Skate

Skate (31)

Bicampeã brasileira vai competir o campeonato Mini Ramp Neutrox Weekend 2018

Após conquistar o terceiro lugar na terceira etapa do Oi STU Qualifying Series, a atleta de 11 anos vai em busca do pódio no evento Neutrox Weekend, entre os dias 28 a 30 de setembro, na Barra da Tijuca- Posto 3, no Rio de Janeiro.

"Minha expectativa pro campeonato é chegar lá, dar o meu melhor e ficar no pódio. Essa semana eu vou treinar bastante pra manter o meu resultado."

Desde que começou a competir, Victoria Bassi tem ao todo mais de 53 medalhas e 34 troféus no seu currículo. Sem nenhum histórico da prática do esporte na família, a atleta de Ribeirão Pires (SP), decidiu andar de skate muito nova.

“No meu aniversário de 4 anos, eu ganhei patins, patinete, skate e bicicleta. Acho que foi coisa de Deus, porque eu peguei o skate e saí andando. Depois comecei a praticar na rua, mas acabei me acidentando com um carro. A partir daí meu pai passou a me levar para treinar na pista da Mauá.”

Sobre a Neutrox Weekend:

Além da etapa WSL QS1000/Abrasp com a presença da Top Mundial Silvana Lima, que não poderá competir, mas estará incentivando as atletas presentes, o desafio de Longboard com a presença da atleta da marca e vice-campeã mundial, Chloé Calmon, também acontecerá o campeonato de skate feminino em mini ramp, uma etapa do Brasileiro de SUP Wave com presença da atleta Neutrox, Nicole Pacelli e uma quadra de vôlei de praia com a presença confirmada de atletas do Dentil/Praia Clube, equipe campeã da última Super Liga. O evento será entre os dias 28 a 30 de setembro, na Barra da Tijuca- Posto 3, a partir das 8 da manhã.

Kelvin Hoefler, Pâmela Rosa e Yndiara Asp confirmam favoritismo e Micael dos Passos, competindo em casa, conquista pela primeira vez o título do STU Qualifying Series

O domingo foi de sol forte, nuvens, chuva, mas, independentemente do tempo, não faltou skate no pé. Destaque para Kelvin Hoefler, seis vezes campeão mundial, que conquistou o STU pela primeira vez. E Micael dos Passos, natural de Estância Velha (RS), que levou a galera ao delírio com seu primeiro título.

A primeira final do dia foi a de Park feminino. Em uma disputa acirradíssima, decidida somente na última volta, Yndiara Asp obteve 90,00 contra 89,00 de Isadora Pacheco e conquistou seu segundo título no STU.

“Esse campeonato foi difícil para mim. Eu errei as duas primeiras voltas, então precisei dar tudo de mim na terceira. Precisei canalizar minhas energias, focar minha atenção e consegui. Fiquei muito feliz por conseguir acertar e o resultado veio. Foi demais dividir o pódio com a Isa, ela andou demais, tem um dos skates mais bonitos, sem dúvida, um dos meus favoritos. Além disso, é minha melhor amiga, então fico muito contente de dividir a evolução, as conquistas e o pódio com ela”, disse Yndiara.

Depois das mulheres do Park, foi a vez dos homens invadirem a pista. E foi nesta modalidade que o STU viveu seu auge. Diante de uma torcida incrível, Micael dos Passos fez uma terceira volta perfeita e viu a arena vir abaixo em comemoração.

“Para mim foi inacreditável. Há muito tempo não tínhamos uma etapa deste nível aqui no Rio Grande do Sul. Então foi muito bom, ganhar foi melhor ainda. A minha ficha ainda nem caiu. Eu sempre fui apoiado em todas as etapas, mas aqui foi uma vibe diferente, me deu um algo a mais e me ajudou a conquistar esse título”, disse Micael, que após o pódio se jogou nos braços da torcida.

Com o Park finalizado, as mulheres do Street entraram em ação. Favorita, Pâmela Rosa conquistou seu segundo troféu de STU, enquanto isso Karen Feitosa, com manobras muito técnicas ficou com a segunda posição e Rayssa Leal, conquistou seu melhor resultado e subiu ao pódio na terceira colocação.

“Eu vim muito animada para essa final. Classifiquei em primeiro ontem e entrei com bastante confiança. Acabei errando uma volta, mas acertei a outra e fiz três boas manobras. Então estou muito feliz, o skate feminino está ficando cada vez mais forte, as meninas estão evoluindo e isso só fortifica a nossa modalidade”, disse Pâmela Rosa, também campeã em São Paulo.

No final da tarde, os homens do Street quebraram muito. Kelvin Hoefler, um dos maiores nomes do Street mundial, acertou praticamente tudo, mostrou todo seu repertório e subiu no lugar mais alto do pódio.

“Entrei concentrado, tracei a estratégia de fazer bem as voltas, para entrar mais tranquilo para as manobras. Então andei bem tranquilo, me divertindo e isso é o skate. Estou muito feliz por conquistar esse STU, eu vim muito focado para fazer o meu melhor e deu tudo certo”, declarou Kelvin.

Classificação Park feminino

1-      Yndiara Asp – 80,00

2-      Isadora Pacheco – 79,00

3-      Victoria Bassi – 76,33

4-      Leticia Gonçalves – 72,00

5-      Emily Antunes – 71,48

6-      Deise Reis – 71,00

7-      Camila Borges – 70,33

8-      Mariana Menezes – 61,67

Classificação Park masculino

1-      Micael dos Passos – 86,67

2-      Pedro Quintas – 85,00

3-      Hericles Fagundes – 84,90

4-      Pedro Barros – 84,71

5-      Felipe Foguinho – 83,67

6-      Vi Kakinho – 82,00

7-      Pedro  Carvalho – 76,00

8-      Iago Magalhães – 64,33

Street feminino

1-      Pâmela Rosa – 354,40

2-      Karen Feitosa – 325,80

3-      Rayssa Leal – 319,,00

4-      Isabelle Menezes – 317,60

5-      Marina Gabriela – 292,00

6-      Ariadne Souza – 281,80

7-      Isabelly Ávila – 281,60

8-      Giovana Dias – 267,00

Street masculino

1-      Kelvin Hoefler – 391,91

2-      Luiz Neto – 361,80

3-      Paulo Galera – 344,20

4-      Elton Melonio – 342,00

5-      Danilo do Rosário – 340,40

6-      Rodil Ferrugem – 338,20

7-      Silas Bisteca – 301,60

8-      Rodrigo Maisena – 246,60 

Com nomes como Pedro Barros, Kelvin Hoefler, Yndiara Asp e Pâmela Rosa, Sapiranga recebe o STU Qualifying Series a partir desta quinta-feira

A cidade de Sapiranga (RS) se prepara para receber os melhores atletas de skate do país, de quinta-feira até domingo. As feras do esporte brasileiro nas modalidades Street e Park entrarão em ação no Skatepark de Sapiranga, no Parque Municipal do Imigrante.

Pedro Barros, hexacampeão mundial de Park, Kelvin Hoefler, pentacampeão mundial de Street, Yndiara Asp, campeã brasileira e melhor brasileira classificada no ranking mundial, Pâmela Rosa, bicampeã do X Games, Luizinho Francisco, Isadora Pacheco e Denis Silva, são apenas alguns dos grandes nomes confirmados.

Esta será a terceira etapa para cada modalidade do Circuito Brasileiro de Skate, o STU Qualifying Series, que conta pontos para o ranking nacional. Após um título e um segundo lugar, Yndiara Asp espera voltar ao topo do pódio em Sapiranga.

"Depois da etapa de São Paulo, participei de dois campeonatos na Europa, que foram incríveis também, junto com os brasileiros. Voltamos de lá com uma energia muito positiva e vamos com tudo para o STU. É muito bom ver o alto nível do skate tanto lá fora, quanto aqui no Brasil. Vai ser uma oportunidade muito legal de termos o Street junto com o Park. A cada campeonato eu venho me conhecendo mais, entendendo melhor como me comportar, para poder dar o meu melhor junto com o skate. Então eu espero muito skate no pé e que eu ache uma linha boa para fazer”, declarou Yndi, que compete na modalidade Park.

Voltando ao STU QS, depois do vice-campeonato na primeira etapa do Rio de Janeiro, Kelvin Hoefler, que é especialista em Street, viverá uma experiência inédita em Sapiranga e competirá nas duas modalidades.

"Eu estou muito feliz em poder participar desta etapa do STU em Sapiranga. Tenho andado bastante de skate e estou 100% pronto para encontrar a galera e me divertir muito neste final de semana. Também fiquei muito empolgado em receber o convite para participar da modalidade Park. Quando comecei a andar de skate, andava em vertical, bowl, então sempre gostei de fazer transição, mas nunca participei de uma competição oficial de Park. Tenho certeza que vai ser bem divertido e uma grande oportunidade de estar andando em alto nível com a galera, fazendo o que mais gosto."

A etapa de Sapiranga terá seus treinos livres masculinos realizados na quinta-feira, eliminatórias masculinas e treino livre feminino na sexta-feira. No sábado será disputada a semifinal masculina e a eliminatória feminina. Já o domingo contará com as finais para os dois naipes, além da disputa do Red Bull Tricks N’ Roll. Todas as fases serão disputadas nas modalidades Street e Park.

Serviço:

Evento:  STU QS – Etapa Rio Grande do Sul – Street e Park

Data: 20 a 23 de setembro

Horário: a partir de 09h

Local: Skatepark de Sapiranga - Parque Municipal do Imigrante

Endereço:  Av. Mauá, 5968 - Oeste, Sapiranga - RS, CEP: 93800-000

 

Bicampeã brasileira vai competir a 3º etapa do STU Qualifying Series em Sapiranga

Após a conquista da quarta posição na 2º etapa do campeonato em São Paulo, a atleta é atualmente a quinta colocada no ranking feminino do STU. Agora a skatista vai em busca da melhora do resultado na etapa que vai acontecer entre os dias 20 a 23 de setembro no Skatepark de Sapiranga, Rio Grande do Sul.

“Eu estou muito feliz e bastante ansiosa. Tenho me dedicado bastante. Na última etapa eu já belisquei o pódio e nessa agora eu pretendo subir nele, gritar bastante e me divertir.”

Desde que começou a competir, Victoria Bassi tem ao todo 53 medalhas e 34 troféus no seu currículo. Sem nenhum histórico da prática do esporte na família, a atleta de Ribeirão Pires (SP), decidiu andar de skate muito nova.

“No meu aniversário de 4 anos, eu ganhei patins, patinete, skate e bicicleta. Acho que foi coisa de Deus, porque eu peguei o skate e saí andando. Depois comecei a praticar na rua, mas acabei me acidentando com um carro. A partir daí meu pai passou a me levar para treinar na pista da Mauá.”

 

Sobre o STU Qualifying Series:

Este é o principal circuito de skate Street e Park no Brasil. O STU conta com um total de 8 etapas nas categorias masculino e feminino, sendo quatro de Street e quatro de Park. Os 8 melhores skatistas brasileiros de cada modalidade estarão automaticamente classificados para o Oi STU Open, que é o maior campeonato de skate da América Latina.

Letícia Gonçalves e Pedro Quintas faturaram o título da segunda etapa da modalidade Park

Diante de um Vans SkatePark completamente lotado, Leticia Gonçalves e Pedro Quintas levantaram a galera e conquistaram o título da segunda etapa Oi STU Qualifying Series – etapa São Paulo, na modalidade Park.

Na primeira final do dia, Letícia surpreendeu, acertou sua segunda volta e conquistou a primeira colocação com 73,00 pontos.

“Foi uma grande surpresa para mim. Eu não esperava. Acabei errando minha primeira volta, errei uma manobra que eu sempre acerto, então precisei me concentrar melhor. Fiquei atrás da tenda, pensando no que eu tinha de fazer. Passou um filme na minha cabeça, lembrei de toda minha história, quando eu comecei a andar e mantive o foco. E deu certo. Consegui jogar mais para cima e fazer uma segunda volta como eu queria. Eu estou feliz demais por ter vencido e só tenho a agradecer ao Oi STU pelo evento incrível”, disse a campeã.

Já no masculino, Pedro Quintas e Luizinho Francisco travaram uma disputa acirradíssima. Os dois fizeram uma terceira volta praticamente perfeita, mas Pedro levou o título com 93,67, enquanto Luizinho fez 93,00 pontos.

Pedro Quintas venceu após uma disputa acirrada com Luizinho Franco. Crédito: Ludmila Villalba/EAZ

“O campeonato foi demais, todo mundo quebrou muito, acabei conseguindo fazer a volta que eu queria e só tenho a agradecer. Estar no pódio ao lado desses dois monstros é incrível. Agora vamos para os próximos campeonatos”, disse Pedro que subiu no pódio com Luizinho e Murilo Peres.

A competição faz parte do calendário nacional de skate, que contará com um total de quatro etapas para cada modalidade (Street e Park) ao longo de 2018. Todas as disputas contam pontos para o ranking brasileiro. Após as quatro etapas de cada modalidade, os oito melhores skatistas no feminino e masculino estarão automaticamente classificados para o Oi STU Open, em novembro, no Rio de Janeiro, que contará com pontuação dobrada. Após as cinco etapas, os três atletas mais bem ranqueados, mais um selecionado, nas categorias feminino e masculino de Street e Park, formarão a seleção brasileira de skate em 2019.

Classificação feminina:

1-      Leticia Gonçalves – 73,00

2-      Yndiara Asp – 71,00

3-      Isadora Pacheco – 70,33

4-      Victoria Bassi – 68,00

5-      Karen Jonz – 66,67

6-      Camila Borges – 63,67

7-      Emily Antunes – 60,33

8-      Deise dos Reis – 57,00

Classificação masculina:

1-      Pedro Quintas – 93,67

2-      Luiz Francisco – 93,00

3-      Murilo Peres – 88,33

4-      Pedro Carvalho – 86,33

5-      Vi Kakinho – 85,33

6-      Luigi Cini – 84,00

7-      Iago Magalhães – 82,00

8-      Matheus Mello – 78,33

Yndiara Asp e Pedro Quintas lideram eliminatórias no Oi STU Qualifying Series – etapa São Paulo

O sol apareceu e os skatistas brilharam durante as eliminatórias do Oi STU Qualifying Series – Etapa São Paulo, no Vans SkatePark, neste sábado. Na primeira eliminatória do dia, destaque para Yndiara Asp que se classificou em primeiro para a final feminina e Victoria Bassi, grande promessa do skate feminino, que acertou suas três voltas. Já no masculino, Pedro Quintas passou em primeiro para a semifinal masculina, seguido de Jonny Gasparotto. 

A cada competição, Victoria Bassi, natural de Ribeirão Pires, com apenas 11 anos se consolida na disputa feminina. Apesar da juventude, a skatista se agigantou durante as eliminatórias do Oi STU.

“Eu estou adorando o evento, as meninas estão cada vez mais fortes, mas estou muito feliz por ter completado minhas três voltas. Consegui acertar minhas melhores manobras e isso é demais. Estar na final me dá um pouco de ansiedade, mas também vou estar confiante para fazer o meu melhor”, disse Vitória radiante por ter acertado sua melhor manobra, o Blunt to frontside rock and roll. 

Crédito: Ludmila Villalba/EAZ

Já no masculino, destaque para o skate técnico e muito agressivo de Pedro Quintas. Outra jovem promessa, com apenas 16 anos, Pedro obteve a melhor nota do dia: 84,33.

“O STU está me dando a possibilidade de competir com os profissionais e isso só me ajuda a evoluir. O dia foi muito bom, todo mundo andou muito de skate. Eu estava na dúvida se iria passar ou não, mas acabei passando em primeiro, foi demais. O evento está muito incrível e quero andar mais ainda amanhã, dar o meu melhor e buscar o melhor resultado possível”.

Pedro e os sete skatistas classificados se juntam a Luizinho Francisco, Felipe Foguinho, Murilo Peres, Micael dos Passos, Pedro Carvalho, Vi Kakinho, Héricles Fagundes e João Bito que já estavam pré-classificados para a semifinal masculina.

Tanto no feminino, quanto no masculino, será usado o mesmo formato de disputa com três voltas de até 45 segundos por atleta, valendo a melhor volta. Neste domingo o dia começa com a semifinal masculina, em seguida, final feminina e final masculina.

Classificação feminina:

1-      Yndiara Asp – 80,33

2-      Karen Jonz – 74,33

3-      Camila Borges – 71,00

4-      Isadora Pacheco – 69,00

5-      Victoria Bassi – 68,33

6-      Leticia Gonçalves – 61,33

7-      Deise dos Reis – 56,33

8-      Emily Antunes – 55,00

 

Classificação Masculina:

1-      Pedro Quintas – 84,33

2-      Jonny Gasparotto – 79,00

3-      Iago Magalhães – 77,33

4-      Luigi Cini – 77,00

5-      Matheus Mello – 74,67

6-      Nilo Peçanha – 74,67

7-      Vicenzo Damázio – 74,00

8-      Victor Ikeda – 71,67

 

Cronograma de competição:

  

Domingo:

 

09h às 12h - Credenciamento

09h às 9h50 - Treinos Final Feminino (1 bateria de 8 competidoras)

9h50 às 11h30 - Treinos Semifinal Masculino (2 baterias de 8 competidores)

11h30 às 13h - Semifinal Masculino (2 baterias de 8 competidores)

13h às 13h30 – Red Bull Tricks N’ Roll

13h30 às 14h30 - Final Feminino (1 bateria de 8 competidoras)

14h30 às 15h30 - Final Masculino (1 bateria de 8 competidores)

15h30 às 16h00 - Cerimônia de premiação

 

Serviço:

Evento:  Oi STU QS – Etapa São Paulo Park

Data: 17 a 19 de agosto

Horário: a partir de 9h

Local: Vans Skatepark São Paulo (Parque Estadual Cândido Portinari)

 

Endereço: Av. Queiroz Filho, 1365 - Vila Hamburguesa

Treinos oficiais dão o pontapé inicial no Oi STU Qualifying Series – Etapa SP, na modalidade Park

Se o clima na capital paulista é gelado, a pista do Vans SkatePark ferveu nesta sexta-feira. Os melhores atletas da modalidade Park do Brasil fizeram hoje os treinos oficiais para o Oi STU Qualifying Series – Etapa SP, que acontece de hoje até domingo. Dentre eles, Murilo Peres, Yndiara Asp, Luizinho Mariano, Isadora Pacheco e Ítalo Penarrubia, todos integrantes da seleção brasileira de skate 2018.

Esta é a segunda etapa na modalidade Park, do calendário nacional do Circuito Brasileiro de skate, o Oi STU Qualifying Series. E se o clima já foi quente durante os treinos, a promessa é de ainda mais skate no pé durante as eliminatórias, semifinais e finais que serão disputadas no final de semana.  

Competição começa amanhã. Crédito: Ludmila Villalba/EAZ

“Depois de quase três meses competindo fora do Brasil, estou de volta e muito feliz por disputar mais uma etapa do Oi STU QS. Se a última etapa em Floripa já contou com um nível muito alto, a expectativa agora é maior ainda. A pista aqui é muito boa, a nova geração está vindo em peso, então a gente está com muita vontade também. São muitos amigos andando juntos e estamos muito felizes por fazer esse evento acontecer. O clima está friozinho, mas as expectativas são as melhores possíveis para a competição”, disse Murilo Peres.

Campeã da primeira etapa Oi STU em Florianópolis, Yndiara Asp já está conhece a pista do Vans SkatePark e espera acertar as suas linhas durante a competição.

“Eu estou muito animada para andar nessa pista de novo. Já andei aqui em outro campeonato, então já tenho uma boa base e uma ideia de como posso fazer as minhas linhas. Mas é claro que vou tentar novas manobras para seguir evoluindo. Estou vindo de uma temporada nos EUA, então estou muito feliz por estar aqui com os amigos brasileiros e, mais uma vez, trocando experiências. O evento está muito legal e a gente espera que a galera venha e prestigie o skate brasileiro”, declarou Yndiara.

Tanto no feminino, quanto no masculino, será usado o mesmo formato de disputa com três voltas de até 45 segundos por atleta, valendo a melhor volta. No sábado serão disputadas as eliminatórias femininas e masculinas, já no domingo o dia começa com a semifinal masculina, em seguida, final feminina e final masculina.

Cronograma de competição:

 

Sábado:

 

09h às 18h - Credenciamento

09h às 11h - Treinos oficiais Feminino (2 baterias de 8 competidoras)

11h às 14h - Treinos oficiais Masculino (3 baterias de 8 competidores)

14h às 15h30 - Eliminatórias Feminino (2 baterias de 8 competidoras)

15h30 às 17h30 - Eliminatórias Masculino (3 baterias de 8 competidores)

17h30 às 18h00 - Treinos pré-classificados masculino (1 bateria com 08 competidores)

 

Domingo:

 

09h às 12h - Credenciamento

09h às 9h50 - Treinos Final Feminino (1 bateria de 8 competidoras)

9h50 às 11h30 - Treinos Semifinal Masculino (2 baterias de 8 competidores)

11h30 às 13h - Semifinal Masculino (2 baterias de 8 competidores)

13h às 13h30 – Red Bull Tricks N’ Roll

13h30 às 14h30 - Final Feminino (1 bateria de 8 competidoras)

14h30 às 15h30 - Final Masculino (1 bateria de 8 competidores)

15h30 às 16h00 - Cerimônia de premiação

 

Serviço:

Evento:  Oi STU QS – Etapa São Paulo Park

Data: 17 a 19 de agosto

Horário: a partir de 9h

Local: Vans Skatepark São Paulo (Parque Estadual Cândido Portinari)

 

Endereço: Av. Queiroz Filho, 1365 - Vila Hamburguesa

 

Exclusivo: Ítalo Penarrubia conta como é representar o Brasil pelo mundo

Um dos maiores skatistas da atualidade, Ítalo Penarrubia, respondeu algumas perguntas sobre o início da carreira, curiosidades e o futuro no Skateboard com exclusividade ao Esportes de A à Z. Confira a entrevista!

 

Quando e como você começou a andar de skate?

Quando eu tinha 13 anos, eu ganhei dinheiro de dia das crianças e meu pai achou melhor eu comprar o presente. Cheguei numa loja, olhei um skate e pensei “acho que vou começar a andar”. Comprei um skate todo zoado, com rodinha de plástico, daqueles bem baratinhos. A partir daí, comecei a andar numa pista que tinha do lado de casa. A galera que treinava ali começou a me incentivar a correr em campeonatos e foi isso. Até hoje eu sobrevivo do skate. Posso dizer que é meu trabalho e hobby. O skate é tudo pra mim! Me ajudou a lidar com dificuldades, nervosismo e ansiedade.

 

Como foi o processo de profissionalização?

Eu comecei a correr campeonatos, a dar resultados e com isso foram surgindo patrocínios, até que chegou um momento que a Confederação Brasileira de Skate (CBSK) avisou que seria a hora de se profissionalizar. Comecei a participar das competições profissionais e estou até hoje competindo em mega rampa, bowl, vertical. Sempre tento me adaptar em todas as modalidades.


Crédito: Ludmila Villalba/EAZ 

Quais são os melhores picos que você já andou?

Califórnia é o melhor lugar para andar de skate, porque tem muitas opções de pistas, além da estrutura em todas as modalidades. Eu me impressiono muito indo para lá. Mas agora no Brasil está tendo muita evolução. Por exemplo, no Parque Villa Lobos (SP), tem uma das melhores pistas do Brasil. Eu estou muito feliz com toda essa estrutura que está crescendo. É o segundo esporte mais praticado no país. Não tem como competir com o futebol. Mas acho que é um esporte como todos, nós também somos atletas, nos esforçamos, damos o máximo pra representar as marcas, estilo e manobras. É um esporte que eu respeito muito quem pratica, porque não é fácil.

 

Qual vídeo parte que você mais tem assistido atualmente?

Eu amo a vídeo parte do Bob Burnquist porque tem muita manobra que eu acho que nunca vou ver ninguém fazer. Ele é uma pessoa que sempre inova. Anda de vertical, mega rampa, bowl, é um atleta completo. A vídeo parte dele é uma que eu sempre recomendo.

 

Qual manobra que você mais teve dificuldade em aprender até agora?

Todo dia eu tento uma que eu fico até acertar. Eu sempre tento fazer manobras que nunca consegui. Então elas se tornam difíceis. Eu fico nessa briga comigo mesmo de todo dia aprender uma manobra diferente.

 

O skate nas olimpíadas divide até hoje opiniões. O que você acha sobre essa novidade?

Acho que o fato do skate ter entrado nas olimpíadas só gera coisa positiva, porque as pessoas vão começar a olhar o esporte de forma diferente e vão passar a valorizá-lo. Era isso que faltava pra gente. Eu acredito que o skate ainda tem muito pra crescer.

Crédito: Ludmila Villalba/EAZ

 

Como você se sentiu quando soube que estava na equipe Brasil?

Eu não imaginava, porque ultimamente eu tenho competido mais nas modalidades Vertical e Mega Rampa. Ano passado eu tive bons resultados em alguns campeonatos de Park, então foi o que me selecionou para a equipe esse ano. Estão tendo cinco etapas nacionais que vão definir a seleção para o ano que vem. Eu estou muito feliz em fazer parte da primeira seleção e ansioso pra continuar fazendo parte ano que vem e ir pra Tóquio. É ansiedade o tempo inteiro! Quero dar o meu melhor e representar o Brasil em 2020.

 

Quais os seus planos para o futuro?

Agora eu quero me estruturar. Acabei de ter um filho. Quero ter uma casa, uma rampa no meu quintal pra eu treinar e ensinar o meu filho. Pretendo continuar andando de skate, competindo e mostrando esse esporte maravilho que precisa ser mais valorizado.

Pâmela Rosa e Tiago Lemos conquistam Oi STU Qualifying Series-SP

A segunda etapa da modalidade Street do Oi STU Qualifying Series trouxe muita emoção para o Parque Municipal Chácara do Jockey, em São Paulo. Enquanto Pâmela Rosa garantiu o título com sobra, no masculino a disputa foi equilibradíssima. Tiago Lemos foi o campeão com apenas 33 décimos a mais do que Denis Silva, segundo colocado.

Competindo em casa, com apoio de toda família, Pâmela Rosa comemorou a possibilidade de presentear o pai com o troféu do Oi STU Qualifying Series – Etapa São Paulo.

“Eu estou feliz demais, principalmente por poder dar esse presente para o meu pai, que está aqui na arquibancada. As meninas estão andando muito, todas que participaram fizeram manobras incríveis. Eu consegui acertar minha primeira volta limpa e depois acertei quatro manobras das cinco, o que me deixa muito feliz. Só tenho a agradecer a minha família que compareceu em peso e a toda organização do Oi STU pelo carinho e apoio com a gente”, disse a campeã que levantou o troféu com 350,67 pontos.

Tiago Lemos vence no masculino. Crédito: Ludmila Villalba/EAZ

Já no masculino, Tiago Lemos voltou ao Brasil para o Oi STU QS - SP, após quatro meses competindo no continente europeu. Natural de Jaguariúna, Tiago levantou a torcida e vibrou por competir ao lado de grandes amigos.

“A final foi demais, o dia estava perfeito e todos os skatistas apresentaram um nível altíssimo. O Denis e o Lehi andaram muito, a final foi disputadíssima e eu fico muito feliz de ver todos os meus amigos andando muito. É bom para a gente que está competindo e para a galera que vem junto com a gente assistindo”, disse Tiago que fez 360,33 pontos.

A competição faz parte do calendário nacional de skate, que contará com um total de quatro etapas para cada modalidade (Street e Park) ao longo de 2018. Todas as disputas contam pontos para o ranking brasileiro. Após as quatro etapas de cada modalidade, os oito melhores skatistas no feminino e masculino estarão automaticamente classificados para o Oi STU Open, em novembro, no Rio de Janeiro, que contará com pontuação dobrada. Após as cinco etapas, os três atletas mais bem ranqueados, mais um selecionado, nas categorias feminino e masculino de Street e Park, formarão a seleção brasileira de skate em 2019.

Classificação final feminina:

1-      Pâmela Rosa – 350,67

2-      Virginia Fortes Águas – 313,00

3-      Vitória Mendonça – 295,33

4-      Rayssa Leal – 284,00

5-      Isabelle Menezes – 271,67

6-      Giovanna Dias – 257,33

7-      Karen Feitosa – 256,34

8-      Marina Gabriela – 228,33

Classificação masculina:

1-      Tiago Lemos – 360,33

2-      Denis Silva – 360,00                       

3-      Lehi Leite – 318,01

4-      Lucas Xaparral – 317,67

5-      Silas Bisteca – 313,00

6-      Rogerio Febem – 295,00

7-      Paulo Galera – 244,33                    

8-      Felipe Gustavo – 239,67

Eliminatórias definem finalistas no feminino e semifinalistas no masculino no Oi STU Qualifying Series-SP

Não faltou skate no pé neste sábado (11.08), no Parque Municipal Chácara do Jockey, em São Paulo. A segunda etapa do Oi STU Qualifying Series, na modalidade Street, começou com as disputas eliminatórias masculinas, que classificaram dezesseis atletas, que se juntam a oito pré-classificados para a disputa semifinal, que será disputada neste domingo. Já no feminino a eliminatória classificou oito mulheres para as finais.

Na disputa masculina 76 atletas entraram na pista em busca das dezesseis vagas para a semifinal. Apesar da liderança de Lucas Xaparral, o destaque do dia foi Rodil Ferrugem, atleta veterano de Curitiba, que voltou a competir após quatro anos parado e acertou nove das dez manobras apresentadas na bateria. Ferrugem voltou às competições visando uma vaga na seleção brasileira que disputará os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Crédito: Ludmila Villalba/EAZ

“Hoje disputamos as eliminatórias e confesso que não esperava tanto. Eu estava parado há um tempo, mas me motivei, montei um projeto novo e quero ter a oportunidade de disputar os Jogos Olímpicos. Então pretendo disputar todas as etapas do Circuito e estou muito focado, com muita vontade de me superar pessoalmente. É um nível muito alto, mas vou tentar encontrar meu espaço também”, disse que o atleta 12 vezes campeão brasileiro e bicampeão mundial, em 2002 e 2004.

Rodil Ferrugem e mais 15 atletas se juntam a Tiago Lemos, Felipe Gustavo, Alex Carolino, Rogério “Febem”, Paulo Galera, Mike Dias, Silas “Bisteca” e Lehi Leite, pré-classificados diretamente para a semifinal. Os 24 atletas disputam a semifinal, que classificará oito skatistas para a grande final, também neste domingo.   

Já no naipe feminino, destaque para Pâmela Rosa que fez 90,67 pontos. Natural de São José dos Campos, a skatista compete praticamente em casa e conta com a torcida da família na arquibancada do Oi STU Qualifying Series.

 

“Eu gostei muito da minha volta, apesar de ter errado na primeira, consegui acertar na segunda. As meninas estão com um alto nível enorme e isso é incrível para o campeonato. Está sendo uma experiência muito boa competir em São Paulo, minha família está toda aí me prestigiando e isso é muito legal. Espero ir melhor amanhã e conseguir acertar manobras mais difíceis”, disse Pâmela.

Classificação feminina:

1-      Pâmela Rosa – 90,67

2-      Marina Gabriela – 84,00

3-      Rayssa Leal – 82,00

4-      Virginia Fortes Águas – 79,33

5-      Vitória Mendonça – 76,67

6-      Karen Feitosa – 72,33

7-      Giovanna Dias – 69,67

8-      Isabelle Menezes – 68,33

Classificação masculina:

1-      Lucas Xaparral – 88,33               

2-      Denis Silva – 82,67                       

3-      Diego Fontes – 82,00                   

4-      Elton Melonio – 80,00               

5-      Renato Souza – 79,00                 

6-      Luis Apelão – 78,67  

7-      Diego Oliveira - 78,33                   

8-      Rodil Ferrugem – 78,33

9-      Pedro Iti – 77,67

10-   Alex Massotti – 74,67

11-   Matheus Souza - 73,00

12-   Danilo do Rosario - 72,00

13-   Patrik Mazuchini – 71,33

14-   Ricardo Porva – 70,67

15-   Marcelo Marreco – 70,67

16-   Douglas Molocope – 69,00  

Assinar este feed RSS