fbpx

No quinto set, Sesc RJ supera Vôlei Nestlé

No quinto set, Sesc RJ supera Vôlei Nestlé quipe carioca passou pelo time de Osasco por 3 sets a 2, no José Liberatti. Crédito: João Pires/Fotojump

Em mais um capítulo de um dos grandes clássicos do voleibol brasileiro, melhor para o Sesc RJ. Já na madrugada deste sábado (09.12), a equipe carioca superou o Vôlei Nestlé (SP) por 3 sets a 2 (23/25, 25/12, 20/25, 25/22 e 16/14), no José Liberatti, em Osasco (SP). A partida foi válida pela última rodada do turno da Superliga feminina de vôlei 17/18.

O Sesc RJ terminou o turno da competição em segundo lugar, com 28 pontos (10 vitórias e um derrota). O Vôlei Nestlé aparece em terceiro lugar, com 22 pontos (sete resultados positivos e quatro negativos). O Dentil/Praia Clube (MG) é o líder, com 33 pontos.

A ponteira Kasiely substituiu a dominicana Peña no segundo set, foi eleita a melhor da partida em votação popular no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e ficou com o Troféu VivaVôlei CIMED. A atacante analisou a vitória das cariocas.

“Estou muito feliz com esse resultado. Temos um time em construção e procuramos a formação  ideal. Tivemos muitos problemas de lesões e jogamos como um grupo. Tentei ajudar mais no passe e conseguirmos essa vitória importante”, disse Kasiely.

 Pelo lado do Vôlei Nestlé, o treinador Luizomar de Moura lamentou a derrota e destacou pontos positivos do confronto.

“Fizemos uma grande partida, digna da tradição deste clássico. Apresentamos alguns números importantes, mas que a derrota acaba escondendo. Tivemos um jogo bastante forte de bloqueios, tanto que marcamos 19 pontos neste fundamento. Sofremos com problemas na linha de passe, assim como o Rio de Janeiro. No tie break construímos uma boa vantagem, que nos deu chance de sair com a vitória, mas acabamos desperdiçando. Mas esse é o preço do crescimento, de uma equipe que tem muito a melhorar ao longo da competição e vai continuar lutando para atingir esse objetivo”, explicou Luizomar de Moura.

Pelo lado do Sesc RJ, a oposta Monique, com 25 pontos, e a ponteira Drussyla, com 24, foram as maiores pontuadoras. No Vôlei Nestlé, a oposta Tandara deixou a partida, com 25 acertos.

As duas equipes voltarão à quadra pela Superliga no dia 19/12. O Sesc RJ jogará com o Sesi-SP, às 20h, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). Já o Vôlei Nestlé lutará pela reabilitação contra o Hinode Barueri, às 21h30, no José Liberatti, em Osasco (SP).

O JOGO

O Vôlei Nestlé fez os três primeiros pontos da partida. O Sesc RJ cresceu de produção e empatou (5/5). Bem no saque, o time de Osasco abriu dois pontos (8/6). Depois de um longo rally, o time carioca encostou (11/10). O set ficou disputado ponto a ponto. A set seguiu disputado até o final e o time de Osasco venceu o set com um ponto de contra-ataque da ponteira Mari Paraíba.

O Sesc RJ voltou melhor para o segundo set e fez 7/1. O time carioca seguiu melhor e manteve seis pontos de vantagem (13/7). As cariocas continuaram ditando o ritmo da parcial e, numa bola de segunda da levantadora Roberta fizeram 19/8. O Sesc RJ não deu chances para o time de Osasco até o final e venceu o segundo set por 25/12.

O terceiro set começou equilibrado. Quando o Sesc RJ abriu dois pontos (9/7), o treinador Luizomar de Moura pediu tempo. Com um ponto de bloqueio da central Bia, o time de Osasco empatou (9/9). Depois de um contra-ataque da ponteira Mari Paraíba, as donas da casa abriram dois pontos (15/13). Bem no bloqueio, o time de Osasco aumentou a diferença no placar para três pontos (18/15). O Vôlei Nestlé foi melhor até o final e venceu o terceiro set por 25/20.

O Sesc RJ voltou melhor para o quarto set e fez 3/1. Bem no saque e no bloqueio, o Vôlei Nestlé virou o marcador (10/9). A oposta Monique cresceu de produção e o time carioca empatou (13/13). Com volume de jogo, as cariocas abriram dois pontos (18/16). A equipe do treinador Bernardinho segurou a vantagem até o final e venceu o quarto set por 25/22.

O Vôlei Nestlé fez os cinco primeiros pontos do quinto set. O time da casa segurou a vantagem e fez 8/4. Bem no saque, o time carioca encostou (8/6) e o treinador Luizomar de Moura pediu tempo. O Sesc RJ conseguiu uma grande reação e venceu o set por 16/14 e o jogo por 3 sets a 2.

EQUIPES:

VÔLEI NESTLÉ – Fabíola, Tandara, Mari Paraíba, Ângela Leyva, Nati Martins e Bia. Líbero – Tássia 
Entraram – Kika, Paula Borgo, Carol Albuquerque, Bruna Neri 
Técnico – Luizomar de Moura

SESC RJ – Roberta, Monique, Peña, Drussyla, Juciely e Vivian. Líbero – Fabi 
Entrou – Kasiely
Técnico – Bernardinho