fbpx

Embalado pela torcida, Flamengo vence e garante acesso à elite

Embalado pela torcida, Flamengo vence e garante acesso à elite Time volta a elite do vôlei nacional depois de quase 20 anos de ausência. Crédito: Bruno Lopes/EAZ

A noite desta quinta-feira (04.04) marcou o retorno do Flamengo (RJ) à elite do voleibol brasileiro. A equipe carioca venceu o Maringá/AmaVôlei (PR) por 3 sets a 0 (25/23, 25/16 e 25/17), no ginásio da AABB da Lagoa, no Rio de Janeiro (RJ). O resultado encerrou a série melhor de três da semifinal da Superliga B feminina, credenciando o rubro-negro à divisão principal na próxima temporada.

Após o ponto final a comemoração entre atletas, torcida e comissão técnica foi generalizada. O treinador do time rubro-negro, Alexandre Ferrante, relembrou a própria história no clube e todo o processo que o levou à posição atual no comando do elenco feminino.

“A felicidade é muito grande, cheguei no Flamengo aos 19 anos. Tenho uma longa história aqui, foi onde aprendi a amar o voleibol. Fico muito feliz em saber que aqui ainda há espaço para sonho. Assumi esse projeto com convicção de que conseguiríamos evoluir e continuar fazendo um grande trabalho. Deixo um legado aqui para o clube”, comentou Alexandre.

Crédito: Bruno Neves Lopes/EAZ

A oposta Angélica foi um dos nomes do jogo e foi uma das mais animadas com a classificação à final.

“Atingimos nossa primeira meta, e agora o nosso foco é conquistar o título. Vamos para cima e muita alegria de nossa parte. O trabalho de construção do time foi muito bem feito, crescemos ao longo do campeonato e conseguimos alcançar nosso principal objetivo”, disse Angélica.

Um dos nomes mais importantes na campanha do Flamengo, a ponteira Jéssica se emocionou após a partida. Apesar da euforia, a atleta mostrou ter os pés no chão e sabe que ainda há mais um compromisso importante pela frente.

Essas lágrimas são de alegria, de alívio e de merecimento. Trabalhamos muito para conquistarmos esta vaga. Agora vamos para a final mais leves, com o principal objetivo alcançado. O campeonato não acabou ainda, vamos mais motivadas para a decisão na semana que vem”, comemorou Jéssica.

No primeiro set a equipe do Flamengo começou impondo o ritmo, mas logo o time de Maringá conseguiu reequilibrar as ações. O sistema de saque e bloqueio das anfitriãs funcionou bem, enquanto do lado paranaense a oposta Bia era bastante acionada. Na segunda parcial a torcida empurrou o rubro-negro, mas as visitantes não se intimidaram e mantiveram a liderança no placar até a ponteira Jéssica conseguir uma boa sequência no serviço. Novamente comandando o marcador, o Flamengo abriu boa margem e fechou mais um set.

Precisando vencer mais uma parcial para garantir o acesso à elite, o rubro-negro voltou à quadra embalado. Mesmo sob pressão o time de Maringá não deixava a equipe rival deslanchar. Com bom posicionamento do bloqueio, o clube carioca minava a virada de bola adversária. A proximidade do fim da parcial deu mais ânimo à torcida, que empurrou o time para fechar o terceiro set e o jogo.

Nesta sexta-feira (05.04) Vôlei Valinhos (SP) e Bradesco Esportes (SP) jogam pela outra chave da semifinal, às 21h, no Pedro Ezequiel, em Valinhos. O time da casa venceu a primeira rodada e está a uma vitória da decisão. A grande final da Superliga B feminina 2019 está programada para o próximo dia 13 de abril na casa do finalista de melhor campanha.