CIRCUITO MUNDIAL: Ágatha/Duda vence Larissa/Talita e vai à decisão contra donas da casa no "Finals"

Em disputa entre brasileiras, Ágatha e Duda levaram a melhor sobre Larissa e Talita. Crédito: Divulgação/FIVB

 

O Brasil vai em busca das medalhas de ouro e bronze na etapa ‘Finals’ do Circuito Mundial 2017 de vôlei de praia. Ágatha e Duda (PR/SE) superaram Larissa e Talita (PA/AL) por 2 sets a 0 (21/12, 21/12) nesta sexta-feira (25.08), na semifinal do torneio realizado em Hamburgo, Alemanha, e encaram as alemãs Laura Ludwig e Kira Walkenhorst na decisão.

A final acontece neste sábado (26.08), a partir das 9h (de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV 3. Será a primeira partida entre os dois times. Ágatha já havia encarado a dupla alemã, mas na final olímpica, ainda ao lado de Bárbara Seixas.

Já a disputa de bronze acontece a partir das 7h30, entre Larissa/Talita e as canadenses Sarah Pavan/Melissa Paredes. Em três confrontos entre as duplas, três vitórias das brasileiras. O duelo pode ser acompanhado ao vivo em https://de.swatchmajorseries.com/en/media/mediathek?active=BeachStream

Após a vitória na semifinal, Ágatha comentou o placar atípico, já que o duelo entre os times costuma ser decidido em três sets. Ela também admitiu que terá que superar a pressão da torcida alemã na decisão.

“Nunca conseguimos fazer um placar assim em uma partida contra Larissa e Talita. Foi uma partida realmente incrível da nossa parte e fico feliz, pois aqui estão os melhores times da temporada e alcançamos a decisão. Os times brasileiros se conhecem muito bem, é sempre complicado, então dormirei muito feliz hoje”, disse a paranaense, que completou.

“Depois dos jogos olímpicos será a primeira vez que enfrentarei elas, acredito que será uma batalha muito bonita, um jogo espetacular. Sei que a torcida estará apoiando a dupla alemã, com certeza, mas os brasileiros de casa podem nos mandar energias positivas, vamos entrar muito concentradas para esta final”, destacou Ágatha.

A dupla campeã do World Tour Finals, que reúne os oito melhores times da temporada, além de quatro duplas convidadas, recebe 100 mil dólares em premiação. Vice-campeões embolsam 75 mil dólares, enquanto o bronze fica com 50 mil dólares. Ao todo são 800 mil em prêmios.

Ainda neste sábado os campeões mundiais Evandro e André Stein entram em quadra pelas quartas de final do torneio masculino. Eles encaram os austríacos Doppler e Horst, em repetição da final do Mundial de Viena, às 10h45 (de Brasília).

O Jogo
As equipes começaram se estudando e trocando pontos na virada de bola. Em contra-ataque de Duda, porém, as campeãs do SuperPraia conseguiram abrir dois pontos: 5 a 3. Larissa/Talita empatou e virou o duelo, mas Ágatha e Duda retomaram o domínio e em bola de segunda da sergipana, anotaram 11 a 6, forçando pedido de tempo das adversárias.

Na parada técnica, Ágatha e Duda venciam por 14 a 7. Mantendo mais volume de jogo e ritmo, a paranaense medalhista olímpica conseguiu uma diagonal curtíssima e aumentou vantagem para sete pontos: 17 a 10. Inconstantes no saque, Larissa e Talita tinham dificuldade em recuperar o placar. Em novo contra-ataque, na diagonal, Ágatha fechou o set: 21 a 12.

O segundo set começou com Ágatha e Duda mantendo domínio e o passe bem ajustado. Duda conseguiu bom contra-ataque e, na sequência, após erros seguidos de recepção de Talita, abriram 5 a 0 para as rivais. As tricampeãs brasileiras pediram tempo. Duda encaixou dois aces e na primeira parada técnica o placar mostrava 14 a 7 para Ágatha/Duda.

O panorama da partida não se alterou, com os times trocando alguns pontos, mas com a paranaense e a sergipana mantendo mais volume de passe e contra-ataques. O ponto que encerrou o segundo set e a partida entre compatriotas foi anotado por Ágatha, explorando bloqueio de Talita e anotando 21 a 12 novamente.

O Brasil possui bom retrospecto na competição, disputada desde 2015. Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) venceram as duas primeiras edições, mas neste ano, apesar de estarem entre os oito do ranking, acabaram fora pelo limite de duplas por país. Quem também subiu ao lugar mais alto do pódio foi a dupla Larissa/Talita, em 2015.

Esta é a segunda vez que a cidade de Hamburgo recebe uma etapa do Circuito Mundial. No ano passado a cidade alemã sediou um Major Series com vitória das alemãs Laura Ludwig/Kira Walkenhorst e dos norte-americanos Dalhausser/Lucena.

Os jogos são disputados no Am Rothenbaum, estádio de tênis que se transforma em arena de vôlei de praia. O World Tour Finals dará 100 mil dólares aos times campeões de cada naipe, mas não conta pontos ao ranking.

Masculino
Em partida válida pela repescagem, Álvaro Filho e Saymon acabaram eliminados ao serem superados pelos austríacos Doppler e Horst, vice-campeões mundiais, por 2 sets a 0 (21/18, 21/17), em 39 minutos de duração. Evandro e André Stein, garantidos já nas quartas de final, entram em quadra neste sábado, justamente contra o time austríaco.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.