Mateus Evangelista se vinga de sul-africano e é ouro no Mundial de Atletismo de Londres

Rondoniense fatura os 100m T37, se recupera de derrota nos 200m, e conquista a sexta medalha dourada do Brasil. Crédito: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB
 
Mateus Evangelista conquistou nesta quinta-feira, 20, a sexta medalha de ouro do Brasil no Mundial de Atletismo Paralímpico, em Londres. O rondoniense foi mais veloz dos 100m T37 (paralisados cerebrais) e subirá pela segunda vez no pódio no Estádio Olímpico. A equipe brasileira chega às 15 medalhas na capital britânica - seis de ouro, cinco de prata e quatro de bronze. A competição se encerrará neste domingo, 23. 
 
O rondoniense de 23 anos foi à forra e superou o sul-africano Charl du Toit, que havia vencido-o na emocionante final dos 200m, em que ficou com a prata. Dessa vez, Mateus foi o mais veloz com o tempo de 11s48. Seu rival foi o segundo colocado, com 11s55. Completou o pódio o ucraniano Vladyslav Zahrebelnyi, que registrou a marca de 11s69. O brasileiro, assim, afastou a frustração dos Jogos do Rio, quando ficou com a quarta colocação desta mesma prova. 
 
"Comemorei muito porque eu queria demais essa medalha de ouro. Era algo que estava engasgado. Essa vitória mostra que a minha mudança de Rondônia para São Paulo há quatro anos valeu a pena. Mas, eu dedico essa vitória para o meu estado. Minha casa é Rondônia, apesar de morar em São Paulo. Meu coração segue em Rondônia", disse Mateus que, por falta de oxigênio na hora do nascimento, teve uma paralisia cerebral que prejudicou os movimentos do lado direito do corpo.  
 
Mateus ainda retorna nesta sexta-feira, 21, à pista do Estádio Olímpico de Londres. O brasileiro disputará o salto em distância, prova da qual é especialista e na qual conquistou a medalha de prata nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, no ano passado. Ele terá a missão de destronar o chinês Guangxu Shang, dono do ouro no Rio ao alcançar 6,77m - vinte e quatro centímetros a mais do que Mateus (6,53m).
 
O outro brasileiro a competir nesta quinta-feira foi Fabrício Junior. Ele ficou em terceiro lugar em sua semifinal dos 200m T12 (baixa visão), com o tempo de 22s90. Como apenas o primeiro colocado de cada uma das três baterias e o melhor tempo no geral se classificavam, ele ficou fora da decisão por medalha. 
 
Programação dos brasileiros - sexta-feira (21/7)*
15h10 - Edson Pinheiro (semifinal dos 100m T38)
15h14 - Elizabeth Gomes (final do lançamento de disco F55) 
15h26 - Yohansson Nascimento (semifinal dos 200m T47)
15h34 - Petrúcio Ferreira (semifinal dos 200m T47)
16h13 - Daniel Martins (semifinal dos 800m T20) 
16h35 - Mateus Evangelista (final do salto em distância T37)
17h03 - Edson Pinheiro (final dos 100m T38) - caso avance
*Horário de Brasília
 
Acompanhe a transmissão ao vivo pelo Facebook (facebook.com/comiteparalimpico), e a cobertura nos perfis no Twitter (@cpboficial) e no Instagram (ocpboficial)