fbpx

IRONMAN 70.3 Florianópolis atinge limite de inscrições

O IRONMAN 70.3 Florianópolis marcará, pelo segundo ano consecutivo, a abertura da série de eventos do Circuito IRONMAN em 2019. A prova será no dia 28 de abril, mais uma vez na Praia dos Ingleses, um dos pontos turísticos da capital catarinense, reunindo competidores de diversos países para os  1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21 km de corrida. E a temporada começará com tudo, pois a prova encerrou suas inscrições mais de quatro meses de antecedência, totalizando 1.600 triatletas. O IRONMAN 70.3 Florianópolis 2019 classificará 30 atletas para o IRONMAN 70.3 World Championship 2019.

A Ilha da Magia mostrou, mais uma vez, sua força e representatividade no triatlo. Após o sucesso da estreia do IRONMAN 70.3 Florianópolis em 2018, a segunda edição promete ser ainda melhor. O fato das inscrições terem se esgotado tão cedo confirma isso e coloca o evento como um dos mais fortes da temporada.

"Florianópolis mostrou porque é a capital nacional do triatlo. Estamos felizes por ter o IRONMAN 70.3 Florianópolis consolidado já após sua estreia e ansiosos para a abertura da temporada 2019", destaca Carlos Golvão, CEO da Unlimited Sports, organizadora da prova.

Neste ano, os triatletas brasileiros Igor Amorelli e Pamella Oliveira venceram o evento. Igor, que é de Balneário Camboriú (SC), completou o desafio com o tempo de 3h46min46seg. Já Pamella, capixaba radicada em Balneário Camboriú, fez a prova em 4h23min03seg.

José Belarmino e Claudia Dumont vencem de novo o IRONMAN 70.3 Fortaleza

A edição 2018 do IRONMAN 70.3 Fortaleza teve algumas novidades, sendo que a maior delas foi a mudança de local, agora no Aterro da Praia de Iracema e mais perto do público. Mas no que diz respeito aos mais rápidos, estes continuaram sendo os mesmos do ano passado. José Belarmino e Claudia Dumont repetiram o bom desempenho e garantiram, mais uma vez o local mais alto do pódio. Belarmino, que chegou à terceira vitória na prova, completou os 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21,1 km de corrida com o tempo de 4h07min28seg. Claudia, por sua vez, chegou ao bicampeonato com o tempo de 4h44min54seg.

A prova, em sua quinta edição, reuniu 1000 atletas de 19 países. E ainda classificou 30 atletas amadores para o Mundial IRONMAN 70.3 2019, programado para a cidade de Nice, na França. “O evento mudou, agora está mais próximo do público e  segue sendo um sucesso. Parabéns a todos os envolvidos, em especial aos triatletas”, declarou Carlos Galvão, CEO da Unlimited Sports, organizadora do evento.

José Belarmino não pode reclamar de Fortaleza. Afinal, das cinco edições do IRONMAN, ele venceu três, sendo uma full e duas 70.3. Num duelo acirrado com os adversários, ele fechou o evento com quase um minuto de vantagem para o segundo colocado, Rodrigo Lobo, que também foi vice em 2017. Cid Barbosa foi o terceiro no masculino.

O vencedor não conteve a emoção e o choro no final. “Fortaleza é uma  cidade que me dá muita energia. Esta conquista é parte de minha família, pois todos me incentivam e sabem a dificuldade por causa da idade e da rotina de trabalho. Mas sigo lutando para estar junto com estas feras”, disse.  “Não vou para o mundial, pois prefiro dar prioridade para minha família. Mas continuarei treinando”, completou.

Claudia Dumont também fez bonito neste domingo. A atleta foi muito bem nas três modalidades e venceu com grande vantagem para a segunda, Flavia Meyer, 4h55min03seg, e para a terceira, Paula Moreira (BRA), 4h58min40seg.

“Prova em Fortaleza sempre é um desafio, pelo calor e vento. Mesmo com mudança de lugar, o evento continuou muito duro. Feliz com o apoio da torcida”, destacou. “Ganhar é sempre bom. A meta é cruzar a linha de chegada, mas vencer é muito bom. Todo esforço foi recompensado”, afirmou a campeã.

 

Resultados 2018 - 70.3

 

Masculino

1) José Belarmino Souza Filha (BRA), 4h07min28seg

2) Rodrigo Lobo (BRA), 4h08min17seg

3) Cid Barbosa (BRA), 4h10min40seg

                                              

Feminino                                         

1) Claudia Dumont (BRA), 4h44min54seg

2) Flávia Meyer(BRA), 4h55min03seg

3) Paula Moreira (BRA), 4h58min40seg

 

Ohana Kahi Triathlon Global Meeting “Ano Um” será no próximo sábado

No próximo sábado, dia 27 de outubro, será realizada em Ubatuba, litoral de São Paulo, a primeira edição do Ohana Kahi Triathlon Global Meeting, chamada de “Ano Um”. Única no mundo, a prova será disputada com as inovadoras distâncias de 5 km de natação, 200 km de ciclismo e 50 km de corrida.

O desafio será realizado pelos mesmos organizadores do UB515 Brasil Ultra Triathlon, singular prova sul-americana na distância ultraman, que já acontece desde 2014 em solo brasileiro. O Ohana Kahi - Ano Um tem conceito semelhante à primeira edição do UB515, quando foi realizado um evento-teste com nove participantes.

Segundo Alexandre Luna, um dos diretores do evento, o principal objetivo da organização para a primeira edição do Ohana Kahi é entregar aos atletas uma prova que consiga efetivamente fazer uma diferença positiva na forma como os atletas enxergam o triathlon. “O esporte não como um fim em si, mas um meio para algo maior, que leve o atleta a um nível de autoconhecimento ainda não experimentado e que esta experiência possa ser reverberada posteriormente para todas as áreas de suas vidas”, disse Luna, e completa: “Da mesma forma, como atletas e também organizadores trabalharemos para que o evento cresça, movidos sempre por esta missão. Em havaiano “Ohana” significa família e “Kahi” significa lugar. Nos esforçaremos muito para que este evento seja o lugar em que toda a família do triathlon no Brasil sinta-se acolhida e em casa. Estaremos sempre nos esforçando para conquistar a confiança e de braços abertos para os novos membros desta família. 

Para a edição-teste Ano Um foram selecionados apenas nove atletas para a largada do próximo sábado, às seis horas da manhã: Maicon Amaro, Rodrigo Vasconcellos, Henrique Merlino, Sergio Meniconi, Lucas Vilhena, Cristiano Finkler, Pedro Morganti, Andre Picanço e Emerson Betta.

Emerson tem uma história curiosa no esporte. Com 45 anos, casado com Patricia e pai de Vinicius e Mayara, este Defensor Público e triatleta amador atravessou boa parte da história do triathlon de longa distância nacional, participando do Ironman Brasil quando ainda era realizado em Porto Seguro, Bahia. Mas ele queria novos voos…

 

“Após o Ironman Brasil - Porto Seguro, de 1999, e de ter realizado algumas provas no ano seguinte, tive que diminuir minha atividade e focar no lado profissional, só voltando a realizar outro Ironman em 2012, em Cozumel (MEX). Em 2014 conheci Tobias Teixeira, meu treinador, e amadurecemos a ideia de fazer o UB515. De novo foi mágico, divino, foi recompensador. Acho que depois de algum tempo, desde meu primeiro Ironman, pude no UB515 provar novamente a essência do triathlon, o desafio, a superação. É com este espírito que me sinto honrado de ter tido aceita minha candidatura para o Ano Um do Ohana Kahi”, revela Emerson.

 

O Ohana Kahi Triathlon Global Meeting - Ano Um terá largada dia 27 de outubro na praia do Perequê-Açu, na belíssima cidade de Ubatuba; o ciclismo será todo feito em duas voltas na BR101 (Rio-Santos) e a corrida será em realizada em três voltas por toda a orla da cidade. O limite para completar o desafio é de 21 horas.

 

Acompanhe a prova em tempo real através do Facebook e Instagram do Ohana Kahi e do Facebook e do Instagram do UB515.

 

Para maiores informações sobre o evento visite o site www.ohanakahi.com.

Reinaldo Colucci e Pamella Oliveira garantem o bi no CAIXA IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro

Deu Brasil mais uma vez no CAIXA IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro. O paulista Reinaldo Colucci e a capixaba Pamella Oliveira mantiveram a hegemonia nacional e garantiram o bicampeonato da prova na manhã deste domingo, na Praia do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes. Colucci, campeão em 2016,  completou os 1,9 km de ciclismo, 90,1 km de ciclismo e 21,1 km de corrida com o tempo de 3h51min58seg, estabelecendo o novo recorde da etapa, seguido por Iuri Vinuto (BRA), 3h54min22seg e Fernando Toldi (BRA), 3h55min38seg.

Entre as mulheres, Pamella confirmou o bom momento – venceu o CAIXA IRONMAN 70.3 Florianópolis e foi quarta no mundial da África do Sul, ambos neste ano – e ganhou  de ponta a ponta e também estabeleceu o novo recorde com a marca de 4h18min01seg. A segunda colocação, com no ano passado, ficou com a argentina Romina Palácio, 4h33min37seg, enquanto o terceiro lugar ficou com a brasileira Carolina Furriela, 4h49min14seg.

Reinaldo Collucci também comemorou o bicampeonato na etapa carioca. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

A prova reuniu 1600 triatletas de 30 países, com destaque na Elite que contou com as principais feras do país e destaques do exterior. E, pelo quarto ano seguido, o Brasil sobrou na disputa.  Mesmo saindo um pouco atrás na natação, Reinaldo assumiu a ponta no ciclismo e conseguiu manter a vantagem também na corrida para garantir sua segunda conquista no Rio de Janeiro.

Reinaldo era só alegria com o desempenho. “Gosto muito desta distância. Acho que é a que mais me sinto bem competindo. A velocidade ajuda muito, apesar de estar cansado após uma série forte na Europa. Mas estou feliz porque o corpo respondeu bem. Isso mostra que o trabalho está sendo bem feito, pois pude fazer força do início ao fim”, destacou o triatleta, que já garantiu vaga para o Mundial IRONMAN no Havaí, em outubro.

Já Pamella não deu chances às adversárias. Ela esteve sempre à frente e conseguiu repetir a vitória do ano passado com grande vantagem para a segunda colocada e com marca recorde. “Nem estava preocupada com o tempo, mas é muito bom. Fico feliz em voltar um ano depois e saber o quanto evolui. A mudança da ITU para a o longo foi a melhor escolha. Agora é pensar no Sul-Americano e, para 2019, quem sabe o IRONMAN”, declarou a bicampeã. 

Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

O evento classificou 30 participantes na Faixa Etária para o Mundial de IRONMAN 70.3 em 2019, que será realizado em Nice, França. Para os profissionais, além da premiação de US$ 25 mil, a novidade foi que o evento também valeu vaga no mundial, sendo uma no masculino e uma no feminino para os melhores colocados.

 

Resultados de 2018 - Elite

 

Masculino

1) Reinaldo Colucci (BRA), 3h51min58seg

2) Iuri Vinuto (BRA), 3h54min22seg

3) Fernando Toldi (BRA), 3h55min38seg

Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

 

Feminino

1) Pamella Oliveira (BRA), 4h18min01seg

2) Romina Palácio (ARG), 4h33min37seg

3) Carolina Furriela (BRA), 4h49min14seg

Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

CAIXA IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro será a atração no Pontal

A série de provas do Circuito IRONMAM no Brasil terá sequência neste domingo, dia 30 de setembro, no Rio de Janeiro. O CAIXA IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro acontecerá no Recreio do Bandeirantes, no Praia do Pontal, reunindo 1600 atletas de 30 países para os 1,9 km de natação, 90,1 km de ciclismo e 21.1 km de corrida. Atletas da Elite e da Faixa Etária participarão da prova, com largada, em ondas, a partir das 6h30.

Os triatletas buscarão uma das 30 vagas na Faixa Etária para o Mundial de IRONMAN 70.3 em 2019, que será realizado em Nice, França. Para os profissionais, além da premiação de US$ 25 mil, a novidade é que a prova também vale vaga no mundial, sendo uma no masculino e uma no feminino para os melhores colocados.

O CAIXA IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro, uma das provas mais belas e técnicas do calendário, completará sua quarta edição. Com crescimento significativo a cada ano, a etapa ainda consegue encerrar suas inscrições bem antes do prazo estipulado. Trata-se do reconhecimento da comunidade do esporte com toda a excelência do evento.

Nesse período, os brasileiros dominaram a Elite e não deram chance aos estrangeiros. Os triatletas nacionais serão, mais uma vez, favoritos na quarta edição da etapa carioca. Entre os homens, tanto Santiago, vencedor em 2015, Colucci, em 2016, e Paulo Roberto, no ano passado, são experientes, com diversas conquistas e estão em condições de repetir o feito e garantir a manutenção da hegemonia nacional no evento. Pamella, por sua vez, vem de um quarto lugar no Mundial de IRONMAN 70.3 deste ano, na África do Sul, o que ratificou seu bom momento.

Estrangeiros

No feminino, o destaque será a norte-americana Lauren Goss. A triatleta venceu importantes provas do últimos anos, como o IRONMAN 70.3 Cartagena e Equador, ambos em 2016, e o IRONMAN 70.3 Costa Rica, nesta temporada, sem contar os vários pódios obtidos ao longo da carreira. Já a argentina Romina Palácio foi a vice-campeã no ano passado e tem tudo para repetir o bom desempenho.

Entre os homens, um dos destaques é o francês Kevin Portmann, campeão em 2016 do IRONMAN 70.3 St. George e IRONMAN 70.3 Coeur d´Alene. Além dele, outras atrações são nomes fortes da América do Sul, como o argentino Gastón Duran, o uruguaio Juan Manuel Lauro, e o chileno Roberto Cabrera.

Revezamento de estrelas

O evento contará ainda a presença de três lendas do esporte e que tiveram papel fundamental no fortalecimento do triatlo e do próprio IRONMAN no Brasil. Fernanda Keller, seis vezes medalha de bronze no Havaí, Carlos Dolabella, primeiro atleta nacional a participar do mundial, e Armando Barcellos, detentor de diversos títulos no esporte, formarão um time dos sonhos no revezamento.

Cid Santos e Vanessa Giannini vencem o CAIXA IRONMAN 70.3 Maceió AL

Deu Brasil no CAIXA IRONMAN 70.3 Maceió-AL. Na manhã deste domingo (5), na Praia de Pajuçara, na capital alagoana, a paulista Vanessa Giannini garantiu o bicampeonato da prova, enquanto no masculino o primeiro lugar ficou com o potiguar Cid Santos. Vanessa (BRA/F3539) venceu ao completar os 1,9km de natação, 90 km de ciclismo e 21,1 km de corrida com o tempo de 4h22min03seg, seguida de perto por Claudia Dumont  (BRA/F4044), 4h23min34seg, e Paula Ponte Moreira (BRA/F35 ), 4h29min22seg.

Já entre os homens, Cid (BRA/M3539),  marcou o tempo de 4h00min34seg, ficando em segundo Rodrigo Lobo (BRA/M3539), 4h02min21seg, e em terceiro José Belarmino Rodrigues (M4044), 4h03min34seg. Ao todo, 1500 atletas de 14 países participaram da etapa, que distribuirá 30 vagas para o Mundial IRONMAN 70.3 2019, programado para a cidade de Nice, na França. 

A prova deste domingo movimentou Maceió desde cedo. Os participantes largaram a partir das 6h com tempo encoberto e expectativa de chuva, como no ano passado. Mas ela acabou não vindo, sendo mais um desafio a todos. No masculino, Cid preferiu guardar energia para a corrida e deu certo, assegurando mais um resultado positivo na carreira. 

“Prova dura como esperado, com um start list muito forte para uma disputa amadora. Estou feliz, pois consegui fazer o meu melhor. Procurei me preservar para a corrida, pois sabia que seria bem dura e deu tudo certo. Dedico o resultado aos meus familiares”, disse o vencedor.

Feminino

No feminino, Vanessa chegou ao bi e declarou que contava com a chuva. “Não teve chuva como no ano passado, no início da corrida, e sofri muito. Depois da segunda metade consegui equilibrar e controlar a Cláudia. Tinha de voltar pois foi aqui que recomecei. Sem contar a energia que contagia. É a melhor prova do circuito”, declarou a bicampeã.

 

Resultados 2018

 

Masculino

1) Cid Santos (BRA/M3539), 4:00:34

2) Rodrigo Lobo (BRA/M3539), 4:02:21

3) José Belarmino Rodrigues (M4044), 4:03:34

 

Feminino

1) Vanessa Giannini (BRA/F3539),  4:22:03

2 ) Claudia Dumont  (BRA/F4044), 4:23:34

3) Paula Ponte Moreira (BRA/F35 ), 4:29:22

CAIXA IRONMAN 70.3 Maceió AL será atração no domingo

O CAIXA IRONMAN 70.3 Maceió AL será a atração esportiva do fim de semana.  Pelo segundo ano consecutivo, a capital alagoana sediará uma das mais importantes competições do mundo, com a participação de 1500 atletas de 14 países. Focado na Faixa Etária, distribuirá 30 vagas para o Mundial IRONMAN 70.3 2019, programado para a cidade de Nice, na França. O desafio será de 1,9km de natação, 90km de ciclismo e 21.1km de corrida, com largada em ondas, começando às 6h na Praia de Pajuçara.

A programação oficial prevê para este sábado a segunda edição do CAIXA IRONKIDS, uma prova para crianças de 2 a 12 anos que tem como foco incentivar a prática esportiva na garotada e ainda proporcionar uma programação mais atraente para as famílias que acompanham a etapa. O IRONKIDS Maceió começará a partir das 8h, na Praia Pajuçara - Praça Multi Eventos - Av. Dr. Antonio Gouveia 925.

A prova, no domingo, começará na Praia Pajuçara em um percurso de natação de uma volta. Da praia, os atletas sairão para o percurso da bike, que será composto por duas voltas em direção à Praia do Francês, com um cenário incrível. Os atletas concluirão o evento após uma meia maratona por três voltas pela Praia Pajuçara.

Sucesso em 2017

Em pesquisa feita pela World Triathlon Corporation (WTC), empresa detentora da marca IRONMAN, os atletas elegeram em 2017 os melhores eventos do calendário, em diversas categorias. O CAIXA IRONMAN 70.3 de Maceió AL se destacou com dois primeiros lugares: como "melhor local" para realização do evento; e sobre "Qual prova estaria no próximo ano". A resposta a este bom resultado veio rapidamente, a edição de 2018 teve seu limite técnico atingindo com 1500 atletas inscritos.

 

Programação

Praia Pajuçara - Praça Multi Eventos - Av. Dr. Antonio Gouveia 925.

 

4 de agosto - Praia Pajuçara

 

8h -  Corrida IRONKIDS

9h - 19h - Expo IRONMAN®

9h - 13h - Entrega de kits

9h30 - Congresso Técnico - português (permitida a entrada apenas de atletas inscritos)

10h30 - Congresso Técnico - inglês

14h30 - 19h30 - Bike Check-in

14h30 - 15h30 - números 1001 - 1400

15H31 - 16h30 - números 0751 - 1000

16h31 - 17h30 - números 0501 - 0750

17h31 - 18h30 - números 0251 - 0500

18h31 - 19h30 - números 0001 - 0250

 

5 de agosto - Praia Pajuçara

 

7h - 20h - Expo IRONMAN®

4h - 5h40 - Acesso dos atletas à área de transição

6h - 6h15 - Largada faixa etária em ondas

 

6h - M 30-34 / M 45-49

6h05 - M 18-24 / M 35-39 / M 50-54

6h10 - M 25-29 / M 40-44 / M 55+

6h15 - Todas as mulheres

 

11h -   Premiação Elite  - top 3

12h - 15h - Bike Check-out

12h - 15h - Achados e perdidos

18h30 -  Premiação

19h30 - Distribuição de vagas IRONMAN® 70.3® World Championship 2019

 20h30  - Festa (local a confirmar)

Circuito CAIXA TRIDAY Series 2018: feras do vôlei disputarão a etapa do Rio de Janeiro

A etapa do Rio de Janeiro do Circuito CAIXA TRIDAY Series 2018, marcado para o dia 24 de junho, no Recreio dos Bandeirantes, terá a participação de dois destaques de outra modalidade. O técnico Bernardinho e o ex-jogador e agora comentarista Nalbert, dois dos maiores nomes do vôlei mundial, participarão da prova, com início as 7h. Será a estreia da ambos no evento, que busca incentivar a participação de novatos amadores, experientes e profissionais.  

O evento tem duas distâncias: Olímpico (1,5 km de natação,40 km de ciclismo e 10 km de corrida) e Sprint (750 m/20 km/5 km), justamente para atender a todos. A etapa, segunda de um total de sete ao longo do ano, em seis cidades, já encerrou suas inscrições.

Técnico da equipe feminina do Rio de Janeiro, Bernardinho fez sua estreia na modalidade em 2015. A experiência foi bom e ele segue firme na modalidade. “É uma atividade maravilhosa e que está crescendo muito”, ressalta. No dia 24, ele enfrentará a distância olímpica, 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida, na categoria 55/59 anos.

Campeão olímpico e mundial de vôlei, Nalbert, por  sua vez, voltou a pedalar, tendo participado de alguma competições da modalidade. Por será o ciclismo sua parte do Circuito CAIXA TRIDAY Series 2018 no Rio de Janeiro, integrando uma equipe de revezamento, na qual cada atleta cumpre uma das modalidades do triatlo.

As inscrições para todas as provas já estão abertas e podem ser feitas pelo site oficial, www.tridayseries.com.br.  As etapas têm taxa de R$ 400,00 com exceção da USP, com preço de R$ 450,00. Para o Revezamento, o valor é de R$ 600,00. Mais informações podem ser obtidas no site.

 

Programação

 

Retirada de Kit

Para a retirada do kit pessoalmente, é necessário apresentar o comprovante de inscrição e documento original com foto. Caso não possa retirar o seu kit pessoalmente, a retirada poderá ser feita por um terceiro. Para isso é imprescindível que o responsável pela retirada apresente durante os dias e horários oficiais de entrega de kits os Termos de autorização assinados e uma cópia do documento oficial com foto do atleta. No site oficial há os Termos de autorização para retirada de terceiros.

 

22/06 (Sexta)

14h às 22h - Entrega de kit - Local: Decathlon Barra da Tijuca

Endereço: Av. das Américas 2000 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro/RJ

 

15h30 - Congresso Técnico - Transmissão online pelo Facebook (@TriDaySeries)

O vídeo ficará disponível no Youtube (Unlimited Sports Brasil) e é obrigatório a todos os atletas assisti-lo.

 

23/06 (Sábado)

10h às 20h - Entrega de kit - Local: Decathlon Barra da Tijuca

Endereço: Av. das Américas 2000 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro/RJ

 

24/06 (Domingo)

5h30 às 7h - Abertura da Transição e Bike Check in das Categorias Sprint e Olímpico

 

7h - Largada Sprint (em ondas)

    7h - M 14-15 / M 16-17 / M 18-24 / M 30-34 / M 35-39 / M 45-49 / M 50-54

    7h03 - M 25-29 / M - 40-44 / M 55-59 / M 60-64 / M 65-69 / M 70-74

    7h06 - Mulheres / Revezamento

 

7h45 - Largada Olímpico (em ondas)

    7h45 - M 18-24 / M 30-34 / M 35-39 / M 45-49 / M 50-54

    7h48 - M 25-29 / M - 40-44 / M 55-59 / M 60-64 / M 65-69 / M 70-74

    7h51 - Mulheres / Revezamento

 

9h30 às 12h - Bike Check Out

 

10h30 - Premiação Sprint

    Faixa Etária - TOP 3

    Revezamento - TOP 3 (sem gênero)

 

12h30 - Premiação Olímpico

    Faixa Etária - TOP 3

    Revezamento - TOP 3 (sem gênero)

    Assessorias - TOP 3 (pontuação)

    Assessorias - TOP 1 (mais alunos)

 

Calendário

 

Etapa 1 - 25/Mar - Riacho Grande (SP) - ok

Etapa 2 - 24/Jun - Rio de Janeiro (RJ)

Etapa 3 - 12/Ago - Florianópolis (SC)

Etapa 4 - 26/Ago - USP (SP)

Etapa 5 - 11/Nov - Riacho Grande (SP)

Etapa 6 – 18/Nov – Brasília (DF)

Etapa 7 – 16/Dez – Belo Horizonte (MG)

Jesper Svensson e Kirsty Jahn vencem o IRONMAN Brasil 2018

O IRONMAN Brasil segue surpreendendo e mostra porque é uma das provas mais técnicas do calendário internacional. Depois de ter o recorde mundial estabelecido no ano passado, com o britânico Tim Don,  desta vez o topo do pódio ficou com um estreante nas distâncias full. O sueco Jesper Svensson fez sua primeira prova com 3,8 km de ciclismo, 180 km de ciclismo e 42,2 km de corrida em Florianópolis e não poderia ter sido melhor, pois venceu com o tempo de 8h08min06seg, A segunda colocação ficou com o brasileiro Igor Amorelli, campeão em 2014, que marcou 8h14min29seg, enquanto o também brasileiro Thiago Vinhal foi o terceiro, com 8h19min11seg.

Entre as mulheres, a vitória também foi estrangeira. A canadense Kirsty Jahn, que havia sido vice-campeã no IRONMAN 70.3 Florianópolis, em abril, manteve o bom momento e garantiu o primeiro lugar com a marca de 8h54min57seg, seguida pela norte-americana Sarah Piampiano, com 9h03min33seg, e a brasileira Bruna Mahn, 9h10min37seg. Cada um dos vencedores levou oito mil dólares para casa e pontos no ranking para o Mundial de Kona.

Um dia azul e de temperatura alta marcou a 18ª edição do IRONMAN Brasil. Com isso, os tempos também  foram mais altos, mas nem por isso fáceis. No masculino e no feminino, os triatletas tiveram bastante trabalho para completar o desafio da prova. Sorte do público, que mais uma vez prestigiou o evento desde cedo em Jurerê Internacional. 

No masculino, o brasileiro Igor era o favorito em razão do excelente momento e da vitória no IRONMAN 70.3 Florianópolis. Mas um problema no pedal no início do ciclismo acabou com o sonho do brasileiro do segundo título em casa. Sorte de Jesper, que fez uma ótima natação e manteve a ponta no ciclismo e corrida para conseguir sua primeira conquista no full.

“Eu disse que talvez pudesse me surpreender e foi o que aconteceu. Estou muito contente por estrear em um IRONMAN vencendo, ainda mais aqui no Brasil. Foi uma prova incrível e eu percebi que hoje poderia ser meu dia ao sair da água e ver que estava me sentindo bem. Fiquei surpreso em conseguir abrir no ciclismo e mantive um bom ritmo na corrida. Com certeza quero voltar aqui ano que vem, foi uma grande prova”, destacou.

Bastante chateado, Igor reconheceu que o dia não foi bom. “Hoje foi um dia muito duro. As coisas não saíram como eu esperava, mas não dá para reclamar de um segundo lugar. Minha vontade sempre é vencer, mas nem sempre é possível. Queria agradecer ao apoio da torcida e parabenizar o Jesper pela boa prova”, declarou o triatleta, que já tem a vaga para Kona garantida. 

Feminino

No feminino, a briga foi mais disputada, com algumas atletas se revezando na ponta. Na corrida, Kristy conseguiu se destacar, seguida por Sarah Piampiano, e fechou a prova com seu melhor tempo na carreira. Além disso, o resultado deixou a vencedora mais perto de Kona.

“Esse foi o meu melhor tempo em IRONMAN. A prova aqui é incrível, com percurso lindo e desafiador e público apoiando o tempo todo. Eu não comecei minha temporada muito bem e esse resultado foi extremamente importante para mim. Com certeza aqui é um lugar que eu retornarei para competir mais vezes", afirmou a canadense.

A brasileira Bruna Mahn, segunda em abril, na Praia dos Ingleses e melhor brasileira deste domingo, destacou a energia da cidade. “A energia de Florianópolis é incrível. A semana toda aqui é especial, o povo respira IRONMAN. Eu consegui dois bons resultados no 70.3 e agora e meu objetivo é buscar uma vaga em Kona. Vou disputar uma etapa do Ironman na Alemanha e correr atrás dos pontos que faltam”, encerrou.

Resultados – Elite

 

Masculino

 

1º Jesper Svensson (SUE) - 8h08min06seg

2º Igor Amorelli (BRA) - 8h14min29seg

3º Thiago Vinhal (BRA) - 8h19min11seg

 

Feminino

 

1ª Kirsty Jahn (DIN) - 8h54min57seg

2ª Sarah Piampiano (EUA) - 9h03min33seg

3ª Bruna Mahn (BRA) - 9h10min37seg

 

 

Nos 35 anos do triatlhon no Brasil, primeira etapa do Campeonato Estadual do Circuito UFF recebe mais de 400 triatletas

Berço do triathlon brasileiro, o Rio de Janeiro comemora, neste domingo, exatos 35 anos da primeira competição brasileira da modalidade, o Triathlon Café do Brasil. Para comemorar, será realizada a etapa de abertura do Circuito UFF/Estadual de Triathlon, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio de Janeiro, com cerca de 400 atletas, divididos nas distâncias Sprint (750m de natação/20km de ciclismo/5km de corrida) e Standard (1,5km de natação/40km de ciclismo/10km de corrida).

Considerado um dos maiores eventos esportivos do país, o Circuito UFF reúne os melhores triatletas do Brasil. Para esta etapa, serão distribuídos prêmios de R$ 8 mil para o Sprint e R$ 12 mil para a Standard.

Entre os triatletas de alto rendimento estão Luiza Cravo, Giselle Bertucci, Maria Soledad Omar, Fernanda Palma e Clara Carvalho. No masculino, os destaques são Paulo Maciel, Peter Pichnoff, Pedro Apud, Gustavo Slaib, Santiago Ascenco e Luiz Francisco Paiva.

Para comemorar os 35 anos da primeira competição de triathlon no Brasil, a Federação de Triathlon do Estado do Rio de Janeiro convidou Roger de Moraes, campeão do I Triathlon Internacional do Rio de Janeiro (Café do Brasil), em 1983, para estar no evento.

“Iniciativas como esta da Federação de Triathlon do RJ são importantes para resgatar e compreender a história e a cultura do triathlon no Brasil, pois me parece o único meio para o desenvolvimento pleno e para a popularização deste esporte. Resgatar a cultura original do desafio aeróbico, da utilização do corpo como meio de locomoção, da aventura em desbravar novos locais, da disciplina e da perseverança de continuar a despeito da dor e da vontade de parar, e rejeitar a supervalorização da imagem midiática da falsa competência, certamente é o desafio para próximas gerações se o objetivo é desenvolver o triathlon no Brasil”, afirma Moraes, um dos principais triatletas de sua geração, com importantes títulos no Brasil.

Amigos há mais de 35 anos e dois dos principais nomes da primeira geração de triatletas brasileiros, Armando Barcellos, de 52 anos, e Carlos Dolabella, de 57, competirão na Sprint. Como nos tempos de alto rendimento de ambos, um não quer perder para o outro.

“O Armando me deu seis minutos de vantagem. Vai ser difícil ele me pegar. Apostamos uma bike nova”, brinca Dolabella, que veio de Miami, onde vive há mais de 20 anos, especialmente para comemorar a data e disputar a primeira etapa do estadual.

Para Júlio Alfaya, presidente da Federação de Triatlhon do Estado do Rio de Janeiro, comemorar 35 anos do nascimento do esporte no Brasil é muito importante.

“O Rio de Janeiro sempre foi um dos maiores protagonistas da história do triathlon em nosso país. Aqui realizamos a prova pioneira em 1983 e foi aqui que surgiram nomes como Fernanda Keller, Alexandre Ribeiro, Armando Barcellos e tantos outros”, afirma Alfaya. “Como resultado disso, fomos honrados com o apoio do Ministério do Esporte através da Universidade Federal Fluminense, garantindo-nos a continuidade da trajetória de sucesso da modalidade no calendário nacional. Uma nova safra de excelentes atletas vem surgindo com este projeto e o Rio de Janeiro continuará à frente de seu tempo de forma marcante para as novas gerações.”

Todas as provas são válidas pelo campeonato estadual da Federação de Triathlon do Estado do Rio de Janeiro (FTERJ).

 

SERVIÇO:

 

CATEGORIAS (masculino e feminino)

Alto rendimento: Elite, Sub-23 e Junior

Faixas etárias: 14/15, 16/17, 18/19, 20/24, 25/29, 30/34, 35/39, 40/44, 45/49, 50/54, 55/59, 60/64, 65/69 e de 70 anos em diante

 

PROGRAMAÇÃO

 

Sábado (12/5):

11h às 18h - Retirada dos kits no Hotel Atlântico Sul (Av. Lucio Costa 18.000)

 

Domingo (13/5)

06:30 - Abertura da Transição (Check-In)

07:45 - Fechamento da Transição e final do check-in

08:00 - Largada Sprint (alto rendimento e PNE)

08:02 - Largada Sprint (faixas de idade)

08:15 - Largada Standard (alto rendimento e PNE)

08:17 - Largada Standard (faixas de idade)

10:30 - Cerimônia de Premiação

Assinar este feed RSS