Martine Grael e Kahena Kunze garantem medalha em Miami

As campeãs olímpicas da classe 49er FX começaram com tudo a temporada 2017. Martine Grael e Kahena Kunze garantiram nesta sexta-feira, dia 27, por antecipação, uma medalha na etapa de Miami da Copa do Mundo da Federação Internacional de Vela (World Sailing). Com apenas 33 pontos perdidos na primeira fase, elas já têm a prata garantida e vão em busca do ouro na regata de medalha que será disputada neste sábado, dia 28, às 15h45 (de Brasília). A dupla brasileira tem grande vantagem sobre as norueguesas Ragna Agerup e Maia Agerup, que estão em segundo lugar com 50 pontos.

As regatas finais de Miami terão transmissão ao vivo neste sábado, a partir de 15h (de Brasília), no canal da World Sailing no YouTube e no perfil oficial da Confederação Brasileira de Vela no Facebook, nos seguintes endereços:

https://www.youtube.com/watch?v=SL42wJRsq1Q https://www.facebook.com/cbvela/?fref=ts

“A gente teve três regatas hoje (sexta-feira). A primeira foi bem difícil, porque o vento estava fraco e rondado. Depois a comissão de regata trocou a raia de lugar, entrou um vento melhor e a gente fez regatas mais consistentes”, disse Kahena Kunze, na zona mista, após um dia em que a dupla teve um 14º, um quarto e um segundo lugares.

Disputando sua segunda competição na classe 49er, Robert Scheidt, maior medalhista olímpico do esporte brasileiro, encerrou sua participação em Miami nesta sexta-feira. Ao lado de Gabriel Borges, ele ficou em 16º lugar, com 140 pontos perdidos. Na classe RS:X feminino, Bruna Martinelli acabou na 17ª colocação (182 p.p.)

Além de Martine e Kahena, outro velejador brasileiro está se aproximando de uma medalha na competição. Jorge Zarif lidera a disputa da classe Finn, com 13 pontos perdidos, depois de vencer cinco das oito regatas disputadas até agora. Neste sábado, ele ainda disputa mais duas provas pela primeira fase do campeonato. A regata da medalha está prevista para domingo.

“Tive uma boa segunda regata hoje (sexta-feira), recuperando bastante. Já tenho uma bandeira amarela (punição) e não posso tomar outra, senão tenho que sair da regata. Então estou tentando ir na pontinha dos dedos. Vem dando certo”, afirmou Zarif.

Os seguintes velejadores brasileiros também ainda estão competindo em Miami: Henrique Haddad e Bruno Abdulklech (470 masculina), Bruno Fontes (Laser) e Gabriella Kidd (Laser Radial).

  • Publicado em Vela

Robert Scheidt encerra Copa do Mundo em Miami em sexto lugar

"Foi um dia em que nada deu certo", assim Robert Scheidt definiu o último dia de disputa da classe Laser na Copa do Mundo em Miami, neste sábado (31). O multicampeão entrou na medal race mais agressivo, para brigar por mais um pódio na competição, mas pagou pela ousadia com uma punição por largar escapado e terminou em sexto lugar na classificação geral. O campeão foi o alemão Philipp Buhl.

Depois da primeira fase consistente, Scheidt sofreu com os ventos fracos e rondados, condição climática favorável aos velejadores menos técnicos, transformando a raia em loteria. "Tirando o Nick Thompson e o Philipp Buhl, foi uma competição com pontuação altíssima. Todos tivemos dificuldades com o vento muito variável, o que não ajuda atletas mais conservadores como eu", analisou o brasileiro, dono de cinco medalhas olímpicas (dois ouros, duas pratas e um bronze) e 14 títulos mundiais, entre Laser e Star. "No geral foi uma semana irregular para mim, pois comecei muito bem e fui caindo."

  • Publicado em Vela
Assinar este feed RSS