Brasil e Uruguai vencem o IRONMAN Fortaleza 2016

Última etapa do ano foi realizada em Fortaleza com a distância completa. Crédito: Fábio Falconi

O triatlo brasileiro garantiu seu terceiro título consecutivo no IRONMAN Fortaleza 2016. O paulista de São Bernardo do Campo, José Belarmino Souza Filho, manteve a hegemonia nacional no masculino ao completar, neste domingo, os 3.8 km de natação, 180,2 km de ciclismo e 42.2 km de corrida com o tempo de 9h12min09seg, com mais de seis minutos de vantagem para o segundo colocado, Felipe Dayrell Silvestre, 9h18min39seg; e mais de oito para o terceiro, Gustavo Fleury Soares, 9h20min19seg. A prova, com largada e chegada no Marina Park Hotel, distribuiu 40 vagas para a final do Mundial em Kona, no Havaí, no ano que vem.

Já no feminino, o primeiro lugar foi da uruguaia Marina Porrini, que venceu em 2015 o Itaipu 70.3 Brasil Paraguay, a única prova binacional do calendário mundial. A atleta assumiu a liderança na última volta da corrida para marcar o tempo de 10h45min00seg, seguida pelas brasileiras Paula Ponte, 10h49min46seg, e Lívia Bustamante, 11h02min16seg. Ao todo, 800 competidores, de 18 países, participaram do evento.

Emoção do começo ao fim, com os lideres se alternando o tempo todo. Para melhorar, os fortes ventos deram trabalho aos atletas. Assim foi a terceira edição do IRONMAN Fortaleza, que movimentou a capital cearense e toda a região Nordeste. Desde cedo, atletas, acompanhantes e público coloriram o Marina Park Hotel. Com largadas em ondas, a disputa pelo ponto foi acirrada.

No masculino, Belarmino, de 39 anos e três deles dedicados ao triatlo, disputou sua terceira prova do IRONMAN completo na carreira. Depois de se recuperar no ciclismo, ele assumiu a ponta já na corrida para garantir o primeiro título do gênero. "Emoção indescritível. Minha terceira prova e conquistar esse título. Só tenho a agradecer por todo o apoio. Muita gente que me ajudou", destacou.

O atleta disse ainda que a concentração na corrida foi fundamental. "Acabei exagerando no ciclismo e, se não foco na corrida, seria um desastre. Mas tive cabeça para mostrar meu valor aqui", finalizou o campeão, que começou na natação e chegou a defender a seleção brasileira.

Duas vezes campeã

O Uruguai Maria Porrini não tem do que reclamar no Brasil. Em dois anos, a triatleta conseguiu dois resultados expressivos: no ano passado em Foz do Iguaçu, e agora no IRONMAN Fortaleza 2016. Numa recuperação incrível, tirando mais de 20 minutos na corrida, ela superou as adversárias para conseguir o topo do pódio. Mas a campeã disse que não foi fácil.

"Pensei que poderia sair melhor na natação. Forcei na bicicleta e sofri com o vento, tendo de lutar para não desistir. Na corrida, depois da emoção de passar a primeira, fui com tudo. Para mim, a paciência foi fundamental", destacou. "Com essas duas vitórias, vou adotar o Brasil", brincou.

A brasileira Paula Ponte, de Fortaleza, disse que foi muito gratificante e comemorou o vice e o fato de ser a melhor brasileira. "Fui a segunda da água, liderei o ciclismo, mas fui passada no km 30 da corrida. Ela estava mais forte e mereceu. Fico, assim mesmo, feliz com o feito", afirmou.

Resultados 2016

Masculino
1) José Belarmino Souza Filha (BRA), 9h12min09seg
2) Felipe Dayrell Silvestre (BRA), 9h18miin39seg 
3) Gustavo Fleury Soares (BRA), 9h20min19seg

Feminino 
1) Maria Porrini (URU), 10h45min00seg
2) Paula Ponte (BRA), 10h49min46seg
3) Lívia Bustamante (BRA),11h02min16seg

Última modificação emSegunda, 21 Novembro 2016 22:58

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.