Scheidt terá barco "zero km" no Campeonato Europeu

Scheidt e Borges treinaram com o novo barco na Itália. Crédito: Divulgação

Robert Scheidt e Gabriel Borges têm motivação extra para a reta final da temporada 2017 do iatismo internacional. O bicampeão olímpico e seu proeiro contam com um barco ‘zero km’ desde a semana passada. A estreia do novo equipamento será no Campeonato Europeu da Classe 49er, que será disputado de 27 de julho a 4 de agosto no Kieler Yacht-Club, em Kiel, na Alemanha.

“Usávamos um barco do COB e CBVela e que era de 2014. Por isso, optamos por adquirir um barco 100% nosso. Claro que um equipamento novo sempre é melhor. É mais rígido. Tende a performar mais. Não existe uma diferença gritante, mas existe. Ainda mais porque temos também um mastro e vela novos. E o kit todo tende a dar um resultado melhor em termos de velocidade”, afirma ele, que completa. “É uma motivação a mais. Porém, sabemos que o principal continua dependendo da gente, da maneira como vamos velejar.”

Scheidt sabe que a dupla precisará de tempo para se adaptar ao novo barco. Por isso, seguiu para Kiel neste domingo (23). “Teremos uma ferramenta melhor para competir no Europeu isso é muito bom, mas sabemos que tudo é um processo. Quando pegamos o novo 49er, precisamos de três a quatro dias de trabalho para ajustes, como alinhar o leme com a bolina, por exemplo. Mas já colocamos o barco na água, no Lago di Garda (na Itália) e ele rendeu bem. Agora é velejar mais em Kiel para aprimorar ao máximo até o campeonato”, explica o bicampeão olímpico, patrocinado pelo Banco do Brasil e Rolex, com os apoios do COB e CBVela.

Aos 44 anos e consagrado na Star e Laser, Scheidt disputa sua primeira temporada na 49er. O maior medalhista do Brasil em Olimpíadas, com cinco pódios, encara o desafio de velejar em um barco maior, mais veloz e com estratégias diferentes a fim de iniciar um novo ciclo olímpico, visando os Jogos de Tóquio, em 2020. Com isso, sabe que as dificuldades fazem parte do processo de adaptação às características da nova classe.

Crescimento - A evolução de Robert na 49er pode ser comprovada pelo seu desempenho. Na Copa Brasil, disputada no início de março, em Porto Alegre, venceu quatro regatas, as primeiras na nova categoria, conquistando a medalha de prata. Antes de competir em águas brasileiras, disputou a etapa de Miami da Copa do Mundo de Vela, em janeiro. E conseguiu o 16º lugar na disputa que reuniu 26 barcos com os melhores iatistas do planeta. Na Miami Mid Winters, também no início de 2017, conseguiu 11º lugar no campeonato que envolveu 17 competidores. No final de março, correu o Troféu Princesa Sofia e novamente fez um 11º lugar. Mais recentemente, disputou a Kieler Woche, tradicional Semana de Vela de Kiel e conseguiu o 17º lugar.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.