Redação

Redação

Alison/Bruno Schmidt leva o bronze, e Ágatha/Duda termina em 4º lugar em Xiamen

O Brasil conquistou na madrugada deste domingo (22.04) a medalha de bronze no torneio masculino da etapa de Xiamen (China), válida pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2018. Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) superaram os poloneses Losiak e Kantor por 2 sets a 0 (21/15, 21/13), subindo ao pódio no torneio quatro estrelas. Ágatha/Duda (PR/SE) encerrou a participação na competição com o quarto lugar.

É a quarta medalha do país na atual temporada do Circuito Mundial, sendo uma de ouro, duas de prata e uma de bronze (veja a lista completa abaixo). O próximo desafio das duplas brasileiras no tour internacional será a etapa quatro estrelas de Huntington Beach, nos Estados Unidos, de 1 a 6 de maio. Antes, porém, eles disputam o SuperPraia no próximo final de semana, reunindo os melhores times da temporada brasileira em Brasília (DF).

Os campeões olímpicos mantiveram o retrospecto positivo contra a dupla polonesa, chegando ao nono triunfo em nove jogos diante de Losiak e Kantor. A vitória foi construída em apenas 31 minutos, com ótimas combinações de saque de Bruno Schmidt, e bloqueios precisos de Alison. Após a vitória, Bruno analisou a primeira medalha da parceria nesta temporada do Mundial.

“Era visível que as duas duplas estavam bastante cansadas fisicamente, encaramos três partidas no dia anterior, o que é bastante para um evento em nível tão alto. Eles começaram impondo um ritmo forte, mas nós sabíamos que teríamos que jogar no nosso limite e esquecer o cansaço. Tivemos sucesso com essa estratégia. Notamos que eles estavam sentindo mais e utilizamos isso em nossa vantagem durante o jogo”, destacou.

A medalha de bronze rende para Alison e Bruno Schmidt 640 pontos no ranking geral do Circuito Mundial de vôlei de praia 2018, além de uma premiação de cerca de R$ 34 mil. A parceria formada em janeiro de 2014 soma agora 19 medalhas em 40 eventos disputados, sendo 12 de ouro, quatro de prata e três de bronze. Bruno comentou a conquista.

“Desde o final do ano passado, decidimos nos esforçar muito em cada torneio, não importando o resultado, mas jogando no limite. E é ótimo quando você termina dando seu máximo como fizemos hoje, após vários jogos, no último dia da competição. Espero que continuemos assim. Vai mostrar como seremos competitivos este ano”, disse Bruno.

Outras duas duplas representaram o Brasil no naipe masculino em Xiamen: Vitor Felipe e Guto (PB/RJ) caíram nas oitavas de final, justamente para Alison/Bruno. Já Álvaro Filho e Saymon (PB/MS) foram eliminados também nas oitavas, para os russos Stoyanovskiy e Velichko.

Feminino
Ágatha e Duda (PR/SE) terminaram a campanha em Xiamen na quarta colocação. Elas começaram o dia sendo superadas na semifinal pelas canadenses Sarah Pavan e Melissa-Humana Paredes por 2 sets a 0 (21/19, 21/14), em 34 minutos. Horas depois, na disputa de bronze, acabaram derrotadas pelas australianas Artacho e Clancy por 2 sets a 0 (21/18, 21/17), em 35 minutos.

O quarto lugar rende 560 pontos e um prêmio de cerca de R$ 27 mil. Ágatha e Duda fizeram seis jogos em Xiamen, com quatro vitórias e duas derrotas. Outras duas duplas representaram o país no torneio: Carol Solberg/Maria Elisa (RJ) terminaram em nono, e Carolina Horta/Taiana (CE) ficaram na 17ª posição.

Esta foi a sexta vez que a cidade de Xiamen recebeu uma etapa do Circuito Mundial, estando presente no tour seguidamente desde 2013. O Brasil soma cinco medalhas agora, sendo três de ouro, com Alison/Vitor Felipe, em 2013, Juliana/Maria Elisa, em 2014, e Fernanda Berti/Bárbara Seixas, em 2017. A única prata foi conquistada por Talita/Taiana, em 2013.

Além de Xiamen, a China sediará outras quatro etapas no Circuito Mundial 2018, de duas e três estrelas, além de ser palco do Campeonato Mundial Sub-19, que ocorre em Nanquim, de 10 a 15 de julho. Já a etapa brasileira do tour acontece de 16 a 20 de maio, em Itapema (SC).

BRASIL NO CIRCUITO MUNDIAL 2018:

Etapa de Haia - Holanda (4 estrelas)
Maria Elisa/Carol Solberg - prata

Etapa de Fort Lauderdale - EUA (5 estrelas)
Fernanda Berti/Bárbara Seixas - ouro
Carol Horta/Taiana - prata

Etapa de Xiamen - China (4 estrelas)
Alison/Bruno Schmidt - bronze

Vitórias "em casa" no IRONMAN 70.3 Florianópolis

Os triatletas brasileiros Igor Amorelli e Pamella Oliveira venceram o IRONMAN 70.3 Florianópolis, prova que abriu a série de eventos do Circuito IRONMAN no país. Na manhã deste domingo, Igor, que é de Balneário Camboriú (SC), completou os 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21 km de corrida com o tempo de 3h46min46seg, seguido de perto pelo norte-americano Tim ODonnelll, 3h50min22seg, e Iuri Vinutto, também do Brasil, com 3h51min49seg.

Já no feminino, ainda mais equilibrado Pamella, capixaba radicada em Balneário Camboriú, fez a prova em 4h23min03seg, 11 segundos mais rápida que Bruna Mahn, 4h23min14seg. A terceira posição foi da paulista Beatriz Neres, com 4h23min59seg. Ao todo, 1300 atletas de 23 países participaram do evento, que deu pontos no ranking da Elite e 30 vagas para a Faixa Etária para o Mundial IRONMAN 70.3 2018, programado para os dias 1 e 2 de setembro, em Nelson Mandela Bay, na África do Sul.

A estreia da Praia do Ingleses no Circuito IRONMAN foi um sucesso. O percurso rápido possibilitou uma boa disputa entre os profissionais, que não decepcionaram. No masculino, Igor Amorelli foi quase perfeito. Quinto a deixar a água, ele assumiu a ponta no ciclismo para manter o ritmo na corrida e conseguir sua quinta vitória em um IRONMAN 70.3 – Punta Del Este (URU), San Juan (PRT), Palmas (BRA) e Miami (EUA).

Ovacionado pela torcida,  o campeão era só alegria. “Minha prova foi muito boa e a organização esteve perfeita. Foi um ótimo aquecimento muito bom para o IRONMAN Brasil 2018, em maio, em Jurerê Internacional”, declarou Igor. Sobre seu desempenho, ele destacou a recuperação. “Foi quase como planejava. Minha natação esteve abaixo, mas consegui me recuperar no ciclismo e manter na corrida. No fim, deu tudo certo”, completou o triatleta, de 33 anos e que este ano foi vice no IRONMAN 70.3 Bariloche (ARG), em março.

De ponta a ponta

Se Igor lamentou a parte da natação para a vitória, Pamella não teve esse problema, A triatleta, que representou o país nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016, liderou as três modalidades, mesmo fazendo uma boa briga com as adversárias, fato que valorizou o resultado.  

“Essa prova já foi um pouco mais parecida com a prova do Rio e eu já esperava sofrer um pouco no final da corrida. Por isso, me preparei psicologicamente. Foi uma prova completamente inversa a Bariloche,  e acho que aprendo mais  em cada uma delas. Especialmente sobre o meus limites e o que sou capaz de fazer dentro da disputa.  E essa foi mais um aprendizado e sair com a vitória é a cereja do bolo”, declarou.

“Vencer em casa é muito mais gostoso, muito mais motivante. Cada queda que você sofre tem uns cinco ou dez gritando seu nome para você levantar, isso ajuda muito e foi o que me trouxe até o final”,  completou.

 

Resultados 2018 

 

Masculino

 

1) Igor Amorelli (BRA), 3h46min46deg

2) Tom ODonnell (EUA), 3h50min22seg

3) Iuri Vinuto (BRA), 3h51min49seg

4) Santiago Ascenço (BRA), 3h52min58seg

5) Fernando Toldi (BRA), 3h54min20seg 

 

Feminino

 

1) Pamella Oliveira (BRA), 4h23min03seg

2) Bruna Mahn (BRA), 4h23min14seg

3) Beatriz Neres (BRA), 4h23min59seg

4) Luiza Cravo (BRA), 4h24min38seg

5) Nicole Valentine (ECU), 4h32min41seg 

IRONMAN 70.3 Florianópolis reunirá 1300 atletas neste domingo

Com a presença de 1300 competidores, de 23 países, será realizado neste domingo, dia 22 de abril, o CAIXA IRONMAN 70.3 Florianópolis. Trata-se da primeira edição da competição, que também abrirá a série de cinco eventos do Circuito IRONMAN no país. Atletas das categorias Elite e Faixa Etária terão pela frente o desafio de 1,9 km de natação, 90.1 km de ciclismo e 21.1 km de corrida. A largada será as 6h30, na Praia dos Ingleses, em frente o Oceania Park Hotel, onde está montada toda a área de transição.

Os atletas da Elite buscarão pontos no ranking de classificação para o Mundial IRONMAN 70.3 2018, programado para os dias 1 e 2 de setembro, em Nelson Mandela Bay, na África do Sul. Para a Faixa Etária, estarão em jogo 30 vagas no mundial  deste ano, o que certamente motivará a todos.

As disputas já começarão neste sábado, dia 21, com o IRONKIDS. Trata-se de uma competição para jovens de 2 a 12 anos, no masculino e feminino, que visa incentivar, de forma lúdica, a prática esportiva.  As baterias serão realizadas na arena do evento, a partir das 8h, sendo mais um atrativo para toda a família. São esperados cerca de 200 participantes.

Alguns dos principais nomes da modalidade estarão em Florianópolis para o IRONMAN 70.3.  Com isso, a expectativa é de uma prova com briga acirrada pelo topo do pódio. Nomes como os brasileiros Igor Amorelli duas vezes campeão do IRONMAN; Santiago Ascenço, com quatro títulos do circuito IRONMAN 70.3; Iuri Vinuto, campeão da Copa Brasil de Triathlon 2017; e o norte-americano Tim ODonnell, vencedor do IRONMAN Brasil em 2013, em Florianópolis, estarão na disputa.

No feminino estão confirmadas as brasileiras Pamella Oliveira, campeã do IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro;  Bia Neres, vencedora do IRONMAN 70.3 Palmas, vice-campeã sul-americana de triatlo e integrante da seleção brasileira da modalidade, Mariana Andrade, campeã do IRONMAN 70.3 Rio 2015, e Luiza Cravo, campeã IRONMAN 70.3 Coquimbo, 3ª no IRONMAN 70.3 Palmas. Lauren Goss, dos Estados Unidos, com seis títulos no circuito IRONMAN 70.3, é a atração internacional.

O percurso inédito também é uma das atrações do evento. A natação será feita em uma volta na Praia do Ingleses, seguida pelo ciclismo, também com uma única volta de 90 km, utilizando as rodovias SC-403 e SC-401 e passando por alguns trechos que também fazem parte do IRONMAN Brasil. Finalmente, a corrida será em três voltas de cerca de 7 km, sendo em grande parte na orla dos Ingleses.

 

Programação

Endereço: Rua do Marisco 550 - Ingleses - Florianópolis/SC

Hotel Oficial: Oceania Park Hotel

 

21/04

8h - IRONKIDS

8h30 - 19h - EXPO IRONMAN®

9h - 12h - Entrega de Kits

10h - Congresso Técnico - Português**

11h - Congresso Técnico - Inglês

12h - Congresso Técnico - Elite

14h - 19h - Bike Check-in

14h - 15h - Números 1301 - 1600

15h01 - 16h - Números 1001 - 1300

16h01 - 17h - Números 0701 - 1000

17h01 - 18h - Números 0401 - 0700

18h01 - 19h - Números 0001 - 0400

 

22/04

8h - 18h - EXPO IRONMAN®

5h - 6h40 - Acesso dos Atletas à Área de Transição

6h30 - Largada Elite Masculina

6h40 - Largada Elite Feminina

6h50 - 7h05 - Largada Faixa Etária em ondas

6h50 - M 30-34 / M 45-49

6h55 - M 18-24 / M 35-39 / M 50-54

7h -  M 25-29 / M 40-44 / M 55+

7h05 - Todas as Mulheres

12h - Premiação Elite  - Top 3

13h - 16h - Bike Check-Out

13h - 17h - Achados e Perdidos

19h - Premiação Elite Top 6 e Faixa Etária

20h - Distribuição de Vagas IRONMAN® 70.3® World Championship 2018

Flamengo é o primeiro semifinalista da temporada

A classificação do Flamengo às semifinais do NBB CAIXA veio nesta quinta-feira (19/04) com uma dose extra de emoção. Depois de ver o Minas ficar o jogo todo em vantagem, o time rubro-negro conseguiu levar o jogo para a prorrogação e venceu, por 97 a 92, para fechar a série quartas de final em 3 a 0.

Restando dois minutos para o fim do último quarto, o Minas vencia por nove pontos (83 a 74). Mas o Flamengo não se entregou e reagiu de forma impressionante. Com bolas de 3 de Marquinhos e Pecos, a equipe rapidamente cortou a diferença. Depois, com dois lances livres do camisa 11, empatou o jogo em 83 a 83 e a decisão foi para o tempo extra.

Flamengo agora aguarda o vencedor de Mogi e Caxias que jogam hoje a terceira partida. Crédito: Felipe Duest/NB Photo Press

Na prorrogação, a estrela de Marquinhos brilhou. Com 12 dos 14 pontos da equipe nos cinco minutos de desempate, o jogador foi para lá de decisivo para o Flamengo ficar o tempo todo na frente e garantir a vitória e a classificação. Ao todo, o camisa 11 somou 21 pontos, cinco rebotes e cinco assistências.

"Foi um jogo muito doido. Ficamos o jogo inteiro perdendo, mas conseguimos ali no finalzinho dar um sprint, encaixar boas defesas e levamos o jogo para a prorrogação. Isso é Flamengo. Não desistimos em nenhum momento e conseguimos essa vitória para fechar a série", disse Marquinhos.

Outro personagem fundamental para o triunfo rubro-negro foi Arthur Pecos. Sem errar nenhum arremesso, o armador marcou 12 de seus 16 pontos durante o último quarto e teve grande papel na reação carioca, não só pelos pontos marcados, mas também pela energia na defesa.

"Estou muito muito feliz. Nossa equipe trabalha muito e é uma verdadeira família. E no momento de dificuldade, uma família fica junto e foi isso o que aconteceu hoje. Conquistamos uma grande vitória e vamos nessa pra próxima fase. Temos que comemorar hoje, mas depois temos que já pensar na semifinal", afirmou Pecos.

Esta é a nona vez que o Flamengo chega às semifinais do NBB CAIXA. A única vez em que a equipe não ficou entre os quatro melhores foi justamente na temporada passada, quando acabou eliminada pelo Pinheiros nas quartas de final. O rival dos rubro-negros na semifinal sairá do confronto entre Mogi das Cruzes/Helbor e Banrisul/Caxias. Os mogianos lideram a série por 2 a 0 e o Jogo 3 acontece nesta sexta-feira, às 21 horas.

Veja mais algumas imagens da partida:

Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

 

Crédito: Felipe Duest/NB Photo Press

Crédito: Bruno Lopes/BNLPhotopress/EAZ

 

Assinar este feed RSS