Daniel Dias ganha mais duas medalhas e Brasil encerra participação nas paralimpiadas

Daniel Dias tem 24 medalhas na história das paralimpíadas. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

 

No último dia de natação no parque aquático com um ótimo público, o Brasil saiu com 3 medalhas sendo uma de ouro com Daniel Dias nos 100m livre classe S5, na mesma distância, um bronze com Maria Joana Silva e uma prata numa recuperação espetacular nos 4x100m 34pts.

“Foi espetacular demais nadar por aqui com esse público gritando por mim. Dava para ouvir dentro da agua nesses 10 dias a vibração dele. Só tenho a agradecer a cada um por esse momento especial e quero poder curtir muito esse momento. ” – Conta Daniel sobre a medalha.

A 23º medalha de Daniel Dias veio nos 100m livre. Ele dominou a prova de ponta a ponta sem dar chance ao americano Roy Perkins que foi segundo e o alemão Andrew Mullen em terceiro com mais de 3s de vantagem sobre eles. Clodoaldo Silva também esteve nesta prova e chegou em último.

Daniel voltou a piscina uma hora depois, junto com Ruan de Souza, André Brasil e Phelipe Rodrigues para a disputa do 4x100m medley 34pts onde acabou ganhando sua 24º medalha, dessa vez de bronze. Ele foi o primeiro a pular nadando costas e como há dois dias atrás, ele chegou em útlimo na sua perna. Deu a vez para Ruan nadando peito que conseguiu diminuir um pouco a vantagem para os demais atletas. Mas foi com André nadando borboleta que o Brasil saiu de último direto para 5º posição e com Phelipe que veio a disputa que fez o time chegar em terceiro. Eles perderam para os chineses que tiveram recorde olímpico e para os ucranianos.

Quem também levou a medalha de bronze mais uma vez foi Maria Joana Silva. Ela disputou também os 100m livre S5 e chegou em terceiro, perdendo para chnesa Li Zhang e para espanhola Teresa Perales.