fbpx

Brasil é superado novamente pelos Estados Unidos em amistoso

Brasil é superado novamente pelos Estados Unidos em amistoso Gabi fica no bloqueio das americanas. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Se preparando para o mundial que vai acontecer em setembro no Japão, as seleções brasileiras e norte-americanas encerraram uma série de quatro amistosos preparatórios e terminou com a seleção brasileira sendo superada pela 4º vez na reabertura do Maracanãzinho, que não recebia partidas desde o ouro no masculino em 2016, por 3 sets a 1, dando um gosto amargo do torcedor.

“Amistoso é para isso! A equipe está se transformando e se ajustando e faltando peças. Estou voltando de lesão, a Dani Lins voltando de gravidez. Os Estados Unidos é um bom parâmetro que elas jogam diferentes de todo o mundo e cada jogo tentamos ajustar alguma coisa. Tem gente lá fora que fica criticando o que é uma péssima mania dos brasileiros e não sabem o que estamos fazendo e sem fazer corpo mole. Vamos continuar treinando e melhorar para chegar forte no mundial” – Diz Thaisa após a partida.

Seleção brasileira segue preparação para o mundial no Japão em setembro. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

O Técnico Zé Roberto lembrou da condição adversa que a seleção saiu em 2004 das olimpíadas como um time de amarelonas e em 2008 conseguiram uma virada espetacular obtendo uma medalha inédita e comentou sobre o desempenho da equipe.

“Foi extremamente importante jogar com uma das melhores equipes do mundo e com uma qualidade técnica importante. Estávamos abaixo em todos os fundamentos e nessas quatro partidas tivemos pontuação abaixo nos bloqueios e sabemos onde estamos errando e agora voltam jogadoras que estamos tentando recuperar. Esse time deve chegar entre os 3 melhores do torneio e buscar uma eficiência para competição. ”

O Jogo

Sendo o 4º jogo entre as duas seleções, o primeiro set foi bem equilibrado e pareciam saber muito bem como a outra jogada. A disputa foi ponto a ponto e por alguns momentos, um dos times conseguia abrir uma vantagem de 2 a 3 pontos e o adversário logo recuperava e virava o placar. E foi numa dessas situações que as americanas conseguiram abrir 4 pontos de frente e tiveram o set point em que o Brasil conseguiu salvar por duas vezes, mas não deu e as americanas levavam por 25 a 23 e saíram com 1 a 0 no jogo.

O segundo set começou no mesmo ritmo do outro. Por um momento, as americanas comandaram o placar. Mas o jogo mudou quando Zé Roberto substituiu Rosamaria e colocou Amanda no lugar. O time brasileiro passou a jogar muito melhor e conseguiu abrir uma vantagem considerável fechando o set em 25 a 18 e empatando o jogo em 1 a 1.

Próxima competição do time feminino será no Torneio de Montreux, na Suíça, de quatro a nove de setembro. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

O terceiro, as americanas foram melhores no início do set e conseguiram abrir uma vantagem de 4 pontos no placar e a vantagem vinha se mantendo. As brasileiras conseguiram buscar uma recuperação e até chegaram a virar o placar, mas não conseguiram se manter e tomaram uma virada.

O último set a seleção americana literalmente atropelou as brasileiras. Com muitos erros, as americanas abriram mais de 10 pontos de vantagem e fecharam o jogo em 25 a 13 conseguindo a quarta vitória seguida.

Última modificação emDomingo, 19 Agosto 2018 13:21