Judô

Judô (1)

Alana é prata no judô e Brasil ganha mais duas medalhas no judo

Alana Maldonado foi prata aos 21 anos de idade. Crédito: Raphael Oliveira/Esportes de A à Z

O público lotou a arena carioca 3 para empurrar Alana Maldonado que chegou para a disputa da medalha de ouro. Mesmo com todo o apoio, ela não conseguiu lutar bem e acabou sendo imobilizada, perdendo a luta diante da mexicana Lenia Alvarez. Antônio Tenório e Willian Silva foram prata também.

“Foi algo fantástico! Eu com apenas 21 anos consegui ser medalha de prata. Claro que sonhei com a medalha de ouro e renunciei muita coisa na minha vida e prometo que vou treinar muito para buscar o ouro nas próximas paralimpiadas. A torcida fez muita diferença e foi bonito ver a torcida gritar meu nome. ” – Conta sobre a prata.

Alana está na seleção de judo faz um ano e meio e tudo começou graças ao incentivo de sua avó. 

“Tentei fazer atletismo e judo antes de ir parar no judo, minha avó foi a minha maior incentivadora e meus professores da faculdade me mostraram que existe essa modalidade paralimpica. Faço faculdade de educação física e parei o curso para poder me dedicar. Definitivamente valeu muito a pena. ” – Conta sobre sua vida.

A luta

Desde o início do combate, a mexicana tomava a iniciativa, tentando derrubar a brasileira e ela se defendendo o tempo todo. A luta foi se mantendo equilibrada até que, Lenia conseguiu executar um bom golpe e imobilizá-la no chão e faturar a medalha.

Agora Alana vai descansar um pouco e pretende viajar e logo voltará aos treinos para começar o próximo ciclo paralimpico.

Outras medalhas para o Brasil

Antonio Tenório da categoria para -100kg e Willian Silva da categoria +100kg também foram medalha de prata, fechando o judô nas paralimpiadas. Antônio perdeu a luta para o sul-coreano Gwanngeum Choi e Willian para o atleta do Uzbequistão Adijan Tuledibaev  

 

Assinar este feed RSS