fbpx

Corrida de Rua

Corrida de Rua (245)

Inscrições esgotadas para a Meia Maratona Olympikus

Ainda faltam mais de dois meses para a Maratona do Rio, mas as inscrições para a prova de 21k, a Meia Maratona Olympikus, já estão esgotadas. A tradicional prova será disputada no sábado, dia 22 de junho, e contará com 14.000 atletas. Porém, as inscrições para as distâncias de 42k, 10k e 5k seguem disponíveis através do site: www.maratonadorio.com.br , além do Desafio Cidade Maravilhosa, que contempla as duas distâncias, de 21k e 42k. 

Também com inscrições abertas, a Maratoninha Gloob acontece no mesmo dia da Meia Maratona Olympikus (22/06), e contará com distâncias de 100 a 800m, para crianças de 3 a 10 anos, que deverão correr junto a um responsável.

“Mais uma vez estamos com as inscrições esgotadas para a Meia Maratona Olympikus mesmo faltando meses para a largada. A Maratona do Rio já faz parte do calendário da cidade e a gente fica muito satisfeito pela grande procura dos corredores não só cariocas, mas de todo Brasil e do mundo. Nossa busca é incessante para que todos os atletas tenham a melhor experiência possível”, disse João Traven, sócio-diretor da Spiridon Eventos.

Na última edição, a Maratona do Rio recebeu 38 mil inscritos de todos os estados brasileiros e de 50 países. Já em 2019, a organização espera receber mais de 40 mil corredores e está trabalhando em melhorias para proporcionar uma ótima experiência para quem vai desfrutar de uma das corridas mais lindas do mundo. A primeira delas foi a mudança da distância de 6km para 5km. A intenção das organizadoras Dream Factory e Spiridon Eventos é criar uma prova ainda mais democrática e com maior fluidez no percurso.  

As inscrições para as distâncias disponíveis estão abertas e poderão ser feitas através do site www.maratonadorio.com.br . 

PROGRAMAÇÃO 

Sábado – 22 de junho de 2019

Meia Maratona Olympikus (21k) e Maratoninha Gloob

Desafio Cidade Maravilhosa (21k) 

Domingo – 23 de junho de 2019

5k, 10k e Maratona do Rio Cosan (42k)

Desafio Cidade Maravilhosa (42k) 

"Estreantes" vencem a 25ª Maratona Internacional de São Paulo

Neste domingo (7), o queniano Kimani Pharis Irungu, que tem qualificação bronze no ranking IAAF, foi o vencedor da Maratona de São Paulo 2019 ao completar os 42 km em 2h18min32seg. A etíope Sifan Melaku Demise, que é atleta ouro no ranking, faturou a vitória no feminino, com o tempo de 2h35min03seg. Os dois atletas africanos fizeram suas estreias na disputa da Maratona de São Paulo, com um grande resultado, e pretendem voltar em 2020, mesmo tendo sentido um pouco as fortes subidas do percurso.

Uma prova com ritmo intenso e puxado, e que contou com diversas subidas que exigiram bastante dos atletas, além de novidades no percurso, em razão da mudanças solicitadas pelos órgão públicos, de um dia abafado e com alta umidade, um pouco de garoa na largada e chegada e que terminou com o pódio totalmente dominado pelos estrangeiros, tanto no masculino, como no feminino. Assim pode ser resumida a 25ª edição da Maratona Internacional de São Paulo.

Kimani e Sifan estavam entre os estrangeiros de elite do ranking ouro, prata e bronze. Vale destacar que a prova também foi seletiva para o "Abbott World Marathon Majors Wanda Age Group World Rankings". A disputa contou com a presença de corredores de alto desempenho técnico, e representantes de nove países: Brasil, Eritréia, Tanzânia, Quênia, Servia, Uganda, Marrocos, Peru e Etiópia.

O queniano de 35 anos, estreante na Maratona de São Paulo, usou a estratégia de se poupar no começo, para depois tentar puxar um ritmo mais forte. Um pelotão com cerca de seis atletas começou a abrir distância do segundo grupo e ditou o ritmo da prova. Kimani estava entre eles, além do compatriota David Kiprono (que ficou em segundo) e do etíope Feleke Darsema (que chegou em terceiro). Os três vieram juntos até quase o fim da prova. Já na chegada ao Ibirapuera, Kimani forçou mais e abriu uma pequena vantagem, para cruzar em primeiro.

"Foi uma prova difícil. Com subidas muito fortes e adversários de alto nível, tanto que viemos juntos o tempo todo, sempre revezando na liderança. Além das subidas, também senti um pouco o clima úmido, mais do que estou acostumado. A maior dificuldade mesmo foi nos trechos íngremes, que exigiram muito da gente. Estou feliz. É um grande resultado, ainda mais porque é minha estreia na prova", comemorou o vencedor.

Aos 19 anos, Sifan Melaku Demise também fez sua primeira participação na Maratona de São Paulo. Ao contrário da prova masculina, a jovem ditou um ritmo mais forte no começo, e depois que abriu vantagem para as concorrentes, na metade da prova, passou a administrar a disputa. Cruzou a linha de chegada sozinha, e com uma vantagem superior a dois minutos para a segunda colocada, a queniana Salome Jerono Biwo. Genet Getaneh Wendimagegnehu, outra atleta da Etiópia, ficou em terceiro. A etíope Sifan não conhecia o percurso, e ressaltou que as subidas foram os pontos mais difíceis.

"Foi uma prova dura. Senti bastante as fortes subidas, onde me poupei mais. Mas quando consegui abrir uma vantagem para minhas concorrentes, passei a administrar, até para cansar menos e me poupar um pouco. Foi uma disputa cansativa, mas estou muito feliz com essa minha primeira vitória aqui em São Paulo", contou a jovem.

Na Meia Maratona, casal vencedor é unido pelas corridas

Na disputa da Meia Maratona, com distância de 21 km, o casal Leonardo Santana de Olinda e Alice Yuri Lima Fonseca comemorou a vitória em dose dupla. Os dois namoram há quatro anos e, sempre que podem, participam juntos das provas. O gosto pelo atletismo e a busca pelos mesmos objetivos acabam unindo ainda mais o casal. Neste domingo puderam comemorar mais um grande resultado, a vitória dele no masculino e dela no feminino na disputa da Meia Maratona, (distância de 21 km).

Resultados 2019 / Maratona 42 km (cinco primeiros):

Masculino
1) Kimani Pharis Irungu (QUE), 2h18min32seg
2) David Kiprono Metto (QUE) 2h18min38seg
3) Feleke Darsema Tulu (ETH), 2h19min01seg
4) Kiplimo Stephen (QUE), 2h19min32seg
5) Pietro Mamu Shaku (ERI), 2h19min33seg

Feminino
1) Sifan Melaku Demise (ETH), 2h35min03seg
2) Salome Jerono Biwot (QUE), 2h37min32seg
3) Genet Getaneh Wendimagegnehu (ETH), 2h37min55seg
4) Faith Jeruto Chemaoi (QUE), 2h40min43seg
5) Gadise Mulu Demissie (ETH), 2h40min53seg

Meia Maratona 21 km (cinco primeiros):

Masculino
1) Leonardo Santana de Olinda (BRA), 1h14min25seg
2) Ronielson Tenorio da Silva (BRA), 1h14min55seg
3) João Roberto Oliveira da Silva (BRA), 1h15min23seg
4) Fabio Cintra Mora (BRA), 1h16min10seg
5) Fabricio Vieira Pereira (BRA), 1h17min07seg

Feminino
1) Alice Yuri Lima Fonseca (BRA), 1h31min35seg
2) Silmara Izidora Modesto (BRA), 1h34min22seg
3) Ana Luiz dos Anjos Gracez (BRA), 1h37min49seg
4) Marcia dos Santos Possari (BRA), 1h38min36seg
5) Fabia Monique (BRA), 1h38min26seg

Correr deixa as pessoas mais felizes

O que te deixa feliz?! Ter mais tempo com seus amigos, fazer novas amizades, sentir-se autoconfiante, estar saudável fisicamente, relaxar e minimizar o estresse da vida cotidiana. As respostas são infinitas, mas para 81% dos participantes de uma pesquisa realizada pelo GEPECOM da Universidade de São Paulo (USP) em parceria com o Strava, a corrida é o elo de todos esses caminhos até a felicidade.

Dos em 1.154 participantes da pesquisa, 91% responderam que correr traz qualidade de vida; 59% acreditam que a corrida é uma ótima oportunidade de passar mais tempo com os amigos; 94% veem nessa atividade física um caminho para se manter saudável; e 90% creditam à corrida o motivo para se manterem fisicamente ativos.

Quando o assunto é o sentimento de autoconfiança que a corrida gera em cada pessoa, 80% confirmaram que se sentem assim após correrem. E 90% se sentem menos estressados depois do corre – seja um treino ou uma prova. O questionário foi aplicado aos usuários da rede social com mais de 5 milhões de usuários no Brasil.

Acesse aqui a pesquisa completa realizada pelo Grupo de Estudo e Pesquisa em Comunicação e Marketing do Esporte (GEPECOM), da USP.

Ainda na mesma pesquisa, em relação ao fato de que correr traz um sentimento de maior felicidade, 92% afirmaram se sentir bem depois de correr e 90% declararam que correr ajuda a aliviar o estresse mental. Os percentuais expressivos não param por aí: 89% responderam que correr deixa o indivíduo mais feliz; 87% que as corridas ajudam a diminuir a tensão e a ansiedade; e 80% que correr traz um sentimento de autoconfiança.

“A pesquisa do GEPECOM com os usuários do Strava mostrou que um número muito significante de pessoas corre por qualidade de vida, para se sentirem bem e que correr dá para eles sentimento de felicidade e bem estar. Nesse processo de atividades físicas, o Strava se mostrou um importante parceiro do público pesquisado, pois permitiu a seus usuários se relacionarem de imediato com sua rede de contatos”, reforçou Ary Rocco, coordenador do GEPECOM.

Entre os entrevistados, 94% declararam fazer atividades físicas, no mínimo, três vezes por semana. O alto volume de treino entre os usuários do Strava que responderam à pesquisa ajuda a entender o porquê 71% já participaram de, no mínimo, uma prova de corrida de rua. Quando a pergunta foi se a corrida ajuda a mantê-los fisicamente ativos, 90% dos entrevistados disseram que sim, sendo que 72% concordam totalmente e 18% concordam.

No mês da mulher, Maratona do Rio dá desconto de 50% na segunda inscrição

No mês em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, o maior festival de corrida da América Latina oferece um desconto de 50% para a segunda inscrição das provas de 5 e 10km para as mulheres. As respectivas distâncias serão disputadas no dia 23/06 quando ocorre também a tradicional prova de 42km. Já a Meia Maratona Olympikus e a Maratoninha Gloob serão no sábado (22/06).

 

As inscrições podem ser feitas através do site: www.maratonadorio.com.br e a promoção é válida somente para mulheres até o dia 28 de março ou até as inscrições esgotarem. Em 2018, as mulheres representaram um total 63% dos inscritos para as provas de menor distância: 10 e 6km. Em 2019, a prova de 6km foi substituída pelos 5km, incentivando os iniciantes a se desafiarem para a disputa.

 

No total de 2018, a Maratona do Rio recebeu 38 mil inscritos de todos os estados brasileiros e de 50 países. Para 2019, a organização espera receber mais de 40 mil corredores e já está trabalhando em melhorias para proporcionar uma ótima experiência para quem vai desfrutar de uma das corridas mais lindas do mundo. A primeira delas foi a mudança da distância de 6km para 5km. A intenção das organizadoras Dream Factory e Spiridon Eventos é criar uma prova ainda mais democrática e com maior fluidez no percurso. 

 

 

PROGRAMAÇÃO:

 

Sábado – 22 de junho de 2019

Meia Maratona Olympikus (21km) e Maratoninha Gloob

 

Domingo – 23 de junho de 2019

5km, 10km e Maratona do Rio (42km)

Meia do Porto terá quase R$ 30 mil em premiações

Com data confirmada – 12 de maio - desde o início de dezembro, a Meia do Porto em sua terceira edição vai oferecer quase R$ 30 mil em premiações aos primeiros colocados da elite. Para os campeões, no masculino e no feminino, a premiação será de R$ 3 mil para cada um. Os 10 primeiros colocados na prova receberão premiação em dinheiro.

“A Meia do Porto é uma prova que já caiu no gosto dos corredores cariocas. Com um percurso seletivo, a prova é perfeita para quem busca se desafiar dentro dos 21K. Agora, com esta excelente premiação em dinheiro, esperamos trazer para a prova a elite nacional das corridas de rua. Quem sabe até atrair alguns corredores estrangeiros”, diz Virgílio de Castilho, da De Castilho Sports, organizadora da prova.

A prova terá novidades também na premiação por faixa etária nos 21K. Nas duas edições anteriores, os três primeiros colocados em cada faixa etária recebiam troféus. Este ano serão premiados os cinco primeiros. O objetivo dos organizadores é atrair os chamados corredores amadores de elite.

“A Meia do Porto vai para sua terceira edição como uma prova já consolidada no calendário nacional de meias maratonas. Um percurso sempre inovador que consegue reunir numa meia maratona quase tudo o que o corredor gosta. Sol, sombra, subida, descida, túneis, asfalto, jardins... E como as outras provas da De Castilho Sports, a Meia do Porto é praticamente um tour por algumas belezas do Rio de Janeiro”, afirma Virgílio.

Monotonia é exatamente o que os corredores não vão encontrar nos 21.095 metros de prova. Um percurso que contempla as belezas da Zona Portuária, como a Praça Mauá e seus museus, o Binário do Porto, a beleza e a tradição de corridas do Aterro do Flamengo e os túneis Marcello Alencar e Rio 450.

Premiação para a elite

1º - R$ 3.000           6º - R$ 800

2º - R$ 2.500           7º - R$ 700

3º - R$ 2.000           8º - R$ 500

4º - R$ 1.500           9º - R$ 400

5º - R$ 1.000          10º - R$ 300

Meia do Porto

21K e 5K

12 de maio de 2019

Praça Mauá – Porto Maravilha

Concentração: 6h30

Largada Geral: 7h

Informações e inscrições: www.meiadoporto.com.br

Quenianos vencem a 13ª Meia Maratona Internacional de São Paulo

Os corredores do Quênia levaram a melhor na 13ª Meia Maratona Internacional de São Paulo. Na manhã deste domingo (17), Geofry Kipchumba e Sharon Arusho confirmaram o favoritismo e venceram a prova. Após 21.097 metros por ruas e avenidas da capital paulista, Geofry marcou o tempo de 1h04min37seg, enquanto Sharon completou o percurso com o tempo de 1h17min03seg. Com o resultado, os estrangeiros agora dominam no masculino, com sete vitórias contra seis do corredores nacionais, e no feminino com a nona conquista na história da prova paulistana. 

O atletismo brasileiro ficou com o segundo lugar. Entre os homens, Gilmar Lopes cruzou a linha de chegada com o tempo de 1h05min51seg, seguido por Damião de Souza, campeão em 2009, com 1h06min51seg. Já na prova feminina Andréia Hessel foi vice com a marca de 1h19min22seg, vindo logo depois Simone Ferraz, 1h20min50seg. Na categoria Cadeirantes, Carlos Pierre de Jesus e Vanessa de Souza garantiram o topo do pódio. 

Uma das principais provas do calendário, a Meia Maratona Internacional de São Paulo completou sua 13ª edição. O dia nublado, com momentos de garoa, foi a marca deste ano, mas não tirou o entusiasmo dos atletas nem do público presente na Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu. Na disputa entre brasileiros e estrangeiros, os africanos levaram vantagem, vencendo no masculino e feminino.

Geofry Kipchumba, de apenas 19 anos, deu sequencia a série de bons resultados do ano passado, quando venceu a Meia Maratona de Kilimanjaro, foi vice na corrida Shopping Aricanduva e terceiro colocado nas Dez Milhas Garoto. Ele largou bem, manteve um lugar entre os ponteiros para arrancar no km 5 rumo à vitória em São Paulo.

“A prova foi muito boa e adorei o percurso. Esta foi minha estreia nesta corrida e não poderia ser melhor. Espero repetir esse desempenho positivo nas próximas corridas”, destacou Geofry, campeão de 2019.

Gilmar Lopes, por sua vez, destacou o adversário. “Foi uma corrida um pouco dura e o queniano colocou um ritmo forte a partir do quilometro cinco. Como estou me preparando para a maratona dos Jogos Pan-Americanos no Peru, preferi não forças e estou bastante feliz com o segundo lugar”, declarou o vice-campeão. 

Feminino

No feminino, Sharon também não teve problemas para garantir mais uma conquista. Ela conseguiu superar o cansaço para ganhar neste domingo. “Foi  complicado, pois cheguei em cima da hora, na noite de sábado, e não consegui relaxar como queria. Mas valeu pelo resultado. Fiquei feliz em vir aqui e vencer”, afirmou Sharon, campeã no ano passado da Volta Internacional da Pampulha. 

Andréia Hessel, principal nome do país no evento, ressaltou o percurso. “Percurso desafiador, mas é que te instiga e exige bastante. Adorei o clima, que foi perfeito para correr. A ano começou desde o ano passado e não parei. Tenho índice para o Mundial e o Pan-Americano, ambos na maratona, espero chegar bem aproveitando provas fortes como esta”, disse a brasileira.

 

Resultados 2019 

 

Elite Masculino

1) Geofry Kipchumba (Quênia), 1h04min37seg

2) Gilmar Lopes (Brasil), 1h05min51seg 

3) Damião de Souza (Brasil), 1h06min51seg

4) Giovani dos Santos (Brasil), 1h07min18seg

5) Edson Amaro  dos Santos (Brasil), 1h07min37seg

 

Elite Feminino

1) Sharon Arusho (Quênia), 1h17min03seg

2) Andréia Hessel (Brasil), 1h19min22seg

3) Simone Ferraz (Brasil), 1h20min50seg 

4) Jaciane Araújo (Brasil), 1h23min59seg

5) Larissa Quintao (Brasil), 1h24min08seg

 

Cadeirante Masculino

1) Carlos Pierre de Jesus (Brasil), 58min03seg

2) Leonardo Melo (Brasil), 1h07min31seg

 

Cadeirante Feminino

1) Vanessa de Souza (Brasil), 58min57seg

2) Jéssica Giacomelli (Brasil), 1h12min47seg

 

Maratona do Rio e Desafio Cidade Maravilhosa: a hora é agora

Para os amantes da longa distância e aqueles querem testar seus limites, as provas da tradicional Maratona do Rio (42km) e do Desafio Cidade Maravilhosa (21 + 42km), que acontecem nos dias 22 e 23 de junho, ainda estão com inscrições abertas. Faltando cinco meses para a prova, os corredores terão o tempo necessário de preparação para a competição.

“A Maratona e o Desafio são para corredores mais experientes, que já tem no currículo algumas Meias e Maratonas finalizadas e que desejam “esticar” um pouco mais e conhecer os seus limites. Para os que ainda não se inscreveram e estão na dúvida, este é o momento ideal, pois cria o compromisso desde já com a prova e tem tempo de sobra para planejar e treinar adequadamente objetivando completar a Maratona ou o Desafio da Cidade Maravilhosa”, disse o educador físico André Leta, integrante do time de especialistas da Maratona do Rio.

"Após a inscrição é importante contatar o seu treinador ou assessoria esportiva de corrida para elaborar a sua periodização de treinos visando as duas provas", completa.

As inscrições podem ser feitas através do site: www.maratonadorio.com.br . A prova de 42 quilômetros será realizada no domingo (23/06), quando também serão disputados os 5 e 10km. Já a Meia Maratona e a Maratoninha Gloob serão no sábado (22/06). As provas são disputadas no feriado de Corpus Christi, como uma oportunidade de potencializar o turismo e o esporte na cidade do Rio de Janeiro.

Em 2018, a Maratona do Rio recebeu 38 mil inscritos de todos os estados brasileiros e de 50 países. Para 2019, a organização espera receber mais de 40 mil corredores e já está trabalhando em melhorias para proporcionar uma ótima experiência para quem vai desfrutar de uma das corridas mais lindas do mundo. A primeira delas foi a mudança da distância de 6km para 5km. A intenção das organizadoras Dream Factory e Spiridon Eventos é criar uma prova ainda mais democrática e com maior fluidez no percurso. 

 

Percurso

 

A Maratona Caixa da Cidade do Rio de Janeiro terá a largada dos seus 42km no Recreio dos Bandeirantes, passando pelas praias do Recreio, Reserva, Barra da Tijuca, São Conrado, Leblon, Ipanema, Copacabana, Botafogo e chegando no Aterro do Flamengo. A largada da Meia Maratona (21km), será na Barra da Tijuca. Já os 6km e 10km por sua vez terão o início e o término no Aterro do Flamengo.

 

PROGRAMAÇÃO

Sábado – 2 de junho de 2018

Meia Maratona Olympikus da Cidade do Rio de Janeiro (21km) e Maratoninha Gloob

Domingo – 3 de junho de 2018

5km, 10km e Maratona da Cidade do Rio de Janeiro (42km)

Inscrições abertas para a Meia do Porto

Estão abertas as inscrições para a terceira edição da Meia do Porto, dia 12 de maio, no Rio de Janeiro. Com um percurso seletivo, a prova é perfeita para quem busca se desafiar dentro dos 21K, com premiação também por faixa etária. Quem gosta de provas rápidas terá a opção dos 5K.

Monotonia é exatamente o que os corredores não vão encontrar nos 21.095 metros de prova. Um percurso que contempla as belezas da Zona Portuária, como a Praça Mauá e seus museus, o Binário do Porto, a beleza e a tradição de corridas do Aterro do Flamengo e os túneis Marcello Alencar e Rio 450.

“A Meia do Porto vai para sua terceira edição como uma prova já consolidada no calendário nacional de meias maratonas. Um percurso sempre inovador que consegue reunir numa meia maratona quase tudo o que o corredor gosta. Sol, sombra, subida, descida, túneis, asfalto, jardins... E como as outras provas da De Castilho Sports, a Meia do Porto é praticamente um tour por algumas belezas do Rio de Janeiro”, afirma Virgílio de Castilho, organizador da prova.

Erica Santana, moradora de Miguel Pereira e adepta das corridas de montanha, se surpreendeu com a variação do percurso. Em 2018, a atleta ficou em quarto lugar no geral.

“Foi uma prova muito gostosa de correr. O sufoco do Túnel Marcello Alencar e logo em seguida o Aterro do Flamengo... As ladeiras foram um diferencial já que normalmente as meias no asfalto são muito planas”, diz Érica.

Meia do Porto

21K e 5K

12 de maio de 2019

Praça Mauá – Porto Maravilha

Concentração: 6h30

Largada Geral: 7h

Informações e inscrições: www.meiadoporto.com.br

Brasileiro cumpre meta de exercícios físicos com regularidade por 30 dias

Muita gente se compromete a ser mais saudável no ano novo. Seja se alimentando melhor ou fazendo exercícios físicos com regularidade. Os usuários do Strava, rede social voltada para quem pratica atividade física que já conta com 4,5 milhões de brasileiros conectados (36 milhões globalmente), seguem firme neste propósito até o dia 30 de janeiro, quando há a primeira grande queda no número de atividades inseridas na plataforma.
 
O Strava analisou dados dos usuários na Alemanha, Espanha, Estados Unidos, França, Japão, Irlanda, Reino Unido e no Brasil, a terceira maior base de usuários da plataforma, que recebe 20 uploads por segundo.
 
Os dados levantados pelo Strava em relação à faixa etária indicam que o brasileiro se mantém mais focado do que as outras pessoas nos países analisados. Independente da idade, no Brasil, o usuário demora um pouco mais para abandonar a meta do que os usuários de outras nacionalidades.
 
Confira os dados dos brasileiros:

Faixa Etária

Data de desistência

18 a 29 anos

05 de fevereiro

30 a 39 anos

30 de janeiro

40 a 49 anos

30 de janeiro

50 a 59 anos

26 de janeiro

60 a 69 anos

30 de janeiro

 

Quando os dados são filtrados por homens e mulheres, no Brasil, ambos diminuem o ritmo dos exercícios no dia 30 de janeiro. Nos EUA, por exemplo, essa data é o dia 16 do mesmo mês para as mulheres e 17 para os homens. E no Reino Unido e Irlanda, 18 é data para os homens e 20 para mulheres.
 
“Entre os países analisados, o Brasil é o único que está no verão. O astral da estação e os dias mais longos são dois pontos positivos que devem estimular as pessoas a se exercitarem mais do que no período de inverno”, comenta Guilherme Guimarães, Country Manager do Strava no Brasil.
 
No relatório Year in Sport (Ano no Esporte), divulgado recentemente, o Strava apontou ainda que o brasileiro é o mais engajado socialmente, pois têm 2,3 vezes mais seguidores que a média global e recebem quase 3 vezes mais Kudos (as curtidas do Strava) do que a média global.
 
Veja outros dados interessantes do Strava no relatório Year in Sport (com dados obtidos de 01/10/2017 a 30/09/2018):
 
   • A terça-feira é o dia mais popular para as atividades indoor. E também é o dia da semana em que os ciclistas alcançam as maiores velocidades.
   • Os atletas do Strava fizeram 624 milhões de uploads de atividades ao redor do mundo – o equivalente a 10,7 bilhões de quilômetros.
   • No Brasil, em relação aos deslocamentos ao trabalho, houve mais de 5,4 milhões de atividades de bicicleta (aumento de 70,3% em relação ao ano passado) inseridas na plataforma e 1,4 milhão de corridas (aumento de 94,6%).
   • Os atletas do Strava no Brasil fizeram 19,4 milhões de pedaladas nesse período, cuja média é de 21,8 atividades por usuário. A duração média foi de 1h46min, enquanto no resto do mundo foi de 1h37min.
   • Em relação à corrida, foram 11,1 milhões uploads com uma duração média de 48min48s. Globalmente, os atletas do Strava correm um minuto a mais do que os brasileiros. E domingo é o dia mais popular entre os corredores.

Desafio no verão carioca? Conheça a corrida de São Sebastião

O verão carioca está a pleno vapor com temperaturas que alcançam fácil a marca dos 40c. Correr nessas condições exige um treinamento mais leve e principalmente muita hidratação. Mas se você gosta de um desafio nessas condições, dia 20 de janeiro temos uma corrida que pode testar sua adaptação a essa época do ano, a tradicional Corrida de São Sebastião que será realizada no Aterro do Flamengo com largada às 7:30 trazendo novidades.

Essa é uma corrida para aqueles que gostam de correr em qualquer época do ano. E essa pode ser considerada a mais desafiante de todas no Aterro do Flamengo onde o dia sempre começa bonito e bem quente. A corrida do padroeiro da cidade nesta edição será no domingo, permitindo que pessoas de outras cidades do entorno, possam participar também.

Diferente de outros anos a corrida está com três pontos diferentes: A camiseta que vem com o kit terá cores diferentes para cada tamanho, diferente da última que foi branca com detalhes em vermelho, a corrida para crianças será junto a competição dos adultos e o principal baque de todos, a competição não terá um patrocinador máster e isso trará algumas consequências:

Maxweel Kortek Rotich venceu na edição de 2018. Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotpress/EAZ

A corrida de São Sebastião sempre atraiu uma forte elite e uma intensa disputa entre brasileiros e africanos pelo pódio. No ano passado tivemos o queniano Maxweel Kortek Rotich vencendo a prova e em 2017 foi Giovani dos Santos que subiu ao alto do pódio. Mas sem premiação em dinheiro, será que teremos a elite?

Segundo Sergio Zenobia da Spiridon, empresa que organiza a Corrida de São Sebastião: “Fizemos convites aos principais atletas brasileiros e a atletas estrangeiros mesmo não havendo premiação em dinheiro nesta edição da corrida de São Sebastião e estamos aguardando as confirmações de participação dos atletas convidados”.

Mas para quem gosta realmente de correr, terá um kit diferenciado nessa edição. Para cada tamanho de camiseta, a cor será diferente e seis cores no total. “Estamos inovando quanto a camisa do evento. Decidimos colorir a prova e todo aterro do flamengo. As camisas serão unissex e cada tamanho terá sua cor. Essa decisão foi tomada, devido ao preço da camisa, foi a única maneira do nosso fornecedor conseguir um valor bom nas camisas, mantendo a qualidade das camisas, o fornecedor negociou com as fabricas de tecidos” – Completa Sergio

E também será uma possibilidade de levar toda a família junto. Diferente de outras edições, a Corrida de São Sebastiãozinho que sempre acontecia em outra data e local, será pouco depois da corrida dos adultos e as crianças contarão com espaço para brincar e se divertirem bastante e podem participar crianças dos 3 aos 12 anos de idade com distâncias compatíveis a elas.

As inscrições seguem abertas e podem ser feitas através do site http://www.corridadesaosebastiao.com.br/

Assinar este feed RSS