fbpx

Daniel Dias ganha mais um ouro e Brasil leva quatro medalhas na natação

Daniel Dias ganha segundo ouro nestas paralimpiadas. Crédito: Bruno Neves Lopes/Esportes de A à Z

A noite na natação no parque aquático foi de medalhas para o Brasil. Na prova principal, Daniel Dias levou o ouro nos 50m livre categoria S5 que contou com Clodoaldo Silva, a 20º medalha em paralimpiadas. Na mesma prova feminina, Maria Joana Silva foi prata, André Brasil e Tallison Glock foram bronze. 

Em sua prova, Daniel Dias disparou na frente. A torcida aos gritos parecia como vento, o jogando para frente e ele foi abrindo vantagem até obter mais um ouro em sua carreira, a segunda nesta para paralimpiadas. Agora Daniel tem 5 medalhas na competição e ainda volta para o revezamento 4x100m na quarta.

“Foi emocionante hoje, os 50m borboleta foi onde fiquei mais sentido e hoje me falei que queria dar uma alegria maior a essa torcida e queria que elas cantassem o hino junto comigo e consegui. Hoje descanso e amanhã tenho revezamento e curtir um pouco a família e viver o clima bom de hoje” – Conta Daniel Dias sobre sua vitória de hoje.

A prova contou com a participação da lenda Clodoaldo Silva. Conhecido como o tubarão, chegou em sétimo e mesmo assim, ficou feliz com seu desempenho.

“Estou feliz com meu resultado e feliz com meu resultado. Sou dos poucos com paralisia cerebral nessa final e essa torcida junto comigo me dá a sensação de que estou com a missão cumprida. ” – Conta sobre seu desempenho 

Também nos 50m livre feminino categoria S5, foi a vez Joana Silva ganhar a prata. Quem venceu em sua prova foi a chinesa Li Zhang, onde venceu a prova nos metros finais.

Tallison Glock foi bronze depois de desclassificação de colombiano. Crédito: Ricardo Erlich/Esportes de A à Z

“Foi uma experiência única e sensacional nadar com essa galera e estou muito satisfeita com essa medalha. Eu me desconcentrei na saída e isso fez a diferença para ela ter ganho. Mas trago a medalha e foi bom subir ao pódio novamente como fiz em Londres. ” – Diz

A noite também teve André brasil com o bronze nos 100m borboleta S10. Ele que perdeu para os ucranianos Denys Duprov que bateu o recorde mundial da prova e Maksym Kypak que ficou com a prata. Quem também levou a mesa cor de medalha foi Tallison Glok nos 200m medley SM6. Ele chegou em quarto, mas acabou herdando a medalha depois da desclassificação do colombiano Nelson Corzo.