fbpx

SESC RJ vence Minas fora de casa e espera rival na semifinal da Superliga

SESC RJ vence Minas fora de casa e espera rival na semifinal da Superliga Wallace foi peça importante no triunfo que garantiu o SESC RJ na semifinal. Crédito: Orlando Bento / MTC

O SESC RJ é o primeiro semifinalista da Superliga 2018-2019. A equipe comandada por Giovane Gávio venceu o Fiat / Minas (MG) por 3 a 0 (parciais de 25-19, 25-19 e 25-22), há pouco, na noite desta quarta-feira, dia 27, na Arena Minas (Belo Horizonte-MG), no segundo jogo da melhor de três partidas das quartas de final da Superliga Cimed 2018-2019. Com o resultado, a equipe carioca fez 2 a 0 na série e garantiu vaga na semifinal da competição, esperando agora pelo adversário que sai do confronto entre SESI SP e Vôlei Um (SP) - o SESI SP vence por 1 a 0 e os dois times se enfrentam nesta quinta-feira, dia 28, no segundo jogo da melhor de três. Maurício Borges recebeu o Troféu VivaVôlei, ressaltou a amizade e a força do grupo, e aproveitou para dedicar à mãe, Marilda, aniversariante do dia.

- Nosso grupo é muito forte. A nossa amizade dentro de quadra, em termos de jogo, é muito forte. É o nosso diferencial, o resto vai saindo como consequência. O jogo tático foi muito importante, temos que manter e melhorar ainda mais isso pensando na semifinal. Quero mandar um beijo pra minha mãe, que está fazendo aniversário - afirmou o campeão olímpico dos Jogos Rio-2016.

Depois de um início de muito equilíbrio, o SESC RJ, mais consistente, abriu 7 a 5. Disputando em alto nível, as equipes apareciam bem nas defesas, proporcionando alguns ralis ao longo do set. Thiaguinho alternava a distribuição para o trio de campeões olímpicos Maurício Souza, Maurício Borges e Wallace, Japa ‘sobrava’ e a equipe carioca mantinha a vantagem com 17 a 14 no placar. Tranquilo e ditando o ritmo, o SESC RJ fechou num ataque de Souza pelo meio: 25 a 19.

O SESC RJ manteve o ritmo no início do segundo set e, no erro de saque de Honorato, começou a construir uma vantagem chegando a 7 a 4. Japa, um dos destaques do jogo, aumentou no ace e Maurício Borges, no contra-ataque, ampliou para 9 a 4. A equipe carioca dominava as ações diante de um adversário que tinha dificuldades em virar bolas. Mas o Minas reagiu e encostou no placar (15 a 14). Giovane pediu tempo, o time se rearrumou e, com Wallace inspirado, o SESC RJ venceu o segundo set repetindo o placar: 25 a 19.

Veio o terceiro set com o Minas no ‘tudo ou nada’ e o SESC RJ suportando a pressão dos donos da casa. Ponto a ponto, as duas equipes mantinham o placar parelho até 11 a 11. No erro de ataque de Flávio, os cariocas passaram na frente, obrigado o Minas a pedir tempo. Os mineiros se recuperaram e viraram para 14 a 13, forçando Giovane a parar o jogo. Bola a bola, o placar seguiu igual até 21 a 21. Mas fez diferença a experiência da equipe do SESC RJ, que conseguiu abrir no momento decisivo do set e fechou o jogo, garantindo a vaga na semifinal, num belo ataque de Maurício Borges: 25 a 22.