fbpx

Sesc RJ vence o Botafogo em noite de estreias

Sesc RJ vence o Botafogo em noite de estreias Novo reforço, Bia fez sua estreia na primeira partida da temporada 2018-2019. Crédito: Divulgação/Sesc
Na partida que marcou a estreia do Sesc RJ na temporada 18/19, o time comandado pelo técnico Bernardinho fez o que se esperava dele. Diante da jovem equipe do Botafogo, em confronto válido pelo Carioca, o Sesc RJ fez 3 sets a 0 (25/18, 25/14 e 25/12) e pode contar pela primeira vez com Tatiana Kosheleva e Bia, os dois reforços do time, em quadra.
 
Kosheleva, que está clinicamente curada da grave lesão no joelho esquerdo, atuou na primeira parcial desta quinta-feira (01.11). A estrela russa marcou quatro pontos – um ace, um de bloqueio e dois ataques pela saída de rede – e comemorou muito seu retorno, oito meses após se machucar em partida do campeonato turco.
 
“Falei ontem com meu marido que estava ansiosa para retornar a um jogo oficial depois de tanto tempo. E, além de estar muito feliz, não posso pensar em outra coisa senão agradecer a todos que colaboraram com minha recuperação. Médicos, fisioterapeutas, treinadores, companheiras de time... Todos mesmo. Sei que pode não parecer uma partida muito importante, diante de um adversário muito jovem, mas para mim foi um dos jogos mais importantes da vida”, disse Kosheleva, que espera apresentar um voleibol muito melhor em breve.
 
“Foram sete meses de tratamento. Ter passado por essa cirurgia não foi nada fácil, mas me trouxe uma força a mais. Sei que tenho muito o que melhorar. E acredito que estou no lugar certo para isso, recebendo muito carinho e atenção de todos da equipe. Eu gosto muito de trabalhar e espero estar bem melhor em poucas semanas. O torcedor pode esperar”, finalizou a ponteira russa.
 
A central Bia, a outra estreante do dia, entrou em quadra na segunda parcial e também jogou a terceira. E apesar de ser uma jogadora experiente, de seleção brasileira, viveu a ansiedade da estreia. E comemorou seu primeiro triunfo. “Eu estava muito ansiosa mesmo. Queria que os jogos começassem logo. Independentemente do adversário que estava do outro lado, é sempre bom vencer, vencer bem e conseguir mexer no time. Deu tudo certo”, analisou Bia.
 
Sobre o próximo compromisso do Sesc RJ, diante do Fluminense, no sábado (03.11), às 18h, nas Laranjeiras, Bia espera muito mais dificuldade. Afinal, o Tricolor carioca possui um elenco de respeito e está há muito mais tempo treinando. “Teremos um confronto bem complicado agora. O Fluminense possui uma grande equipe, com jogadoras experientes, e é um adversário direto. Não só no Carioca como na Superliga. Elas estão mais entrosadas, trabalhando juntas já há algum tempo e não será fácil vencer na casa delas. Nós, que estávamos na seleção, chegamos e começamos a trabalhar há apenas duas semanas. Mas contamos com o Bernardinho que, sem dúvida, montará a melhor estratégia para tentarmos buscar a vitória”, concluiu Bia.