Atletas largam para o desafio dos 1000 km

Atletas largam para o desafio dos 1000 km Atletas estão com 6hrs de prova no momento. Crédito: Marcio Villar

Para muitas pessoas, correr 5 km é suficiente. Para outras, são 10, alguns 21 km e tem aqueles que chegam aos 42 km vencendo a distância mítica da Maratona. E tem alguns poucos que passam dessa barreira e chegam a distâncias com 50, 80, 100, 166 e até 217 km da Brazil 135 que é considerada a prova mais difícil do Brasil. E distâncias acima disso? É o que o ultramaratonista Marcio Villar, conhecido pelos seus recordes mundiais de dobrar e triplicar essas provas de 217, fora ter os recordes mundiais de sete dias em esteira e de fazer o caminho de San Tiago de Compostela na Espanha no menor tempo, criou a prova de 1000 km para mais pessoas chegarem lá.

E foram 19 pessoas selecionadas para participar, sendo 5 mulheres nessa jogada. Elas tem 10 dias para completar o desafio, sendo que obrigatoriamente devem correr 100 km por dia e não podem sair do local da prova em nenhum momento, mas podem ter ajuda de outras pessoas por perto. O percurso tem um pouco mais de 1 km, feito em torno de um lago em Paulo de Frontin e qualquer um pode ir lá dar uma força aos participantes. A competição vai até o outro domingo.

Na última parcial, o atleta que lidera a prova é Maicon Cellariuns com 57 km percorridos seguido pelo ultraman Sergio Cordeiro com 55 km. Já na categoria feminina, Maria Clara Hillman tem 50km e tem na cola a Gildiane Souza Heusner com 49 km.

O Esportes de A à Z estará acompanhando a prova ao longo dos próximos dias informando as parciais dos atletas na pista.