fbpx

Fabiano de Paula perde de virada e fica fora da chave principal do Rio Open

O brasileiro Fabiano de Paula, quarto melhor tenista do país no ranking mundial, ficou muito perto de alcançar um feito inédito na carreira. O tenista nascido e criado na Rocinha, no Rio de Janeiro, foi derrotado, neste domingo, no Jockey Club Brasileiro, pelo italiano Marco Cecchinato, de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 7/6 (7-2) e 7/6 (7-5), em 2h42, na última rodada do Rio Open Qualifying. Se vencesse, disputaria a chave principal de um torneio ATP 500 pela primeira vez.

O jogador de 26 anos, que inaugurou nesta semana um projeto social na comunidade onde nasceu, contou com o apoio em peso da torcida, que lotou a quadra dois do Jockey. Outros tenistas brasileiros, como João Souza, e os duplistas Bruno Soares e André Sá também acompanharam os momentos finais do jogo, dando força ao compatriota.

"Infelizmente não deu, acho que me afobei nos momentos importantes, mais pelo cansaço para tentar acabar o jogo logo. Acabei errando mais do que esperava", disse Fabiano, muito frustrado por deixar escapar a chance. Atual 216º do mundo, o carioca passou pelo qualifying do ATP 250 de Gastaad, no ano passado.

Depois de fechar o primeiro set por 6/4, Fabiano iniciou o segundo quebrando o saque de Cecchinato, 157º do mundo. Porém o italiano acabou devolvendo a quebra, empatando em 2 a 2. No restante da série, houve quebras dos dois lados, e a torcida o ajudou a levar a partida para o tie-break, depois de o italiano abrir 6 a 5. Porém, o brasileiro acabou derrotado e o jogo foi para o set decisivo, quando Cecchinato levou a melhor em outro desempate. "Foi a primeira vez que joguei com tanta torcida. Eu tava muito cansado quando começou o terceiro set, mas graças à energia deles consegui lutar até o final. A derrota deixa um sentimento amargo, por chegar muito perto, mas tenho que continuar trabalhando".

Além do italiano, os outros três tenistas que entraram na chave principal do Rio Open apresentado pela Claro foram o argentino Facundo Arguello, o espanhol Daniel Gimeno-Traver, e o holandês Thiemo de Bakker. Arguello passou pelo sueco-brasileiro Christian Lindell por 6/1 e 6/3, Gimeno-Traver bateu o italiano Filippo Volandri por 7/6 (7-4) e 6/4, e Bakker derrotou o romeno Adrian Ungur por 6/3 e 6/4. Na estreia no Rio Open, Cecchinato pega o finlandês Jarkko Nieminen, Bakker duela com o brasileiro Guilherme Clezar, Arguelo enfrenta o também brasileiro João Souza, o Feijão, e Gimeno-Traver encara o espanhol David Ferrer.

Bia Haddad e Paula Gonçalves conhecem adversárias

A última rodada da chave feminina do Rio Open Qualifying teve vitórias de seis jogadoras de quatro países: Paraguai, Espanha, Romênia e Argentina. A paraguaia Veronica Cepede Royg virou contra a sueca Rebecca Peterson por 4/6, 7/6 (7-4) e 6/3, após 2h41 de partida, e terá pela frente na estreia do Rio Open a campineira Paula Gonçalves. Já a paulistana Beatriz Haddad Maia jogará contra a argentina Maria Irigoyen, que bateu sua compatriota Florencia Molinero por 6/3, 2/6 e 6/2.

A espanhola Estrella Cabeza Candela conquistou a vaga ao passar pela peruana Bianca Botto, que perdia por 6/4 e 3/1 quando abandonou a partida. Sua oponente será a alemã Dinah Pfzenmaier. A segunda paraguaia classificada é Montserrat González, responsável pela queda da espanhola Beatriz García Vidagany por 6/4 e 6/2 e oponente de Lourdes Dominguez Lino. Sara Sorribes Tormo, da Espanha, eliminou a italiana Gaia Sanesi por 6/2 e 6/0, e pega a argentina Paula Ormaechea. Por fim, a romena Ana Bogdan é a sexta classificada, após vencer a belga Ysaline Bonaventure por 6/3, 3/6 e 6/1, e encara a cabeça de chave 4 Madison Brengle, dos EUA.

Belluci e Teliana estreiam no Rio Open encarando duas pedreiras de cara

Thomas Bellucci e Teliana Pereira terão uma estreia difícil no Rio Open. Em sorteio realizado num shopping da zona sul do Rio de Janeiro com a participação do público, eles foram colocados para encarar os favoritos, o espanhol Rafael Nadal e a italiana Sara Errani respectivamente, cabeças de chave n.1 do torneio no masculino e feminino.

Teliana foi a primeira a saber que encararia logo a favorita e levou de bom humor num primeiro momento. Mas quando Thomas soube que encararia Nadal a reação foi de não acreditar no que estava acontecendo. Mas ambos acreditam que será uma boa oportunidade de poder surpreender seus adversários.

“Jogar com a Errani e em casa, vai ser uma experiência maravilhosa. Ela é uma ótima tenista e espero conseguir ter a chance de vencê-la com o apoio da torcida” – Conta Teliana sobre sua expectativa.

Belluci já teve a oportunidade de enfrentar o espanhol em três oportunidades e em todas, ele perdeu. Mas acredita que é uma chance de poder surpreender na estreia.

“Jogar com o Nadal é um desafio. Preferia jogar ele mais à frente. Mas é uma oportunidade única e vou tentar fazer o meu melhor. Na primeira rodada os grandes jogadores ainda não estão com tudo e ai pode ser que ganhemos dele.” – Diz.

Já os outros brasileiros no torneio, terão uma vida um pouco mais tranquila na primeira rodada. João Souza, o feijão, Gulherme Clezar e Bia Haddad, aguardam a vinda dos seus adversários vindo do Qualyfing e Gabriela Cé pega a francesa Pauline Parmentier.

 

Brasileiro Thiago Monteiro é eliminado no Rio Open

O Cearense Thiago Monteiro foi eliminado pelo holandês Thiemo de Bakker em sua estreia no qualyfing do Rio Open após jogar de igual para igual e perder no detalhe.

No primeiro set, o brasileiro teve o serviço quebrado logo no inicio da partida  e por mais que ele tenha tentado, não conseguiu devolver a quebra.

Mas no segundo set, a partida ficou mais emocionante. A partida ficou bem parelha chegando a cada um dos jogares obter uma quebra de serviço quando o game estava em 4 a 4 e a partida foi pra o Tie Break.

Foi nessa hora que o brasileiro não resistiu e perdeu por 7 a 1, dando adeus ao torneio e sem chances de ir para a chave principal.  

 

David Ferrer animado para o Rio Open

Depois de ser o primeiro a vencer o primeiro torneio do ano em Doha no Catar e não ter ido bem no Austrália Open, o espanhol David Ferrer chega ao Rio Open pronto para mais uma disputa. Essa será a sua segunda participação no torneio.

“Este ano o torneio será mais difícil, inclusive em relação a Austrália. Está fazendo muito calor no Rio, muito mais que no ano passado. Treinar de dia está uma missão difícil, mas acredito que serei capaz de proporcionar um bom espetáculo ao público que estará presente que sempre é muito animado e nos apoia o tempo todo..”

Com o torneio rolando em pleno carnaval, Ferrer e seu compatriota Rafael Nadal, estarão desfilando pela Viradouro amanhã e prevê uma oportunidade inesquecível.

“Eu não sei sambar, mas tenho certeza que será uma oportunidade única de ver de perto o carnaval mais famoso do mundo.” - Conta

 

Rafael Nadal volta ao Rio Open em busca de energia para a temporada

Rafael Nadal concedeu nesta sexta-feira a sua primeira entrevista coletiva no Rio Open apresentado pela Claro, no Jockey Club Brasileiro. O nove vezes campeão de Roland Garros, joga em busca do seu primeiro título do ano e quer aproveitar a Cidade Maravilhosa para encontrar a energia necessária para fazer de seu 2015 um ano tão vitorioso como os que os seus fãs estão acostumados a ver. A estreia de Nadal já tem data marcada, terça-feira, 17 de fevereiro, na sessão noturna. O Rio Open é o maior torneio de tênis da América do Sul, com disputas simultâneas de um ATP 500 e um WTA International.

"Passei muitos anos sem jogar torneios na América do Sul, mas retornar sempre esteve em meu pensamento. Ano passado, voltava de contusão e a vitória aqui no Rio de Janeiro foi um impulso de energia positiva muito importante", disse o detentor de 14 títulos de Grand Slam, que deixou claro seu desejo de vida longa ao mais importante torneio de tênis sul-americano: "O Rio Open é um torneio muito bonito que espero que aconteça por muitos anos. Nós, jogadores que falamos a língua espanhola, nos sentimos muito mais em casa nos países da América Latina".

Muito do desejo de Rafael Nadal para que o Rio Open apresentado pela Claro siga firme e forte está no carinho que o tenista sempre recebe do público brasileiro, um carinho este que, sem dúvidas, estará presente na arquibancada da quadra central do Jockey Club Brasileiro entre os dias 16 e 22 de fevereiro. E toda esta idolatria é reconhecida e agradecida pelo atual número 3 do ranking mundial:

"O público brasileiro tem sido sempre especial para mim. O ano de 2005, na Costa do Sauípe, foi um ponto de partida muito importante, enquanto, em 2013, ganhei meu primeiro torneio em São Paulo após muito tempo sem fazê-lo. Já no ano passado consegui, depois de um momento complicado na Austrália, vencer o Rio Open. Só tenho palavras de agradecimento ao público brasileiro pelo carinho e apoio que tenho recebido sempre que venho aqui".

No entanto, além de adversários do mais alto nível, como os compatriotas David Ferrer e Tommy Robredo e o italiano Fabio Fognini, Rafael Nadal precisará suar muito para fazer sua passagem pelo Rio de Janeiro em 2015 ser tão inesquecível como a de 2014. E suar no sentido literal, pois o calor na Cidade Maravilhosa pretende ser forte nesta semana de carnaval.

"As condições de calor e umidade são extremas. Se a temperatura não diminuir será sofrido, e só nos resta tentar sobreviver e fazer as coisas da melhor maneira possível", disse o espanhol, que no ano passado conquistou o título derrotando Alexander Dolgopolov na final, mas que ainda não pensa no bi. "O torneio começa terça-feira. Não sei dizer se estou pronto para vencer. O que temos agora é a primeira rodada."

Antes de dar início a sua participação no Rio Open apresentado pela Claro, Rafael Nadal terá a oportunidade de viver a experiência única de participar do Desfile das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. O tenista desfilará no domingo, pela Unidos do Viradouro, ao lado de Ferrer e Guga Kuerten e já tem consciência de que passará por momentos inesquecíveis.

"Creio que o carnaval é algo único e especial. Desde longe se vê o carnaval aqui no Rio de Janeiro como um dos eventos mais especiais do mundo. Farei de tudo para que o desfile seja algo divertido e tenho certeza que ficará na minha memória", contou Nadal, que completou: "Costumam dizer que para se tornar um esportista profissional é necessário sacrificar muitas coisas. Em particular, eu faço o que tenho que fazer, mas procuro aproveitar as diferentes oportunidades que tenho para me divertir."

A segunda edição do Rio Open apresentado pela Claro ocorre no Jockey Club Brasileiro, na Gávea (RJ), entre os dias 16 e 22 de fevereiro e recebe, simultaneamente, um ATP 500 e um WTA Internacional.

Neste sábado, será decidido o primeiro adversário de Nadal, no sorteio das chaves, às 18h, no Shopping Leblon. O sorteio contará com a presença de Teliana Pereira e Thomaz Bellucci, e representantes da ATP e WTA.
O público poderá participar ativamente a até sortear um dos adversários dos tenistas, no primeiro piso do Mall.

Nadal faz primeiro treino na quadra do Rio Open

O Rio Open apresentado pela Claro começa apenas na segunda- feira, 16 de fevereiro, mas o espanhol Rafael Nadal, número 3 do mundo chegou no Rio de Janeiro na noite de ontem, quarta-feira, para a disputa do maior torneio da América do Sul. E hoje pela manhã já treinou na quadra central do Jockey Club Brasileiro. O carioca Carlos Eduardo Severino foi seu companheiro de treino, sob o olhar atento de Toni Nadal e o forte sol do verão carioca.

Nadal estreia apenas na terça-feira no único evento de tênis da América do Sul a reunir um ATP World Tour 500 e um WTA Internacional na mesma semana, com premiação de US$1,5 milhão para os homens e US$ 250 mil para as mulheres. Será realizado no Jockey Clube Brasileiro, de 16 a 22 de fevereiro.

Brasil é superado pelo Paraguai em final na Fed Cup

O Brasil encerrou neste sábado a participação na Fed Cup 2015 ficando com o vice-campeonato do Zonal Americano ao ser superado pelo Paraguai por 2 a 1. Com o resultado, a equipe brasileira permanece no Grupo I das Américas em 2016 na competição.

Paula Gonçalves jogou a primeira partida de simples do confronto e teve grande atuação diante da paraguaia Montserrat Gonzalez, vencendo com parciais de 6/0 6/2.

Tagged sob

Brasil vence a Colômbia e joga final na Fed Cup neste sábado

O Brasil venceu nesta sexta-feira a Colômbia por 2 a 1 e se garantiu na final do Zonal Americano da Fed Cup, no La Loma Centro Deportivo, em San Luis Potosi, no México.

Neste sábado, a equipe brasileira vai à quadra novamente para enfrentar o Paraguai, a partir das 11h locais (15h de Brasília), na disputa pela vaga no Playoff do Grupo Mundial II da competição. As partidas podem ser conferidas com o placar ao vivo disponíbel no aplicativo móvel Tennis-Ticker ou no site http://www.tennisticker.de/mex/15mexfc02/sb.html.

Tagged sob

Brasil vence o Chile por 3 a 0 na estreia da Fed Cup em San Luis Potosi

O Brasil teve ótimo início de competição no Zonal Americano da Fed Cup 2015 e estreou vencendo o Chile por 3 a 0 nesta quinta-feira, no La Loma Centro Deportivo, em San Luis Potosi, no México.

Nesta sexta-feira, a equipe volta à quadra para enfrentar a Colômbia, a partir das 11h locais (15h de Brasília), na disputa para ir à final do Zonal Americano. As partidas podem ser conferidas com o placar ao vivo disponíbel no aplicativo móvel Tennis-Ticker ou no site http://www.tennisticker.de/mex/15mexfc02/sb.html.

Tagged sob

André Sá e João Souza ganham convite para chave de duplas do Rio Open

O Brasil ganhou mais dois representantes na chave principal de duplas do Rio Open apresentado pela Claro. André Sá e João Souza, o “Feijão”, foram convidados pela organização para disputar o maior torneio da região, com competições simultâneas de um ATP World Tour 500 e um WTA Internacional.  Sá e Souza, única dupla 100% nacional, se unem aos já classificados Marcelo Melo, que atuará ao lado do austríaco Julien Knowle e Bruno Soares e Alexander Peya. O Rio Open acontece no Jockey Club Brasileiro, entre 16 e 22 de fevereiro.

 

"É maravilhosa essa notícia do convite, estou muito motivado para jogar de novo no Rio, no Brasil, perto de onde serão os Jogos Olímpicos", falou André Sá, que pretende disputar sua quarta olimpíada em 2016. "Vai ser muito legal ter a oportunidade de jogar com o Feijão de novo, estamos com muita energia para esse torneio", completou.

 

Assinar este feed RSS