CAMPEONATO MUNDIAL: Larissa e Talita disputam o bronze em Viena

Mesmo sem chegar à decisão do campeonato, dupla brasileira garantiu o título do Circuito Mundial em 2017. Crédito: Getty Image/FIVB

 

A briga pelo ouro no torneio feminino do Campeonato Mundial de Vôlei de Praia chegou ao fim para as duplas do Brasil no feminino. Nesta sexta-feira (04.08), Larissa e Talita (PA/AL) foram superadas pelas atuais campeãs olímpicas, Ludwig/Walkenhorst (ALE) na semifinal. No entanto, a dupla brasileira conseguiu pontuação suficiente para garantir o título do Circuito Mundial 2017.

Ainda nas quartas de final, na madrugada desta sexta-feira, Larissa e Talita (PA/AL) levaram a melhor no confronto doméstico contra Maria Elisa e Carol Solberg (PE/RJ) por 2 sets a 0 (21/17 e 21/17). Na briga pela vaga na grande decisão, acabaram sofrendo o revés para as alemãs também em dois sets (19/21 e 16/21).

“Nós repetimos a mesma estratégia que usamos nos dois últimos jogos contra as alemãs, que acabamos vencendo. Mas algo não funcionou bem hoje. Em um jogo como esse, quando os detalhes fazem a diferença, é difícil vencer se as coisas não saem como o planejado. Disputar o bronze é importante para nós, e lutaremos para estarmos no pódio”, contou Larissa.

A partida que vale a terceira posição do Mundial será na manhã deste sábado (05.08), às 8h15 (hora de Brasília), contra as canadenses Sara Pavan e Melissa Humana-Paredes, que foram superadas por Ross/Fendrick (EUA) na outra semifinal. A bloqueadora Talita lamentou o resultado desfavorável, mas garante que vão focadas em busca de uma medalha.

“Nós não tínhamos cometido tantos erros nas outras partidas aqui em Viena. Mas agora temos que esquecer a derrota e focar na briga pelo bronze. O campeonato ainda não acabou”, avaliou Talita.

Masculino

O Brasil segue na luta pelo título no naipe masculino do Campeonato Mundial de Vôlei de Praia, que acontece até o próximo domingo (06.08), em Viena, na Áustria. A dupla formada no início de 2017, Evandro e André (RJ/ES) são os únicos brasileiros que seguem na competição. Eles venceram a dupla da Letônia, Saimolovs e Smedins, por 2x0 (24/22 e 21/19).

“A classificação para as quartas de final significa muito para nós, principalmente por ser nossa primeira temporada juntos, nosso primeiro campeonato mundial juntos. É muito importante em todos os sentidos. O resultado nos deixou bastante confiantes. Estamos felizes por termos conseguido pôr em prática tudo que planejamos antes da partida. O saque e o bloqueio são as principais armas, e quando eles funcionam ficamos contentes. Sabemos que conseguimos superar uma dupla muito forte, e isso nos motiva bastante para seguirmos em frente”, analisou o capixaba André, estreante na competição.

Nas quartas de final, que acontecem neste sábado (05.08), Evandro e André (RJ/ES) terão pela frente a dupla Saxton/Schalk, do Canadá. Os canadenses se classificaram ao passarem pelos atuais campeões olímpicos e mundiais Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) por 2x1 (19/21, 21/19 e 13/15). A outra dupla brasileira que ainda estava na disputa, Pedro Solber/Guto (RJ), também sofreu revés nas oitavas e estão fora do Mundial. Os cariocas foram superados por Herrera/Gavira, da Espanha, no tiebreak (19/21, 21/17 e 13/15).

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.