fbpx

Atletas rompem a barreira dos 600 km

Atletas rompem a barreira dos 600 km Mesmo fora da competição, atleta segue ajudando os outros. Crédito: Marcio Villar

A competição dos 1000 km segue firme em Paulo de Frontin, no interior do Rio de Janeiro. Apenas sete atletas seguem na disputa sendo seis homens e uma mulher para a expressiva marca de quatro dígitos até o domingo no mesmo percurso de terra batida, cheio de pedrinhas no entorno do lago chegando ao sétimo dia de competição.

Ontem, esses sete conseguiram atingir a expressiva marca dos 600 km e estão em busca dos 700 km no dia de hoje. Eles estão enfrentando mais um dia de forte calor e a organização tem disponibilidade bastante hidratação para eles continuarem firmes.

Mesmo já fora da competição, alguns atletas ainda continuam de alguma forma a participar dos 1000 km, como é o caso da Magda Chagas. Enfermeira de profissão, ela tem colaborado com os outros atletas a fazer os curativos e ajudar com que eles possam completar o desafio. O que só demonstra o espírito família que é a competição.

E nesse mesmo espírito, a corrida tem colaborado com os animais que vivem no entorno do lago. Antes magrinhos, agora estão melhores alimentados e dormindo bem. Inclusive no último dia de competição, haverá uma caminhada solidária para as famílias pobres da cidade. Quem levar dois quilos de alimentos, ganhará uma camiseta da competição.

Última modificação emQuinta, 27 Setembro 2018 11:16