Martine Grael e Kahena Kunze competem com os homens e ganham uma das regatas

Os bons ventos da vela começaram a soprar nesta segunda-feira em Porto Alegre. Foi o primeiro dia de regatas da IV Copa Brasil de Vela e da II Copa Brasil de Vela Jovem, que estão sendo realizadas no Guaíba, com sede dividida entre o Clubes dos Jangadeiros e o Veleiros do Sul. Neste dia de estreia, destaque para a participação das velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze na raia entre os homens, na disputa da classe 49er. As campeãs olímpicas da 49erFX venceram uma das duas regatas disputadas e estão em segundo lugar na classificação, com quatro pontos perdidos.

“Toda competição é válida, e competir com os homens é um desafio maior. Hoje, demos um jeito de acertar todos os detalhes para ganhar alguma vantagem caso o vento aumentasse. E isso deu certo”, explicou Martine, que topou o desafio de correr ao lado de Kahena de 49er pela falta de um número suficiente de adversárias na 49erFX. As embarcações das duas classes são iguais, mas o mastro e a vela são maiores na 49er.

Neste dia de abertura das regatas, as campeãs olímpicas deixaram para trás o maior medalhista olímpico do esporte brasileiro. Robert Scheidt, competindo pela primeira vez no país na classe 49er, aparece em quarto lugar na classificação, ao lado de Gabriel Borges, com sete pontos perdidos. Os líderes são Marco Grael e o espanhol Carlos Robles, com três pontos perdidos. A disputa da Copa Brasil segue até o próximo sábado, dia 11. O campeonato serve como seletiva para a formação da Equipe Brasileira de Vela para este ano.

“Estamos encarando este campeonato como um grande treino. A 49er é bem mais puxada. Embora seja o mesmo barco, temos que fazer mais força. Quando voltarmos a treinar no nosso barco, acho que será até mais fácil e isso será muito vantajoso para o 49er Fx”, afirma Kahena.

A IV Copa Brasil de Vela reúne até agora 107 velejadores, representando cinco países (Argentina, Brasil, Equador, França e Uruguai) e totalizando 80 barcos. As inscrições ainda estão abertas para as classes Finn e Kitesurfe Hidrofoil. Isso porque as provas da Finn começam na próxima quarta-feira, dia 8, e do kitesurfe no dia seguinte.

 

Acompanhe um vídeo com um compacto desse primeiro dia de competição neste link

 

Sobre o evento

A IV Copa Brasil está sendo disputada nas seguintes classes: RS:X (Masc e Fem.), Laser Standard, Laser Radial (Fem.), Finn, 470 (Masc e Fem.), 49er, Nacra 17 (Misto), Kitesurfe Hidrofoil Open (Tubular e Foil) e Kitesurfe Hidrofoil Amador (Tubular). Paralelamente, a II Copa Brasil de Vela Jovem vai dar uma oportunidade valiosa para os jovens velejadores terem contato com os atletas das classes olímpicas, com regatas de RS:X (Masc e Fem.), Laser Radial (Masc e Fem.), 420 (Masc. e Fem.), 29er (Masc e Fem.) e Hobie Cat 16 (Aberto).

O evento é uma seletivo para a formação da Equipe Brasileira de Vela em 2017. Os atletas vencedores da IV Copa Brasil de Vela e os velejadores sub-23 mais bem classificados nas suas respectivas classes passarão a fazer parte do plano de investimento da Confederação Brasileira de Vela (CBVela) para participação nas principais competições internacionais deste ano. Eles serão constantemente analisados no Programa de Desenvolvimento Individual de Atletas durante todo o ciclo olímpico, até Tóquio 2020. A competição também vale pontos para o ranking mundial da Federação Internacional de Vela (World Sailing).

  • Publicado em Vela
Assinar este feed RSS