fbpx

Florianópolis sedia o Circuito Oceânico a partir de hoje

A raia de Jurerê é considerada por muitos a melhor do Brasil Crédito imagem: Gabriel Heusi/ICSC A raia de Jurerê é considerada por muitos a melhor do Brasil

A longa espera chegou ao fim. A partir dessa quarta-feira, 4, até o próximo sábado, 7, aproximadamente 200 velejadores disputam o 26º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina. O evento é a principal competição de vela oceânica catarinense e nessa edição contará com cerca de 30 equipes de cinco estados: Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, além das embarcações do estado.

“O Circuito Oceânico é o maior evento do gênero para nós aqui do Iate Clube de Santa Catarina. Estamos sempre de portas abertas para todo país e nesse ano teremos velejadores do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, além dos catarinenses. O apoio da Mitsubishi Motors também foi fundamental para que pudéssemos retomar essa grande competição. Nossa raia é considerada uma das melhores do Brasil, não só por questão de ventos e condições, mas também pela limpeza, e nossa expectativa é fazer um grande evento”, disse Alexandre Back, Comodoro do Iate Clube de Santa Catarina. “O Circuito Oceânico é de grande tradição e os velejadores que estão aqui têm o prazer de desfrutar um pouco da cidade. Alguns trazem família para acompanhar a competição e também para aproveitar as belezas da nossa cidade”, concluiu.

As disputas acontecem na raia de Jurerê, na Sede Oceânica do Iate Clube de Santa Catarina, com competições nas classes BRA-RGS, ORC, C-30 e HPE25. Dentro da programação estão previstas uma regata longa e mais cinco regatas Barla-Sota. A regata longa acontece sempre no dia com melhores condições de vento. O percurso previsto é com largada em Jurerê. De lá os veleiros seguem rumo ao norte da Ilha, até a Ilha do Arvoredo, e depois rumam em direção ao Leste da Ilha, passando pela Ilha do Campeche (ou Ilha do Xavier). Após o contorno, os veleiros retornam a Jurerê. Por ser uma regata mais longa, a previsão de duração é de 7h a 10h.

Já as regatas Barla-Sota são mais técnicas e curtas. Acontecem em Jurerê e de acordo com as condições de vento são alterados os locais, mas sempre em um raio próximo, que pode ser mais afastada da praia ou até mesmo próximo à Ilha do Francês. Em média, as disputas têm duração de 50 minutos a 1h15m.

Assim como nos últimos anos, o Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina promete um alto nível técnico, com presença dos principais velejadores das classes de oceano do Brasil. Inclusive, vale destacar os veleiros catarinenses. Em 2014, das três classes em disputa, as equipes do estado venceram duas. O Katana foi o grande vencedor na C30, enquanto o Bruxo levou o título na RGS. Já na ORC, o Ângela Star, do Rio de Janeiro, terminou na primeira posição.

Última modificação emQuinta, 05 Fevereiro 2015 00:14
Raphael Oliveira

Raphael Oliveira, Carioca morador de Uberlândia desde 2011 pós-graduado em Jornalismo Esportivo pela Faculdades Integradas Hélio Alosno (FACHA-RJ), apaixonado por esportes fundador do site de notícias esportivas “Esportes de A a Z” onde se divide entre editor e fotógrafo, possui na currículo cobertura de eventos como Grand Slam de Judo, Mundial de Judo, Liga Mundial de Vôlei, Finais do NBB e Superliga de Vôlei, Mundial de Natação Paralímpica, NBA e UFC e Paralímpiadas Rio 2016.