André Brasil dá o primeiro ouro ao Brasil no Mundial de Natação Paralímpica

André Brasil dá o primeiro ouro ao Brasil no Mundial de Natação Paralímpica Nadador do Rio de Janeiro sagrou-se tricampeão mundial nos 100m nado costas na abertura do Mundial da modalidade. Crédito: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB
O carioca André Brasil, 33, conquistou a medalha de ouro nos 100m costas da classe S10 (menor nível de deficiência física) na abertura do Campeonato Mundial de Natação Paralímpica, neste sábado, na Cidade do México. A competição, que começou nesta tarde (no Brasil), conta com a participação de 17 brasileiros e se estenderá até 7 de dezembro. Paralelamente, neste mesmo período, será realizado o Mundial de Halterofilismo, também na capital mexicana.
 
André confirmou o favoritismo nos 100m nado costas e deu continuidade a uma rotina de sete anos em pódios Mundiais nesta prova. Em Eindhoven 2010 e Glasgow 2015 ele faturara o ouro, já em Montreal 2013, fora prata. 
 
O ouro de André na Cidade do México veio com a marca de 1min01s57, quase dois segundos de vantagem sobre o segundo colocado, o estoniano Kardo Ploomipuu (1min03s55). O bronze foi para o norte-americano Tye Dutcher (1min03s81).
 
“Importante começar ganhando, mesmo sabendo que não seria a prova mais acirrada do dia. Tentei forçar, mas fiquei aquém do tempo de 1min00s que eu queria fazer, mas foi dentro da expectativa, foi bom para quebrar a tensão”, comentou André Brasil.
 
Andre teve poliomielite aos três meses de idade – por reação à vacina – , o que lhe trouxe uma pequena sequela na perna esquerda. Conheceu a natação como forma de reabilitação e o contato com a água tornou-se tão prazeroso que iniciou sua carreira como nadador profissional em 1992. Anos depois, já em 2005, o carioca ingressou no paradesporto, hoje é um dos grandes nomes da natação paralímpica nacional.
 
Na Cidade do México, André nadará nada menos que oito provas, sendo seis individuais e dois revezamentos.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.