22ª Meia Maratona do Rio de Janeiro ajusta horários de largada

22ª Meia Maratona do Rio de Janeiro ajusta horários de largada Prova no domingo começará mais cedo. Crédito: Bruno Neves Lopes/BNLPhotopress/EAZ

Pensando no bem-estar dos atletas, a 22ª Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro, programada para o domingo, dia 19 de agosto, começará mais cedo. Será uma antecipação de 15 minutos na disputa de 21.097 metros, com largada em São Conrado e término no Aterro do Flamengo, Haverá ainda o Super 5, prova de 5k com largada e chegada no Aterro do Flamengo, que seguirá sem alteração.

Dessa forma, os horários ficaram assim: Cadeirante,  largada 7h59; Elite Feminino: largada 8h;  Elite Masculino, largada 8h15; Pelotão Geral, largada 8h15; Corrida Super 5K permanece com largada às 7h.

A 22ª Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro, a mais rápida  bonita do gênero no país, marcada para o dia 19 de agosto, terá entrega de kits e EXPO Atleta na Marina da Glória entre 16 e 18 de agosto. Com o objetivo de melhor atender aos atletas, evitar filas e demora na retirada do kit, bem como poder curtir mais a EXPO, a Yescom escolheu o novo local.

O espaço na Marina da Glória terá cerca de 3 mil m2 de área coberta, com várias vantagens para os corredores. Além de estar ao lado do Aeroporto Santos Dumont, o que favorecerá aos atletas de outros estados, ainda possui muitas vagas de estacionamento.

A facilidade da retirada do kit ainda permitirá que os atletas aproveitem mais a EXPO Atleta. O espaço terá vários estandes de produtos, serviços, área de alimentação, palestras e uma área exclusiva para as assessorias esportivas. Mais informações poderão ser obtidas no site.

Ação Social

O Sesc RJ é um dos apoiadores da prova ao lado da Yescom e terá atividades nas áreas de cultura, saúde e educação. Além de curtir uma programação especial, levando um quilo de alimento não perecível na retirada do kit, o atleta também colaborará com instituições  sociais atendidas pelo Mesa Brasil Sesc RJ.

Considerada a melhor meia maratona do país, ela tem um percurso rápido e que possibilita a obtenção de tempos baixos. A prova ratificou sua importância em 2008, em sua 12ª edição, quando também foi válida pelo Mundial de Meia Maratona. Os atletas Zersenay Tadese, da Eritréia, com o tempo de 59min56seg, e Lornah Kiplaga, da Holanda, 1h08min37seg, foram os vencedores.

Em 2017, o Brasil repetiu o topo do pódio no masculino, desta vez com o atleta pernambucano Marcio Leão, enquanto no feminino a vitória foi da queniana Esther Kakuri.