Corrida de Aventura

Corrida de Aventura (21)

Vila do Farol Indomit Bombinhas lança +Indomit 42k para incentivar corredores a superarem seus recordes pessoais na maratona

Pegue sua paixão por desafios, acrescente quilômetros de asfalto, trilhas, praias e terra e misture a isso tudo paisagens incríveis. O resultado desta receita será experimentada na nona edição da Vila do Farol INDOMIT Bombinhas, no dia 19 de agosto, na cidade catarinense de Bombinhas, a 70 quilômetros de Florianópolis. Para os apaixonados em enfrentar os mais diferentes terrenos e graus de dificuldades, serão 42km no berço da distância em trail run no Brasil. A grande novidade deste ano será para quem repetir os 42km. A Bombinhas Runners, organizadora do evento, referência na América do Sul por reunir alguns dos melhores atletas da modalidade do Brasil e do exterior, está lançando +INDOMIT 42k, que premiará, com uma medalha exclusiva e um voucher na loja INDOMIT no valor de R$100, os maratonistas que conseguirem superar seu recorde pessoal obtido em etapas anteriores da prova.

“Estamos sempre buscando inovar para oferecer novos desafios aos nossos atletas. Para esta edição, criamos a categoria +INDOMIT 42k para aqueles que já correram a Vila do Farol INDOMIT, na categoria individual. Queremos que eles voltem para superar seu melhor tempo na distância obtido aqui em Bombinhas”, afirma Juan Carlos Asef, criador do Circuito INDOMIT, formado por mais cinco provas no Brasil e no exterior. “Aqueles que conseguirem o novo recorde pessoal nesta nova categoria ganharão uma medalha especial”.

Podem participar da +INDOMIT 42k todos aqueles que correram uma das oito edições da Vila do Farol INDOMIT Bombinhas na categoria maratona individual. As inscrições para este desafio estão abertas e as vagas são limitadas. Quem já garantiu seu lugar na edição deste ano pode se candidatar nessa nova categoria. Os registros para as outras provas (42km individual, 42km em dupla, 12km e Kids) também estão abertas em www.bombinhasrunners.com.br.

Além da criação da +INDOMIT 42k, a nona edição da Vila do Farol INDOMIT Bombinhas tem outras novidades. Sempre procurando integrar a comunidade da cidade ao evento, a organização oferecerá novas capacitações para o staff da prova, com mais de 120 pessoas, e irá incentivar crianças das escolas de Bombinhas a participem do projeto “Pequeno Grande Passo”, que premiará os colégios com maior número de alunos inscritos nas provas Kids.

“Quanto mais bem preparadas forem as pessoas que trabalham no apoio à prova, melhor será para os corredores”, afirma Lucy Meira Leal, gerente da INDOMIT. Já o projeto Pequeno Grande Passo quer mostrar a importância do esporte para as crianças e incentivá-las a praticar, pois elas são o futuro da Indomit. Quem sabe não surge um novo Giliard Pinheiro, nascido em Bombinhas e que já venceu sete vezes a Vila do Farol INDOMIT”. 

Calendário do Circuito INDOMIT em 2017

19 e 20 de maio: INDOMIT Mendoza Ultra Trail, com as distâncias de 100km, 80km, 50km, 35km, 21km e 12km, em Mendoza, na Argentina

19 de agosto: Vila do Farol INDOMIT Bombinhas, com 42km individual e em dupla, 12km e Kids; em Bombinhas, em Santa Catarina

27 e 28 de outubro: INDOMIT Costa Esmeralda, com as distâncias de 100 milhas, 100km, 80km, 50km, 21km e 12km), nas cidades de Bombinhas e Porto Belo, em Santa Catarina.

25 de novembro: INDOMIT Colonia Urban Trail Run, com as distâncias de 42km, 21km e 10km, no Uruguai.

Mais informações em www.bombinhasrunners.com.br.

Revezamento Volta à Ilha tem boa disputa por títulos e recorde em sua 22ª edição

Com presença de quase quatro mil corredores o Revezamento Volta à Ilha, que acontece nesse sábado (8) ficou marcado ao longo dos anos como uma festa do esporte. A maioria das equipes tem como objetivo concluir os 140 km ao redor de Florianópolis em clima de confraternização e espírito de grupo, que são as principais características do evento. No entanto, existe também um grupo de atletas que chega a capital catarinense com o objetivo da vitória.

As equipes com atletas de ponta miram não só o topo do pódio, mas também o recorde da prova, que desde 2013 pertence a equipe Beckhauser Malhas (Tubarão/SC) com 8h01m05s valendo para a distância de 140 km. Nos últimos anos, as edições foram muito disputadas, mas nenhum time chegou perto da marca estabelecida pelos catarinenses. Atuais campeões, os campineiros da D-Run Bionexo chegam como favoritos, mas terão adversários duros pela frente como a equipe do Supermercado Jacomar (Curitiba) e Oxteam (Cuiabá).

Além das equipes de ponta outra grande atração do Revezamento Volta à Ilha é a disputa das duplas. Se a missão de fazer os dezessete trechos já é árdua para as equipes, o que dizer de finalizar o percurso de 140 km em apenas dois atletas. Além do desgaste físico e psicológico entra também em questão o fator logístico. A organização das equipes nos bastidores passa a ser tão importante, quanto a performance dos atletas na prova.

Assim como em 2016, o duelo nas duplas promete ser emocionante entre os goianos da André Villarinho e os gaúchos da Cia dos Cavalos. Em 2016, coube ao dueto de Porto Alegre subir ao lugar mais alto do pódio após pouco mais de 10 horas de prova, repetindo a conquista de 2014. De 2009 a 2013 os goianos dominaram a prova comemorando o pentacampeonato. A hegemonia foi encerrada em 2014, mas no ano seguinte a equipe do Centro Oeste voltou a dominar a prova.

Outro ponto interessante é que apenas uma vez uma dupla conseguiu baixar a barreira das 10 horas de prova no Revezamento Volta à Ilha. O feito coube aos goianos em 2013, quando completaram o percurso em 9h57m05s. Na edição passada, a dupla da Cia dos Cavalos ficou apenas oito minutos acima das 10h e esse ano a expectativa é grande em torno da performance desses atletas.

Revezamento Volta à Ilha apresenta percurso 2017 com mudança nas Praias da Joaquina e Campeche

Ao longo de suas vinte e duas edições o Revezamento Volta à Ilha passou por muitas mudanças. A prova cresceu em tamanho e proporção e atualmente atraí aproximadamente quatro mil corredores para a capital catarinense. A prova que começou com apenas alguns "malucos" correndo ao redor de Florianópolis, tornou-se a maior prova do gênero na América Latina. E ao longo desses 22 anos o percurso também precisou sofrer alterações para adequar-se à evolução da cidade e as necessidades das equipes, que tem pela frente 140 km divididos em 17 trechos com diferentes quilometragens, níveis de dificuldade e tipos de terreno. 

Ainda em 1996, quando a prova foi realizada pela primeira vez, o percurso total era de 155 km. Já entre 1997 e 2003 a organização, sempre a cargo da Eco Floripa, acrescentou alguns pontos e o revezamento passou a ter 150 km. Durante os anos de 2004 a 2011 a prova retomou suas origens com a quilometragem de 155 km e a partir de 2012 passou a ter os 140 km atuais. E com as mudanças de distância total da prova vieram também algumas modificações nos trechos.

Em 2017 a prova manterá praticamente toda o percurso da edição passada, com uma pequena mudança nos trechos das Praias da Joaquina e Campeche, trechos 12 e 13. A modificação inclui apenas a alteração na quilometragem dos percursos, sendo que a 12ª etapa passa a ter 4,9 km (distância anterior do trecho 13) e o 13ª etapa passa a ser mais longa, com 7,7 km, assumindo a quilometragem que antes pertencia ao trecho 12.

"Todas as mudanças são feitas buscando, em primeiro lugar, oferecer uma prova segura e divertida para os nossos quatro mil corredores. É importante que os atletas sintam-se sempre desafiados e tenham uma experiência inesquecível no Revezamento Volta à Ilha", explica o Prof. Carlos Duarte, idealizador da prova.

 

Confira os 17 trechos e o grau de dificuldade do Revezamento Volta à Ilha:

1 – Largada – Avenida Beira-Mar Norte – 10,1 km – Fácil

2 – Rodovia SC-401 (Decathlon) – 9,8 km – Difícil

3 – Santo Antônio de Lisboa (Praça) – 8,0 km – Moderado

4 – Praia da Daniela – 5,1 km – Moderado

5 – Jurerê Antigo (fim da praia) – 5,3 km – Moderado

6 – Cachoeira do Bom Jesus (Rua Otácilio Costa Neto) – 10,4 km – Muito, muito difícil

7 – Praia Brava (Rua Ari Kardec B. Melo) – 5,2 km – Difícil

8 – Praia dos Ingleses (praia, final da R. Dante de Patta) – 4,7 km – Fácil

9 – Praia do Santinho (Posto Guarda-Vidas) – 8,4 km – Muito difícil

10 – Praia do Moçambique – 5,7 km – Muito difícil

11 – Barra da Lagoa (cidade da Barra) – 8,1 km – Muito difícil

12 – Praia da Joaquina (Posto Guarda-Vidas) – 4,9 km – Muito difícil

13 – Praia do Campeche – 7,7 km – Muito difícil

14 – Praia da Armação (perto da Lagoa do Peri) – 9,3 km – Difícil

15 – Praia dos Açores (Morro do Sertão) – 16,7 km – O mais difícil

16 – Tapera (Fazenda da Ressacada) – 15,2 km – Difícil

17 – Via Expressa Sul (Saco dos Limões) – 6,2 km – Fácil

Chegada – Avenida Beira-Mar Norte - Trapiche

Tagged sob

Spartan Race chega à cidade do Rio de Janeiro, em junho, para a primeira etapa da temporada 2017

Sucesso em 2016, ano de estreia no Brasil, a Spartan Race, maior corrida com obstáculos do mundo, já tem data definida para a largada da sua segunda temporada em território nacional. Depois de passar por Pirapora do Bom Jesus (SP) e Itaipaiva (RJ), a competição, que já recebeu mais de dois milhões de participantes ao redor do mundo e tem cronometragem individual, vai fincar sua bandeira, de vez, na Cidade Maravilhosa. No dia 11 de junho, o CEFAN - Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes, situado na Avenida Brasil, recebe a prova a partir das 6h30.  A localização, que fica a cerca de 30 minutos da Zona Sul e tem acesso facilitado pela Linha Vermelha e Linha Amarela, vai de encontro com o interesse do evento em facilitar o deslocamento dos inscritos para a prova.

Preparada para receber diversos perfis em um único dia de competições, a Spartan Race será dividida em quatro categorias: Elite, com direito a troféu e premiação em dinheiro, competitiva, para atletas que buscam alto nível de competição, open, uma prova feita para todas as idades e sexos. Nessa categoria, os competidores podem se ajudar e competir em grupo. No entanto, a cronometragem é individual, e a categoria kids, módulo em que crianças de 4 a 13 anos dão seus primeiros passos no esporte de forma lúdica e com muita diversão em obstáculos personalizados.  

O slogan “Join The Revolution” – junte-se à revolução, em português – dá ideia dos planos do evento no Brasil. Muito mais que um simples evento esportivo, o festival contará com um amplo estacionamento, variedade de Food Trucks, dentre outras surpresas e ativações. Criada em 2007, no Estados Unidos, a Spartan Race está presente em 27 países, com destaque para a América do Norte, Europa e Ásia.

Em seu ano de estreia no Brasil, a Spartan Race mostrou que é muito do que uma simples competição esportiva. Com massiva presença de público, famílias e amigos, o evento comprovou que é possível juntar em um mesmo ambiente pessoas dos mais variados perfis com o entendimento comum de divertir-se e levar uma vida mais saudável. A cereja no bolo é a prova Kids. De maneira divertida, as crianças iniciam sua vida esportiva sob os olhares dos pais e familiares. Venha compartilhar desta emoção única. Vale lembrar que, para a primeira etapa da temporada 2017 no Brasil, os espectadores e atletas terão acesso a diversas atrações. Além de oferecer um serviço de Valet Parking (estacionamento) ao preço de R$ 20, que deve ser pago apenas em dinheiro na entrada, o festival contará com música, lojinhas de produtos, Food Trucks, ativação de patrocinadores e um ambiente para lá de agradável.

Apesar de ter apenas duas edições no Brasil, a Spartan Race já é bem-sucedida na América Latina. Prova disso foi a presença de chilenos, argentinos, uruguaios e mexicanos, que vieram ao país apenas para participar da competição. Os interessados em participar da primeira edição do festival na cidade do Rio de Janeiro devem se inscrever, a partir das 10h do dia 27 de março, por meio do site www.spartanracebrasil.com.br. Os preços variam de R$ 85 a R$ 150 reais e os participantes podem escolher entre as categorias Elite, Competitiva, Open e Kids.

Atleta de alto rendimento, Vera Saporito faz questão de ressaltar o caráter familiar do evento. Presente na etapa de São Paulo, em 2016, ela não tem dúvidas de que a Spartan Race é uma competição perfeita para ser feita ao lado de pessoas que você gosta, com muita alegria. Além disso, contou sobre sua experiência de ter corrido a prova e acompanhado a filha durante a corrida Kids. 

"É uma prova ideal para levar a família inteira participar e reunir amigos. No ano passado, eu, por exemplo, competi, levei minha irmã e tive a oportunidade de ver minha filha dando os primeiros passos no esporte. É uma prova super familiar. Acho que a paisagem faz com que todos se sintam motivados a praticar uma atividade física, ainda mais estando ao lado de pessoas conhecidas. A experiência é bem legal, já que você, antes e depois da prova, tem de conviver e conhecer novas pessoas. O fato de acompanhar de perto a superação de amigos e familiares transforma tudo em algo ainda mais prazeroso", afirmou. 

SERVIÇO:

Spartan Race - Etapa Rio de Janeiro
Data: 11 de junho de 2017
Local: CEFAN - Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes – Rio de Janeiro (RJ)
Endereço: Av.Brasil, 10.590 - Penha - RJ
Inscrições: www.spartanracebrasil.com.br

Percurso invertido da Maresias-Bertioga deixará evento mais atraente

Este ano o percurso será invertido. Corrida será neste fim de semana. Crédito: FunfSports

 

A Ultramaratona de Revezamento Maresias-Bertioga tem uma novidade significativa neste ano. Como o nome diz, sairá de Maresias com destino a Bertioga, invertendo a direção do evento depois de mais de duas décadas de realização. A distância segue a mesma, com 75 km pelas mais belas praias do Litoral Norte, reunindo equipes com 3, 6 e 8 atletas, além da categoria Solo - The Survivors, mas estratégia e logística deverão ser bem diferentes. A largada será às 6h15, no Portal 15 de Maresias, em São Sebastião, com chegada em Bertioga. 

"Vínhamos tentando isso há muito tempo, mas acabou não se efetivando. Agora, com um planejamento mais adequado, conseguimos realizar esse antigo sonho. Tenho certeza que será muito bom para todos e teremos um evento ainda melhor para atletas, equipes e organização", destaca Célio Balieiro, diretor-geral da Ultramaratona de Revezamento Maresias-Bertioga.

A organização destaca que a mudança promete trazer importantes benefícios para a tradicional prova, especialmente em pontos específicos. No que diz respeito à logística, por exemplo, tornará o fluxo ainda melhor para todos, pois movimentará as equipes pela serra em um horário de menor fluxo, com pouca interferência para o usuário comum. Com isso, o trânsito tem tudo para ser ainda melhor. 

A prova também deverá ser mais rápida, pois sua parte final será realizado toda em percurso plano. Se isso para as equipes não muita muito, para a Solo fará muita diferença. "Tanto assim que tivemos uma procura muito maior pela categoria. Foram quase 600 pedidos para esta edição", explica Balieiro. "Como se vê, a mudança deverá dar uma nova dinâmica à prova", completa.

A primeira ação da programação oficial do evento será a entrega de kits, programada para os dias 18 e 19 de outubro, das 10 às 19h, na Loja Velocità, localizada na Avenida Pavão, 342, em Moema, São Paulo. No dia 21 a entrega será em Maresias, das 16h às 20h, no Lounge Park Juquehy, na Rua Abelardo de Moraes, 287. 

A corrida de revezamento terá um total de sete (7) PC’s sendo oito (8) trechos, onde as equipes deverão percorrer trechos com distâncias variadas em que cada integrante da equipe terá de correr pelo menos um deles, sendo obrigatória a troca de atletas da equipe através da entrega do chip de mão, de um atleta para outro atleta da mesma equipe. Essa troca será supervisionada pela organização dentro da zona de troca para 3, 6 e 8 atletas.

Trilha do Caveira recebe corrida neste domingo

Trilha da Caveira em Itaguaí recebe corrida inédita. Crédito: Divulgação

 

A região histórica de Itaguaí – Piraí, vizinha ao Vale Paraíba Fluminense, será palco de uma prova única: o Revezamento das Trilhas e Praias Caixa, etapa Trilha do Caveira. A corrida trail run acontece no dia 9 de outubro na belíssima Serra do Matoso, com mais de mil participantes. O evento contará com distâncias de 5km, 10km e 29km. 

 

"Organizamos eventos esportivos de grande complexidade logística como a Maratona do Rio, Corrida da Ponte e outros. Trouxemos a nossa expertise técnica em corridas de rua para outro tipo de terreno. Temos certeza que será uma grande experiência para todos os inscritos pois fazemos as provas pensando no corredor", explica Carlos Sampaio, sócio-diretor da Spiridon, empresa que organiza o evento.

 

Um dos principais colaboradores na criação do percurso foi Sérgio Dantas, subtenente da Polícia Militar do Rio que já serviu por 20 anos no BOPE. O convite foi feito pela Spiridon Eventos, empresa responsável pela Trilha do Caveira. No currículo, Dantas conta com mais de 30 anos de participações em corridas e treinos em muitos lugares do Brasil e do mundo. Ele falou sobre a inspiração para criar os trajetos e deu dicas para os corredores.

 

"Os 5km serão tranquilos, por terreno em terra batida. Já nos 10km, teremos o mesmo terreno, mas com desafios iniciando no 3,5km", avisa Dantas. E complementa com dicas ainda mais valiosas para os corredores da prova longa. "Quem faz os 29km tem um percurso desafiador nos até o Km 10, depois o trajeto vai ficando plano e com algumas descidas e subidas, com dificuldade moderada. Passando pela fazenda do Bope, no Km 24, há uma descida muito técnica de pedras. Os últimos 1,5km são planos e em terra", conclui.

 

O percurso da Trilha do Caveira passa pela histórica "Estrada Calçada", construída há mais de três séculos pelos padres jesuítas, ligando hoje Itaguaí ao município vizinho de Piraí. Por lá passou D. Pedro I quando partiu do Rio de Janeiro, em 14 de agosto de 1822, rumo a São Paulo a fim de proclamar a Independência às margens do rio Ipiranga, no dia 7 de setembro daquele ano. 

 

“Certa vez fui a um sítio na Serra do Matoso e quando vi a estrada de terra decidi que voltaria ali para desbravar aquelas trilhas. Voltei e nunca mais deixei de ir lá. Atualmente, pelo menos duas vezes por semana vou até lá para treinos longos com subidas e também treinos de ritmo. Para os atletas dos 5km e dos 10km, preparamos um percurso um pouco mais suave. Esperamos que todos curtam a possibilidade de correr em meio à natureza. Mas prepare-se para as dificuldades peculiares do terreno”, conta Sérgio Dantas, um dos idealizadores do percusso.

 

A Trilha do Caveira integra o Revezamento das Trilhas e Praias CAIXA, evento de corrida que conta com cenários deslumbrantes e percursos desafiadores. A prova é patrocinada pela CAIXA, conta com apoio da APPAI, elaboração e organização da Spiridon Eventos.

 

Serviço: Revezamento das Trilhas e Praias Caixa - Trilha do Caveira

Dia: 9 de outubro 

Local: Serra do Matoso – Clube do Cavalo – Estrada Albertina Alves Gomes, 100 – Raiz da Serra - Itaguaí

Horário de Largada: 8h30

 

Transporte (somente para quem optou no ato da inscrição)

Local de saída: embarque na Av. Presidente Vargas, 962 (entre a Av. Passos e a estação do Metrô Presidente Vargas) – Centro/Rio de Janeiro

Horário: 5h15 / 5h30

 

Mais informações: http://www.revezamentodaspraias.com.br/.

Inscrições abertas para o Revezamento das Trilhas e Praias CAIXA - Trilha do Caveira

 

Para quem gosta de correr em cenários deslumbrantes e busca um percurso desafiador, a próxima edição do Revezamento das Trilhas e Praias CAIXA  é a oportunidade perfeita. Batizada de Trilha do Caveira, a prova, que acontece no dia 9 de outubro, sai da orla carioca e será realizada na belíssima Serra do Matoso (Itaguaí), com distâncias de 5km, 10km e 28km. Quem quiser encarar o desafio precisa correr desde já. O primeiro lote de inscrições se encerra nesta quarta-feira, 31 de agosto, e as vagas estão disponíveis no site http://www.revezamentodaspraias.com.br/

 

“Estamos sempre evoluindo, buscando oferecer a melhor experiência para os corredores. O próprio Revezamento das Praias é um exemplo disso.A procura pelas inscrições está enorme e ficamos felizes com esse sucesso, pois é a confirmação de que os atletas entendem que fazemos as provas para eles”, afirma João Traven, sócio-diretor da Spiridon, empresa que organiza o evento.

 

O percurso, que conta com trechos de subidas, descidas, terra batida e pedras, passa pela histórica "Estrada Calçada", contruída há mais três séculos pelos padres jesuítas, ligando hoje Itaguaí ao município vizinho de Piraí. Por lá passou D. Pedro I quando partiu do Rio de Janeiro, em 14 de agosto de 1822, rumo a São Paulo a fim de proclamar a Independência às margens do rio Ipiranga no dia 7 de setembro daquele ano. 

 

Os três primeiros colocados (masculino e feminino) em cada distância (5km, 10km e 28km) receberão troféus de premiação. Já nos 28km, haverá também premiação por faixa etária (feminino e masculino).

 

- 18 a 24 anos (1º ao 3º lugar)

- 25 a 29 anos (1º ao 3º lugar)

- 35 a 39 anos (1º ao 3º lugar)

- 40 a 44 anos (1º ao 3º lugar)

- 45 a 49 anos (1º ao 3º lugar)

- 55 a 59 anos (1º ao 3º lugar)

- acima de 60 (1º ao 3º lugar)

 

Inscrições e mais informações  :

http://www.revezamentodaspraias.com.br/

 

 

5 KM E 10 KM

R$ 90,00 até 31 agosto.

R$ 100,00 após 31 agosto.

 

 28 KM

R$ 130,00 até 31 agosto.

R$ 150,00 após 31 agosto.

 

TRANSPORTE OPCIONAL IDA E VOLTA

SAIDA DO CENTRO DO RIO – Local a ser informado.

SAIDA ENTRE 05h15 e 05h30.

VALOR: R$ 40,00.

 

Serviço: 

Revezamento das Trilhas e Praias - Trilha do Caveira

Dia: 9 de outubro 

Local: Serra do Matoso 

Horário de Largada: 8:30

Ilha Grande recebe mais uma etapa da AP Trail Run

Corrida será dia 17 de setembro. Crédito: Conrado Campagnacci/divulgação

 

Estão abertas as inscrições para a APTR Ilha Grande, dia 17 de setembro. Disputada em um dos mais belos cenários naturais do Rio de Janeiro, a prova terá as distâncias de 4, 12 e 21k, além de duas distâncias para as crianças. A prova é mais uma etapa da AP Trail Run Series, que leva a modalidade a cenários paradisíacos no Rio de Janeiro, Minas e Espírito Santo.

"Essa prova, diferentemente das outras da série temos uma prova mais curta, de 4K e as provas kids, sendo uma boa oportunidade de envolver toda a família. O lugar é paradisíaco, mas antes de relaxar com a família os competidores vão ter de se aventurar pela ilha. Arrisco-me a dizer que esta é das melhores oportunidade de conciliar corrida com lazer em família", explica Adevan Pereira, organizador do evento.
 
Quem optar em levar a família poderá inscrever crianças de 4 a 12 anos na Corrida Kids, disputada na Vila do Abraão. Para crianças de 4 a 7 anos a distância é de 300 metros, e para as de 8 a 12 anos, de 800 metros.
 
"Claro que há sempre o aspecto competitivo, mas o espírito das provas trail é cooperação e diversão, buscando sempre uma interação do atleta com a natureza. Ser ecologicamente correto e socialmente justo é uma das características do corredor trail. Damos o apoio necessário, mas cada atleta é responsável por seu equipamento e por sua própria hidratação durante a prova", completa Adevan.
 
Ilha Grande é uma das 365 ilhas que formam o município de Angra dos Reis, na região sul fluminense. A ilha é a maior do arquipélago,  ideal para aventuras como o trail run. O percurso passa pelo Poção, Comunidade, Estrada de Dois Rios, Antigo Presídio, Museu e Praia de Dois.
 
Serviço AP Trail Run Ilha Grande
Data: 17 de setembro
Largada: 8h30
Largada Kids: 13h30
Entrega de kits: 16/09, das 14h às 21h;  e 17/09, das 7h às 8h
Inscrições até 15 de setembro
Inscrições e informações sobre o percurso: www.aptrailrun.com.br

‘Correr no Mato’ chega à Pousada de Selva Mato Limpo, em Rio Preto-MG

Evento será dia 30 e 31 de julho. Crédito: Fabrine Reis/Divulgação

 

Estão abertas as inscrições para a Etapa Pousada de Selva Mato Limpo da Correr no Mato Series. O circuito de corridas chega ao pacato município de Rio Preto, no interior de Minas, no alto da Serra da Mantiqueira. No final de semana de 30 e 31 de julho os amantes do trail run e do mountain bike têm encontro marcado com a natureza. O sábado está reservado para o trail run, com distâncias de 5, 12 e 25K para os adultos e 700 metros para a criançada. No domingo, as emoções ficam por conta do mountain bike, num percurso seletivo e técnico de 30K.

“O objetivo da ‘Correr no Mato Series’ é atrair as famílias para a prática esportiva em contato direto com a natureza. A inclusão de distâncias para crianças e mais curtas para os adultos faz com que toda a família participa e curta a satisfação de correr no mato”, explica Adevan Pereira, organizador do evento.

Criada com a missão de ajudar a desenvolver e melhorar o turismo rural nos mais lindos e simples lugares do Brasil, a ‘Correr no Mato Series’ proporciona aos participantes a essência da corrida e do ciclismo de montanha em um ambiente sustentável. Em todas as provas, o atleta deve ser autossuficiente, levando consigo sua própria hidratação, evitando sujar trilhas, montanhas e vales.

“Tudo isso sempre pensando em deixar um legado e o incentivo à prática do esporte pela comunidade local. Da mesma forma criamos nos participantes o desejo de voltar a visitar a região, ajudando no desenvolvimento do turismo e da economia local”, completa Adevan.

A Pousada de Selva Mato Limpo – entrega de kits, largada e chegada das provas – fica no Arraial de São Pedro, em Rio Preto, a 76 quilômetros de Juiz de Fora (MG) e a 30 quilômetros de Valença (RJ), numa altitude próxima a 1.000 metros. A pouco mais de 8 quilômetros da cidade, em estrada de chão, São Pedro possui pouco mais de trinta casas e atrai turistas por suas cachoeiras e fazendas de café.

 

CORRER NO MATO SERIES

ETAPA POUSADA DE SELVA MATO LIMPO - MUNICÍPIO DE RIO PRETO-MG

30 de julho – corridas de 5, 12 e 25K + corrida kids

31 de julho – prova de 30K de MTB Sport

Entrega de kits de corrida: 29 de julho das 16h às 20h; e 30 de julho das 6h45 às 8h

Entrega de kits de MTB: 29 de julho das 16h às 20h; 30 de julho das 16h às 20h; e 31 de julho das 7h às 8h30.

Informações e inscrições: www.corrernomato.com.br

A pousada: www.matolimpo.com.br

APTR ULTRA DO ITACOLOMI: CENÁRIO DE RARA BELEZA

 

Ainda estão abertas as inscrições para a APTR Ultra do Itacolomi, dia 02 de julho no Parque Estadual do Itacolomi, em Minas Gerais. O parque, localizado entre as cidades de Ouro Preto e Mariana, faz parte do Instituto Estadual da Floresta (IEF) e oferece aos atletas belíssimas paisagens e percursos desafiadores. A prova terá as distâncias 6, 12, 25 e 55K. A ultra de 55K oferece três pontos para os atletas que buscam pontuação para a UTMB.

A terceira edição da APTR Ultra do Itacolomi tem 80% do percurso dentro do parque, o que proporciona aos atletas uma prova recheada de emoções e uma completa interação com a natureza. “O percurso é paradisíaco e desafiador. Imagina correr com um cenário que tem cachoeiras, rio e lagos”, diz Adevan Pereira, diretor da AP Trail Run.

 A Ultra do Itacolomi atrai ultramaratonistas que planejam correr a Ultra Trail Du Mont Blanc, mas também aqueles que estão iniciando no trail run ou buscando aumentar as distâncias e ganhar experiência. Os percursos são marcados de forma a oferecer toda a segurança aos atletas, assim como a infraestrutura da prova, desde as equipes médicas, o staff e a alimentação. “Pelo percurso há postos de hidratação completos, com água, Powerade, Coca-Cola, paçoca, chocolate, frutas e pães. Para os atletas da ultra de 55K há alimentação em quentinhas com carne moída e purê de batatas. Para os que não comem carne, purê de batatas com legumes”, diz Adevan.

 

O Parque Estadual do Itacolomi

 

O Parque fica nos municípios de Mariana e Ouro Preto, na região sudeste de Minas Gerais, a 100 quilômetros de Belo Horizonte. A unidade de conservação abriga o Pico do Itacolomi. Com 1.772 metros de altitude, era ponto de referência para os antigos viajantes da Estrada Real que o chamava de “Farol dos Bandeirantes”. A palavra Itacolomi vem da língua tupi e significa “pedra menina”. Os índios viam o pico como o “filhote” da montanha ou “pedra mãe”.

O Parque possui uma área de 7.543 hectares de matas onde predominam as quaresmeiras e candeias ao longo dos rios e córregos. Nas partes mais elevadas, aparecem os campos de altitude com afloramentos rochosos, onde se destacam as gramíneas e canelas de emas. Abriga muitas nascentes, escondidas nas matas, que deságuam, em sua maioria, no rio Gualaxo do Sul, afluente do rio Doce. Os mais importantes são os córregos do Manso, dos Prazeres, Domingos e do Benedito, o rio Acima e o ribeirão Belchior. Também há diversas espécies de animais raros e ameaçados de extinção.

 Pelo Parque Estadual do Itacolomi e por Ouro Preto passaram as expedições em busca do ouro das Gerais. O patrimônio está preservado, dando ao visitante uma real visão da paisagem contemplada pelos antigos viajantes destes caminhos. No final do século 18, na busca por riquezas, o bandeirante paulista, Antônio Dias, avistou o Pico do Itacolomi, que serviu como ponto de referência, para que outras expedições chegassem ao local com facilidade.

 

APTR ULTRA DO ITACOLOMI

DATA: 02 DE JULHO DE 2016

DISTÂNCIAS: 6, 11, 25 E 55K

 ENTREGA DE KITS: 01 DE JULHO

 LARGADA: A PARTIR DAS 7h (55K)

 INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES: WWW.APTRAILRUN.COM.BR

Assinar este feed RSS