Facundo Bagnis.

 

Assinar este feed RSS